WoD by Night


Narrativas De World of Darkness Estruturadas Nas Versões de 20 Anos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

  Ato VII - O Jantar, parte II

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   25/6/2017, 22:18

Sua mordida no pescoço de Alfonsus arrancou com mesmo um arrepio seguido de um suspirar, assim a musculatura dele relaxava totalmente e ele chegava a apoiar parcialmente o peso do corpo contra você. Mais um peso havia sido tirado daqueles ombros, mas a grande pergunta agora era: Quantos mais ele ainda guardava dentro daquele gigantesco corpo?!

-Falei com Olympia no telefone na mesma noite em que contactei Lady Vanka... Confessei a ela que havia finalmente te encontrado Pietra, foi a terceira vez que a vi chorar, pois ela sabia qual era a minha missão. Ela me pediu para que caso as coisas saíssem como o previsto, que eu levasse à ela um dos seus anéis. Sabe, Olympia escolheu um caminho dos grandes e antigos patrícios para que assim, pudesse tomar as rédeas da própria família, todavia, ela nunca deixou de buscar refúgio e companhia em membros mais humanos. Ela sentiu muito... Que alívio será!

Confessava Alfonsus que logo após as próprias palavras, se ajustava na banheira para conseguir afundar a cabeça na água por alguns instantes. Devido ao tamanho, ele tinha que dobrar bastante os joelhos e deixá-los para fora da água. Emergindo, o mesmo se colocava de pé e virava na sua direção, proporcionando aos seus olhos a visão de um corpo masculino realmente impressionante.

-Estou ansioso para conhecer onde vivestes por tantos anos afinco! Temos que adiantar os passos! Venha querida...

Esticando a mão esquerda à você, ele a convidava a ficar de pé ali na banheira para que finalmente vocês pudessem se secar, arrumar e descer para o breve desejum.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   25/6/2017, 22:52

Vendo os músculos de Alfonsus relaxarem, Pietra recebeu bem o peso deste em seu corpo, por maior que fosse o italiano o peso não a incomodava em nada, satisfeita com isso Pietra beijou o pescoço de seu amado com carinho.

“ Entendo, eles se preparavam para o pior. Que bom que Alfie viu minha luz!”

- Olympia sempre foi uma mulher forte. Sei que ela não se arrepende da mudança, embora imagino que tenha lhe sido custosa demais. Façamos assim, enviarei um presente a ela, um presente que tenha bons significados para nós três, tudo bem?


Perguntava a cainita com carinho antes de soltar o corpo de Alfonsus, ver o homem mergulhar na agua para então se levantar se exibindo daquela forma, fez Pietra suspirar, em seu intimo o desejo de novamente ir para a cama e dividi-la com o italiano se fazia presente.

“ Um ano e meio parece tanto tempo agora!”

Se levantando da agua quente, Pietra estendeu sua mão aceitando o convite de Alfonsus, ambos tinham o mesmo compromisso, não irritar Nina em sua própria casa e talvez anunciar a nova relação que era estabelecida.

- Alias, Lady Vanka logo se tornará minha vassala. Mas ela ficou muito feliz em ser tratada como uma princesa por você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 11:27

-Perfeito! Será magnífico poder ver as relações de vocês duas ser retomada!

Comentava o homem que ainda de pé a sua frente aguardava as suas reações para finalizar o banho, mas os olhos dele pareciam ler perfeitamente o que a sua mente havia pensado e o corpo dele chegava até a ensaiar uma reação positiva aos seus desejos. Todavia, Alfonsus a puxava pela cintura após ouvir as suas palavras sobre sua futura vassala e sorridente olhava nos seus olhos. A diferença de estatura entre vocês era enorme e o mesmo se aproveitava para murmurar na sua direção:

-Pita por favor, não me olhe dessa forma ou eu não irei responder por mim! Aceitarei com felicidade a ira de Nina! Peço para que guarde esse desejo por algumas horinhas, porque eu estou a sonhar em possuir você na cama do seu refúgio... O que me diz?

