WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 3/5/2017, 13:21


    Local: Volterra, La Fortezza di Volterra.
    Data: 16 de Abril de 2016: A Capela Tremere.


    A Sala de Reuniões da Capela:

    Seus olhos se abriam e encontravam logo de imediato o lindo teto daquela sala onde o seu primeiro passo para se tornar uma Tremere havia sido dado. Abaixo da sua cabeça você logo sentia a perna macia de Massi e quase que imediatamente uma felicidade enorme invadia seu peito, porque naquele instante, você sentia que ao seu lado haviam pessoas que a queria bem. Uma mão de Massi estava na sua cabeça, fazendo um delicado carinho nos seus cabelos e a outra mão do rapaz estava apenas repousando sobre a cabeça de Lucrezia.

    Você conseguia notar que Lucrezia ainda estava dormindo, encolhida e abraçando as próprias pernas em uma posição quase fetal, a jovem sempre forte demonstrava uma linda fragilidade enquanto repousava com a cabeça sobre a barriga de Massi. Já o rapaz, estava acordado e ele observava vocês duas com um olhar amoroso e especial, não era possível dizer a quanto tempo ele estava acordado, mas era fácil notar que ele estava admirando vocês duas e não havia tido a coragem de acordá-las.

    O rapaz estava tão distraído que não havia notado seu despertar de maneira ágil, era como se ele estivesse totalmente relaxado e confortável com aquela situação agradável para todos.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 3/5/2017, 23:20

    Despertando com calma, Ume sorriu ao ver o teto da Capela e não o de seu quarto, a macies da perna de Massi trouxe junto um sentimento arrebatador de alegria, afinal noite passada havia sido o marco de sua vida como cainita.

    “ Eu tenho primos! Eles gostam de mim e me aceitam.”

    O toque suave em sua cabeça fez com que Ume delicadamente se virasse para encarar Massi, o rapaz estava desperto e calmo, permanecendo quieta a jovem viu a forma em que Lucy dormia, um sorriso suave e preocupado se fez presente na face de Ume.

    A figura de liderança inabalável desaparecia quando Lucy dormia, embora a jovem tivesse certeza de que no despertar de sua prima a liderança natural voltaria a se mostrar, segurando de leve a mão que acariciava seu cabelo, Ume a apertou sorrindo para Massi, ainda deitada sobre a perna do rapaz está pediu silencio afim de deixar Lucy despertar por conta própria.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 5/5/2017, 00:09

    Massi olhava um pouco surpreso para você quanto sentia o seu toque, mas a surpresa logo desaparecia quando ele notava que a sua expressão era calma e gentil. Vocês dois ficaram ali em silêncio por mais alguns minutos, talvez até dez ou quinze. Massi olhava para a própria irmã de abraço com um amor enorme, um amor único e sincero.

    Finalmente o corpo de Lucy se movimentava timidamente e Massi mudava da água pro vinho, de carinho para arteiro. Ele então esperava a irmã começar a acordar para beliscar o nariz dela. Lucrezia acordava num susto engraçadíssimo e soltava um barulho fino pela boca, um grito abafado. Ela se colocava de joelhos e não pensava duas vezes, cobrindo Massi de tapas que estalavam alto. O rapaz apenas protegia a face e morria de rir daquela situação.

    Logo a cena terminava e Lucrezia voltava a ficar de joelhos, sentando sobre as próprias pernas e cruzando os braços. Resmungando:

    -Toda vez a mesma coisa, você sabe que eu fico puta quando encostam no meu nariz!


    Massi sorria para a irmã e dizia:

    -Vou fazer até você aprender que não tem nada de errado com seu nariz!

    Lucy mostrava o dedo do meio pro irmão com um ar de deboche e então ajeitava a camisa, direcionando o olhar para ti.

    -Boa noite Ume chan, dormiu bem?! Desculpa o escândalo o Massi é especial sabe?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 5/5/2017, 11:08

    O olhar de amor dado por Massi a Lucy deixava a jovem japonesa feliz, apesar de serem apenas irmãos de abraço era claro que entre os dois neófitos havia um companheirismo único. Permanecendo deitada na perna de Massi, a cainita se esticou com cuidado, evitando ao máximo de acordar Lucy.

