WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 22/4/2017, 14:13

    A sua besta seguia a balançar Lorenz até simplesmente desistir e tentar dar um tapa na cabeça do rapaz. Sem nenhum sucesso ela cruzava os braços e fechava a face em uma expressão irritada, com as bochechas infladas e um enorme bico feito com os lábios.

    Enquanto isso ocorria, Edgard estava com os olhos apenas em você. Ele olhava precisamente para as mãos de vocês, em um profundo silêncio o feiticeiro deixou uma lágrima escorrer pelo olho direito. Ali ele tomou as suas mãos com força e levantou a face para olhar nos seus olhos. E no italiano romano, ele retomava a fala:

    -Depois de tantos anos e séculos, aquela que eu pensei ser o meu primero amor se revela aos meus olhos como a minha salvadora. Chegará o dia que você, minha irmã, saberá o quão especial é a tua alma... Eu não sei como você pode ser capaz de amar uma criatura com uma alma tão corrompida quanto a minha, mas eu não quero entender eu desejo apenas sentir. Estava pronto para desistir de tudo, agora entendo que eu não posso, não enquanto você estiver ainda aqui. E vejo que você terá várias razões para seguir, não é mesmo!?

    Ele terminava a frase quase que em sincronia com o retorno da força total das luzes amarelas do quarto onde vocês estavam, o banho de Eva parecia ter terminado. A sua besta então olhava na direção do quarto de Eva, para fazer em seguida uma última tentativa. Ela enche os pulmões e solta um grito silencioso no ouvido de Lorenz, sua prole acorda do fascínio dando um salto! Ela então cai em uma deliciosa gargalhada em cima da cama.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 22/4/2017, 20:37

    Sentada ao lado de seu irmão Pietra viu sua besta a todo custo tentar ganhar a atenção de Lorenz, um sorriso meigo se fazia no rosto da italiana, mas sua atenção era tomada por Edgard, as palavras pronunciadas em italiano de Roma lhe traziam uma nostalgia antiga e poderosa.

    Encarando os olhos de seu irmão, Pietra limpou a lagrima que escorria pela face do mesmo, passando a mão pelo rosto de Edgard a cainita brincou com as linhas sem se importar com se estava sendo deseducada ou não.

    - É um elogio saber que fui sua primeira paixão. Meu querido irmão, se sou especial um dia eu descobrirei, mas agora deixe-me ser especial para você. Deixe que eu cuide de você, eu o amo porque um dia você me amou e não me esqueceu.

    Beijando a testa de Edgard a cainita se viu obrigada a desviar os olhos quando sua besta gritava aos ouvidos de Lorenz, o pulo de sua prole assustada e as risadas de sua própria besta arrancaram um riso de Pietra, um riso da mais pura alegria que poderia sentir.

    - Obrigada por ficar acordado meu irmão, eu passaria noites chorando o seu sono, mas agora posso passa-las a sorrir por tê-lo do meu lado. Sim, estás certo ao dizer que sempre terei motivos para continuar, e com um pouco de tempo eles podem ser seus também, meu querido. Afinal alguém tem que me ajudar com minha besta, eu simplesmente não consigo resistir aos encantos dela.

    Comentava a cainita sorrindo para seu Edgard, a luz indicava que logo Eva estaria pronta, seria o momento ideal para guiar seu irmão e prole até sua amada.

    “ Edgard dormiria por séculos... Que bom que eu o chamei antes disso. As coisas não seriam as mesmas sem ele.”


    Última edição por Jess em 23/4/2017, 00:32, editado 1 vez(es)
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 23/4/2017, 00:05

    Edgard ouvia todas as suas palavras e claramente não se importava com o seu toque, mas ele também apesar de demonstrar tamanha tristeza encontrava na sua besta um alivio e um sorriso sincero e cristalino. Para olhar na direção da luz, notando que o banho de Eva havia terminado e finalmente dizer algo:

    -O destino é curioso, afinal o meu primeiro amor é hoje ainda a figura máxima desse sentimento em minha vida. Mas agora ocupa um pedaço ainda mais especial, és minha família senhorita Rafaldini. Suas palavras nutrem m'alma... E a sua besta é simplesmente um presente aos meus olhos, ela me faz lembrar tudo que há de bom em meu passado.

    Edgard enfim tomava a iniciativa de beijar a sua face e sorrir mais uma vez para posteriormente colocar-se de pé e olhar na direção da porta. Lorenz olhava para as próprias mãos um pouco confuso por retornar do fascínio, a confusão dele era rápida pois logo ele via você e Edgard e segurava um riso envergonhado.

    A porta finalmente se abre, por ela saía Evangeline que imediatamente via a figura de Edgar e corria como uma criança para os braços do seu irmão, saltando para que ele a pegasse no ar. Eva o abraçava com muita força e afundava a cabeça no peito do homem. Ficando alguns instantes ali, para enfim sair do abraço de Edgard e olha sorrindo para você, as roupas dela estava bem informais e casuais e logo de imediato você notava que ela estava diferente, muito mais alegre do que havia estado nas noites recentes.

    -Boa noite, mamãe. Seu sorriso é magnífico, como nunca disse isso antes?!

    Quem falava era Lorenz e aquela simples fala parecia derreter a Eva, os olhos dela enchiam de lágrimas e ela começava a abanar a própria face em uma tentativa desesperada de não chorar. Escondendo os lábios para dentro da boca ela se virava para olhar Lorenz e esticar uma mão na direção do mesmo. E instantes depois, Lorenz se encontrava nos braços de Eva. Em um abraço forte e lindo.

    Roupas da Eva:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 23/4/2017, 00:59

    O sorriso de seu irmão trouxe uma onda de amor para o coração de Pietra, as palavras ditas por Edgard faziam a cainita sorrir feliz, a pequena declaração de amor e amizade compartilhada era um presente com o qual a cainita sempre ansiara.

