WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Compartilhe
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 17/10/2016, 16:53

    31 de Agosto, 2005, 20:00




    As últimas ordens do antigo ancião foram rapidamente acatadas. Cada um dentro da mansão não poupou tempo para o começo do grande ritual. Era claro que ninguém havia desgostado da proposta de Franco e havia uma certa ansiosidade no ar. Afinal o mesmo havia acabado de oferecer o maior sonho que todos os filhos de Izabel compartilhavam. Com exceção de Desmond, só que o mesmo se mostrou tão disposto a ajudar quanto os outros. Assim ele e Ferdinand levaram Franco para o quintal para preparar o terreno. Duncan estava fraco de corpo e espírito e permaneceu na sala, junto da pequena Pâmela e a jovem Sarah ficou quase que como babá dos dois.

    Assim vocês subiram até o laboratório de Lucien. Foi requerido pelo antigo que vós pegassem poderosos catalizadores entrópicos. Qualquer relíquia do mundo dos mortos também seria bem vinda. Afinal o Giovanni deixou claro que iria mexer drasticamente com a película. O último pedido foi que Lucien trouce-se todos os fragmentos que pudesse de seu avatar. Logo agora estavam os quatro dentro das salas de estudo do francês. Rebecca estava um pouco mais para trás e se mostrava muito pensativa e hesitante. Já Daisy estava cheia de energia e desfilava na frente de vocês dois.

    - Acho que tem mais de trinta anos que não entro aqui... - Disse Rebecca da entrada com uma voz pensativa.

    - Ora ora, não se acanhe minha tia mais nova. Hihihi, a casa é toda sua se sinta a vontade. Agora me diga querido Lucy, essa mina velinha ai vai viver conosco? E diz, diz, gostou da minha filhota nova?- Falava Daisy totalmente descontraída e aparentemente muito feliz.


    Última edição por King Narrador em 8/11/2016, 08:42, editado 1 vez(es)
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 17/10/2016, 22:19

    Eu entrava calmamente na minha sala de estudos, sem dúvida o cômodo que eu mais adorava em todo casarão, apesar do meu móvel mais querido ser a poltrona em meu quarto, minha sala de estudos guardava um pedaço da minha essência e personalidade, indo então na direção da estante eu passava os dedos sobre as madeiras frontais das prateleiras, parando em frente a alguns daqueles reagentes que foram todos postos por mim em frascos e conservas.

    "Curioso como o padrão necromântico ainda existe nos meus estudos, afinal é preciso romper os rótulos e definições tenebrosas que cercam essa arte mágica para alcançar o que eu realmente acredito que seja a minha magia de sangue... E só de pensar que em breve eu poderei novamente fazer magika, sentir a quintessencia que flui pelo ar, que nutre os vivos..."

    Meu breve devaneio era interrompido pela voz de Rebecca, eu olho diretamente para mesma e faço um sinal para convidando-a a entrar e repito o sinal feito com o indicador também para Cecília.

    -Entre Rebecca, acredito que você ainda saiba se movimentar por aqui sem grandes problemas correto? Além disso, acostume-se, tens um dos mais poderosos avatares, você precisará ler muito mais....

    E finalmente olho diretamente para Daisy.

    -Mina velinha? Tia mais nova?! Daisy por favor, demonstre mais respeito, já conversamos inúmeras vezes sobre isso! Ausente as alcunhas desse deboche sutil, os mais antigos detestam essa atitudes e Cecília tem poucos anos a menos que eu mesmo possuo... Agora, sobre sua prole, você já sabe muito bem a resposta! Imprudente, impetuoso e mal executado. Ela ainda se chama de vampira, pelo amor de Deus, você deveria ter ao menos ensinado ela o básico antes de transforma-la!

    Respirando fundo e relaxando os ombros eu tentava me sentir mais confortável com o fato de Daisy, a mais imprevisível e instintiva criatura que eu já conheci, era agora responsável por uma existência.

    -Espero que ela ponha algum juízo nessa tua cabeça! E sobre ela viver conosco ou não...

    Eu me viro para olhar diretamente para Cecília, sorrindo de maneira muito educada.

    -Será um prazer, mas a escolha é sua minha cara.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 18/10/2016, 12:27

    Cecília não se importou em seguir o grupo de Lucien, olhando a sua volta a cainita buscava pelas mudanças do tempo, coisas novas que ainda lhe eram desconhecidas. Entre elas a própria sala de estudo de Lucien, durante sua vida anterior a cainita mal chegava perto do local, adentrar ali foi algo inovador.

    " Necromancia... Nunca tive interesse nessa arte... Talvez seja hora de criar interesse... Primeiro tenho que me encontrar no tempo... É o mais certo a se fazer..."

    Ouvindo as palavras de Dayse, Cecília preferiu manter o silencio, seus olhos percorriam os livros de Lucien com interesse o cuidado, ainda molhada a jovem não queria danificar nenhum material da sala.