    Levantando-se quando Lucy acordava, Ume viu claramente o olhar amoroso de Massi ser escondido por uma onda de brincadeiras, logo depois o pequeno toque no nariz de sua senpai e a reação da mesma arrancaram um riso de Ume.

    “ Esses dois, não importa por onde eu os observe, são irmãos e isso nunca vai mudar!”

    Escondendo o rosto por entre as mãos a cainita riu durante toda a onda de tapas estralados que Lucy deu em Massi, controlando o riso quando sua senpai dirigiu a palavra a cainita sorriu ainda vermelha.

    - Mas Lucy seu nariz é perfeito!

    Instintivamente Ume deu um pequeno pulo para atrás garantindo que teria tempo de se proteger caso Lucy a atacasse, respirando um pouco a jovem relaxou ao passar as mãos sobre o longo cabelo ajeitando-o.

    - Dormi bem sim. Eu gosto muito do modo que vocês agem, então não se preocupe.

    Começando a trançar o cabelo para depois enrola-lo e fazer um nó, Ume sorriu com carinho para seus companheiros.

    - Você acha que seria bom pedirmos alimento para o começo da noite Lucy?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 7/5/2017, 02:49

    Lucrezia prontamente ameaçava avançar na sua direção quando você mencionava o nariz dela. Mas havia ainda um claro respeito e só por isso e pela sua ação já defensiva, ela não te acertava alguns tapas também. Ela mesma sorria com a ação e Massi dava algumas risadas descontraídas.

    -Claro Ume! É uma excelente ideia, irá contactar teu Senhor atrás do ritual correto?!

    Massi então dizia empolgado.

    -Viu Lucy! Falei que ia dar tudo certo!

    A jovem concordava com o irmão com um aceno positivo de cabeça. Para então ajeitar-se e fazer uma breve sessão de alongamentos, era até surpreendente porque a rotina de Lucy literalmente, começava com algo muito similar ao yoga. Já Massi andava até a bacia de prata e lavava o rosto, passando as mãos molhadas no cabelo.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 7/5/2017, 16:39

    Ainda se protegendo Ume riu quando Lucy a ameaçou, voltando a se sentar normal a jovem esperou pela resposta da mesma com um claro respeito e admiração nos olhos.

    - Não penso em ligar o celular aqui dentro, pelo menos não sem antes recebermos a visita do avaliador.

    Comentava a jovem quando cada cainita dava iniciou a suas atividades do começo da noite. Levantando-se do chão, Ume ajeitou a camisa que usava e se esticou um pouco, dando alguns passos de distância a jovem parou diante de um dos pilares.

    “ Espero que Othello esteja bem. Por favor esteja bem!”

    Tocando de leve no anel em forma de raízes Ume fechou de leve os olhos enquanto mantinha a mão sobre o peito, seus pensamentos se focavam apenas na imagem do anel e a como ele lhe remetia a Othello.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 7/5/2017, 16:45

    Inteligencia + Ocultismo = 6d10, dif 3 + Nível de Ritual = 4
    avatar
    Dados

    Mensagens : 188
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Dados em 7/5/2017, 16:45

    O membro 'Jess' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 1, 6, 9, 1, 9, 10
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 9/5/2017, 20:05

    O ritual de comunicação com o Senhor era um que já não apresentava um desafio real a suas capacidade, Othello havia o ensinado à vocês a bastante tempo atrás e sempre acontecia da mesma forma: Uma conexão mental direta onde frases poderiam ser trocadas sem interferências.

    Entretanto, dessa vez você era pega de surpresa. Era como se houvesse em torno de você uma quantidade enorme de energia, as paredes, as estatuas e todos os detalhes daquela enorme sala agiam como poderosos auxiliares para a sua vontade, rompendo e ampliando os limites do ritual. Sua consciência viajava e quando seus olhos abriam, você tinha uma visão do seu próprio quarto.