    “ Meu irmão, como eu o amo. Estou tão feliz que tu tenhas vindo ficar comigo.”

    O beijo em sua face fez Pietra se encolher enquanto uma onda vermelha invadia seu rosto, rindo disso a cainita simplesmente não escondia sua alegria. A besta foi a primeira a levantar na cama, atenta está se agarrou as costas de Lorenz quando Eva abraçava Edgard.

    A visão de Eva vestida de maneira simples e alegre fez Pietra suspirar, ainda sentada no mármore perto da banheira a cainita apoiou o cotovelo em seus joelhos apenas observando a cena, havia uma aura magica de felicidade na cena que se seguia, aura que foi coroada quando as palavras de Lorenz foram ditas.

    O abraço entre sua amada e sua prole fez Pietra rir, sua besta tentava a todo custo manter Lorenz separado de Eva mas no fim era também abraçada pela loira, levantando-se com cuidado a cainita andou até Edgard abraçando seu braço com delicadeza.

    - Vê irmão, porque quero continuar. Eles me fazem isso. Eu os amo.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 23/4/2017, 14:38

    Edgard coloca a mão sobre as suas que seguravam o braço dele e observando a cena, ele diz com uma notória leveza:

    -Agora eu entendo. Uma valiosa lição...

    E assim ele seguia a olhar ao seu lado a imagem de Lorenz e Eva se abraçando, com a sua besta também envolvida naquela demonstração de carinho e amor. O abraço deles terminava e Eva segurava com as duas mãos a face de Lorenz para dizer com o francês naturalmente sensual e belíssimo dela:

    -Boa noite meu filho. Dormiu bem?

    E os olhos de Lorenz mais uma vez se abriam e suas pupilas dilatavam, lá se ia o terceiro fascínio em menos de meia hora. A sua besta não se segurava e ria, Eva também reagia da mesma forma e soltando o rapaz, ela se direciona até vocês, se comunicando agora em italiano.

    -Eu não resisti, fiz de propósito!

    Dizia Eva com um sorriso maroto na face.

    -O pequeno Lorenz irá demorar para se habituar, não será uma tarefa fácil superar a beleza diárias de vocês duas, tenham paciência com ele...

    Comentava Edgard sempre com bastante calma. Ele mantinha o idioma italiano como o protagonista daquela conversa. Eva então chegava bem mais perto, para para em sua frente, sorridente ela lhe saudava com um beijo breve nos lábios.

    -Pietra, eu adorei essa surpresa! E ontem a noite, uau! O que deu em você?

    Edgard soltava um leve pigarro, para lembrar a Eva que ele estava ali. O que arrancava risadas divertidas da sua musa.

    -Desculpa! Mas você tinha que ter visto ela ontem Edgard!

    O seu irmão olha para Eva e diz:

    -Seria um tanto quanto incestuoso não concorda querida Eva?

    Eva então abria outro sorriso maroto por ter conquistado um comentário encabulado de Edgard.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 23/4/2017, 14:57

    O toque frio das mãos de Edgard fez com que a cainita o olhasse carinhosamente, sorrindo para seu irmão Pietra voltou seus olhos para a cena delicada que acontecia a frente, a besta entrelaçada no abraço de Eva e Lorenz.

    Rindo quando Eva provocou a terceira onda de fascínio em Lorenz, Pietra não conseguia conter a felicidade que sentia, a aproximação de sua Musa e o breve beijo em seus lábios arrancaram um olhar apaixonado da italiana.

    - Tadinho Eva, se continuarmos assim ele não vai aproveitar a noite.

    “ Ela está mudada, isso é bom. Parece mais feliz. “


    As claras insinuações de sua Musa trouxeram uma onda do mais puro vermelho para as faces da italiana, tentando esconder seu rosto no braço largo de Edgard a cainita gemeu quando o mesmo ainda se designou a responder Evangeline.

    - Eva isso é maldade, ele não precisa saber dos detalhes. Não mesmo!

    “ Vou me vingar dela, ah se vou!”


    Pensava a cainita enquanto tentava a todo custo esconder sua face vermelha de sua Musa.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 24/4/2017, 02:21

    A sua face não só se avermelhava, mas como também esquentava bastante e a sua besta reagia da mesma forma! Como se estivesse em sincronia contigo naquele momento, afinal, Edgard conseguia ver as duas e ambas ficavam sem jeito com as palavras de Eva.

    Seu irmão mais velho agia de maneira protetora e literalmente permitia que você o usasse de escudo naquela situação. Era uma reação que surpreendia a sua musa, essa então comentava.

    -Tá bom, tá bom. Sem detalhes, mas tem algo diferente aqui... Vocês estão mais próximos, adorei isso! Aconteceu alguma coisa enquanto eu dormia exausta por ter sido tomada por uma certa italiana ontem no fim da noite?

    Ouvindo essas palavras a sua besta só faltava gemer de tanta vergonha, ela abaixava e escondia a face entre os joelhos. Edgard então tomava a fala.

    -Sim aconteceu algo em sua pequena ausência, Evangeline, eu fui recepcionado por Pietra em um momento de fragilidade, estava prestes à dormir. Pude ser acolhido pela minha irmã e finalmente confessei o que nunca tinha tido coragem de dizer, que ela foi meu primeiro e único amor. Foi a face dela que eu vi quando as chamas verdes estavam a me devorar, lembras dessa história minha querida? E cá estou, para nunca mais sair. Mas vejo que você está muito bem e talvez eu não seja assim tão necessário a ti, sorte que eu tenho a minha irmã ao meu lado.

