WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato IX - Até Logo, parte II

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 3/7/2017, 10:18


    Imagem Referêncial:
    Local: Berlim, Malefíce.  
    Data: 20 de Março de 2002: A Sereia, O Gigante e o Girassol.

    A brincadeira proposta pro Evangeline era prontamente aceita pelo homem, mas esse ainda demorava para de fato correr afinal, haviam ajustes a serem feitos em sua roupa! Assim Eva e você já corriam rapidamente pelos corredores, quando sentiam a presença de Alfie e ele era muito ágil!

    Você sentia que Eva era puxada pelas mãos do homem à poucos metros da entrada do quarto e tinha o corpo empurrado contra a parede. Ela ria muito da situação e falava contigo:

    -Mon amour! Fuja enquanto ainda consegues!

    Com o canto dos olhos, era possível notar a ação de Alfie de girar o corpo de Eva e empurrando a face dela contra a parede, dominando a loira como muitos homens já haviam sonhado em fazer. Em seguida ele mordia a mulher outra vez, apenas para manchar os lábios de sangue e olhar na sua direção, ameaçando correr na sua direção e incentivando outra correria divertidíssima!

    Finalmente você adentrava o quarto, para instantes depois ser surpreendida pelo enorme corpo de Alfonsus chegando! Ele trazia Eva em um dos ombros e a atirava na cama, arrancando um maravilhoso gemido de puro prazer dos lábios da Sereia. Alfie virava na sua direção, mas Evangeline era mais rápida e segurava a camisa dele com um dos pés.

    -Hoje você aprende!

    O tom de voz da francesa era um que você já conhecia e havia aprendido a amar, carregado por uma sensualidade única e avassaladora, era a voz que conquistava qualquer um, o canto da sereia. Alfie então se via sentando sobre a beira da cama, posteriormente, a musa saia da cama e ia na sua direção. Com as presas à mostra, esticando as mãos para pegá-la e começar a beijá-la na frente dos olhos do gigante.

    -Ele é tão bonitinho sendo obediente... Acho que ele merece uma recompensa!

    A linda loira iniciava então a ação de remover as suas roupas, começando por sua camisa, abaixando-se em seguida para abrir a tua calça e abri-la, para segurar com firmeza as laterais dessa e puxá-la até o chão. Levantando-se outra vez, procurando pelos seus olhos, Eva removia o próprio vestido com bastante cuidado, para enfim começar a lhe beijar outra vez, explorando seu corpo com as mãos.

    Alfonsus se encontrava sentado na beira da cama, na porção mais inferior e acima dos pés da mesma. O tórax dele simulava reações de respiração e o mesmo exibia uma pequena expressão de incomodo com a própria calça que estava a usar, mas ainda se mantinha em silêncio, observando vocês duas com muita atenção e com as presas à mostra.

    Eva enfim começava a explorar o seu corpo com os próprios lábios, descendo pelo seu tronco, enquanto arrastava as unhas pelas suas costas. Chegando a sua cintura e brincando de puxar a sua calcinha com os dentes, rindo baixinho pois sabia que Alfie estava extremamente excitado com a cena. Finalmente ela removia essa sua peça intima, para seguir com os beijos até saciar a curiosidade que havia nascido no começo da noite, adentrando o teu corpo com o indicador e usando a língua para maiores estímulos.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 3/7/2017, 16:33

    Correndo a passos rápidos pelos corredores, Pietra sorria para Eva sem nenhuma vergonha do que faziam, afinal haviam provocado o gigante e fugir dele era divertidamente gostoso. Mas o gigante era rápido, rápido para alcançar Eva e joga-la contra a parede, Pietra soltou um gritinho animado quando viu as presas do gigante se cravarem no pescoço de sua musa.

    “ Ops, acho que ele está bem animado!”

    Com o incentivo extra a cainita correu para o quarto, rindo a italiana sentiu os movimentos rápidos e fortes de Alfonsus, estancando quando Eva foi jogada na cama e o gigante apareceu a sua frente.

    Pietra teria gritado caso Eva não tivesse parado o gigante, usando sua melodia para faze-lo se sentar, a italiana não perdeu tempo em ir fechar a porta, afinal ninguém ali queria ser atrapalhado naquela diversão.

    Voltando para ser recebido pelos braços de Eva, Pietra a beijou com carinho enquanto ouvia os planos de sua musa, com um biquinho está concordou, afinal estariam dando ao amado gigante um premio que muitos outros já haviam tentado.

    Ter seu corpo explorado daquela forma fez Pietra suspirar, as mãos da cainita brincavam com o toque da pele suave de Eva, mas ter sua intimidade invadida daquela forma arrancou um gemido baixo desta, tocando nos macios cabelos dourados de sua musa a italiana murmurava suave em italiano.