    Quarto de Ume:

    E a maior surpresa era ver que Othello estava acordando agora, enquanto a figura feminina de Belladonna repousava do outro lado da sua cama. Seu senhor se espreguiçava e prontamente notava que havia algo diferente ali, colocando-se de pé ele olhava diretamente na sua direção e abria um radiante sorriso.

    -Ume! Boa... está bem!?

    Pergunta o sempre embolado com as palavras Othello, mas sempre profundamente amável contigo e demonstrando uma preocupação paternal latente.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 10/5/2017, 11:23

    De olhos fechados Ume sentiu a força que emanava do seu redor, o novo catalizador surpreendeu a jovem acostumada a fazer aquele ritual apenas com suas energias. A surpresa porem deu lugar a seriedade quando a imagem de seu quarto era apresentada.

    Ver seu senhor dormir em sua cama e ao seu lado Belladona teria feito Ume pular de felicidade, mas o medo de perder a concentração impediu que a jovem o fizesse. Um sorriso radiante tomou a face de Ume quando Othello despertou, a percepção sempre latente de seu senhor mais uma vez o fez agir rapido.

    “ Ele dormiu no meu quarto! Oba san ficou com ele!”

    Balançando a cabeça positivamente para Othello a jovem sorria de forma feliz e carinhosa.

    - Boa noite Sensei.

    Rindo com suas primeiras palavras a jovem fechou os olhos por alguns segundos, abrindo os para olhar seu senhor com todo o carinho que sentia pelo mesmo.

    - Acabamos de despertar, então eu achei que poderia falar com você pai. Me desculpe por deixa-lo preocupado ontem, juro que não era minha intenção.

    Olhando para Belladona a cainita sorriu feliz, sua atenção se voltou para Othello fazendo com que seu sorriso apenas crescesse ainda mais.

    - Pai, você vem me buscar hoje não é? Ainda estamos esperando o avaliador, mas você pode pedir para Oba san que nos ajude com a alimentação? Ainda não podemos sair da sala então achei melhor vir pedir.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 11/5/2017, 00:29

    -Ume!

    Dizia Othello com aquela típica expressão confusa, feliz e ao mesmo tempo eufórica! Ele fazia um sinal com o dedo indicador, pedindo para você esperar e simpelmente corria até o corpo de Belladonna, acorando a irmã com alguns empurrões no ombro da mesma. A loira então abria os olhos e encarava Othello com uma expressão nervosa.

    -Ela me chamou de Pai de novo...Ela me chamou de...

    Dizia Othello com um jeito tão lindo que a irmã do seu Sensei não pode fazer nada além de sorrir carinhosamente e sentar-se na cama. Buscando encontrar onde você estava, a experiente anciallae finalmente a encontrava enquanto Othello voltava para a sua frente e tocava no coração dele com a mão esquerda, para então esticar aquela mão na sua direção, como se ele enviasse a distância o amor dele para ti.

    -Eu vou sim, filha. Eu vou...te buscar!

    Belladonna adorava ver aquela interação e complementava.

    Mei-chan! Como estão as coisas? Estão com muita fome?! Me diga se a fome é grande pois já vamos prepar as coisas e iremos imediatamente para a capela querida! Ah sim, espere po sua avó, ela deve visitá-los com o avaliador!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 11/5/2017, 01:27

    Uma risada escapou de Ume ao ver como Othello reagia, a alegria que a jovem sentia era imensa ainda mais quando Othello acordou Belladona com aquelas palavras tão lindas, uma onda de euforia passou por toda a musculatura da jovem que levou as mãos ao rosto para se conter e evitar de mover o corpo.

    O rosto vermelho acompanhado pelo largo sorriso de covinhas entregavam a felicidade que Ume sentia, quando Othello a chamou de filha a surpresa se estampou claramente na face da jovem, sendo substituída por uma gargalhada cristalina e feliz.

    “ Ele me chamou de musume! Eu sou a musume dele!”

    Balançando a cabeça para se controlar melhor Ume prestou a atenção nas palavras de Belladona, concordando com um sinal afirmativo a jovem prontamente respondeu de maneira animada.