Uma das mãos dele descia pelas suas costas e tomava uma das suas nádegas com vigor e intensidade, forçando-a a ficar de pé. Os olhos dele brilhavam pelo desejo do seu corpo mais uma vez, mas o sorriso dele indicava tranquilidade e controle. Assim ele inciava outro assunto:

-Será maravilhoso ver a linda russa como sua vassala, fizestes uma excelente escolha! Mas espero que ela não venha a me bem querer em demasia, afinal eu quase a levo embora comigo...

Brincava o homem que gentilmente começava lhe soltar e finalmente saia da banheira, com uma notória ereção que era educadamente escondida com uma das mãos e prontamente escondida da sua visão pelas costas do mesmo. Assim ele ia até as toalhas, enrolando-se em uma e respirando fundo algumas vezes antes de pegar outra para você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 15:47

Pega de surpresa no abraço desejoso de Alfonsus, Pietra sorriu com carinho para o grande italiano, a cainita sabia bem que se o provocasse acabariam terminando na cama novamente, mas a ideia dada por este fez Pietra concordar com um aceno leve.

- Eu vou me comportar, mas só por algumas horinhas! Depois é bom você estar por perto, bem perto!

Comentava a cainita ao sentir uma de suas nadegas tomadas pela mão de Alfonsus, sentindo o arrepio gostoso que aquilo lhe causava Pietra se controlou para não demonstrar o quanto queria não ter que comparecer ao desejum.

“ Nina nos mata! Nem pense nisso Rita!”

Quando solta, Pietra se sentou na borda da banheira ouvindo as palavras de Alfonsus, rindo a cainita abriu a tampa que liberaria a água do banho.

- Bom, digamos que ela ficou feliz com a sua atenção, mas nem pense em rouba-la de mim! Não antes que eu aprenda russo, depois nós dois podemos negociar a vassalagem de Lena, ela é tão adorável e fofa!

Respondia a italiana ao receber a toalha, cuidando para não provocar mais ainda seu amado, Pietra se enxugou com eficiência e rapidez, para se enrolar na toalha a procura de um roupão.

- Acho melhor eu ir me vestir em meu quarto, eu seria uma péssima tia se não visse o presente que ganhei ontem de Agnes, além do mais ela tem o mesmo sotaque que Bela tinha quando aprendeu o alemão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 17:08

Alfonsus se secava enquanto você encontrava em um baú de madeira médio que estava posto logo ao lado da escadaria que dava acesso a saída da sala de banho onde vocês se encontravam. Era um velho baú restaurado e envernizado para ser propriamente utilizado como uma espécie de armário para toalhas extras e roupões de algodão.

-Não tenho porque roubá-la de ti Pita, vamos viver debaixo do mesmo teto outra vez lembra?! Já imagino os quadros que farei com aqueles lindos traços, ela é uma princesa sem saber!

Alfonsus enfim terminava de se secar e se aproximava do baú só depois de você já estar totalmente coberta em seu confortável roupão, o homem olhava dentro do baú, chegando a pegar um dos roupões e resmungar.

-Não tem nenhum do meu tamanho... Muito obrigado mesmo pela herança de gigante Pai, sinceramente...

Decidindo ficar apenas com uma toalha na cintura que não escondia completamente o corpo dele, Alfonsus olha para você e abre um pequeno sorriso para então virar-se e seguir a sua frente em direção ao quarto. Curiosamente você sentia que ele estava a provocá-la, afinal o mesmo parava junto da pia e tirava a toalha para adentrar o quarto despido, dessa forma com vocês dois de novo no quarto, o seu primeiro tutor desfilava na frente dos seus olhos até chegar o próprio guarda roupa e buscar por uma mala onde estavam as roupas dele.

-Bem, nos vemos no desejum então querida!


Quarto no segundo andar:
 

Após o beijo de despedida oferecido a ti por Alfonsus, você pode aproveitar o caminhar por aquela belíssima mansão. Até chegar ao segundo a andar e notar que os quartos eram nomeados, o seu quarto era vizinho ao quarto de Hans e era o último do corredor em que se localizava. Anterior ao de Hans estava o quarto de Agnes e de Emily.

Adentrado o belo quarto, você logo notava uma pequena mala posta ao lado da cama e sobre a mesma, havia uma bandeja de prata. Com um uma base de madeira redonda, sobre a base havia uma redoma de cristal e dentro da redoma, o presente de Anges a sua espera.