    - Bela, isso é maldade! Assim ele não vai ser carinhoso com a gente! Eu quero que ele seja carinhoso com você também Bela.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 3/7/2017, 19:45

    Eva parava as ações dela para levar os olhos na sua direção, tomando apenas alguns poucos instantes para de fato entender o que você desejava, gentilmente ela se levantava e beijava seus lábios de maneira breve.

    -Você tem razão Pietra, eu só me empolguei um pouquinho! Mas a culpa não é só minha!

    Ela mostrava a língua de forma debochada, piscando o olho esquerdo e tomando a sua mão, entrelaçando os dedos nos teus. Assim ela mantinha o italiano como idioma para todas as frases seguintes.

    -Então querida, vamos ajudar nosso gigante. Ele parece com um pouquinho de dor!

    Alfonsus observava vocês duas com atenção, mas ainda em silêncio. Não por vergonha, mas sim por estar curioso para compreender como realmente vocês duas funcionavam em uma situação tão intima! Eva a convidava a se aproximar do gigante, ajoelhando-se na frente do mesmo para soltar a sua mão e começar a tirar as meias do mesmo.

    -Vocês são fascinantes! Fico feliz que estejam realmente dispostas à...

    Eva protestava interrompendo a fala de Alfie:

    -Xiu! Mon amour... não pense muito, vamos juntos chegar à uma experiência única! Está bem?

    Ele concordava positivamente com a cabeça e tirava a própria camisa, exibindo o tórax branco e musculoso que você já havia conhecido intimamente na noite anterior. Eva então olhava na sua direção, para em seguida olhar para a calça do homem, indicando que seria você à começar. Afinal, a loira se levantava para tomar a face de Alfie e começar a beijá-lo com bastante carinho, subindo de joelhos pelo lado esquerdo do enorme corpo sentado sobre a cama.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 3/7/2017, 20:07

    Ainda tremula Pietra recebeu o beijo de Eva com um sorriso carinhoso no rosto, a língua e a piscadinha fizeram a italiana concordar, ambas haviam se empolgado com a brincadeira e agora se retratariam com o gigante.

    “ Sei que ele será gentil, mas se o provocássemos mais não poderia garantir isso.”

    Acompanhando sua musa Pietra se sentou a frente de Alfonsus, enquanto Eva beijava os joelhos deste, com carinho a italiana passou as mãos sobre as coxas de Alfonsus ainda por cima do tecido, brincando de arranhar Pietra mantinha um sorriso maroto no rosto ao abrir a calça deste para puxar aquele membro com cuidado para fora da proteção da cueca.

    As presas saltaram dos lábios da italiana sem que esta segurasse-as, não havia motivos para esconder o desejo, não diante de seu gigante e de sua musa.

    - Isso ajuda com a dor meu amado gigante?

    Perguntava Pietra antes de delicadamente esfregar suas presas no membro ereto de Alfonsus, seus olhos buscavam acompanhar os movimentos de Eva, esperando o momento de poder beija-la e lhe acariciar com carinho.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 3/7/2017, 20:27

    O alivio era claro na face de Alfosus, afinal o pênis do homem conquistava a liberdade e era recepcionado pelos seus olhos já com bastante vigor e intensidade. Expondo as presas ele se esforçava para poder responder:

    -Muito, é a única coisa que sinto falta das eras antigas, não havia jeans!

    Eva não conseguia segurar um pequeno riso divertido após a frase de Alfonsus, até mesmo o homem sorria, apesar de fechar os olhos quando as suas presas tocavam-lhe daquela maneira.

    -Tadinho, quem mandou ser tão abençoado? Se fosse um rapazote magricela não sofreria dessa maneira!

    Alfonsus concordava com Eva, mas uma das mãos do gigante conquistavam as nádegas de Eva, trazendo-a para perto após um forte aperto que arrancava da loira um gemido baixo e alegre.

    -Não é um problema que enfrento constantemente, logo acredito que no fim, minha estatura acaba por ser algo positivo. Não achas?

    Eva concordava silenciosamente para usar as mãos, empurrando o tronco do homem, incentivando-o a deitar-se sobre a cama. Eva então se abaixava ao teu lado, buscando rapidamente os seus lábios e dizendo.

    -Me ajuda a tirar o resto das roupas dele Pita? Acho um pouco injusto só nós duas sem e ele ainda todo arrumadinho!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 3/7/2017, 21:16

    Rindo com o comentário de Alfonsus, Pietra brincava com suavidade com o membro deste, a cainita não queria apressar as coisas, não quando podiam se divertir sem nenhuma pressa ou remorso.

    “ Tadinho, deve ter sofrido muito durante a corrida. Mas acho que ele está gostando da recompensa!”