    - Oba san, ocorreu tudo bem. Pelo menos eu acho. Estamos sim com fome, o ritual nos pediu uma boa quantidade de vitae então temos tres cainitas famintos aqui. Esperaremos por Abrielle Sama e o avaliador.

    Olhando para seu pai, Ume sorriu feliz colocando a mão sobre o coração de forma terna, seus olhos se voltaram para Belladona em um claro agradecimento.

    - Obrigada Oba san, obrigada por cuidar do Sensei e de mim.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 12/5/2017, 15:13

    Belladonna sorria ouvindo as suas palavras enquanto Othello já começava a ficar agitado, andando de um lado para o outro o seu Senhor estava a mil por hora! A mente dele certamente estava considerando milhares de cenários ao mesmo tempo e ele parecia ter várias ideias! Empolgado o mesmo virava para olhá-la enquanto Belladonna começava a breve despedida.

    -Mei chan, estamos indo então. Suas informações serão prontamente consideradas e iremos levar fontes suficientes para vocês três... Ah! Seja bem vinda a capela Tremere querida!

    Othello concordava positivamente e comentava quando o ritual já estava prestes a terminar.

    -Você pode se mexer filha! Estamos chegando e não mais do que vinte e três minutos e quatorze segundos! Bella, vamos! Vamos! Temos que fazer tantas coisas, ainda se lembra de como faziamos para...

    Belladonna erguia o indicador para Othello, pedindo calma ao mesmo e rindo baixinho daquela euforia. Ela então virava para lhe dar tchau, ação que Othello também fazia e assim... O ritual terminava e sua percepção retornava para o interior da sala.

    Lá estavam Massi e Lucy, a sua senpai estava ajoelhada no chão a segurar um colar. Claramente fazendo o mesmo ritual que você para se comunicar com a própria Senhora, enquanto Massi estava próximo de ti, com um sorriso bobo no rosto ele parecia estar admirando as suas reações felizes durante todo o ritual.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 12/5/2017, 15:44

    Ume olhou preocupada para Othello que se movia rapidamente pelo quarto, porem a presença de Belladona acalmou a jovem que apenas sorria em reposta.

    As palavras de boas-vindas para a jovem japonesa arrancaram um sorriso grandioso da mesma, Ume teve que se segurar para simplesmente não sair correndo e pular na cama junto com sua tia, o medo de desfazer o ritual a deixava parada.

    Quando Othello mencionou o simples fato de que era permitido movimentos Ume riu enquanto dava um passo para frente, resmungando na voz mais infantil que tinha.

    - Pai você devia ter me dito isso antes! Eu teria abraçado você. Agora só pessoalmente.

    Abanando a mão para se despedir a cainita sorria, o sorriso apenas cresceu quando seus olhos se abriram e viram a figura de Massi por perto, era claro que o rapaz havia visto todos os movimentos, mas isso não incomodava Ume nem um pouco, de certa forma até deixava a jovem feliz.

    “ Othello Sensei falou sem travar! Ele é um bobo por ter esquecido de me avisar que eu podia me mecher!”

    Andando o mais rápido que podia a jovem abraçou Massi falando de forma divertida e feliz.

    - Ele me chamou de Musume! Massiveiro! Musume!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 14/5/2017, 20:25

    O ritual havia acabado e agora você estava a abraçar Massi, o jovem rapaz não exitava em retribuir o seu abraço com a mesma empolgação, talvez até um pouco mais. A empatia dele era muito bem vinda para aquela situação tão empolgante e feliz. Era claro que ele não entendia nenhuma única palavra em japonês, mas mesmo assim ele comemorava contigo, segurando-a com firmeza e fazendo alguns pequenos rodopios naquele divertido e descontraído abraço.

    Enquanto vocês riam alegres, Lucrezia se colocava de pé e ajustava as roupas. Olhando para vocês sem entender muito bem, a sua senpai dizia:

    -Entrei em contato com a minha senhora, ela me disse que o examinador não irá demorar. Ele é notificado quando nos despertamos, logo é melhor nos preparamos para recebê-lo... o que aconteceu?