Ao lado da base de madeira, havia uma pequena carta escrita à mão em italiano, com a última frase em francês.
O Presente de Agnes:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 21:40

Achando no bau de toalhas um roupão de seu tamanho, Pietra riu diante da reclamação de Alfonsus sobre seu tamanho avantajado, enxugando seus cabelos a cainita simplesmente concordou com as palavras de seu amado.

- Você tem razão, ela será tão sua quanto minha! Então trate de ama-la bastante sim! Eu não me preocuparia com a falta de roupas do seu tamanho meu querido, Lorenz vai adorar fazer algumas peças para você.

Comentava a italiana enquanto via Alfonsus ficar com a toalha enrolada na cintura, os movimentos deste deixaram claro a intenção nada escondida daquele quase desfile, por entre os lábios Pietra sentiu as presas tentarem crescer, lutando contra a italiana seguiu o escultural homem até o quarto.

“ Ele tá provocando! Isso vai ter volta!”

No quarto Pietra não conteve o suspiro ao ver Alfonsus se despir completamente da toalha e ir procurar suas roupas, bem devagar a italiana enxugava os longos cabelos, a besta pressentiu o que sua dona faria e foi se aproximando, no momento certo Pietra jogou a toalha em cima da cabeça do homem apertando-lhe as nadegas para só então sair correndo.

Correndo para a porta usando sua potência de sangue, Pietra riu ao ver a besta pronta para se agarrar a Alfonsus quando este se desvencilhasse da toalha.

- Até daqui a pouco Alfie!

Quase gritava a cainita antes de sair do quarto o mais rápido possível, fechando a porta atrás de si, Pietra riu ao correr para o segundo andar e fugir do gigante Alfonsus. Parando apenas no segundo andar, Pietra ficou surpresa ao ver que os quartos haviam sido nomeados, sem dificuldades nenhuma em encontrar o seu, a italiana sorriu ao ver quão próximo era o quarto de seu irmão mais novo e adorado.

Dentro do quarto Pietra sorriu diante da bela decoração que a esperava, mas o que mais lhe chamou a atenção foi o presente de Agnes, o belo anel acompanhado da carta fez Pietra sorrir com carinho, um carinho especial que só parecia crescer pela sobrinha que tinha.

“ Um anjinho de sotaque lindo! Que fique assim mia amata, fique assim eternamente! ”

Respirando fundo a italiana foi até sua mala para escolher a roupa da noite.

Off: gasto 1 ponto de sangue para ativar rapidez e correr

Roupas de Pietra:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 21:54

Ainda com a divertida cena divertida de Alfonsus tentando correr atrás de você, com a sua besta pendurada no pescoço do mesmo, você tomava o tempo necessário para se vestir com as roupas que haviam sido claramente cuidadas pelas mãos de Enzo, já que o típico perfume que ele tanto adorava estava delicadamente posto sobre elas.

Um breve toque na sua porta foi seguido da voz de Hans:

-Irmã? Estamos descendo para o desejum!

Em seguida vinha a voz animada de Luana que parecia ecoar pelo corredor, como se essa estivesse chegado agora ao local:

-Ei! Moço bonito, você vem sempre aqui?

Hans claramente sem entender respondia:

-Não sempre mas é comum visitar a casa da Rainha, porque perguntas Luana?

A Malkaviana ria de se acabar, uma risada gostosa que ia se aproximando da porta do seu quarto.

-Besta eu tava tentando lhe dar uma cantada! Onde já se viu, na próxima eu elogio seus olhos! E dá vamos saindo da frente que eu quero falar com a minha Mammie e eu tenho preferência!

Ela então abria a porta do seu quarto, com um lindo sorriso e usando a mesma roupa da noite anterior sem nenhum problema com o fato, afinal, ela seguia impecável.

-Mammie!! Seu irmão é muito inocente, posso ensinar umas maldades pra ele?

Hans ficava confuso em frente a porta e ajeitava a camisa social para complementar:

-Er, bem... enfim, estou apenas aguardando Agnes, ela parecia ansiosa e com vergonha de sair do quarto. Assim que ela sair vamos? A maioria já desceu!