    A pegada dada em Eva fez Pietra suspirar, dando um leve beijo na cabeça do membro deste foi a italiana que respondeu a pergunta feita a sua musa.

    - Digamos que o jeans esconde bem o tesouro que você tem Cello. Um tesouro e tanto meu querido!

    Concordando com os movimentos de Eva, Pietra a recebeu com um beijo nos lábios e um sorriso satisfeito.

    - Tens toda a razão, nós duas estamos divinas assim!

    Guiando uma das mãos de Eva até a cintura da calça de Alfonsus a cainita ajudou a sua Musa a retirar aquele tecido incomodo, aproveitando-se disso, Pietra mordia de leve as coxas de Alfonsus se divertindo com os poderosos músculos do homem.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 3/7/2017, 22:31

    Alfonsus não conseguia e não precisava esconder o quanto aquele suave beijo por ti dado causava um poderoso impacto, fazendo fechar os olhos e entregar-se totalmente as mãos de Eva e as suas. Mãos que em conjunto libertavam rapidamente Alfie de todas as roupas restantes, deixando-o em par de igualdade com vocês.

    As suas mordidas pela coxa do homem eram seguidas pelas garras de Eva que exploravam a outra, provocando algumas contrações e relaxamentos daqueles notórios músculos. A francesa estica a mão esquerda para segurar gentilmente o membro ereto do homem, a sua Musa olhava na sua direção, demonstrando uma suave vergonha por não saber exatamente como agir "devagar".

    -Tá bem, como agente exatamente divide?!

    A pergunta de Eva vinha carregada de um pequeno humor que fazia a face de Alfonsus ser dominada por uma vermelhidão jamais vista! Sendo até forçado a levar uma mão na face e segurar um breve riso nervoso. Levando os olhos na direção de vocês, Alfie subia a coluna para ficar sentado e poder vê-las completamente.

    -Sinceramente, nunca me senti tão nervoso e empolgado em toda minha vida!

    Eva escondia a face com a mão, escondendo um sorriso envergonhado. Finalmente começando a movimentar a mão que segurava o grande órgão do homem, em uma rápida ação de subir e descer, forçando a ponta ficar totalmente exposta. Era claro que a sua Musa iria deixar que você a guiasse naquela nova experiência.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 3/7/2017, 22:46

    Ver o gigantesco homem se entregar aos carinhos fazia Pietra sorrir, as unhas de Eva arranhavam as coxas ao mesmo tempo que as presas da italiana as mordiam, o relaxamento total daqueles músculos e corpo arrancou um suspiro feliz.

    O claro pedido de ajuda de Eva fez um ronronar macio escapar da garganta da cainita, beijando-a nos ombros com delicadeza, Pietra riu diante da vergonha de Alfonsus.

    - Veja Eva, nosso gigante é um menino envergonhado! Ele não é perfeito?

    Tomando as mãos rápidas de sua musa, Pietra mudou o ritmo com a qual esta brincava, deixando-o mais lento, porem largo nas subidas e descida, beijando os lábios de sua amada com carinho a italiana esfregou suas presas nos braços desta.

    “Ela também quer fazer disso uma noite especial, espero que Alfie tenha pique pra nós duas!”

    - Porque você não da um beijo bem de leve nessa coisa grande?

    Perguntava a italiana aos ouvidos de sua musa e amada.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 3/7/2017, 23:37

    Os lindos olhos de Eva buscavam de imediato o pênis do homem quando a sua mão tomava o controle daquelas ações. Ela parecia fascinada por observar aquelas mudanças que ocorriam na pele do homem e não notava a sua aproximação, chegando a sorrir nos instantes inicias do beijo que vocês duas trocavam.

    -Beijar? Tá, deixa eu ver... Sem fazer gracinhas eim Alfie!

    O homem com a face avermelhada simulava longas e fundas respirações, mas falhava em evitar sorrisos de extrema euforia. Ele não respondia Eva, mas o silêncio já valia como uma promessa de se comportar. Assim, a Musa aproximava a face para aplicar um beijo bem no topo. Adorando a sensação e expondo as presas de maneira instintiva, mas ela se esforçava! Aplicando outro beijos bem leveis. Já Alfie segurava com firmeza na cama, olhando para o teto e ficando já bastante ofegante. Enquanto Eva falava alegre:

    -Mon amour! Adorei, porque você não vem fazer comigo e me mostra o próximo passo?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 3/7/2017, 23:52

    Guiar com leveza as mãos de Eva, deixavam Pietra livre para esfregar suas presas sobre os ombros de sua amada, beijando-a com carinho e chegando a mordiscar a pele de leve, a italiana ria ao ver as reações de seus dois amados.