    Massi respondia:

    -Ele chamou a Ume de musume!

    Ao contrário de seu irmão, Lucrezia entendia o básico do seu idioma nativo. Ela prontamente correu até vocês dois e se atirou naquele abraço.

    -Parabéns Ume chan! Parabéns! Que maravilha!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 15/5/2017, 12:14

    A felicidade da jovem fez com que ela esquecesse completamente que Massi não entendia japonês, mas a alegria que o rapaz demonstrava fazia com que Ume não ligasse para mais nada, afinal a jovem era filha de Othello e isso era um sonho.

    As risadas de Ume foram interrompidas por Lucy, as palavras da jovem séria não diminuíram a alegria da japonesa, quando a pergunta feita por Lucy foi respondida por Massi, a jovem deu alguns pulos no lugar para depois abraçar com força sua prima.

    - Ele é meu Otosan... Mal posso acreditar nisso!

    Em meio aquele abraço triplo Ume respirou o mais fundo que poderia sem irritar seus pulmões, a ultima coisa que a jovem queria naquele instante era começar a tossir diante de seu primos e amigos.

    - Desculpa Massi, eu fiquei eufórica demais, esqueci que você não entende japonês. Othello Sensei me chamou de filha, isso é um sonho que se realizou!

    “ Preciso me controlar melhor... Ou ensinar um pouco de japonês para o Massiveiro San! “


    Soltando-se do abraço com delicadeza Ume sorriu de maneira mais controlada ao comentar.

    - Belladona San, disse que Abrielle Sama provavelmente estaria junto do Avaliador. Ela disse que providenciará nossa alimentação e que devemos esperar, eles não devem demorar muito agora.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 15/5/2017, 19:07

    Os dois jovens a abraçavam com ainda mais carinho, afinal eles realmente estavam felizes por ti naquele momento. Mas o abraço em si não durava muito mais, já a alegria dos dois seguia bastante presente.

    -Deve ser muito legal ter uma relação tão linda assim com o Senhor, não que a nossa não seja, mas não é assim tão familiar! Estou profundamente feliz por ti Ume chan!

    Afirma Lucy que já começava a se ajeitar para se apresentar impecável aos olhos do examinador que não demoraria muito a chegar. Massi por outro lado continuava com aquele enorme sorriso na face.

    -Perfeito eu estou faminto! Bem, acho que não resta nada a fazer além de esperar não é mesmo...mas eu percebi uma coisinha, Ume você tem algum problema de respiração? Meu irmão mais novo respirava parecido contigo quando ficava muito empolgado, ele infelizmente não sobreviveu muito, mas eu lembro perfeitamente do jeitinho... e é parecido contigo!

    Havia um enorme carinho naquela frase de Massi, ele não diminuía o sorriso mesmo falando da morte do irmão mais novo. Algo diferente, já que os ocidentais católicos lidavam com a morte com enorme tristeza e zelo, e ao mesmo tempo, ele se mostrava preocupado contigo.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 15/5/2017, 23:04

    Diante das palavras de Lucy, Ume coçou a nuca de forma alegre, a jovem sempre fazia isso quando se sentia sem reação, mas o sorriso permanecia intocavel em seu rosto.

    - Obrigada Lucy. Eu realmente estou super feliz com isso. Othello Sensei é muito fechado e muitas vezes mal compreendido, ele se tornou especial e fico feliz que eu seja especial para ele.

    O sorriso da jovem deu lugar a um olhar curioso e surpreso, a forma que Massi falava era carinhosa e preocupada, algo com o qual a jovem ainda não havia se acostumado completamente, concordando com um leve aceno Ume controlou a respiração ao comentar.

    - Em vida meus pulmões eram bons, depois do abraço eles ficaram ruins... Se eu me esforço muito acabo tendo crises de tosses e posso cuspir um pouco de sangue. Sinceramente eu não gosto disso, por isso evito correr ou força-los demais.