Questionava o homem enquanto o som tímido da porta de Agnes ameaçava abrir mais se fechava ao ouvir os sons de conversas animadas no corredor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 22:35

Sorrindo com a roupa preparada por Enzo, Pietra a vestiu sentindo o perfume escapar do tecido, a marca de seu mais querido e velho amigo mortal estava ali, um detalhe que não passou despercebido a italiana.

A pequena conversa na frente de sua porta, fez Pietra colocar o anel recebido de Agnes, rindo com a inocência de Hans a cainita ria antes mesmo da porta ser aberta por sua pequena e espaçosa tulipa.

“ Erika não ia gostar nada de ver Luana ser tão intima com Hans. Uma pena que ela tenha tanto ciumes do pobrezinho.”

Recebendo sua filha nos braços, Pietra a beijou com carinho para encara-la e responder a pergunta desta em holandês.

- Acho melhor não pequena. Hans é casado e ela é uma Delegada. Eu não provocaria a sorte.

Comentava Pietra ao morder de leve o nariz de Luana, sorrindo para Hans a italiana percebeu o que acontecia com Agnes e sorriu com carinho.

- Eu já estou pronta, porque você não leva a Kleine que eu apresso a Agnes?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 23:19

Luana prontamente te abraçava e esbugalhava os olhos assustada quando você mencionava o posto de Erika. O susto dela só diminua quando você mordia o nariz dela e a mesma mostrava as presas pra você em uma divertida e nem um pouco convincente ameaça, que muito mais se assemelhava a uma ação fofa do que qualquer tipo de nervosismo.

-Entendi... três metros de distância e mãozinhas no bolso! Prometo!

Hans seguia junto a porta e concordava com o que você dizia para ele.

-Claro claro, venha pequenina e não me leve a mal, sinceramente eu não me importo com as brincadeiras. Mas minha esposa tem um gênio difícil sabe?

Luana andou feliz até Hans e tocou na ponta do nariz dele e sorriu para então seguir andando e falando.

-Não há alegria em temer o teu amor, eu vou respeitar tudo. Mas se um dia você ficar solteiro, te cato pelas orelhas e guardo num pote!

O homem ria de como a sua pupila falava e em seguida se despedia de ti com um gentil beijo na face.

-Até breve irmã, ah sim! Agnes lhe deu um presente certo?! Ela é uma bobinha quando se expõe... Enfim, até!

Os dois então se iam pelos corredores, Hans andando atrás de Luana que apertava o passo de propósito. Assim você tinha acesso livre ao quarto de Agnes que estava de porta entre aberta.

Quarto de Agnes:
 

Você então adentrava o quarto de Agnes para não a encontrar de imediato, mas ver que os sapatos dela apareciam logo abaixo do sofá que ficava a frente da janela. Essa por sua vez estava aberta e deixava um vento frio adentrar o quarto. Um suspiro parecia escapar dos lábios de Agnes quando ela ouvia os seus passos dentro do quarto... Demorando um pouco, ela se levantava saindo de trás do sofá, com a face tão vermelha quanto os próprios cabelos e uma franja a esconder a face.

-Bonjour... Senho-rita?! Er, Boa no-nnoite Senho-ra! Eu, é bem... notou como está frio? Dizem que quanto está tão, tão fri-frio assim é por que... Neve inverno, nossa tá quente né! Sabe, que-queria... desisto!

Ela tentava falar em alemão e parecia sair tropeçando em todas as palavras até quase gritar em francês que iria desistir de usar o idioma e escondia face com as mãos. A jovem literalmente tremia de vergonha e ameaçava se abaixar outra vez e sumir atrás do sofá!
Vestido de Agnes:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 23:47

Feliz por Luana ter entendido suas palavras, Pietra a beijou com carinho apertando-a em seu abraço, rindo para sua pequena Tulipa antes de solta-la. A italiana beijou-lhe na testa antes da holandesa acompanhar seu irmão.

Ouvindo o conselho deste, Pietra concordou com um leve aceno comentando.

- Pode deixar que eu vou paparicar um pouco a sua bobinha!

Vendo Hans e Luana se afastarem, Pietra riu consigo mesmo sobre o claro encanto que sua filha nutria por Hans, ainda sorrindo a italiana entrou no quarto de Agnes.