    Percebendo que o assunto tratava de sua pessoa Cecília sorriu com suavidade, seus olhos buscaram de leve Daisy antes de responder Lucien em inglês polido.

    - Acredito que em um primeiro instante seja melhor eu permanecer aqui... Até mesmo para não lhe criar um novo problema ou preocupação...
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 21/10/2016, 16:01

    - Ai Senhorito Lucy! Tu mesmo que odeia esses tratamentos polidos. Não decapitou vários nobres na revolução francesa só porque eles gostavam de serem chamados de senhor? Mas desencana, to feliz em ter uma nova amiguinha na mansão, posso te chamar de Ceci? Hihihi. E tu Luci, é muito rabugento quando quer. Relaxa, a Sarah é gente boa, vai gostar dela. Bom? O que você quer que eu busque pra ti aqui na sala? O Grande Giovanni pediu reagentes fortes. Não sei o quão de potência ele precisa para a entropia que realizará. Temos algumas relíquias...

    Rebecca não se conteve em dar uma pequena risada com as primeiras falas descontraídas da agitada cainita. A qual estava com um vestido preto muito elegante para aquela cena. Ela gesticulava muito enquanto falava. Todavia o tom de voz da mesma mudou de súbito no meio de sua frase. O que começava na brincadeira virou algo profissional e focado. A mesma nunca foi brincalhona quando o assunto era Necromancia. Daisy podia ter muitos defeitos, mas nenhum estava relacionado com a arte secreta da família. A qual a mesma tinha um dom único. Afinal a maior parte de seus estudos vinha de antigos diários do Franco sobre Lâmias.
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 22/10/2016, 15:51

    Ouvindo a reposta de Cecília eu deixo escapar um sorriso simpático nos lábios, a verdade é que finalmente eu estava a me sentir seguro novamente. Todo o caminho feito em busca do despertar de Franco havia sido deveras tenebroso, as memórias eram todas ainda muito recentes.

    "Encontrei minha esposa, vi perversos espíritos e incontáveis sofrimentos. Minha mente vagou pelo mais profundo abismo e agora o vitae de um dos grande progenitores habita o meu corpo, devora meu reflexo e nada em troca me oferece, nada ainda... Preciso abaixar a minha guarda agora, curioso como Daisy se mostra profundamente hábil em quebrar as crostas de gelo que sempre ergo ao meu redor em momentos de transtorno. Um dia ainda agradecerei Duncan por tê-la abraçado..."

    Perdido em meu próprio pensar, escuto "revolução francesa" e dou uma breve franzida no cenho, eu não gostava de falar tão abertamente de um período de tanta violência, entretanto, a frase seguinte me fazia rir. Uma risada que tirava o enorme peso que havia sido imposto sobre meus ombros.

    "Eu sou profundamente grato por tê-la ao meu lado Daisy, quem sabe um dia tu não me reconheças como Senhor?!"

    -Tens razão Daisy, e não irei repetir isso para que você grave ou qualquer coisa assim... Só preciso que você realmente se mantenha atenta aos convidados que chegarão, principalmente em relação a figura de Franco... Agora, se ser gente boa fosse uma justificativa para abraçar, teríamos problemas de superpopulação não é mesmo?!

    Minha frase começava em um tom descontraído, avançava para algo mais preocupado e enfim, terminava de maneira debochada. Minha confiança na jovem era enorme, apesar de suas imprudências ela era a única presença rotineira em minha vida. Eu então caminho mais um pouco pelos arredores, começando a tocar com o indicador os objetos, mentalmente eu fazia um catálogo e Daisy saberia ler precisamente esses meus movimentos. Um toque era um tópico importante, dois toques era indispensável.

    "Cristais entrópicos, talheres outrora usados como grilhões espectrais, essências e ossos. São objetos essenciais. Livros, diários, pequenas jóias e moedas, são importantes. Franco precisa de grandes focos de entropia..."

    Terminando de selecionar os objetos menores, eu me viro diretamente para Daisy e digo.

    -Além dos já apontados, preciso que pegues as relíquias dos baús postos abaixo dos armários, o apotecário poderá ajuda-la a encontrar caso você não encontre todas, apesar de acreditar que isso não será um problema correto? Bom, preciso ir em buscar de algo bem especifico, meu fragmento. Como Daisy já é perfeitamente habituada a todo local, Rebecca e Cecília, vocês me acompanham?

    Digo com um sorriso feliz na face e colocando as mãos nos bolsos frontais da calça. Aguardando pacientemente as reações e respostas das cainitas ali presentes.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 24/10/2016, 15:24

    Cecília permaneceu em silencio durante a primeira parte das palavras de Daisy, mas não pode evitar de sorrir quando esta perguntou se poderia chama-la de Ceci, dando de ombros esta ouviu todas as palavras de Lucien e cada gesto executado por este em direção de Daisy.