    Tocando de leve no ombro de Massi, a jovem não disse nenhuma palavra sobre o irmão mais novo do mesmo, mas esperava que o rapaz entendesse que Ume se padecia de sua dor.

    “ Massi é muito perceptivo, ele entende com facilidade as pessoas e isso é muito bom. Talvez ele se de bem com Othello Sensei. Meu Otosan!”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 17/5/2017, 21:41

    -Impossível gostar disso né, mas fiquei tranquila eu tô aqui pra cuidar dessas coisinhas. Apesar de imaginar que você deva ficar fofinha correndo por ai, mas eu tenho experiência com problemas respiratórios!

    Dizia o cuidadoso e atencioso jovem, Lucy olhava para o irmão com uma leve e contida admiração. Massi certamente continuaria falando, se não fosse o som de uma porta de madeira velha se abrindo, ecoar pelo interior da sala. Alguém estava vindo! Lucy se arrumava o mais rápido que conseguia, já Massi enfiava as mãos nos bolso e apenas sorria confiante. A mais experiente prontamente apontava para vocês os circulos mais uma vez, adentrando no dela quase que imediatamente. Massi esperava por você começar a se movimentar para só então entrar no dele também.

    E pela parte surperior, aproximavam-se Lucca e Abrielle. O exótico e rechonchudo ancião Tremere ajeitava os olhos e analisava a cena, de maneira bastante meticulosa o responsável pela apresentação de vocês fazia um sinal positivo com a cabeça. Mas quem falava era Abrielle.

    -A casa e o clã Tremere estão orgulhosos de terem vocês três agora como membros do primeiro ciclo. Eu os saudo como a Primógena e líder do nosso clã diante a Torre de Marfim, respeitá-los-ei na esperança de jamais exigir que o reciproco ocorra. Assim declaro o fim dessa apresentação...

    Lucca então batia a mão duas vezes e quatro escadas surgiam no ambiente, na realidade elas aparentavam estar ali des do começo! Mas uma simples magia havia as disfarçado como estátuas! E foi usando uma das escasdas que Abrielle andou até você, fazendo um sinal que a convidava para se aproximar, a antiga senhora de seu pai e tia, dizia bem baixinho.

    -Estou orgulhosa de ti minha jovem, não apenas por tua apresentação, mas essencialmente por unir meus filhos novamente...poderia eu então ganhar de ti um breve abraço?

    Npcs em cena:
    Lucca Passanini:
    Abrielle Ambrosini:
    Roupas:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 18/5/2017, 16:28

    A resposta de Massi pegou de surpresa Ume, a jovem riu sentindo a felicidade invadi-la com força, nos olhos de Lucy brilhavam uma pequena onda de carinho e admiração por Massi, era algo claro para a jovem japonesa que cada vez mais se encantava pelos dois irmãos.

    “ Difícil não se apegar ao Massi San. Ele encanta as pessoas com facilidade. “

    O som da madeira interrompeu os três jovens, vendo que Lucy já tomava sua posição Ume sorriu para Massi ao andar para seu círculo, batendo de leve sua camisa a jovem depositou as mãos a frente do corpo segurando uma na outra com delicadeza.

    Quando a figura de Abrielle e Lucca se apresentaram, Ume prendeu a respiração ansiosa, as palavras de Abrielle arrancaram o peso que a jovem sentia em seus ombros, os três haviam passado pela iniciação e provado seu valor a casa Tremere, um valor que os acompanharia pela eternidade.

    Sorrindo para Lucy e Massi, Ume ficou surpresa ao ver as escadas reveladas, o salão ganhava um novo ar com elas ali, deixando-o ainda mais grandioso e belo. A aproximação de Abrielle deixou a jovem curiosa, mas no simples pedido Ume se aproximou da impecável italiana, as palavras e o sorriso desta fizeram Ume sorrir feliz para a senhora de seu pai.

    Sem responder, Ume se aproximou de Abrielle o suficiente para abraça-la com carinho, o sorriso da jovem deixava claro o quanto estava feliz pelo pedido.