“Ela não pode ser tão tímida assim!”

Os olhos castanhos de Pietra procuraram sua sobrinha com curiosidade, ao ver os sapatos atrás do sofá a italiana segurou o riso. Se aproximando para ver Agnes se levantar e gaguejar entre um francês e alemão, Pietra não se conteve ao abraça-la com carinho.

- Oh mia ragazza, és tão fofa! Eu adorei o presente, é simplesmente lindo e de agora em diante vou usá-lo sempre.

Comentava a italiana mostrando a mão em que havia colocado o anel que Agnes desenhará, beijando as faces de sua sobrinha, Pietra assoprou de leve o rosto dessa numa brincadeira enquanto arrumava as madeixar vermelhas. Usando seu melhor francês, Pietra reconfortava a jovem a sua frente com carinho.

- Não fique assim mia amata, você tem talento e ele precisa ser trabalhado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   26/6/2017, 23:55

Agnes se assustava com o seu avanço, soltando um pequeno gritinho abafado e delicado. Para então ser acolhida pelo seu abraço, aproveitando que era menor que ti a francesa de cabelos avermelhados encostava a testa no teu ombro e tremia por alguns instantes de vergonha. Ela erguia a face quando você começava a falar e olhava para a sua mão, buscando ansiosamente pelo anel e ao vê-lo ali. Recebendo o sopro na jovem abria um sorriso tão largo que quase lhe expunha todos os dentes!

-Deus Meu! Você está usando mesmo! Sabe, eu pensei assim... Se ela é a minha rainha, preciso da a ela uma coroa, entende? Desculpa se eu... Tem que ser trabalhado?

Ela abria bem os olhos e olhava para você como se estivesse incrivelmente assustada, e mantendo o frances já que o alemão era simplesmente impraticável para ela naquele momento.

-Ficou ruim? Tá torto? Ai eu sabia que tava torto! Eu vou desmaiar...não não vou! Ai meu coração! Desculpa! O que eu fiz de errado?! Que vergonha absurda! Não queria parecer uma boba na sua frente...

Ela escondia a face no seu ombro outra vez e finalmente conseguindo começar a se controlar. Agnes perguntava com uma voz abafada e fina, o ataque de vergonha parecia ter sido amenizado e ela estava sem graça!

-Se ficou bom, você poderia me abraçar só mais um pouquinho? Até eu conseguir parar de tremer e meu rosto não queimar mais?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 00:21

Com cuidado Pietra abraçou a sobrinha, deixando a pequena francesa se recuperar do susto, com carinho a italiana sorria abraçando o corpo de Agnes, sem nenhuma pressa Pietra passava a mãos pelas costas da jovem.

“ Hans! Como você foi sortudo em achar esse pequeno tesouro vermelho! Ela é linda.”

- Se eu sou sua rainha então você será minha ragazza rossa. O anel está perfeito mia amata, simplesmente perfeito. Eu quis salientar que com um pouco de investimento próprio você será capaz de fazer coisas mais belas ainda, e com o tempo com mais facilidade.


Comentava a cainita deixando que Agnes se escondesse novamente em seu ombro, beijando-a no alto da cabeça, Pietra a apertou nos braços rindo baixinho para esta.

- Fique o tempo que for necessário mia ragazza.

Oferecendo o ombro para sua sobrinha, Pietra enterrou seu rosto nos cabelos desta aproveitando o momento para acalma-la da melhor forma possivel.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 00:38

-Obrigada minha rainha...

Murmurava Agnes após alguns instantes dentro daquele abraço. A linda jovem de cabelos de fogo se ajustava, ajeitando a postura e passando uma mão nos cabelos e sorrindo de maneira mais confiante, com o desaparecer da vermelhidão da face, as sardas em torno do nariz e do topo das bochechas ficavam mais evidentes agora. Um detalhe delicado que você não notava antes, pelo visto ela as escondia com maquiagens!

-Entendi sim o que a senhora quis dizer. Alias, eu poderia não chamá-la de Senhora? Me dói essa distância formal, já vivemos tantos anos longe por causa dos conflitos. Não quero ser deselegante, reconheço vossa soberania e a gigante rosa que és, apenas... Sabe?! Queria chamá-la por Rainha ou Tia! Posso?