    Alfonsus entregue as caricias ali proporcionadas pelas duas cainitas, e Evangeline descobrindo as pequenas mudanças que ocorriam durante o sexo, algo tão novo para Pietra quanto era para sua amada.

    “ Isso mia Bellezza, bem devagar. Assim agradamos nosso gigante e em troca ele nos faz feliz.”

    Mordendo de leve a orelha de Eva, Pietra beijou o lóbulo desta sorrindo de forma marota ao se esfregar nas costas de sua amada, arranhando de leve a pele das coxas e aos poucos explorando o corpo tão conhecido e irresistível.

    - Hummm, que tal irmos aumentando bem devagar o ritmo, mordidinhas e alguns beijinhos seriam bem recebidos pelo nosso Gigante. Oque você acha?

    De forma suave a italiana incentivava sua Musa a acariciar o grande membro de Alfonsus, brincar e até mesmo experimenta-lo da forma que quisesse. Tomando seu lado, Pietra esfregou as presas no membro antes de dar uma leve mordida neste, lambendo-o logo depois.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 4/7/2017, 00:08

    O corpo de Eva esboçava deliciosas reações diante os seus estímulos, chegando a inclusive esboçar alguns brevíssimos gemidos que era abafados pelo contato dos lábios dela com o corpo do gigante. Esse por sua vez, conseguia finalmente voltar a olhar para vocês duas, levando instintivamente a língua na direção das próprias presas, brincando com elas enquanto se maravilhava com as ações seguinte.

    -Acho que é uma ideia maravilhosa!

    Respondia a Musa, que lhe cedia suavemente um espaço ali na frente de Alfonsus. Movida pelo desejo que sentia e por uma curiosidade inesperada, Eva iniciava uma pequena e divertida exploração da região intima do gigante. Aplicando pequenas mordidas na base do membro, esfregando as presas, cheirando e aplicando vários beijos e lambidas... Ela seguia descendo até encostar a face no corpo do homem, para tomar com a boca as bolas e encontrar ali uma verdadeira diversão empolgante! Você chegava a sentir o corpo dela vibrar de emoção!

    -Nossa, quase!

    Afirmava Alfonsus após o corpo dele o trair completamente! Um forte retesar ocorria e por pouco ele não se perdia totalmente, demonstrando uma enorme disciplina o gigante assumir o controle dos próprios músculos e você testemunhava uma modificação no corpo dele, era como se o sangue dobrasse a força física daquela musculatura e revigorasse o tecido vivo e que se tornava agora, deliciosamente quente, ampliando sua espessura e dimensão.

    -Ei! Ficou quentinho, igual a de um mortal! Como você faz isso Alfie?

    Indagava a fascinada Evangeline.

    -Sempre considerei meu corpo uma obra em aperfeiçoamento, por tanto, dediquei-me a conhecer todos os meus limites...

    -Vai me ensinar depois né?!

    Questionava Eva, que olhava surpresa para a nova aparência da intimidade de Alfonsus. Ela chegava a olhar na sua direção e rir baixinho da cena!

    -Teremos todo tempo do mundo minha Musa, será um prazer ensiná-la tudo que sei!

    Evangeline não disfarçava a alegria que era ouvir aquelas palavras do gigante, chegando a segurar uma lágrima feliz que quase escapava pelo cantinho do olho esquerdo.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 4/7/2017, 00:28

    Ronronando com as reações de Eva, Pietra brincava com o corpo de sua amada sem nenhum problema, mas a diversão começava quando as duas brincavam com o generoso membro de Alfonsus.

    O retesar do corpo inteiro do gigante indicava que por pouco este quase havia chegado ao seu ápice, as claras curiosidades de Eva pelas mudanças fizeram Pietra rir, ainda mais quando sua musa perguntava a Alfonsus.

    - Cuidado Alfie, você vai ensinar truques novos a uma tigresa bem experiente.

    Beijando-a com carinho, Pietra chegou a mordiscar de leve os lábios de sua amada, seus olhos se voltavam para o gigante sorrindo de maneira marota enquanto arranhava as pernas deste.

    - Você não acha que é nossa vez de ser agradadas? Ou você está bravo com nós duas Alfie?

    Os olhos castanhos da cainita claramente pediam para que o homem as possuísse e brincasse com ambas, era um convite claro ao qual Pietra esperava que sua musa o aceitasse.

    “Nós demos uma boa dose de mordidas nele, acho que já brincamos o suficiente sem receber nada em troca. “
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 4/7/2017, 00:48

    Enquanto você questionava e pedia para que Alfonsus tomasse a atitude de retribuir, Eva brincava ao mostrar as presas e as garras. Em uma clara menção ao termo "tigresa" que havia sido dito por ti, além disso ela já deixava bem claro que iria aceitar tudo que fosse sugerido por você. Assim restou a Alfie falar:

    -Vocês já foram bem gentis, deixe-me fazer algo por vocês também... Venham.