    Eva começava a ouvir aquelas palavras e abria os enormes olhos azuis dela, surpresa com tudo aquilo, chegando até a ficar boquiaberta. Mas quando ele falava que ele não era necessário ela perdia a pose de superioridade e o sorriso maroto, ficando claramente assustada.

    -Não! Não, calminha! Eu preciso de você, só estou feliz é só isso. Estou confusa, perdida, por favor não me deixa assim, eu faço o que quiser! Fique ao meu lado também!

    Era agora a vez de Edgard abrir um sorriso malandro e falar:

    -Isso foi mais fácil do que o imaginado...

    A brincadeira do mesmo foi tão inesperada que a sua besta riu alto! Tão alto que Lorenz parecia até ouvir em meio ao transe que chegava ao fim. Eva ficava muito confusa e envergonhada de ter sido trapaceada tão facilmente pelo seu irmão mais velho, ela então cruzava os braços e fazendo birra dizia:

    -Isso não vale! Não vale!

    Edgard então estendia o outro braço na direção da sua Musa e ela prontamente agarrava no braço do mesmo e era envolvida junto ao corpo de seu irmão e bem ali próxima de ti.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 24/4/2017, 11:43

    Escondida atrás do braço de Edgard a cainita viu sua besta ficar tão vermelha quanto sua cainita, as últimas palavras de Eva arrancaram um gemido baixo de Pietra enquanto seu irmão a protegia da Musa.

    O esconder de face de sua besta trouxe um pequeno sorriso nos lábios vermelhos de Pietra, mas foram as palavras de seu irmão que a acalmaram um pouco.

    “ Meu querido, porque demorou tanto? Eu sempre estive aqui para você meu irmão. Sempre. “

    Colocando a cabeça para fora do braço de Edgard a cianita mostrou a língua para Eva quando o feiticeiro disse que a Musa não aparentava necessita-lo, a quebra de pose fez a besta rir sem nenhum remorso, Pietra a teria seguido se não soubesse que compraria uma birra de Eva por isso.

    Vendo sua musa ser lubridiada e por fim abraçada por Edgard, Pietra riu de felicidade, buscando as mãos de Eva para toca-la.

    - Que bom que ficou feliz com a noite passada. Se você se comportar talvez eu faça aquilo mais vezes minha boba.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 24/4/2017, 13:03

    Era fácil ver nos olhos azuis de sua musa o quanto aquele abraço de seu irmão significava para ela, com o corpo todo apertado contra o do homem, ela olhava para você com um sorrisinho tímido na face e estendia a mão para tocar na sua, assim vocês duas davam as mãos e basicamente abraçavam Edgard mesmo sem quererem fazer isso diretamente, afinal o homem estava entre vocês duas. Eva então movia os lábios bem devagar dizendo "vou me comportar".

    -Eu diria que eu sou o homem mais sortudo desse mundo, mas acredito que esse título pertence à Friederich não é mesmo queridas?!

    Eva olhava para você com uma expressão perigosa, como se a mente dela estivesse a trabalhar alguma ideia mirabolante e nada convencional, até mesmo maldosa. Então ela olhava para Edgard e dava um beijo no rosto do mesmo.

    -Não seja bobo, Eddie. Você é bem mais sortudo, você nos tem como nenhum outro jamais terá. Não é mesmo mon amour?

    Edgard olhava confuso, um pouco encabulado com a colocação de Eva. Lorenz que estava mais distante de vocês três finalmente saía do fascínio e olhava em volta, para enfim andar até a bancada onde estava o prato com maçãs e procurar algo, tirando dali o seu celular. Para comentar baixinho para si mesmo.

    -Sabia que tinha algum barulho... É a notificação do Albert... devo abrir e ler?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 24/4/2017, 14:32

    Os olhos azulados de Eva deixavam claro o quanto aquele abraço era importante para a mesma, Pietra também não o escondeu por nenhum instante e sorriu para sua Musa quando está prometeu se comportar.

    “ Quem diria, nunca imaginei que eu e Eva abraçaríamos alguém assim. Nem mesmo fazemos isso com Friederich.”

    Ouvindo as palavras de Edgard a cainita riu ao ver que a mente de Eva trabalhava para encontrar uma resposta, vendo a surpresa de seu irmão a cainita o beijou no rosto dizendo de forma suave e alegre.

    - Bella tem razão Eddie, nunca abraçamos ninguém assim. Você e Friederich são homens de sorte não tem como negar.

    A besta vendo que Lorenz voltava ao controle de seu corpo e procurava por algo, aproveitou o momento para correr até Edgard abraçando-o com força, era sua forma de agradece-lo e lhe dizer o quanto o amava, olhando isso Pietra riu de leve.

    “ Será que Eva não a vê? Quem mais a vê minha querida?”

    Soltando-se do abraço para ir na direção de Lorenz a cainita tocou de leve no braço do mesmo com delicadeza.

    - Não custa olhar meu filho, talvez seja importante.

    Virando-se para Eva a cainita sorriu ao perguntar.

    - Bella, o que você acha de ter mais um vassalo? Já que nosso jardim está crescendo seria o certo não?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 24/4/2017, 15:58

    Edgard reagia as palavras de vocês duas com um sorriso acanhado na face, ele de fato não era o mais aberto ou carismático dos homens, mas havia nele uma clareza singular quando ele olhava tanto para ti quanto para Eva. Logo ele deixava você sair do abraço para receber a sua besta, Eva continuava sem vê-la, mas a atenção da Musa se voltava a Edgard enquanto você e Lorenz conversavam brevemente.

    Verdade, deixe-me ver o que é. Aliás, desculpa pela falta de controle, tudo é tão novo. Mesmo eu já as conhecendo tão bem, é como se eu nunca tivesse as visto completamente...