Questionava a jovem neófita que apoiava as mãos na própria cintura e mexia os pés, fazendo com as pontas dos sapatos se tocassem enquanto ela falava contigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 01:12

Rindo com as palavras de Agnes, Pietra sentia seus braços apertando sua sobrinha com carinho e amor, a jovem havia conquistado a italiana sem nenhum tipo de problemas, o sotaque francês e seus modos eram encantos aos quais Pietra não resistia.

O pedido feito por Agnes fez Pietra tomar-lhe as faces e beija-la inúmeras vezes de felicidade, a jovem tímida e bela lhe fazia um pedido maravilhoso e Pietra não tinha como nega-lo.

- Mia amata, é claro que você deve me chamar de tia! Não existe mais nenhuma barreira que nos separe e isso me faria muito feliz! Afinal você é mia ragazza!

Respondia Pietra ao abraça-la novamente e apertar Agnes com carinho.

“ Por deus, como eu a amo! Como amo todos meus filhos e filhas! Nunca deixe que nada de ruim aconteça com nenhum deles!”

Beijando Agnes uma ultima vez na testa, Pietra sorriu ao comentar.

- Acho melhor nós nos apreçarmos mia ragazza, não queremos atrasar o desejum não é?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 01:27

Os seus vários beijos era recebidos com bastante amor e carinho pela jovem ruiva, ela não fingia o quanto os adorava e esticava as mãos em uma tímida ação de busca por ti, para segurar no seu casaco e puxá-lo só um pouquinho para baixo, indicando que ela estava ali e não sairia do seu lado. E soltando um alemão mais confortável agora, mas que carregava o nostálgico sotaque que Eva também possuía:

-Ma tante! Obrigada! Que lindo é ouvir você falar, imagino como deve ser magnífico vê-la declarar um poema! Enfim, você tem razão, vamos nos apressar sim! Se não Elsa me arranca as orelhas e me bota de castigo!

Deixando a timidez de lado a linda filha de Hans separava os pés e batia um calcanhar no outro, rindo baixinho consigo mesma ela contornava o seu corpo para lhe roubar um abraço, curto e breve, mas tão gostoso e amoroso que trazia maravilhosas sensações a ti. Assim ela soltava o abraço e tomava sua mão.

-É verdade o que meu Pai me disse?! Que você sempre foi a favorita de Violetta e que ela sonha em ser coroada em Paris contigo ao lado dela?!

Indagava a jovem com um ar curioso, evocando um assunto que você não tinha o menor conhecimento mas que pelo jeito que ela falava, parecia ser um segredo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 13:15

Ver que Agnes respondia com carinho sua afeição fez Pietra rir feliz, para a italiana ter sua sobrinha em seus braços era simplesmente maravilhoso, ainda mais pelo carinho que tinha por Hans.

“ Mia amata, quero tanto seu bem! Ficarei muito feliz em lhe ajudar sempre que me pedires.”

Rindo com o abraço roubado, Pietra beijou a testa de Agnes para toma-la pelo braço e guia-la para fora do quarto, ouvindo as palavras desta a italiana ficou surpresa, ali havia uma pequena confissão em forma de pergunta o que fazia Pietra sorrir com intensidade.

- Eu não sei dizer mia ragazza, mas eu ficaria muito feliz em realizar esse pedido de Violetta, afinal ela é minha madre e sempre cuidou de minha pessoa.

Beijando a face de Agnes, Pietra sorria feliz com a ideia de participar da coração de Violetta, talvez quando está despertasse do sono esse sonho pudesse se tornar realidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 14:56

Imagem Referêncial:
 
Local: Berlim, Palácio de Schönhausen.  
Data: 20 de Março de 2002: O desejum.

Enfim você retornava ao encontro de todos os cainitas presentes ali naquela linda mansão. Chegando junto de Agnes ao lindo ambiente que servira como recepção para todos na noite anterior, lá já estavam quase todos os convidados. E o interessante era notar que o tom formal da noite passada já não estava mais presente nas roupas e nas posturas dos membros ali sentados e a participarem de conversas descontraídas.