    - Obrigada Abrielle Sama. Isso significa muito.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 20/5/2017, 15:07

    No teu ouvido, a anciã prole da grande Regente da Capela de Volterra e Primógena do Clã Tremere dês da fundação da Camarilla regional, falava como uma verdadeira e amável mulher. Não era algo que você estava acostumada a ver e que você sentia no fundo do teu âmago que seria algo raro de ocorrer.

    -Obrigada querida, não só por ser essa pródiga e maravilhosa Tremere. Obrigada essencialmente por trazer esperança para a vida de meu filho, agora eu entendo porque ele a ama tanto...

    Terminando o abraço com um beijo suave na sua face, Abrielle dava um sutil passo para trás e falava em voz alta para todos.

    -Vocês estão aprovados queridos. Estão livres para correr por toda capela, só evitem abrir as portas com símbolos pertencentes aos outros ciclos. Por hora eu lhes digo que há alimento chegando e seria recomendável uma alimentação.

    Massi reagia com um pulo contido de felicidade, enquanto Lucy sorria aliviada. O examinador seguia no piso superior, andando até uma das colunas e tirando dali um pequenino saco de veludo azul. Assim ele ia até vocês, tirando de lá três anéis de cobre com o brasão do clã talhado em uma safira. Ele entregava para cada um de vocês, enquanto Abrielle falava.

    -Veja, esses são os seus primeiros anéis que simbolizam a união de vocês com a Casa e a Capela Tremere, orgulhem-se jovens. O caminho de vocês acaba de começar!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 20/5/2017, 21:04

    As palavras sussurradas no ouvido de Ume fizeram um sorriso grandioso nascer nos lábios da jovem, aquele parecia um momento raro e único, um momento que a jovem guardaria com carinho.

    “ Abrielle Sama, nunca imaginei que veria essa face dela. Guardarei essa noite com carinho. “

    - Tenha certeza de que eu amo seu filho Abrielle Sama, farei o possível para protege-lo e honrar vocês.

    Tomando a iniciativa de voltar até seu circulo, Ume sorriu com satisfação diante das palavras de Abrielle, voltando os olhos para Lucy e Massi a jovem sussurrou um silencioso “Conseguimos”, para seus primos.

    “ Logo Oba San e Otosan estarão aqui. Vai ser bom abraçar meu Otosan.”

    Os movimentos de Passanini chamaram a atenção de Ume, diante dos anéis a jovem sorriu surpresa, deixando que Lucy e Massi recebessem seus anéis primeiro, Ume sorriu para o exótico homem comentando educadamente.

    - Obrigada Passanini Sensei, seus conselhos nos foram muito uteis.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 23/5/2017, 00:35

    O exótico e robusto homem olhava encabulado para o seu elogio e abrindo um largo sorriso comentava:

    -Obrigado querida Ume, saiba que as portas da minha sala de estudos estarão sempre abertas para você e seus primos. Afinal, somos membros do mesmo clã, casa e somos família não é mesmo?!

    Abrielle então fechava os olhos e batia palma duas vezes, a concentração da sua avó era impecavelmente poderosa e ela parecia ser capaz de ativar totalmente aquele salão. Pois a iluminação ficava mais forte e agradável, os círculos começavam a sumir e a transformarem em carpetes que forravam azuis escuros que praticamente forravam o chão inteiro. Esticando então as mãos para o centro do local, ela literalmente conjurava uma grande mesa de madeira e dez cadeiras. Lucrezia admirava a força mágika de sua avó enquanto Massi esfregava os olhos incrédulos.

    Assim ela comentava:

    -Vamos sentar e esperar por seus Senhores chegarem!

    Ali vocês então aguardavam até que o tempo totalizado previsto por Othello chegava. Acompanhado com o tempo, vinham os passos acelerados de seu Senhor que chegava correndo pelo andar superior e descia as escadas, segurando as alças da mochila ele atravessava todo o salão para vir até você. Era a primeira vez que você o via tão feliz daquele jeito, algo que arrancava uma risada baixinha de Abrielle.

    -OTHELLO! NÃO CORRE TANTO ASSIM!