    - Meu pai me chamava de Cecil... Se quiseres fique a vontade em me chamar assim Daisy... Antes de sua tia quero ser sua amiga... E eu ficaria agradecida se você pudesse me ajudar a me realocar no tempo... Posso lhe ajudar com sua criança em troca...

    Comentava Cecília com delicadeza, mostrando-se solicita com a mais jovem além de sua disposição em criar uma amizade com a mesma.

    " Daisy é uma influencia boa em Lucien... Descontraída e séria quando quer ela deve te-lo ajudado em muito... Espero poder fazer o mesmo por ela..."

    Ouvindo o convite de Lucien a cainita fez um pequeno gesto de ter aceitado, mas deixou Rebecca ir a frente por primeiro caso está aceitasse o convite.

    "O fragmento do Avatar de Lucien... Como será o meu avatar?!"
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 24/10/2016, 15:42

    Daisy soltou um forte sorriso para a cecília e logo depois tomou uma postura séria observando cada ponto que o Lucien apontava. Assim a mesma pegou um sino de cobre que ela possuía e começou a tocá-lo. Este não fazia som algum, mas claramente fazia um chamado profundo na umbra, ela estava chamando seus aliados apariçoes para a ajudarem com a tarefa. E sem parar por um segundo ao menos, ela sumiu por entre os corredores da biblioteca apenas pronunciando um "Até logo Cecil". Assim deixando os três sozinhos ali para começarem a seguir o francês que rapidamente chegou na estante a qual guardava o interruptor para seu quarto. Com maestria e o uso do próprio sangue, abriu a passagem secreta, criada por um ritual similar ao que Franco usava em sua antiga mansão, para revelar a entrada de seu aposento de descanso. O qual era dividido em suas partes, a pequena sala de leitura inicial e o quarto com a cama no final. Seu amuleto estava logo dentro de um livro na primeira parte de sua residência. A Rebecca estava bastante perto do primogênito de Izabel e logo começou a falar.

    - Me pergunto como será despertar... Perdi meu avatar antes mesmo de recebê-lo... Não sei o que esperar desse ritual. É realmente possível o que o Lorde Franco propõe? Me parece algo muito grandioso e poderoso.
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 25/10/2016, 10:04

    "Obrigado por cuidar disso Daisy..."

    Com um pequeno sorriso na face eu observo brevemente os movimentos inicias de Daisy, a verdade é que eu quase não conseguia disfarçar meu orgulho quando ela tomava a iniciativa de convocar meus aliados "não-materiais" com tanta naturalidade. E então com uma certa calma eu sigo em direção ao meu aposento privado, inevitavelmente eu parava quando olhava na direção onde outrora Izabel se colocou e aos prantos se despediu. Um aperto no meu coração me fazia sentir uma imensa saudade de minha Mãe, com passos curtos e pesados eu me direcionava até o meu amuleto, desviando os olhos para a poltrona onde Izabel encontrava refúgio durante as mais delicadas e traumatizantes situações, eu inspirava e expirava.

    -Desculpem por essa reação inusitada minhas caras, o peso da ausência de Izabel finalmente se apresentou a minha consciência... Bem, respondendo se é possível ou não Franco retornar nossos avatares ao nosso corpo...

    Digo olhando ainda para poltrona, mas termino a frase me virando para olhar Rebecca.

    -É uma possibilidade remota, primeiro precisamos manter em mente que Izabel tinha seu avatar consigo sempre, ela era capaz de realizar mágika desperta a todo instante. Agora, partindo do ponto que um avatar é uma extensão da sua própria alma, consciência e aura... Digo que é sim possível, mas isso poderá causar problemas enormes nos encaixes das camadas umbrais. Quando um mago é abraçado sua conexão com o avatar é bloqueada e muitos até acreditam que o avatar morre... Mas eu entendo de uma maneira diferente, pois nós Cainitas não somos necessariamente mortos, estamos aprisionados a uma condição de benção/maldição, entre o sim e o não. O Avatar é diretamente ligado ao vivo, ao mutável, ao sim. E a vida de um cainita é prontamente voltada ao morto, ao inexorável e ao não. Entende? Acredito que em meio a tanto caos e instabilidade, muita energia está se espalhando por toda cidade, Franco poderá usa-la para puxar nossos avatares mais uma vez para nossos corpos, entretanto, se não soubermos manter nossa fagulha de vida acesa, corremos riscos de perde-lo novamente... Mas pergunto a vocês duas, vocês entendem o que é um Avatar? Essa pergunta é importante para começarmos a conversa sobre o que é um despertar... Ms já adianto que é a mais fantástica de todas as sensações que todos os mundos podem proporcionar.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 26/10/2016, 22:50

    Cecília respondeu o sorriso de Daisy, observando a cainita sumir pela biblioteca a caribenha se limitou a seguir Lucien e Rebecca, seus olhos verdes observaram com curiosidade os pequenos rituais executados por Lucien para adentrar em seu quarto.