    Ele as convidava, estendendo uma mão para cada uma. Ajudando-as a subir na cama, para então se coloca de pé, virando na direção de vocês. Um dos pés de Eva buscava rapidamente o contato direto com o membro do homem, apenas para fazer uma debochada comparação de tamanhos. Sorrindo alegre com a inesperada surpresa!

    -Incrível...

    Murmurava Eva em um curto suspiro, Alfie gentilmente removia o pé de Eva. Aliás, gentileza era algo que ele demonstrava em todo aquele pequeno ritual de ajeitá-las lado a lado sobre a cama, usando travesseiros para as deixar o mais confortáveis. Os olhos de Eva brilhavam diante aqueles carinhos e gestos tão cuidados, gestos que avançavam...

    O gigante fazia um inesperado movimento espelhado, colocando as mãos na altura das suas clavículas, descendo-as suavemente para conquistar seus seios. Fazendo movimentos circulares em torno deles, para com firmeza os segurar, posteriormente ele seguia a explorar seus corpos, até alcançar suas intimidades e sorrir.

    -Queridas, só olhem por um único instante...

    Aguardando o pedido ser atendido, para enfim realizar uma sincronizada preparação. Massageando suas regiões mais sensíveis e intimas, para finalmente, adentrá-las com um par de dedos. Eva abria bem os olhos, delirando de prazer e amando admirar as suas reações. O corpo de Alfie começava então a abaixar, até ficar de joelhos junto à cama afim de dar os próximos passos.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 4/7/2017, 01:28

    A brincadeira de Eva fez Pietra rir, beijando a nuca de sua musa a cainita concordava com os movimentos de sua tigresa, afinal era exatamente isso que Eva era quando queria o ser.

    Feliz por ter seu pedido aceito, Pietra estendeu a mão para Alfonsus deixando que este as guiasse com cuidado, e foi com cuidado que o imenso italiano cuidou de Eva e Pietra. A italiana sorria e suspirava a cada pequena caricia ali cedida, entrelaçando sua mão a de Eva, Pietra a beijou com carinho enquanto Alfonsus ainda as ajeitava.

    “ Meus amores, como eu queria poder ficar assim com vocês por uma eternidade!”

    Sentindo a mãos experiente do italiano explorar seu corpo, Pietra ronronou de leve se entregando sem nenhum medo, o pedido deste foi prontamente atendido, ver e ser explorada pelos dedos de Alfonsus arrancou um gemido de prazer da italiana, trazendo a mão de sua amada até sua boca, Pietra mordiscou os dedos de Eva com carinho usando-os para abafar os próprios gemidos.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 4/7/2017, 10:42

    Com as mãos dadas a sua musa e com a outra mão dela totalmente entregue aos seus lábios, era possível compartilhar com ela uma deleitável experiência. Afinal, o próximo passo de Alfonsus consistia na utilização os lábios. Iniciando por Eva, ele conquistava as pernas da Musa através de mordidas e beijos, até finalmente alcançar a mais intima das partes da francesa. Foi então possível testemunhar o girar dos olhos azuis de Evangeline, boquiaberta o belíssimo corpo da loira tremia em inebriantes ondas lascivas. Gentilmente, a mão que antes estava dentro de ti assumia o cume do teu monte de venus, afim de estimular a sua mais sensível região.

    A perna direta de Eva repousava sobre o ombro de Alfonsus durante aqueles aprazíveis instantes que transcorriam e como se uma descarga elétrica tomasse o corpo de Evangeline, a Musa liberava os pulmões e a garganta, entregando-os a poderosos gemidos. As pernas dela tremiam e os olhos dela procuravam veemente por ti, assim que os encontrava, a sua amada sorria.

    -Acho que nosso gigante poderia fazer o mesmo contigo querida, queria tanto ver as suas reações...

    A frase Eva era interrompida, afinal, Alfie aplicava uma forte mordida na parte interior da coxa da loira. Essa reagia mordendo o lábio inferior com tanta intensidade, que as presas quase perfuravam os próprios lábios. Enfim, Alfonsus se movia, despedindo-se brevemente do corpo de Eva para dedicar-se ao teu!

    Separando as suas pernas com cuidado, fazendo pequenos carinhos enquanto depositava beijos mornos pela tua perna. Algumas mordidas eram aplicadas, Alfie então sorria e exibia as presas, para finalmente tomar vossa intimidade com os lábios. A sensação agora era mais especial, a presença daquela saliva entorpecente do homem gerava temporárias sensações inefáveis! Eva a admirava, beijando seus lábios e face, até empolgar-se ao ponto de tomar o teu pulso para ali cravar as presas e iniciar uma alimentação... O clímax então chegava e o gigante se levantava, arrancando suspiros de Eva, o homem as olhava como se as devorasse inteiras!