    O rapaz então abria o seu celular, afinal foi ele que o configurou pela primeira vez. E lia a mensagem de Albert com um sorriso na face. Nesse intervalo de tempo, você se direcionava à Eva e a mesma parecia se derreter inteira mais uma vez, era a vez dela agora de gemer baixinho e se esconder atrás dos braços de Edgard.

    -Ela disso nosso Jardim, você ouviu isso Eddie?! Eu e ela temos um Jardim! Como eu sempre sonhei...

    Edgard soltava uma breve risada nasal, nada muito longo, mas ele claramente se divertia com vocês duas. A sua musa prontamente respondia em seguida.

    -Claro, tens total razão mon amour! Pelo seu sorriso você já tem alguém em mente não é mesmo? Quem é?

    Indagava a mulher. Lorenz enquanto aguardava a troca de palavras entre vocês para falar em voz alta.

    -Minha irmã acordou e está perguntando por vocês. Essa foi a mensagem de Albert, ele a levou para o escritório da Mamãe...

    Eva escondia o rosto mais uma vez, sabendo que "mamãe" era ela a loira ainda encontrava dificuldades para lidar com o amor tão puro e lindo de Lorenz.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 24/4/2017, 18:46

    Ver Edgard sem graça era uma situação rara, talvez por isso Pietra a aproveitava, embora soubesse bem quando parar antes de irritar seu irmão, sendo substituída no abraço por sua besta, a cainita sorriu ao escutar as palavras de Lorenz, beijando-lhe a testa.

    - Tome o tempo que precisar meu filho, logo você aprenderá a resistir melhor. Ninguém está lhe culpando.

    Vendo a alegria incontida de Eva, a cainita sentiu-se aliviada, as explosões de sua Musa haviam terminado na noite anterior, e a nova e animada Eva parecia prestes a derreter por seus sentimentos, balançando a cabeça de forma afirmativa Pietra sorriu ao comentar.

    - Sim eu já a escolhi, por sorte você gosta dela. Aylena se mostrou bem receptiva a proposta além do mais descobriu que ela vai cursar moda, mas acredito que o fato dela não estar atrelada a tantas responsabilidades venha a ser bom. Estás de acordo Bella?

    Ouvindo as palavras de seu filho, Pietra não conseguiu conter o riso diante da reação de Eva, a grande e temida Musa mal se continha diante de Lorenz e não havia como negar, Pietra e a besta simplesmente adoravam aquilo.

    - Acho melhor não deixar sua irmã esperando. Porque não tomas um banho e vem vê-la no escritório, imagino que ela vá ficar feliz em conhecê-lo.

    “ Então ela veio, eu lhe prometi um tempo e ela veio... Minha rosa, espero que voces dois se aceitem.”

    Voltando-se para Eva a cainita correu para lhe dar um leve beijo em seus lábios, rindo disso Pietra colocou uma das mechas da loira para trás de sua orelha murmurando.

    - Sei que queres Edgard só para você, tome seu tempo e quando estiveres melhor vá ver nossa filha. Até lá cuide muito bem de nosso querido Edgard.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 25/4/2017, 01:01

    Lorenz concordava com o que você dizia para o mesmo, ficando mais aliviado ao ouvir que estava tudo bem. O rapaz balançava a cabeça positivamente em uma forma não verbal de demonstrar que havia entendido a questão. Eva por outro lado não disfarçava a alegria.

    -Aylena? Eu adoro o russo dela! Já ouviu ela falando Francês? Muito maravilhosa! Estou muito de acordo, adorei!

    Lorenz então olhou bem rápido em volta e não respondeu nada, ele apenas virou-se em direção ao seu armário do seu quarto onde ele guardava algumas peças que ele mesmo havia feito, afinal ele também usava seu ateliê durante o dia. Já demonstrando que iria se arrumar.

    Você então beijava Evangeline e a sua musa falava baixinho para você:

    -Obrigada, eu vou cuidar bem do seu irmão. Vou demorar um pouquinho, preciso pensar e ouvir e compartilhar. Agora vá cuidar de nossa filha!



    Escritório de Eva no Malefice:

    Então você seguia seu caminho mais uma vez, aliás, essas caminhadas estavam se tornando cada vez mais frequentes e a cada passo você se sentia mais segura e tranquila em estar sozinha, porque mesmo distante dos seus queridos, você sentia o amor deles por ti. E essa sensação era incomparável!

    Adentrando então o escritório de Eva que ficava na boate que havia aberto a pouquíssimos instantes e ainda estava vazia, só com seus típicos funcionários e sorvos da espada. Adentrando o local que era inteiramente mobiliado por sua Musa em sua homenagem, com uma clássica mobília com peças exclusivamente italianas. Seus olhos puderam encontrar a figura de Lotte sentada em uma das belas cadeiras azuis, ela estava brincando com os dedos, batendo-os contra os joelhos em um ritmo descontraído como se cantasse dentro da própria mente para se distrair.

    Lotte usava uma jaqueta de couro moderna, ao lado dela havia uma bolsa preta encostada no braço da poltrona. As pernas dela estava esticadas e a calça rasgada mostrava os joelhos pálidos da mesma. Era curioso notar como ela muito mais pálida do que Lorenz, uma peculiaridade inusitada que a deixava obviamente mais "cainita". Havia bastante couro e preto por toda a roupa da sua filha, mas a camisa branca de tecido leve dava uma excelente quebra em todo aquele peso, além das joias douradas, pulseiras e anéis adornavam os pulsos e dedos da moça.

    Ela levanta a cabeça e prontamente se colocava de pé, sorrindo e fazendo uma reverência à você. Era estranho sentir aquilo, mas havia muita força na presença de Lotte, como se ela sem notar estivesse a usar o nível mais alto de presença que ela pudesse utilizar: a força da Majestade.