    Observando a reação de Lucien ao olhar a poltrona Cecília a evitou procurando de colocar perto da janela, a cainita estudava a tempestade com calma enquanto escutava as palavras ditas por seu tio.

    “ Meu avatar... Franco disse que tem algo peculiar com ele... O que será isso? “

    Virando-se para seus familiares Cecília suspirou ao comentar de maneira breve.

    - Lembro que cheguei a conhece-lo por breves instantes... Mas meu professor temia que eu perdesse o controle e preferiu não me instruir muito sobre ele... Meu próprio professor tinha poucas instruções sobre a magika... Lucien... Se o Sr Franco vai mexer tão drasticamente na umbra... Não seria adequado fazer isso em outro lugar do que a casa?
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 27/10/2016, 19:02

    A pergunta de Cecília ecoava com intensidade na minha mente e eu cruzava os braços por alguns instantes, refletindo com brevidade sobre o assunto antes de propriamente verbalizar uma resposta para a jovem.

    -É preocupante sim, na realidade é algo que me faz perder totalmente o bom humor. A presença de Franco foi um desejo de Izabel, exclusivamente dela... Particularmente eu já me distanciei demais de Franco e tudo que ele representa, estou profundamente preocupado com qualquer pequeno deslize ou imprevisto que possa aparecer durante esse ritual. Uma falha e grandes catástrofes poderão ocorrer. O nosso progenitor é de fato um cainita muito poderoso, mas ele não foi um mago ou feiticeiro. Eu fui, por muitos anos e digo que é arriscado demais... Mas me perdoem por isso, ainda não descobri como contornar ou controlar as ordens do antigo. Isso virá com o tempo, assim espero.

    Terminando minhas palavras eu finalmente caminho até o local onde a minha mais valiosa reliquia estava, tocando-a com um certo temor, respirando fundo para pegar novamente o livro em minhas mãos. Ineditamente a imagem de Izabel no começo da noite anterior regressava a minha memória:

    "Eu preciso que você faça aquilo que eu sempre lutei para que não fosse necessário, disse minha Mãe para mim. Será que ela realmente estava falando do regresso do meu avatar ao meu corpo? Ela ainda me disse para eu não me subestimar, para não julgar Franco e tomar cuidado com a corrupção que ele emana. Mãe, são tantas exigências, tantos afazeres. Será que você realmente me abraçou para ser teu filho ou para ser teu protetor? Herdeiro? Droga! Eu nunca me coloquei como um líder, nutro um asco natural pelas formas de lideranças que existem dentro dos cainitas... Mas eu terei que ajudar meus irmãos e irmãs, o passado precisa ser utilizado como uma ferramente de impulsão e eu terei que cometer terríveis ações para assegurar a segurança de todos... Mãe, eu só queria uma única chance de lhe pedir desculpas... Como isso não é mais possível, irei em redimir através de minhas ações".

    Segurando com firmeza o livro, eu primeiramente depositava o frasco que outrora havia retirado dele. Para depois finalmente pegar meu talismã, sentido o peso em minhas mãos, eu guardava o livro novamente na estante.

    -Rebecca e Cecília, vocês são duas jovens com um enorme poder em mãos sem saber exatamente como usá-lo, por isso imploro a vocês que me permitam ajuda-las a compreender e a dominar as forças que chegarão... Eu me sinto responsável por tudo. A vida de vocês seria completamente diferente se minha ambição por poder quando vivo não tivesse sido tão grande ao ponto de me forçar a vir até essa região. Enfim... esse talismã é um fragmento do meu avatar, era apenas isso que eu precisava pegar aqui nesse quarto... Sei que em várias vezes eu me afastei profundamente dentro de meus pensamentos, espero que aos poucos vocês percebam que o antigo Lucien já não está mais presente. Compreendo que nunca serei como Izabel, entretanto, ela será sempre a minha referência máxima. Sempre. Por hora, vamos retornar ao encontro de Franco? Explicarei com calma tudo que desejarem saber... Só por favor, não permitam que a realidade escape totalmente de seus olhos, lembrem-se de tudo que as prende aqui. É uma dica importante...
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 30/10/2016, 13:45

    Rebecca andava quieta e pensativa por dentro do quarto. Apenas escutando com paciência as palavras ditas pelo francês. Se mostrava muito atenta e curiosa sobre as explicações, talvez um pouco nervosa. Então ela arregalou um pouco os olhos quando viu aquele amuleto saindo de dentro do livro. Era impossível não sentir a presença de Lucien piscando ali dentro como um poderoso farol no meio da escuridão. Era uma sensação forte que parecia transbordar aquele escuro e melancólico quarto com uma poderosa presença cheia de vida e energia. Isso pois era apenas um dos fragmentos, o último ainda estava perdido. Então, segurando um pouco a surpresa, a jovem fez menção por um segundo de esticar a mão para tocar no amuleto, só que longo se contava para finalmente falar.