Você tomou seu lugar ao lado de Agnes em um dos sofás, para logo notar que ainda estavam faltando algumas figuras de destaque, como Eva, Fredy, Elsa, Alfie e Caroline. Todavia, aos poucos todos iam chegando e finalmente o desejum poderia começar:

-Boa noite à todos vocês meus queridos e queridas. Gostaria de agradecer formalmente a todos! Por favor, peguem suas taças e me acompanhem nesse brinde sim?

Dizia Wilhelm enquanto alguns vassalos adentravam a sala para distribuir taças para todos os presentes. Nesse meio tempo você conseguia notar duas coisas inusitadas: A primeira era a cara de cansaço de Fredy, pelo seu longo convívio com o patrício, você poderia até afirmar que ele estava faminto! E a segunda era a cara de espanto de Eva ao não entender como Alfie poderia estar tão tranquilo e confiante. Eva que por sinal não para de sorrir!

-À família!

Anunciava Wilhelm que era prontamente seguido por todos. Assim ocorriam as longas degustadas, ali era necessário que todos se alimentassem sem trocar palavras, uma cena inusitada e que servia como um explicito voto de confiança, já que todos se alimentavam diante dos olhos de seus familiares.

-Meus queridos! Desejo a todos um excelente e seguro retorno à suas casas, saibam que minhas portas estarão sempre abertas para vocês está bem?!

Assim ocorria o final do desejum, com todos ensaiando despedidas e os grupos se reuniam. Naturalmente, após as despedidas o seu jardim se reunia já na escadaria do lado de fora da grande mansão de Nina. Ali Eva não se continha em ir até você e beijá-la nos lábios, fazendo um sinal claro de convite à Alfonsus e Friederich. Quando os dois homens estavam de fato bem perto de vocês, a francesa dizia:

-Queridos, como vamos fazer o nosso caminho pra casa?

Friderich respondia:

-Infelizmente, tenho que ir ao encontro do meu rabanho com urgência. Levarei Yalin comigo, por tanto acredito que precisarei me despedir de vocês.

Alfonsus tocava no ombro de Fredy e dizia:

-Tenho algumas urgências a cumprir com a torre e devo retornar com Lucinde ao hotel. Acredito que entre as vinte e três horas e a meia noite eu estarei disponível para visitar a galeria de vocês...

Os dois homens então trocavam olhares. E Fredy convidava Alfie para um abraço:

-Até logo Alfonsus, quando retornar à Berlim. Venha diretamente a sua casa, você já sabe o caminho certo?

O abraço era retribuído e Eva se colocava ao seu lado, segurando a sua mão e entrelaçando os dedos dela aos seus, admirada com aquela interação.

-Como poderia me esquecer? É meu maior sonho!

Aquele lindo abraço terminava e Alfonsus tomava a liberdade de segurar a face de Fredy e beijar-lhe os lábios com brevidade e carinho, arrancando um suspiro de Eva. Os dois trocavam sorrisos e Alfie olhava para vocês duas e dizia:

-Até breve queridas!

Assim restou a vocês quatro uma breve troca de despedidas breves e a separação dos grupos. Afinal, contigo retornariam: Lorenz, Edgard, Caroline, Erika, Lotte, Luana e Eva. Sendo divididos em dois carros, o primeiro dirigido por Lorenz e nele iriam: Luana, Caroline e você. E o segundo carro dirigido por Eva, onde iriam: Erika, Lotte e Edgard.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 17:40

De braços dados a Agnes, Pietra se reunia com sua grandiosa família para o desejum, a forma suave que as conversas se mantinham e o laço de amizade que se criava entre todos ali, encantava Pietra.

“ Somos muitos, mas com carinho e paciência seremos fortes.”
Mantendo conversas calmas com os cainitas a sua volta, Pietra sentiu-se satisfeita quando as palavras finais de Nina foram feitas e o brinde de Wilhelm proposto, ali compartilhando um momento intimo com todos, a italiana se sentiu completa e feliz, seu jardim havia sido aceito e agora poderia crescer e se fortalecer sem medos.

Na despedida Pietra abraçou com carinho Nina e seus filhos, o sorriso carinhoso da cainita deixava claro o quão bem está queria a querida irmã de seu amado. Nas escadarias, a italiana sorriu ao ver que seus amados conversavam de maneira simples e de certa forma intima.