    -Minha Senhora. Uma excelente noite, peço desculpas se interrompi seu momento com teu Lorenz. Mas algo dentro de mim acordou inquieto hoje, todos saiam de minha frente e me olhavam como se eu fosse...bem...a Senhora. O único que conseguiu reagir foi Albert, por isso pedi para ele se comunicar contigo. Espero sinceramente não ter causado nenhum constrangimento ou incomodo a vossa senhoria.

    Lotte era formal, profundamente respeitosa e assustadoramente poderosa! Era magnífico notar o quão diferentes eram seus filhos, era como se toda a sua graça e leveza tivessem caído sobre os ombros de Lorenz e o poder do seu vitae estivesse totalmente alojado dentro daquela mulher. Que te olhava com uma profunda admiração.
    A Rosa Negra:

    Roupas:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 25/4/2017, 14:34

    Quando seu filho pareceu mais tranquilo quanto ao fascínio Pietra sorriu para o mesmo, afinal a cainita em suas primeiras noites também passará pelo mesmo. A despedida breve entre a italiana e sua Musa foi marcada por um singelo beijo de despedida.

    - Cuidarei dela, volte quando estiver forte Bella, nossa rosa vai amar vê-la assim.

    Andar pelos corredores de sua Galeria e Maléficie já não assustavam Pietra, ganhando cada vez mais confiança do que estava fazendo a cianita sorriu para si mesma sentindo-se protegida e mais do que isso, amada por todos que a acompanhavam.

    “ Eddie está certo, de agora em diante sempre terei motivos para continuar. “

    Cruzando pela boate recém-aberta, Pietra sorriu ao ver o pouco movimento do começo da noite, logo aquele lugar estaria apinhado de cainitas em busca de refúgio e alimento, satisfeita por poder suprir isso a cainita apressou o passo para ir ao escritório de Eva.

    A visão de Lotte fez Pietra sorrir, era um sorriso diferente do que fora dado a Lorenz momentos antes, mesmo assim Pietra sorria para sua prole com orgulho, um ar surpreso tomou Pietra diante da mensura feita e as palavras educadamente escolhidas por Lotte, era claro o respeito de sua criança e isso conquistava a cainita.

    “ Ela é forte, se não fosse minha rosa eu a temeria. Lotte nem se deu conta disso, pelo menos não ainda. Quando o fizer muitos a temeram com real motivo.”

    Se aproximando de Lotte, a cainita tomou as mãos de sua prole beijando-as com carinho, tocando de leve em sua face para então olha-la nos olhos.

    - Não se desculpe mia amata, meu Lorenz é seu irmão e eu devo cuidar de vocês dois. Posso entender porque todos recuaram diante de você, estás usando o mesmo poder que impus quando enfrentei Althea. Por sorte posso resistir e Albert ficou protegido por conta do meu sangue potente.

    Fazendo com que Lotte se sentar, Pietra ainda segurava as mãos de sua prole ao comentar de maneira simples.

    - Feche os olhos e se concentre, a Presença está ligada ao sentimento de querer ser notada ou apreciada, para cancelar o efeito é preciso se concentrar em como não chamar a atenção. Parece estranho mas é assim que funciona, não vamos querer que todos fujam de você durante as próximas noites não é?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 25/4/2017, 16:04

    Lotte se surpreendia muito com as suas ações, o seu toque e os beijos feitos nas mãos da jovem a deixaram estupefata! A sua rosa negra ficava tão sem ação que ela simplesmente acatou a tudo que foi feito, sentando-se para então fechar os olhos e se concentrar. Gradativamente você conseguia sentir claramente a presença dela diminuindo, o ar se tornava mais leve até que a força do vitae de Lotte já não se manifestava mais. Ela então abre os olhos negros dela, buscando imediatamente a sua imagem.

    -Obrigada pela ajuda, Senhora. De fato eu não queria assustar os outros, mas eu desejava muito ser notada por ti, talvez tenha sido esse meu desejo que ativou essa força.

    Ela então olhava para as suas mãos, para com força apertá-las, em uma reação típica de alguém que estava totalmente surpreso, verificando que aquilo não era um sonho. A mulher sorria ao sentir o calor da sua pele.

    -Lorenz é meu irmão?! Isso me faz a sua...

    Ela pensava sozinha e ao chegar naquela conclusão ela levantava rápido a cabeça e abria a boca, surpresa, os olhos dela tremiam quando encontravam os seus. A admiração que ela nutria por você era gigantesca!

    -Uau! Sendo assim eu tenho que ficar mais forte, dominar o mais rápido esses poderes! Devo ligá-los as minhas sensações e sentimentos, obrigada pela lição, minha Senho... Mãe.

    Ela interrompia a formalidade para se forçar a usar o termo maternal, mas imediatamente ao fazer ela se encolhia com medo de ter cometido um erro.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 25/4/2017, 16:47

    A surpresa de Lotte atingiu Pietra como uma onda de ternura, tomando cuidado para segurar isso a cainita viu sua prole fazer exatamente o que havia sido aconselhado. Sentindo a presença forte dar lugar para a real presença de Lotte a italiana sorriu com orgulho.

    “ É, acho que tenho algum talento pra isso.”

    Rindo das reações diversas de sua Rosa, a cainita permaneceu olhando-a com interesse e orgulho, levantando-se para olha-la com mais cuidado Pietra beijou a testa de Lotte para só então faze-la se sentar novamente.

    - Acalme-se, está tudo bem mia amata. É claro que eu a notaria, és filha de meu sangue, meu legado.

    Acariciando de leve a face da mesma Pietra não escondia o orgulho e o carinho que sentia pela jovem a sua frente, até mesmo a besta que havia as seguido por curiosidade parecia se interessar na jovem.