    - Não se responsabilize tanto por nossas vidas Lucien. Somos uma família unida. Temos que nos responsabilizar juntos, um por todos e todos por um. Não vou agora remoer mágoas do passado quando só a Izabel se preocupou com os erros que eu fiz com minha irmã. Mas de agora em diante temos de mudar essa relação. Mais que apenas você cuidar de todos nós como nosso novo chefe. Temos de ficar unidos como irmãos de verdade. Precisaremos de suas lições sobre nosso avatares para que não os percamos de novo. Talvez por mais que estamos nos arriscando muito, vamos finalmente conseguir viver nesta cidade sem o constante medo de sermos atacados... Melhor irmos não?

    A jovem toca em seu irmão e o olha tentando mostrar um sorriso um pouco fraco. Que logo é transmitido para Cecília também. Assim, com o que era buscado alcançado, era hora de ir para o patio interno do casarão. Pela janela já era possível ver uma luz esverdeada vindo do jardim. Claramente Franco já começara os preparativos, o mesmo estava com pressa. Em breve o ritual começaria.

    Teste de Percepção + Acuidade + Auspícius
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 30/10/2016, 14:35

    "Os erros que ela cometera com a irmã, precisaremos resolver isso o mais breve possível... Mas como? De qualquer forma é a primeira vez que vejo Rebecca tão determinada a se aproximar, acho que teremos um futuro realmente promissor, enfim, paz..."

    Um sorriso sincero e verdadeiro surgia na minha face quando minha irmã mais nova tocava o amuleto e esse sorriso apenas aumentava com as palavras da mesma. Concordando com um suave e curtíssimo balançar de cabeça eu respondia a jovem.

    -Você está corretíssima minha cara, eu realmente não quero ser chefe ou qualquer coisa assim. Não nasci para isso e não desejo isso, mas meu desejo é realmente esse irmã, consolidar essa família. Por tudo que Izabel fez por nós... Agora sim, vamos. Franco já deve ter começado o ritual.

    Era estranhamente positivo sentir o toque de Rebecca talvez pela primeira vez, eu havia me afastado por medo e por não saber exatamente como me aproximar de alguém tão diferente, moderno e tão vivo. Agora eu havia reencontrado meus sentimentos, meu caminho e era realmente o melhor momento para romper as geleiras que separavam os filhos de Izabel.

    Off: Teste de Percepção + Acuidade + Auspícios.
    avatar
    Dados

    Mensagens : 208
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Dados em 30/10/2016, 14:35

    O membro 'Danto Jogador' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 8, 10, 8, 1, 1, 1, 4, 4, 9, 4
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 30/10/2016, 14:49

    Parada diante da janela Cecília sorriu com carinho em resposta ao sorriso de Rebbeca, não era preciso de detalhes para entender superficialmente o que havia acontecido com a irmã de sua tia, aquele era com toda a certeza um assunto delicado de se tratar.

    “ Uma família unida... Gabriele adoraria ver isso... Ah como ela sorriria satisfeita...”

    Se aproximando de Rebecca a caribenha tocou de leve em seu ombro como um pedido de permissão, para só então abraça-la com cuidado e delicadeza, voltando seus olhos para Lucien Cecília sorriu ao comentar.

    - Estudaremos com afinco nossa natureza magica... Mas antes de tudo você precisa se estabilizar... Somos mais do que nunca uma família Lucien, daremos um jeito de nos aceitarmos e aprender a conviver juntos...

    Ouvindo sobre o inicio do ritual guiado por Franco, Cecília concordou com um leve movimento de cabeça, a jovem se adiantou para abrir a porta deixando que Lucien e Rebecca passassem por primeiro.

    Off: Teste de Percepção + Acuidade + Auspícios = 9d10
    avatar
    Dados

    Mensagens : 208
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Dados em 30/10/2016, 14:49

    O membro 'Jess' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 10, 7, 4, 3, 7, 10, 7, 9, 4
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 30/10/2016, 15:38

    Rebecca foi recíproca no abraço. Diferente de todos os irmãos, a prole mais jovem de Izabel era a que mais demonstrava traços de sua humanidade. Inclusive a pele um pouco mais quente que a de seus irmãos. Assim, sem mais palavras para serem ditas, os três saíram dos aposentos pessoais de Lucien e cruzaram a sala de estudos e biblioteca até chegarem na escadaria que levava para o térreo. Saindo da iluminação de velas dos aposentos privados a escuridão os abraçara. A casa agora estava com as luzes apagadas, o gerador parecia que havia desligado. A escuridão tomava conta dos aposentos. Mas era mais que isso. Um peso forte parecia tomar a alma de todos. Como se atmosfera tivesse pesada, uma sensação mais forte que quando a pressão climática muda antes de uma tempestade. Era um peso paranormal potente. Talvez o catalizador da queda da energia elétrica da casa.

    Depois de descer as escadas no escuro finalmente foi possível ver uma fonte de luz novamente. Eram de tochas verdes vindo de fora da casa no jardim interno. Com exceção de Pâmela que estava ainda senata no chão da agora escura sala de estar, todos pareciam estar lá fora. A jovem como sempre não se mostrava nem com medo ou apreensiva, sem expressão, permanecia ali sem trazer preocupações. Fora é claro o olhar pesado de Rebecca que hesitou por um instante antes de seguí-los para fora. Atravessando a porta de vidro vocês três finalmente chegam de frente para o ritual. Sendo recebidos novamente por todos os membros da família.

    Sete pentagramas estavam sendo marcados no chão, um sobrepujando o outro em forma simétrica e meticulosamente precisa. Era Ferdinand que os fazia com atenção em cada detalhe. Desmond guardava o galão de ácido bórico o afastando do jardim. Daisy estava agora colocando algumas relíquias selecionadas dentro de cada ponta do ritual. Pelo menos cinco aparições ajudavam ela com a tarefa. Era para Cecília assustador ver aqueles cinco seres espectrais, pois diferentes de todos que ela já vira, esses quase pareciam sólidos, como se tivessem cheios de vida. Afinal eram os que Lucien mais alimentava com reconhecimento dentro dos passeios guiados dos cemitérios.

    Franco estava agora conversando com a Sarah. A jovem parecia um pouco assustada em conversar com o mesmo. Só que o sentimento não era recíproco, o antigo se mostrava bastante entretido, afinal estava em um longo questionamento sobre tecnologias. O assunto eletricidade parecia fasciná-lo bastante, finalmente o deixando menos focado com aquele ritual. Mas foi só vocês chegarem que ele terminou sua conversa para se aproximar. Duncan por outro lado, que estava sentado num banco com as mãos massageando o maxilar, se levantou e se afastou de cabeça baixa. O progenitor se mostrava ignorá-lo por completo, agora totalmente focado nos três que chegavam.

    - Finalmente... Interessante como essa tal de eletricidade se enfraquece perto da nossa entropia. Todavia, tudo está de acordo com meus estudos. Acho que conseguirei repetir o que fiz em Torcello tantos séculos atrás... Mas isto agora será pouco comparado com o seu potencial Lucien. Agora vejo contigo outro fragmento de sua alma. É muito poderosa ela, sua aura possui mais poder mágiko que qualquer coisa que já vi. Ela é totalmente esculpida na essência da vida. Precisamos achar sua última parte, pois quando trouxermos seu avatar e juntar todos os seus pedaços... Você será muito poderoso... Seu poder chega até a me fascinar. Terei muito usos para ele no futuro... Izabel realmente é um anjo por ter me dado essa benção. Mas não se engane Rebecca, seu avatar é muito fascinante também e o teu Cecília, me intriga profundamente, é muito exótico... Assim sendo, está na hora de começarmos...
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 30/10/2016, 15:57

    "Para encontrar a luz, devo caminhar pelas trevas..."

    Era o que imediatamente me vinha a mente quando nós saíamos para as trevas que englobavam a parte externa da casa, eu não encontrava problemas em caminhar por ali, era afinal a minha casa a muitos anos e eu a conhecia perfeitamente. Meus passos eram ritmados pelas passadas das duas mulheres que me acompanhavam, pois para elas, nem todas as curvas e variações eram tão claras quanto eram para mim. Entretanto, a visão de Pâmela agora me doía como nunca antes.

    Eu hesitava assim como Rebecca também fazia, aquela jovem em estado vegetativo também era da nossa família, irmã de sangue de minha irmã de vitae. E sem pensar eu tocava a mão esquerda de Rebecca, gentilmente eu me mostrava ali agora, presente. Respirando fundo eu me esforçava para atravessar a porta de vidro e chegar ao local do ritual.

    "Sete pentagramas, essa construção é digna de um grande feiticeiro, nenhum desses jovens seria capaz de fazê-lo e Duncan nunca fora um especialista em tais formas de mágika, herméticos são dinâmicos e diretos. Curioso como Izabel diferencia-se de sua própria Tradição..."

    Meus olhos calmamente observavam cada pequeno detalhe, analisando cada linha tracejada ali, contabilizando as relíquias mentalmente e sorrindo empaticamente para Daisy que executava com primor a tarefa a qual eu havia pedido, ela se tornaria ainda mais forte com o avatar, isso iria requerer ainda mais esforços para que ela não seja devorada pelos próprios instintos e impulsos. Eu notava Duncan ali, mas a aproximação de Franco era prontamente retribuída como uma reverência breve e polida. Afinal nossas divergências filosóficas não diminuíam o respeito que eu sempre nutri pelo mesmo.