- Eu e Bella voltaremos a Galeria então, nós te esperamos Alfonsus então não se atrase.

Beijando suavemente os lábios de Fredy está sorriu ao comentar de maneira suave.

- Nas próximas noites veremos como fazer a mudança, mal espero para acordar em nossa casa!

A despedida de seu dois homens e o pequeno beijo trocado entre eles, fez Pietra rir feliz. Já não havia barreira nenhuma entre os corações envolvidos naquela relação, isso deixava a cainita tranquila e completa.

O leve apertar de dedos de Eva foi respondido por Pietra, beijando as mãos de sua Musa, Pietra a puxou para perto para sussurrar em seus ouvidos.

- Que tal ficarmos abraçadas e conversando até nosso Cello chegar?

Esperando a resposta desta para entrar no carro ao lado de Lorenz, Pietra sorria feliz e completa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 20:37

Eva reagia ao seu convite em uma ação simples de jogar o braço por cima dos seus ombros, passando o antebraço pelas suas costas e tocando com a ponta dos dedos a area central das suas costas. Trazendo-a para perto essa sussurrava em seu ouvido:

-Eu não poderia sonhar com algo melhor meu amor. Já faz algum tempo não concordas? Que ficamos apenas nós duas, como era em Paris... Tive uma ideia!

Beijando a sua face, a loira corria na direção de Lorenz para roubar a chave das mãos do rapaz, rindo para o confuso homem, ela nem se preocupava em explicar nada. Dava à ele a chave de outro carro e adentrava o banco do motorista.

-Mon amour! Venha aqui ao meu lado!

Lorenz ria daquela impulsiva ação e ia calmamente até o outro carro. Enquanto isso Luana estava a brincar com Caroline no banco de trás, a jovem malkaviana estava tentando impressionar a experiente Lasombra com malabares feitos com pequenas pedras que ela havia pego de algum jarro de flores.

-Eu até pensei em pedir para cotar seus cabelos, mas lembrei que o nosso Cello virá e quero ver como irá lidar com essa sua aparência mais natural e maravilhosa! Aliás... Quero saber de tudinho! Não agora, tem crianças no carro!

Luana reagia mostrando a língua para Eva e acabava por arrancar risadas de Caroline e dá própria loira que apertava a bochecha da pequena holandesa, para então finalmente ligar o veículo.

[Off: Ultima ação para o final do ato]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   27/6/2017, 22:31

O abraço de Eva foi recebido com um sorriso feliz e calmo de Pietra, era certo que as duas cainitas não tiravam um tempo para estar um nos braços da outra e conversar, retomar aquela pequena reunião intima faria muito bem para as duas.

- Que bom que gostou Bella, porque eu pretendo ficar assim com você até nosso Cello chegar.

Vendo a pequena troca de motoristas, Pietra não segurou o riso com aquela animada ideia posta em pratica, mostrando a língua por cima do carro a italiana ainda sorria ao sentar-se no banco do passageiro.

“ Ela está feliz, muito feliz! Espero que isso também seja da noite passada com Fredy.”

Ouvindo as palavras de sua Pietra não pode deixar de rir com a reação de Luana e a forma com que Eva brincava com a jovem tulipa. Beijando a face de sua Musa a italiana sussurrou no ouvido desta com voz baixa em seu francês.

- Isso vale pra senhorita também, quero detalhes de sua noite com Fredy.

Fazendo uma pequena bagunça nos cabelos de sua aprendiz, Pietra ainda tocou de leve no joelho de Caroline sorrindo para esta ao dizer.

- Fique à vontade de se mudar para o Refúgio enquanto a mudança estiver acontecendo, agora ele é seu também mia amata sorella.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Ato VII - O Jantar, parte II   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato VII - O Jantar, parte II
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» VW New Beetle - O Presente Parte 3....
» Meus Kit´s - Adriano Faria / 3º parte
» Ferrari Enzo - "FIORANO"
» Vendo parte da minha coleção
» Podcast Revolution #019 - Outras Figures Parte 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
WoD by Night :: Memórias de Berlim-
Ir para: