WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 15:13

    -Do seriam os Cainitas sem a presunção?! Sinceramente, um pouco dela não fará mal algum...

    A anciã continuava a analisar o seu corpo e aura sem nenhum pudor ou dissimulações, os olhos dela estudavam e analisavam todas as suas ações e ela fazia questão de deixar tudo isso bem claro. Reagindo positivamente a tua cortesia, ela lhe estendia a mão esquerda e permitia ser guiada até o sofá onde sentava delicadamente, cruzando as pernas e apoiando as mãos sobre o joelho, deixando a postura ereta como só aqueles que viveram a verdadeira idade das trevas eram capazes de fazer.

    -Sendo direta. Qual é a tua escolha, meu Jovem?!

    Indaga Karla que já se diminuía a força de sua presença para tornar a conversa mais amigável e simples entre vocês dois, ela claramente não tinha intenções inicias de lhe causar mal ou erguer qualquer violência.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 15:37

    Ouvindo a resposta de Karla Aarch, o cainita voltou a concordar com a mesma, não havia como discordar das palavras da mais velha e, mesmo assim elas revelavam um bom conselho.

    Sem demonstrar desconforto diante do estudo continuo de Karla, Simon a guiou até o sofá para só então se sentar a frente da mesma, seus olhos negros esperavam pacientemente pela próxima pergunta da mulher. Quando esta veio Simon sorriu de maneira simples e calma.

    - Entendo sua falta de rodeios perfeitamente Lady Aarch. Seguirei os passos de Caim, talvez nunca venha a me tornar um pilar em sua trilha, mas se um dia seguirei pelo caminho da humanidade deverei faze-lo com calma e tempo...

    “Wotan me despedaçaria com facilidade... Precisarei estar seguro de mim mesmo para enfrenta-lo.”

    A presença já mais fraca da nosferatu fez com que a besta se deitasse, ainda em alerta está permanecia parada acolhendo as escolhas e gestos de seu cainita.

    - Num futuro acredito que seria adequado que o Arcebispo de Nod estivesse mais perto da humanidade do que dos cainitas, talvez isso ajudasse a quebrar o engano de que Caim queria a destruição dos humanos... Por isso aceito o cargo e a responsabilidade nele depositada, tentarei dar o primeiro passo para que esse engano seja resolvido.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 15:51

    Karla ouviu a tua resposta e esperou cinco exatos segundos após o término dela para se colocar de pé, fechar os olhos e passar a mão direita sobre a face, rompendo a ilusão ofuscante que a transformava em uma figura feminina comum. Revelando diante os seus olhos uma visão direta dos reinos da morte, pois lá estava de pé uma criatura que esse mundo jamais seria capaz de criar, o corpo amaldiçoado que abraçava a morte com veemência. Uma pele branca como o luar, cheia de falhas e rachaduras como azulejos depredados e envelhecidos, um corpo totalmente ausente de carne e com excesso de ossos, a caixa torácica dela era muito maior e com várias costelas adicionais que criavam um tronco firme e ondular. Os braços longos e finos terminavam em dedos similares a gravetos, suas extremidades eram marcadas por unhas semelhantes a pedras de ônix esculpidas em verdadeiras lâminas. A face dela era ausente de olhos, mas as sombras dentro daquelas circunferências se moviam conscientemente, de forma vívida e assustadora. Ela não era apenas uma Nosferatu destinada a uma feiura eterna e uma monstruosa aparência, ela era uma Nosferatu que exibia a essência de sua própria maldição, um desafio a morte, um deboche cruel a vida e uma ofensa direta a definição do reflexo de Deus na humanidade.

    -Você já esta caminhando, jovem Nodista. Teu caminho começou anos atrás e agora encontrastes finalmente a pergunta que o levará avante nesse caminho. Teu primeiro desafio será compreender as maldições dos Grandes Clãs, pois elas são diretamente as falhas que nós cometemos contra o desejo de Caim para nós e os humanos... Todavia, eu lhe pergunto, Simon. Quais são as suas dúvidas?