    -As energias entrópicas tendem a tencionar e dobrar as correntes elétricas é assim que os herméticos mais modernos executam feitos incríveis. Aos poucos o Senhor entenderá exatamente como o novo reage a mágika e verá um potencial novo e magnífico. Eu atravessei oceanos, Senhor, para encontrar os fragmentos do meu avatar, todos acreditavam que eu seria a grande resposta para a Guerra da Ascensão. O poder do meu Avatar era tão grandioso que ele se partiu para não destruir meu corpo durante meu despertar e eu fiquei inconsciente por semanas durante meus primeiros dias como desperto... Mas por favor, entenda que eu não sou uma benção à você. De qualquer forma, é necessário agir o mais rápido possível e conversaremos como faremos para encontrar meu último fragmento posteriormente. Assim como outras coisas que também precisam ser debatidas...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 30/10/2016, 16:14

    Guiada pela figura de Lucien e Rebecca, Cecília podia sentir a apreensão de estar novamente no escuro, de alguma forma aquilo lhe enchia de angustia, talvez uma resposta natural aos longos anos em que passara na praia de seu sono forçado.

    “ Não posso me dar o direito de ter medo agora... Não depois de reencontrar minha família... Não vou ficar mais aprisionada na escuridão... Não mais...”

    Percebendo a hesitação de Rebecca e Lucien a cainita se manteve parada, em respeito a sua tia e tio Cecília abaixou de leve os olhos deixando-os os dois com máximo possivel de privacidade, por mais que quisesse apoiar Rebecca a caribenha ainda se sentia afastada demais para tenta-lo.

    “ Será possivel trazer a irmã de Rebecca de volta a realidade?! Que preço ela pagará por isso?”

    Esperando pelos dois Cecília não conseguiu esconder o olhar surpreso ao ver os espectros que ajudavam Daisy, mais visíveis do que qualquer outros a cainita deu um passo atras, porem quando a voz de Franco se fez presente a jovem prontamente sorriu de forma educada fazendo uma mensura.

    - Sinceramente espero que o Senhor não se decepcione com ele... Mal tenho ideia de como ele é ao certo...

    Andando até a direção de Sarah a jovem segurou as mãos da criança da noite com delicadeza perguntando em tom baixo:

    - Você esta bem querida?!
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 637
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por King Narrador em 30/10/2016, 17:17

    Sarah tinha dificuldade de falar com calma. A jovem estava realmente com medo, um medo racional muito forte. Não havia nada que preparara a criança da noite para algo tão violento e forte como aquele ritual e isso sem falar na cena que ela havia presenciado na casa. A pressão mágika proveniente das tochas de coloração verde já ressoavam em suas mentes com uma intensidade muito forte. O que fez a voz de Sarah soar muito baixa enquanto respondia a pergunta de Cecília.

    - Eu estou com medo... Não quero morrer de novo...

    Franco logo guiava as duas proles de Izabel com os avatares mais fortes para o interior do ritual. Enquanto falava, o antigo pegou uma pequena adaga de sua vestimenta e começou a desenhar em sua mão o mesmo desenho que havia sido feito no chão. Os sete pentagramas sobrepostos que geravam uma estrela de trinta e cinco pontas. Só sete tochas estavam ao redor destas marcas no chão. As quais olhando com mais clareza, foram feita com cinzas de antigos falecidos.

    - Eu consigo sentir o seu poder completo Lucien. Quando trouxermos seu avatar inteiro, o ritual será muito maior que esse. Mas cada fenômeno de cada vez. Precisamos aproveitar o fim desta tempestade para conseguirmos toda a energia que buscamos. Afinal normalmente eu levaria dias para completar um ritual complicado como esse. E depois gostaria de saber mais sobre essas tecnologias humanas, estou fascinado com este poder... Bom, vamos começar.

    O ancião então gesticulava para todos se aproximarem, requerendo que cada um dos sete ficasse em uma das pontas. Logo atrás das tochas e numa distância de quatro pontas da outra pessoa posicionada. Em sentido horário estavam postos, Lucien, Duncan, Rebecca, Cecília, Ferdinand, Daisy e por último Sarah demonstrando medo enquanto forçava a respiração. Os outros pareciam demonstrar muita expectativa e a adrenalina corria forte em suas ações. O único realmente calmo era Desmond, que agora estava sentado num banco do jardim de pernas cruzadas observando a cena com muita calma. Já as aparições foram embora com um pedido de Daisy para evitar qualquer perigo a elas.