    - Sei que os primeiros dias são complicados, então não se preocupe, logo isso passará e você terá controle total sobre suas capacidades. Tenha um pouco de paciência. Ao contrário de você Lorenz é uma rosa branca, mas nem por isso a tratarei diferente, és minha filha também e quero que fique à vontade quanto a mim. Escolha o que for melhor para você, se quiseres me chamar de Senhora, Pietra e até mesmo de Mãe, eu aceitarei e ficarei feliz.

    Esperando pelas reações de Lotte a cainita ainda segurava a mão de sua filha com carinho.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 25/4/2017, 20:27

    -Seu legado...

    Murmurava Lotte com um olhar brevemente perdido, sorrindo sozinha com o simples fato de compreender o quão importante ela era naquela situação. Em seguida ela levantou os olhos como se tivesse lembrando e algo, dando um pequeno pulinho sentada na cadeira assumindo uma postura bastante animada.

    -Lembrei de algo muito importante! O homem que me trouxe para cá, o Arcebispo! Ele me disse algo importante para que eu repetisse quando finalmente a conhecesse, como eu fui descuidada! Mãe, ele me disse que o que ele sempre sonhou para você está representado em mim. Era isso que ele queria ter dito para você no Conclave: Sobreviva, pois sua filha está a sua espera... Eu!

    Dizia a jovem com um sorriso que tomava o rosto inteiro dela.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 25/4/2017, 21:55

    As reações de sua prole deixaxam Pietra atenta, ver que Lotte entendia sua posição e aparentava gostar dela fez a cainita sorrir consigo mesma, havia aceitação por parte de sua rosa negra.

    “ Ela mal sabe o quanto me é especial. Minha rosa.”

    O pequeno pulo de Lotte, juntamente de seu recado encaminhado por Friederich arrancaram um riso cristalino de Pietra, tomando a face de sua criança a cainita beijou-lhe a testa ainda sorrindo.

    - Ah mia figlia, és ezatamente tudo que uma rosa é, tudo que sonhei ter. Friederich é um homem encantador, me deu voce de presente. Se eu tivesse escutado isso antes Althea teria sofrido muito mais.

    Voltando a segurar as mãos de sua rosa, Pietra respirou para se controlar, sua besta ia se aproximando aos pouquinhos e sem nenhuma vergonha deitou a cabeça no colo da jovem.

    - Agora deves lembrar que também és filha de Eva, ela te ama tanto quanto eu. Sei que talvez venhamos a ter nossas diferenças, mas Eva sempre estará lá por você, quando eu não a compreender sei que Eva o fará. Diga-me o que achas de nosso Arcebispo? Tenho a impressão que você vai se encontrar muito com ele.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 25/4/2017, 23:56

    Lotte parecia sentir algo no colo, olhando na direção mas sem conseguir ver nada. Essa distração fez com que ela demorasse um pouquinho para reagir a sua fala, quando a ficha finalmente caiu o corpo dele tremeu inteiro. A sua besta recuou surpresa antes que a jovem rosa negra se movimentasse com enorme velocidade, claramente usando rapidez! Ela se levantava e pulava sobre a cadeira, a força era tão grande que a cadeira começava a cair, enquanto a cadeira caía ela saía de cima e segurava a cadeira. Colocando-a no lugar e sentando sobre a mesma como se nada tivesse acontecido. Exibindo um sorriso maroto na face.

    -Eu sou filha da Templária de Berlim e da Rafaldini il Ragno! Pelos céus!

    A sua pequena rosa negra levantava o indicador direito, como se pedisse um tempo. Com a outra mão ela tocava o próprio peito, estranhando a falta de respiração. Mas toda a expressão corporal da mesma indicava que ela estava sentindo um potente pulso de adrenalina. Tomando seu tempo para acalmar, a jovem de cabelos e olhos negros cruzou as pernas, com uma naturalidade enorme, para enfim falar.

    -Eu o conheci a dois anos atrás. Na boate, na época eu não era nada além de uma maluca com problemas com drogas, heroína era a única coisa que me fazia sentir algo. Eu alternava entre ela e a morfina para lidar com todo o vazio que havia em meu coração, havia falhado em minha faculdade de artes, expulsa de casa e deserdada. Enfim, era uma verdadeira droga viver! Cheguei na boate com alguns amigos, eles diziam que aqui eu ia encontrar algo melhor que meus vícios, fiquei meses servindo como sorvo dos cainitas locais...

    Ela fazia uma pequena pausa e tocava no próprio nariz, como se isso fosse um tique nervoso que a ajudava a manter-se forte. Uma ação bem similar à lutadores de boxe e outras artes maciais que usam luvas.

    -Uma noite eu o vi. Nosso arcebispo, seu Friederich, meu salvador. Eu estava jogada em um dos sofás da boate a desenhar no estofado com uma agulha, uma vespa. Ele se aproximou e tomou a minha mão, beijando-a para dizer algo que eu nunca vou esquecer. Friederich me disse, olhando no fundos meus olhos: Fostes ensinada a ver-se como uma vespa, que se queima ao ver a luz. Não você não é uma vespa garota, és uma ave de rapina e eu a mostrarei como cuidar de suas asas, teu futuro é nos céus.

    A voz dela saia sem nenhuma única falha ou temida, era de uma enorme convicção e força, mas ao mesmo tempo as mãos dela a traíam e tremiam como se ela estivesse em prantos por se lembrar de tudo aquilo.