    Gritava Belladona que vinha andando bem rápido ao lado de uma jovem loira que parecia rir muito de toda a situação. As duas desciam as escadas enquanto Othello botava a mochila no chão e a puxava para o mais forte e quente dos abraços. Tirando-a do chão e girando duas vezes inteiras, para então soltar e dizer:

    -Minha filha! Trouxe, eu trouxe!

    Eufórico ele então a soltava para abrir a mochila e retirar de dentro dela cinco garrafas de vinho, eram garrafas antigas e pesadas. Mas que claramente tinham pequenos encantamentos de selamento e preservação, era sangue que armazenado ali.
    Npcs e objetos em cena:

    Roupas da Belladona:
    Roupas Othello:
    Elma De Santis:

    Roupas:
    Garrafas:
    Mesa e cadeiras:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Jess em 23/5/2017, 12:19

    Vendo as reações de Lucca, Ume pensou ter feito algo errado, mas o sorriso e as palavras do exótico homem a fizeram sorrir concordando com a fala deste.

    - Estamos sim Passanini Sensei, eu fico grata com sua oferta.

    Respondia de forma educada a jovem, diante das palmas de Abrielle Ume não escondeu a surpresa ao ver o salão se transformar, o carpete azul e a mesa demonstravam um claro controle grandioso de Abrielle, e Ume não escondeu o sorriso orgulhoso daquela que era sua avó.

    Sentando-se em uma cadeira perto de Massi e Lucy a jovem sorria respirando profundamente, a qualquer momento Othello entraria e o encontra finalmente iria acontecer, estudando o anel de safira Ume não conseguia evitar o sorriso no rosto, mesmo que tentasse.

    “ É uma relíquia, o sinal de que fui aceita e passei. É tão lindo!”

    Os passos fizeram com que Ume colocasse o anel em cima da mesa, tomando cuidado para não deixa-lo cair ou se partir, o sorriso da japonesa apenas aumentou quando a voz de Belladona se fez presente, e antes mesmo de qualquer reação a cainita já se via nos braços fortes e apertados de Othello, rindo Ume o abraçou no pescoço sentindo toda a felicidade que pedia sentir.

    Rindo quando foi posta no chão, Ume esperou que Othello abrisse a mochila revelando as garrafas de vitae, era claro que havia magica encrustada nelas, mas a felicidade da jovem a impedia de prestar atenção nisso, abraçando novamente Othello a cainita ria ao dizer.

    - Obrigada por vir me buscar Pai!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Ume: Ato III - Bem Vinda

    Mensagem por Danto em 24/5/2017, 01:26

    Enquanto o segundo abraço acontecia, Belladona se aproximava da mesa. Fazendo uma breve saudação a todos os ali presentes e prontamente colocando a bolsa na superfície de madeira e retirando dali mais quatro frascos de vinho. Simultaneamente a isso, Elma se aproximava de Lucy e Massi e era abraçada pelos dois. A pequena loira com aparência moderna era a Senhora deles e ocupava o cargo de Harpia local, ali os três mantinham uma amorosa conversa de sussurros.

    Todavia, a sua atenção era totalmente voltada à Othello. Seu pai a abraçava com muito amor, apertando-a como nunca antes fizera, o sorriso dele era infinito e os olhos dele pareciam brilhar!

    -Musume!

    Dizia Othello com a voz abafada por causa do abraço, ele então a soltava e imediatamente pegava suas duas mãos e beijando-as com muito carinho.

    -Lembro de quando ainda se assustava com a magia... olhos enormes, arregalados diante a primeira mágika. Meu maior medo sempre foi vê-la longe de mim, não hoje! És minha filha, meu orgulho,minha vida! Tremere como eu, com irmã e mãe! Preparada?

    Ele parecia se divertir a cada instante, apontava para a mãe e a irmã com uma das mãos e posteriormente, completava a pergunta por ter notado que ela não tinha sentido algum da maneira que havia sido posta:

    -Preparada para explorar o gênio que és para a mágika minha filha?

      Data/hora atual: 25/6/2017, 19:18