    Franco foi até o centro do selo feito no chão. Seu foco agora era em sua própria mão e no ferimento que abrira. Este estava agora brilhando de forma avermelhada enquanto seu vitae começava a escorrer por sua mão. Assim o necromante começou a andar no sentido anti-horário depositando seu sangue de forma ordenada dentro das formas geométricas. Parecia que o antigo estava a escrever palavras em algum alfabeto esquecido. O conhecimento de Lucien logo apontavam que eram palavras verdadeiras, aquelas primevas que possuem grande poder ao serem usadas. O vitae que compunha elas brilhava enquanto se projetava no chão.

    Lentamente a visão de Desmond foi ficando turva. Junto com toda a casa. A luz verde ia ficando mais forte e todo o cenário ia se ofuscando dentro de uma grande e profunda sombra. Agora só havia as marcas no chãos, as tochas, os sete herdeiros de Izabel com avatar e Franco. Este estava absolutamente concentrado em escrever cada palavra no chão. O que se mostrava dedicar um tempo e atenção sobrenatural do antigo. As relíquias começavam a brilhar em tonalidade verde e pareciam começar a ferver enquanto o ritual ia prosseguindo. O amuleto na mão de Lucien começou pela primeira vez a reagir, fazendo um movimento pulsante, similar a batidas do coração. Só que não havia alívio naquele momento, pois uma terrível sensação de estar sendo observado por algo no escuro tomava os instintos de todos.
    avatar
    Danto Jogador

    Mensagens : 421
    Data de inscrição : 05/03/2016
    Localização : Casa do Danto

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto Jogador em 30/10/2016, 17:39

    Nenhuma palavra seria mais dita por mim naquele instantes, prontamente assumia minha posição naquele poderoso ritual que desafiava meu intelecto e meus conhecimentos. Era assustadora a diferença de poderes e saberes, minha ansiedade começava a crescer de maneira descontrolada, um nervosismo que não fazia parte do meu eu cainita. Olhando para todos os meus parentes ali presentes, com respiração ofegante, eu não conseguia mais simplesmente manter a mesma postura polida que sempre apresentava. A realidade era simples, naquele exato momento em que a visão de Desmond se enfraquecia eu era tomado por um medo irracional.

    "Será minha besta implorando por abrigo? Porque tanto medo de ser inteiro novamente?! Talvez eu esteja simplesmente apavorado por não saber quais serão meus passos, pela primeira vez em séculos eu não sei o que vai acontecer, eu não sei... Meu corpo hoje é forte suficiente para suportar meu Avatar? E se eu morrer durante esse processo? Se meu Avatar destruir tudo e todos? Já não há o que fazer, é hora de fechar os olhos e me atirar nessa escuridão. Um salto..."

    Segurando com firmeza o meu amuleto, minha relíquia mais poderosa e importante,a relíquia que me fez perder a vida. Que me transformou em um monstro e me fez perder toda minha vida humana. O mesmo amuleto havia me apresentando minha verdadeira Mãe, meu maior amor e minha única e poderosa família. Fechando os olhos, com a certeza que algo no mais profundo escuro me olhava, eu aceitava e abraçava aquele salto para o desconhecido...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 30/10/2016, 17:48

    As palavras baixas de Sarah fizeram com que Cecília abraçasse a mais nova, beijando sua testa a cainita sussurrou nos ouvidos desta.

    - Não querida... Ninguém vai morrer... Um pouco mais de paciência e logo poderemos descansar...

    Procurando Daisy com os olhos Cecília fez um pequeno gesto para entregar Sarah a esta, a cainita não queria roubar a responsabilidade dos primeiros cuidados com a recém abraçada, muito menos arranjar uma briga com sua sobrinha por isso.

    “Pobre Sarah... Está com toda a certeza não é sua melhor noite... Logo tudo estará acabado e poderemos dormir...”

    Seguindo as instruções de Franco a cainita se pôs no pentagrama indicado, olhando a sua volta Cecília ficou preocupada com as reações de Lucien, fechando os olhos quando a presença se fez presente a caribenha estremeceu ao respirar fundo.

    “Meu avatar... Está na hora de conhece-lo!”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Danto em 30/10/2016, 19:03

    Off: Testes de virtude. Gasto de 1 ponto de fdv para consciência.
    avatar
    Dados

    Mensagens : 208
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Dados em 30/10/2016, 19:03

    O membro 'Danto' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    #1 'D10' : 4, 6, 1, 7

    --------------------------------

    #2 'D10' : 1, 3, 3, 4

    --------------------------------

    #3 'D10' : 2, 4, 5, 1
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Jess em 30/10/2016, 19:08

    Teste de Virtude.
    avatar
    Dados

    Mensagens : 208
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Cecília & Lucien - Ato IV - Avatar

    Mensagem por Dados em 30/10/2016, 19:08

    O membro 'Jess' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    #1 'D10' : 9, 7, 2

    --------------------------------

    #2 'D10' : 1, 6, 10, 7

    --------------------------------

    #3 'D10' : 7, 7, 1

      Data/hora atual: 22/10/2017, 17:15