    -Friderich então me acolheu, alugou um apartamento só para mim e ia me visitar a cada duas noites. Conversávamos, víamos algum filme ou simplesmente liamos juntos. Quando ele teve a certeza que eu estava limpa, ele começou a me ensinar sobre tudo que há para se saber no mundo cainita. Ele me disse que minha hora chegaria, mas precisava ser grandiosa para que minhas asas estivessem totalmente curadas no momento do meu voo...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 26/4/2017, 00:29

    Ver que Lotte sentia o toque de sua besta, surpreendeu a cainita, mas a reação de sua rosa arrancou uma gargalhada feliz de Pietra, a besta riu sentindo a animação de sua prole e se divertindo com isso. Quando Lotte voltou a se sentar a besta abraçou as pernas da jovem aninhando-se ali com um sorriso largo no rosto.

    “ Ela está feliz, por deus como isso é bom! Minha rosa tem orgulho de mim, de minha amada!”

    Concordando com o pequeno pedido de Lotte, Pietra se sentou mais confortavelmente sobre uma das cadeiras se apoiando no braço do móvel. As palavras fluidas de sua filha elucidaram tantas dúvidas da cainita, assim como abriam diversas outras.

    “ Friederich! Sempre um passo adiantado. Meu amato Friederich.”

    Tomando as mãos tremulas de Lotte a cainita sorriu olhando-a nos olhos castanhos, passando de leve uma de suas mãos sobre os cabelos negros Pietra permaneceu assim por alguns instantes.

    - Veja só como suas assas são magnificas mia figlia. Obrigada por deixar que eu cuide de você, por deixar que Friederich a preparasse. Ele também já esteve em uma situação parecida, na verdade nós já estivemos em situações assim. Foi com o apoio mutuo que conseguimos nos erguer, e aqui estamos.

    Beijando a testa de Lotte, Pietra riu com sua felicidade e a descoberta de que Friederich havia escolhido e preparado sua filha antes mesmo de Pietra tê-lo pedido.

    - Ele estava certo ao dizer que não eras uma vespa, és muito mais do que isso. Tens uma força incomparável mia figlia, deixe que nós cuidemos para que essa força não lhe machuque, que com ela você conquiste o que quiser. Isso me orgulharia muito, mais do que eu já me orgulho de você. E sim mia amata, sempre terás todas as chances que precisar para me provar que és digna, porque eu sei que és. Eu vejo isso em você minha filha.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 26/4/2017, 13:28

    Lotte ouviu cada palavra que saia de seus lábios com uma profunda admiração, o seu toque havia impedido as lágrimas dela de escorrerem e ela agradecia profundamente, beijando as suas mãos com bastante carinho. Ela então se levantava bem devagar, para andar até você e sem pedir nenhum tipo de permissão ou se importar, sentava-se no seu colo. Jogando os pés por cima do braço da poltrona onde você estava e aninhando-se contra o seu corpo, cheirando seus cabelos e ficando ali. Em silêncio a brincar com uma mecha dos seus cabelos.

    Aquele momento pareceu durar uma verdadeira eternidade, a mais saborosa e linda eternidade. A sua rosa negra se mostrava confortável e calma ali no seu colo, cada segundo que se passava ela relaxava ainda mais a postura ao ponto de soltar todo o peso sobre o teu corpo. Até que o som de alguém chegando em frente a porta atraiu a sua atenção. Lotte se aproveitava para literalmente morder a sua bochecha e sorrir de um jeitinho sapeca e alegre. Algo que fazia a sua beste gemer e se derreter toda.

    A porta se abria e a sua rosa branca entrava. Lorenz abria um lindíssimo sorriso ao ver vocês duas em um momento tão belo, Lotte sorria mostrando os dentes e prontamente saía do seu colo para andar na direção de Lorenz, tomando a face do mesmo nas mãos e depositando um beijo breve nos lábios do mesmo. Aquela ação surpreendia a sua besta e deixava Lorenz sem ação.

    -Oi irmão, bem vindo! És tão lindo!

    Dizia ela que logo em seguida andava em torno do mesmo, sem poupar toques no corpo do mesmo. Ela parecia explorar totalmente o corpo do Lorenz com curiosidade e alegria, mas sem malicias, era como se ela tivesse curiosa e encantada com ele.

    -Você não é tão pálido, ainda respira e parece mais vivo. Que interessante, seus lábios não são tão frios quanto os meus, como você tá lá embaixo irmão? Eu acordei achando que estava sentada em gelo!

    Lorenz arregalava os olhos, envergonhadíssimo.

    -Er...não sei...não pensei nisso...

    Lotte abre um sorriso maroto na face e diz.

    -Nenhum oi? Nem um boa noite? Nossa irmão você é tão frio comigo!

    Lorenz balançava a cabeça negativamente e balançava as mãos como se pedisse desculpas.

    -Boa noite! Desculpe a falta de educação, você me surpreendeu irmã!

    Lotte abria um enorme sorriso no roso, virando-se rapidamente na sua direção.

    -Eu amei ele mãe, posso botar ele num potinho e levar pro meu quarto?

    Lorenz ficava confuso e encabulado. A personalidade da Lotte era enorme e parecia o atropelar completamente!
    Roupa de Lorenz:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 26/4/2017, 13:49

    O peso de sua prole sobre seu colo foi uma surpresa agradável para Pietra, sorrindo para sua filha a cianita a entrelaçou com seus braços sentindo todo o conforto que poderia dar para sua rosa.

    “ Somos uma família, como isso é bom. Minhas rosas, são tão belas.”

    Voltando sua atenção para porta a cainita sentiu todo seu corpo se avermelhar quando Lotte mordeu sua bochecha, uma risada alta foi solta no mesmo instante em que Lorenz adentrava no escritório de Eva, sorrindo para isso a cainita não prendeu sua criança quando está se levantou.

    Sorrindo para Lorenz a cainita encarou o pequeno beijo dado por Lotte com curiosidade, sua besta porem ficou sem ação indo diretamente para sua outra metade, a mão de Pietra tocou de leve na cabeça de sua besta enquanto assistia a cena.