    -Pietra...

    Era uma clara indicação que seria você a primeira. Todavia, ele não necessariamente avançava. Mas sim, deitava-se na cama ao seu lado, o convite era outro! Evangeline abria um largo sorriso na face, animadíssima ela se adiantava em uma rápida ação para sair da cama e andar até o outro lado dessa, onde estava o gigante deitado. Para deitar-se ao lado dele e começar a beijá-lo.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 4/7/2017, 13:06

    Ver e sentir as reações de sua Musa estremeciam Pietra por completo, ainda brincando com a mão desta a italiana ronronava com força e continuidade, seus olhos castanhos se encantavam com cada espasmo de Eva, se deleitavam com o carinho e amor que Alfonsus tratava a loira.

    “ Como ela é linda! Deus como eu a amo, amo Eva desde o primeiro dia que eu a vi!”

    Estremecendo ao ver Eva revirar os olhos, Pietra gemeu quando Alfonsus enfiou a face entre as pernas da loira, a mão que brincava com suas intimidades compensava isso focando em sua parte mais sensível. O sorriso de sua amada indicava algo mais e as palavras deste arrancaram um estremecimento da italiana.

    Sendo guiada Pietra se entregou a caricias recebidas, arranhando o corpo de Eva a italiana sentiu a língua de Alfonsus brincar com seus líquidos, a saliva do homem e a mistura lasciva que aquilo proporcionava entorpecia Pietra, arfando a cainita se segurava ao lençol.

    A brincadeira leve e densa logo atingiu seu ápice, quando Alfonsus se levantou a italiana suspirou, vê-lo se deitar ao seu lado e suspirar seu nome transbordou o coração de Pietra de amor, aceitando o convite deste a italiana se virou para beija-lo enquanto Eva corria para as costas do grande homem.

    -Alfonsus...

    Murmurou Pietra antes que seus lábios tocassem o de seu amado gigante com sofrência e desejo.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 4/7/2017, 15:41

    Harmonia, sintonia e sincronia; Assim se comportaram os sons naturais emitidos pelos três corpos ali presentes, o aveludado tom feminino da Sereia fazia floreios em torno dos barítonos espasmos do Gigante e ambos eram somados ao ronronar do Girassol. Seus corpos misturavam-se como tintas em uma aquarela, mantendo seus cernes porem extrapolando as extremidades e os limites para comporem misturas inesperadas, naturais e belíssimas. A primeira união era feita entre os italianos, posteriormente era a vez da francesa, não haviam espaços para egoísmos ou tratamentos diferenciados, apesar da longa história compartilhada pelos irmãos de abraço, era a força do novo amor que conduzia a cena.

    E assim a cena se construia, esculpindo e desenhando uma belíssima imagem. Não era uma dança, tão pouco uma música, já que não haviam cifras e tão pouco sentidos denotativos. Toda imagem é por si só uma ferramenta circular e caótica, aclamando pelos sentidos conotativos, rompendo os limites das formas e formatos, afim de ascender a uma difusa e sensível percepção de caráter subjetivo. Os olhares por tanto desafiavam Cronos, vagueavam em movimentos circulares: um elemento era visto após o outro e tende a voltar para contemplar elementos já vistos. Assim, o "antes" se torna "depois", e o "depois" se torna o "antes".

    E o grande maestro de toda essa cena era o mais experiente ali, aquele que outrora fora considerado herdeiro do grande vilão do pretérito. Imperfeito como era, Alfonsus apresentava à Evangeline uma nova forma de conexão e elevava a relação com Pietra à novíssimos patamares de intimidade. Afinal, não era apenas um compartilhamento de desejos, não haviam dominantes ou possuidores, haviam sim três almas a se amarem em total plenitude. As entregas eram totais, assim como as recepções, afinal era de certa forma uma despedida e todos sabiam disso...

    Assim, após o ápice daquela narrativa corporal, espiritual e sentimental, era apresentado aos olhos dos três uma saborosa escuridão. Um silêncio ofegante, o relaxamento do físico e o regozijar dos três corações! Entorpecidos pela poderosa e completa experiência, ambos adormeciam por alguns momentos.

    O teu despertar ainda naquela mesma noite, acontecia suavemente. Com um toque nos teus cabelos feitos pelas mãos masculinas de Alfonsus, seus olhos enfim se abriam para encontrar imediatamente o corpo do gigante que estava deitado entre você e Eva. A musa estava de costas para vocês dois,  com a cintura encoberta pelo lençol, já Alfie, com a face virada para o teto, brincava com seus cabelos afim de fazer pequenos redemoinhos.