    Perguntava Karla Aarch do alto de seus quase dois metros de altura e sua abissal aparência tortuosa e abominável.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 16:10

    Os olhos negros de Simon demonstraram surpresa a reação de Karla, a verdadeira forma da antiga se revelava enfim e era simplesmente assombrosa. A besta rosnou eriçando cada parte de sua pelagem negra mas se manteve em controle, embora cada músculo do cainita retesasse em resposta ao que seus olhos viam.

    “ A verdadeira face de Monitora Aarch... A verdadeira maldição dos descendentes do clã Nosferato. Será um desafio que consumira muito de meus anos, mas eu tenho tempo para isso. “

    Sentindo a pressão que a simples imagem de Karla causava Simon se levantou para encara-la, seus olhos negros se mantinham calmos enquanto sua face não demonstrava nenhuma reação, era a prova do autocontrole do cainita.

    - Ele despertou na noite passada, resisti aos seus chamados mas não posso ignora-lo eternamente... Receberei ajuda para livrar está terra da presença dele, mas gostaria de saber quem foi meu irmão de maldição e sangue? Ele merece mais do que teve, mas não quero cometer o erro de despertar outro monstro.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 18:40

    -Interessante...

    Dizia Karla em um tom baixo de voz quando ouvia a notícia do despertar de Wotan, atentamente ela seguida a observar e a ouvir a tua fala e com bastante calma a enorme mulher desviava os olhos da sua figura para ir mentalmente a um passado muito, mas muito antigo.

    -Eckhart Von Sydow. Esse é o nome do teu irmão mais velho, o primogênito de Wotan. Eu os conheci em uma situação de comércio e Eckhart era uma fiel prole, um exemplo a ser seguido dentro dos padrões daquela época. Um jovem de baixa estatura, magro e gentil com as palavras. Ganancioso como todos deveriam ser, mas polido como poucos que do nada vem são capazes... Mas as notícias de revolta anarquista tiraram todos de suas zonas de conforto. Wotan era muito jovem nessa época, mas possuía apenas sete anos à mais de abraço do que Eckhart, ele nem sequer temeu pela rebeldia do filho que via como irmão. Todavia, Eckhart fugiu e entregou-se a Falange... permitindo que a doença do vitae Tzimisce o afetasse. Wotan me disse que anos depois eles se reencontraram e em frenesi, Wotan o sobrepujou e o encarcerou para sempre...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 18:53

    Os olhos de Simon permaneceram impassíveis, diante da gigantesca figura de Karla o cainita se sentia pequeno, era a primeira vez em sua maldição que Simon tinha que olhar para mais alto do que sua cabeça, a besta não gostava disso mas não chegou a expressa-lo, já não havia necessidade de faze-lo.

    - Apenas 7 anos mais novo do que ele... Eu encontrei um diário de Eckhart quando mais jovem, apesar de mal conservado só encontrei palavras de ódio e maldiçoes contra nosso senhor, maldição e Cain.

    Coçando de leve a nuca Simon sentiu o peso das palavras de Karla, a mais antiga também parecia não conhecer seu irmão mais velho e a duvida do que fazer era cruel.

    “ Eckhart é incrivelmente velho, poderá ser perigoso acorda-lo... Ele pode ser um risco desnecessário. Mas ele fugiu não foi, tentou uma vida nova, livrar-se de Wotan!”

    - Terias alguma ideia do porque de Eckhart ter reencontrado nosso criador? Se ele fugiu para se juntar a revolta não entendo porque quereria retornar...
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 19:02

    -A verdade é que Eckhart era preso ao laço de sangue, essa era a cultura a qual ele fora submetido. Eu ouvi histórias dele ter se entregado a algo muito diferente do que nós conhecemos como filosofia, abdicando tudo para renegar Caim e tudo que ele poderia significar. Tornou-se um Filho da Mãe Noite... E ele regressou porque é do feitio do credo desses seres retornar a tuas dores para tornar-se maior do que elas, acredito sinceramente que ele tentou provar-se diante de Wotan. Um erro não previsto, afinal, Wotan não apresentava antes um comportamento violento, ele tornou-se um verdadeiro monstro após a traição de Eckhart.