    Segura de si e extremamente curiosa Lotte bombardeou Lorenz com rapidez deixando o rapaz sem ação nenhuma, mas foi a pergunta da jovem que fez com que Pietra risse alto, balançando a cabeça a cainita respondeu de forma suave.

    - Não, ele não é um brinquedo Lotte. Além do mais eu já fiz isso antes. Agora venham cá deixe-me ver vocês dois de perto.

    Estendendo as mãos para os dois a cainita esperou pela reação de seus filhos.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 26/4/2017, 14:17

    -Isso não é justo mãe! Ele é tão fofo e lindo!

    Lotte ria com a sua resposta, ela parecia muito feliz com toda aquela situação e totalmente a vontade com a presença de Lorenz ali. E foi a moça que tomou a mão do rapaz e colocou-se em movimento na sua direção, Lorenz ainda parecia demorar para se habituar totalmente aquela expansiva personalidade de Lotte. Os olhos dele analisavam a irmã com cuidado.

    Assim os dois paravam na sua frente, Lorenz era o primeiro a estender a mão para pegar a sua mão direita com carinho. Lotte ainda segurava a outra mão de Lorenz e a colocava na cintura dela, para em seguida dar um passo na direção de Lorenz, encostando a cabeça no ombro dele e esticando as duas mãos para pegar a sua mão esquerda.

    -Finalmente, mãe. Somos finalmente uma família, esse é o dia mais feliz da minha vida.

    Comenta Lorenz, o homem que havia servido como seu vassalo por tantos anos era agora, finalmente sem nenhuma dúvida ou receio, sua prole, seu filho, sua rosa branca. Ele te olhava feliz como poucas vezes você tinha visto na vida.  Enquanto falava, Lorenz puxava a irmã pela cintura e a envolvia em um abraço forte.

    -E você ainda me presenteia com uma irmã tão magnífica, ela me lembra uma mistura da mamãe com a Elizabeth. Com muitos traços do Friederich, não é mesmo?

    Lotte prontamente respondia.

    -Irmão sua voz é maravilhosa, fala mamãe de novo?

    Lorenz olhava para a irmã e falava:

    -Mamãe...

    Lorenz ria baixinho, algo que Lotte também fazia. Era a primeira risada entre os dois, eles trocavam um olhar amoroso e raro de ser encontrado, a cena só era interrompida pela audácia de Lotte de desferir uma mordida no rosto de Lorenz, algo que deixava o jovem bem envergonhado.

    -Lindo!

    Afirmava a Lotte sorridente, era uma expressão que ela parecia adorar fazer, um sorriso que exibia os dentes e com conotação meio maliciosa e bastante sapeca. E foi com esse sorriso que a jovem olhou para ti.

    -Prontinha mãe, estamos os dois aqui na sua frente. Que tal? Somos lindos não somos?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1676
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Jess em 26/4/2017, 14:36

    Pietra não escondia a felicidade que sentia ao ver seus dois filhos, ver a interação dos dois e a forma com que se tratavam deixava claro para a cainita que aquele havia sido o momento certo para o abraço de ambos.

    Pegando a mão de Lorenz a cainita riu com a simples audácia de Lotte, sua confiança e forma que agia eram encantadoramente parecidas com a de Eva, coisa que agradava em muito Pietra.

    - Eu tenho a maior sorte do mundo em ter dois filhos tão lindos.

    Comentou a cainita antes de se levantar e abraça-los com força, rindo disso Pietra beijou a testa de ambos para encara-los nos olhos.

    - Ouçam bem meus filhos, não importa o quão diferente sejamos. Somos uma família, vamos cuidar uns dos outros e cresceremos assim. Eu me orgulho de vocês dois, nunca esqueçam disso.

    “ Não me parece que esses dois vão ter problemas. Não mesmo. Isso me deixa tão feliz e aliviada. Eva vai adorar Lotte, como vai.”

    Rindo com seus pensamentos a cainita fechou os olhos por alguns intantes, para então abri-los com um pouco de seriedade.

    - Isso me lembra que devo avisa-los sobre Luahnna, ela se tornará minha aprendiz e fará parte de meu jardim. Tratarei com a família dela ainda está noite, mas acho que ela ficará feliz em ajudar os dois caso precisem.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2958
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato IX - Narrativa de Pietra: Shudder Before The Beautiful

    Mensagem por Danto em 26/4/2017, 22:12

    Os dois se encolhiam dentro do seu abraço, Lorenz então reagia com um suave sorriso quando tinha sua testa beijada, enquanto Lotte fazia uma pequena careta como uma criança arteira reagiria aos beijos de sua mãe coruja. E assim que você mencionava Luannah, o seu filho comentava:

    -Luannah é magnífica, uma alma tão boa e um humor tão puro. Vai ser uma honra tê-la por perto e saber que ela fará parte constante de nossas vidas me alegra bastante, é afinal, graças a ela que eu pude acordar hoje dessa maneira.

    Lotte olhava para o irmão enquanto ele falava e em seguida falava olhando para você.

    -Não sei quem é. Mas me diga, Mãe, Luannah será minha irmã também? E nós também seremos seus aprendizes?

    Lorenz batia com leva o indicador no nariz de Lotte e respondia ela com bastante humor:

    -A responta é sim para todas suas perguntas, bobinha.

    Lotte olhava o irmão e tentava morder o dedo do mesmo quanto o terceiro toque era feito. Lorenz puxava rápido a mão assustado e a garota encarava ele, mordendo o ar de um jeito fofo e intimidador. Imediatamente os dois caiam em risadas mais uma vez.

    -Eu não sou tão boba assim, prometo gente. Só estou bastante feliz, isso aqui... eu nunca tive sabe?! Família... É algo novo e não to sabendo reagir muito bem.

      Data/hora atual: 22/10/2017, 17:15