    -Devo admitir, estou apavorado com a ideia de abrir os olhos e permitir a chegada do amanhã. Já sofro antes mesmo de partir, minha alma se atira dentro de uma caixa preta... E se eu retornar à Berlim e vocês não estiverem mais aqui? E se eu retornar para portões fechados? E seu eu falhar em minha última missão!? São essas perguntas que ela se faz, assustada dentro daquele obscuro ambiente de dúvidas. Tento afirmar a ela, que há uma luz a ser alcançada, mas ela é antiga e estúpida! É por isso que não posso ouvir essa voz, irei me esforçar cada noite longe de ti, para me lembrar desse momento. Do teu sorriso, da gargalhada de Evangeline, do olhar de Friderich... Pois eu ei de retornar!

    Afirmava Alfonsus em um tom baixo de voz, ainda de olhos fechados e acreditando profundamente ser o único ainda acordado sobre aquela cama.


    Última edição por Danto em 5/7/2017, 13:27, editado 1 vez(es)
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 4/7/2017, 20:16

    Ali entre corpos, suspiros, desejos e gemidos Pietra se entregou sem nenhum medo e com o mais profundo amor que possuía. Era nos braços e beijos de sua musa e seu gigante que a cainita encontrava paz e alivio, paz para um desejo antes nunca sonhado e alivio para os maiores medos de sua alma.

    Nenhum pensamento passou pela mente da italiana, não quando seus corpos unidos criavam uma das mais belas obras já existentes, era o amor que os movia, e por amor os três cediam as vontades e caricias ali iniciadas.

    Na escuridão se seguiu Pietra sentiu cada pequena partícula de seu corpo regorjear de prazer e felicidade, entre suspiros e respirações a italiana adormeceu sem nenhum medo. O despertar suave, a caricia em seus cabelos a fizeram sorrir com carinho, abrindo seus olhos Pietra se viu nos braços de Alfonsus.

    “ Meu gigante, meu querido Alfie.”

    As palavras cheias de medo e incertezas trouxeram um olhar de compaixão ao grandioso homem, ele tinha muitos medos, medos dos quais a italiana silenciosamente compartilhava, medo de nunca mais te-lo em seus braços.

    Com cuidado está o abraçou, passando a mãos sobre o peito deste Pietra assoprou em seu rosto, uma clara indicação de que estava acordada e o escutava.

    - Não irei embora, não encontrarás as portas fechadas e muito menos minhas costas viradas. Quando retornares acharas meu abraço a lhe esperar, porque é nele que eu te quero meu amor, encontrarás meu sorriso e meus beijos. Então me prometa Alfonsus que ficarás bem, porque eu nunca mais seria completa sem você.

    Sussurrava a italiana para o grande homem.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 5/7/2017, 13:40

    Os verdes olhos de Alfonsus se surpreenderam com as suas reações, uma surpresa feliz por ter tido a oportunidade de confessar, mesmo que sem querer, seus maiores temores. Sorrindo após receber aquele breve assoprar dos lábios de Pietra, o homem a convidava para um amoroso abraço e jurar:

    -Eu, Alfonsus Masdela Materazzi prometo retornar são e salvo à Berlim no exato momento em que minha última missão for concluída. Nenhum mal dobrará meus joelhos, nada ficará em meu caminho. Sei que a estrada é longa, mas não a enfrentarei com medo, eu prometo Pietra!

    As lindas palavras de Alfonsus eram ditas com uma inabalável confiança, uma jura fortíssima que poderia mover montanhas e destronar os mais poderosos reis de outrora. Instantes após terminar de falar, uma abafada voz feminina dizia em francês:

    -Vocês nasceram para se amarem, é tão lindo... Mas bem que o casal poderia fazer isso mais baixinho sabe?!

    Era Evangeline, que virava a face para olhá-los, sorridente a Musa pela primeira vez se deleitava com a imagem de ver Pietra nos braços de outra pessoa. Não havia mais espaço para incertezas ou ciúmes e essa era a melhor declaração que Eva poderia oferecer a sua amada.

    -Temos quanto tempo antes de dizer até logo?

    Questionava a francesa, Alfonsus fechava os olhos brevemente. Mentalizando algo antes de abri-los novamente e afirmar com total certeza:

    -Temos uma hora e quarenta e sete minutos. Porque questiona o tempo querida?

    Evangeline sentava-se na cama e alegremente comentava:

    -Porque eu quero conhecê-los melhor! E quero que vocês me conheçam completamente! Eu sempre quis perguntar isso, mas era um tópico que eu temia ser doloroso demais, afinal, vivamos a fugir de teu passado Pita... Mas porque não nos conta como foi a sua infância? Como foram suas primeiras noites? Depois será sua vez Alfie e finalizamos comigo!