    Afirmou Karla que gentilmente levava a mão mais uma vez em frente a face para retornar a figura já padronizada de uma mulher baixa e magra, ligeiramente frágil e com as famosas luvas de veludo negras. Sentando-se mais uma vez ela aguardava a sua reação em silêncio.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 20:15

    O retorno de Karla para sua figura pequena fez com que o corpo de Simon relaxasse, sentando após a antiga faze-lo o cainita apoiou seus braços em suas pernas cruzando as mãos logo a frente de seu queixo.

    “ Lillith. A primeira mulher. Foi um erro dele, eu conheci apenas o monstro e não o julgaria incapaz... Como teria sido Wotan quando ainda era humano?”

    - Tenho medo de cometer o erro de Correlli e despertar alguém tão parecido quanto meu senhor... Aquele lugar e as pessoas que lá vivem merecem algo melhor do que serem apenas presas de uma besta...

    Comentou o cainita ao deixar que suas mãos caíssem, seus olhos negros se fecharam por alguns instantes antes de continuar.

    - Ainda nesta noite partirei de encontro a meu senhor. Com o único objetivo de destroçar aquele ser antigo e cruel, não pretendo deixar ninguém cometer o crime do Amaranto contra ele, mas não pretendo ter piedade com ele. Não quando ele já teve uma chance antes... Então serei um pouco mais do que presunçoso, eu gostaria de levar uma gota de seu vitae para despertar meu irmão... Não o conheço e não sei quem ele é... Mas se houver alguma esperança de que ele seja melhor do que nosso senhor, não quero desperdiça-la...

    Abrindo os olhos para respeitosamente encarar Karla o cainita se levantou para então fazer uma longa mensura.

    - Eu juro que se isso não for possível destruirei a gota de seu vitae, não deixarei que ele caia em mãos erradas ou sirva para outro propósito.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 20:51

    -Teu irmão pode até não ser um aliado, tão pouco uma face amiga. Todavia, ele sempre foi um homem, algo que Wotan jamais será... Agora acerca de teu pedido...

    Karla fazia um silêncio categórico, refletindo sobre o assunto e deixando você e a sua besta dentro de um lapso temporal de ansiedade torturante. Desviando os olhos para os arredores da casa, a anciã tomava seu tempo e aproveitava para reparar nos detalhes das mobílias, sorrindo sozinha ao parar os olhos sobre uma cristaleria muito antiga. Ela então novamente se colocava de pé e caminhava até o móvel que guardava apenas algumas taças simples e cálices de médio porte. Abrindo gentilmente as portas de madeira, fazendo-a ranger bastante o que indicava a presença de ferrugem nas dobradiças e o desuso daquele móvel.

    -Conhecendo-a, presumo que poderei encontrar aqui.

    Dizia para si mesma a poderosa anciã Nosferatu, que exploravam com cuidado e atenção o móvel, até parar os dedos sobre as taças postas na prateleira inferior, movendo as centrais para os lados e abrindo um pequeno fundo falso, fazendo um sinal para que você se aproximasse e olhasse com seus próprios olhos.

    -Veja, Correlli jamais iria deixar uma prole sem esperanças. Existe aqui o legado dela, o maior tesouro dela. Todavia, existe também três frascos vazios, teoricamente seriam quatro cheios caso todos os filhos dela estivessem na cidade... Enfim, pegue um desses e traga até mim por favor.

    Ela começava a frase em deslocamento, retornando ao sofá e sentando-se no mesmo ainda na metade da frase, enquanto você a ouvia, seus olhos eram capazes de ver um pequeno compartimento dentro da cristaleira. Lá haviam vários panos de seda vermelha postos sobre uma tira de couro. E alinhados haviam quatro frascos de vidro temperado e com rolhas bem escuras, cheias de transcrições arcaicas.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 21:05

    As palavras de Karla tiraram um grande peso dos ombros de Simon, o cainita se deu conta disso durante a espera, mesmo que não houvesse nenhuma empatia entre os dois, era mais do que justo libertar alguém que havia sido aprisionado contra sua vontade.

    “ Eckhart... Por favor não me decepcione... Não quando estou arriscando a vida de outros.”

    Engolindo em seco a espera tanto cainita quanto a besta acompanharam cada movimento dos olhos de Karla, a espera cerrou o cenho de Simon, mas os movimentos de Karla e sua frase baixa aliviaram a tensão do mesmo.

    Levantando-se quando foi chamado Simon observou curioso o pequeno compartimento, com cuidado o cainita encostou em um dos frascos vazios, não tinha a intenção de retirar o único cheio dali.

    “ Uma forma de suas proles despertarem. Lady Correlli, estás a ser uma falta imensa.”

    Ouvindo o pedido de Aarch, Simon retirou um dos frascos vazio do compartimento, tomando o cuidado de fechar o fundo falso e colocar as taças em seus lugares Simon ainda fechou a cristaleira antes de se voltar para Karla, estendendo com cuidado o frasco este abaixou a cabeça em respeito a mais velha.

    - Talvez haja uma reunião entre as proles de Correlli, eles sentiram sua partida e sua prole mais nova gostaria de realizar um funeral a sua senhora.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 21:18

    Karla esticou as duas mãos justapostas para que você depositasse dentro delas o frasco. Assim recolhendo os braços a anciã o segurou com a mão esquerda durante brevíssimos momentos e enfim levou os olhos mais uma vez na sua direção.

    -Uma reunião de todas as proles de Correlli? Inesperado e grandioso, quatro barões em uma única cidade. Berlim é de fato o centro da nova Europa, isso é indiscutível... Precisarei rever alguns conceitos importantes, seria descortês em demasia não saudar Marhuel mais uma vez...

    Karla então atentava-se ao braço direito, abrindo o frasco gentilmente e levando o pulso direito até os lábios. Abrindo a boca ela exibia as presas, naquela fração de segundos sua besta se intimidou intensamente, mas se esforçou para manter-se consciente. As presas de marfim da anciã perfuravam o próprio pulso e desse escorria um fino filete de vitae potente, que era prontamente armazenado no frasco. Lambendo o pulso e com os olhos sobre você, Karla comentava em seguida.

    -Não faça nenhum enterro. É o que eu recomendo, Correlli jamais irá morrer totalmente... As despedidas devem ser intimas, jamais públicas. Além disso, não existem certezas e ela me ensinou a jamais duvidar dela...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 21:38

    Assim que entregou o frasco nas mãos de Karla, Simon deu um passo para atrás deixando espaço para que a mais velha pudesse se movimentar livremente. Ouvindo as palavras da antiga o cainita concordou com um leve movimento para então responder de maneira simples e educada.

    - Estive com Dieter Kotlar noite passada, ele me disse que um possível encontro aconteceria, mas não chegou a confirmar se seus irmãos já estavam perto ou não. Eles sentiram a partida de Lady Correlli e não me estranharia se o quisessem saber do motivo de sua partida.

    Diante das presas de Karla, a besta rosnou baixo se forçando a ficar parada, a simples visão daquelas presas era assustadora, mas a vontade de ser reconhecida e respeitada fez com que a besta ficasse ali, Simon sentindo isso apoiou sua besta.

    “ Sorte nossa Lillian ter o bom senso de me deixar conversar com Lady Aarch... Eu não gostaria de ser alvo de sua fúria.”

    Devolvendo o olhar para a antiga Simon sorriu de maneira calma, entendia plenamente o que a mulher lhe dizia e o significado da presença constante de Correlli.

    - O enterro seria apenas simbólico, mas ainda espero que ela nos surpreenda. Essa cidade transpira a presença dela, levará anos para que deixe de faze-lo.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 22:03

    Karla fechava o frasco onde havia depositado o próprio vitae e se colocou de pé pela ultima vez naquele encontro. Caminhando sem pressa alguma até você e estendendo-o na sua direção com a mão esquerda, esperando pacientemente para que você o pegasse e só assim ela falaria:

    -Não me prometa nada, não diga mais nenhuma palavra sobre o meu vitae. Eu o confio em tuas mãos e você fará o certo, se não o fizer eu irei pessoalmente lhe mostrar o quão cruel pode ser a ira de Caim sobre os de seu Sangue. E não é uma ameaça, é a verdade... Agora, irei me retirar e lhe deixar com duas coisas: A primeira é a certeza de que Wotan cairá. A segunda é a certeza de que Correlli é eterna. Até breve, querido jovem...

    Despediu-se a anciã, com um sorriso de quem sabia ainda muito sobre tudo que havia garantido naquele instante, preparando-se para ir embora.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 22:21

    Ainda em pé Simon recebeu o frasco com o sangue da anciã, seus olhos negros por nenhum instante vacilaram diante de Karla Aarch, mas mesmo assim as palavras da nosferato pesaram sobre os ombros do cainita.

    “ Não irei falhar com Lady Aarch. Não quando a verdade de que ela fala é cruel e perigosa.”

    Guardando com cuidado o frasco, Simon acompanhou a figura de Karla até a porta, abrindo para que a anciã partisse, o cainita se despediu com uma leve mensura e um respeitoso olhar.

    - Prezo por sua segurança Lady Aarch, e que em um futuro possamos nos reunir em tempos melhores. Agradeço seu voto de confiança, tenha certeza de que levarei em conta suas palavras. Não desviarei do caminho que escolhido.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Danto em 19/2/2017, 22:27

    Karla parava na porta e sem olhar para trás, dizia de maneira breve:

    -Até uma próxima oportunidade Simon, nosso reencontro é inevitável.

    Elevando um pouco mais a voz ela direcionava agora a fala para os ouvidos de alguém distante, porem sempre atento:

    -E até mais ver Lilian, olhe por esse Jovem. Ele ira precisar do caos que percorre a tua mente sempre...Enfim, viagem em segurança meus caros.

    A mulher finalmente desaparecia assim que colocava os dois pés para fora da casa de Correlli e imediatamente após o sumiço dela, seus ouvidos se atentam aos passos de Lilian na escadaria. A malkaviana comentava de maneira debochada.

    -Velha intrometida! Quem deu permissão para ela notar que eu estava bisbilhotando!? Então, Simon...Vamos a batalha?!
    [Off: Ultima ação para o final do ato]
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Simon: Convicted in Life

    Mensagem por Jess em 19/2/2017, 22:36

    Um sorriso agradecido se desenhou nos lábios de Simon, a besta relaxava diante da partida de Karla, mas ambos se sobressaltaram quando a voz da mesma se elevou para falar com Lillian.

    “ Ela sabia que estava sendo observada, claro que sabia. Karla é uma gigante se comparada a Lillian e eu, não posso duvidar de suas capacidades.”

    Fechando a porta assim que a figura de Karla desapareceu, Simon observou Lillian descer as escadas, as palavras que a mesma pronunciou fez o cainita rir diante da imprudência ali cometida.

    - Não fale muito alto, ela pode estar escutando... Sim podemos partir, tenho as respostas de que precisava e os meios. Nada mais nos prende aqui.

    Comentava o cainita ao se aproximar e coçar de leve o alto da cabeça de Lillian.


      Data/hora atual: 18/10/2017, 21:56