    A loira que estava agora à falar não era a Sereia da Espada de Berlim, mas sim aquela maravilhosa e pura mulher que dançava em Paris. Finalmente ela estava completamente livre e confortável para se abrir outra vez aos seus olhos.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 5/7/2017, 17:25

    Foi nos olhos esverdeados de Alfonsus que Pietra encontrou a calma e coragem, ali naquela imensidão a cainita sentiu a força daquele homem e o amou mais profundamente ainda. Sorrindo com amor nos braços fortes deste a italiana suspirou feliz.

    A voz abafada de Eva arrancou um riso cristalino de Pietra, esta desviou os olhos de Alfonsus para encarar os olhos azulados de sua musa e sorrir com ternura.

    “ Entregar-se e compartilhar gasta menos energia do que simplesmente dominar. Por isso ela acordou.”

    Levantando-se o suficiente para beijar os lábios de Eva, Pietra esticou-se com força soltando um leve ronronar no processo sem ao menos perceber isso.

    - Sua boba, você normalmente dorme que nem uma pedra depois dessas brincadeiras. Mas já que você está bem desperta, porque não vem aqui pra cima?

    Perguntava a italiana ao bater de leve no peito de Alfonsus indicando que no abraço do homem havia espaço o suficiente para as duas, movendo-se para abrir espaço para sua musa, Pietra sorriu com o pedido desta, era um sorriso suave e apaixonado.

    Aos seus olhos, a grandiosa tempestade que era Eva se amainava e revelava a face suave e apaixonante, a mesma face que havia roubado seu coração naquele cabaré em Paris.

    - Eu adoraria sanar sua curiosidade mia Bela.

    Deitando sua cabeça sobre o pescoço de Alfonsus, Pietra respirou profundamente sentindo apenas o perfume do suor e da pele do grande homem.

    - A primeira coisa que eu me lembro era do rosto de Elonzo e da fome, então ele me levou até Alfonsus e ali eu recebi meu primeiro carinho. Foi Alfie que me alimentou nas primeiras noites, se me lembro bem era sempre uma taça de vitae cuidadosamente temperada com sementes ou pétalas. Nosso senhor nunca demonstrou ter muita paciência com meus fascínios bobos, mas Alfie sempre riu quando eu ficava minutos inteiros olhando para as velas, ou quando o som da chuva batia de encontro ao telhado. Deus eu não conseguia aguentar, eram as coisas mais belas de toda a criação. Acho que o encanto acabou um mês depois de meu abraço, foi no enterro simbólico que minha mandará fazer, eu vi de longe e chorei por semanas toda vez que meu coração sentia a falta deles. Por sorte mia avó já tinha partido, então ela não precisou sofrer. No fim foi você meu amado gigante que se tornou a figura de senhor, Elonzo nunca esteve presente o suficiente e quando estava não conseguia esconder a irritação de ter que me ensinar. Eu nunca consegui fazer com que meu coração o aceitasse, por mais que eu tivesse tentado ele sempre foi a figura que me tirou de minha família.

    Enquanto falava, Pietra sentiu o alivio de poder compartilhar seu inicio com Eva, até mesmo no final ao mencionar Elonzo não havia dores ou arrependimentos, apenas um curioso vazio e pena do antigo que durante a vida conquistará os piores sentimentos de suas proles.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 5/7/2017, 19:46

    Eva não precisava nem pensar duas vezes no assunto, aceitando de imediato o convite. Assim, a loira se deitava junto da italiana sobre o forte peito de Alfonsus. O gigante as acolhia em um carinhoso abraço antes que as memórias fossem compartilhadas. Eva as escutava atentamente cada pequena palavra que era dita por Pietra e comentava ao final das mesmas:

    -Então foi assim que nasceu o seu fascínio pela chuva?! Que interessante!

    Já Alfonsus não se importava em exibir um largo sorriso, alegre por finalmente ouvir o quão importante havia sido nas primeiras noites de seu tão amado girassol.

    -Talvez tenha sido de fato tudo minha culpa, apesar de culpa não ser de fato a melhor palavra pra situação. Elonzo havia recebido a permissão de ter outra prole, mas não demonstrava interesse algum por nenhum possível candidato... Me lembro perfeitamente, após os seus olhos se fecharem Pietra, após o termino de sua primeira noite. Elonzo e eu tivemos a nossa primeira grande discussão, os ânimos se exaltaram e ele impulsivo como sempre era, tentou me intimidar com as presas e a potência do vitae dele. Foi naquela noite que eu usei de minha violência pela primeira vez dês dos primórdios do meu abraço e o delicado e baixote nobre foi ao chão. Desse instante em diante ele mudou drasticamente, talvez por vergonha, ou ódio. Não sei, mas ele se transformou em uma verdadeira criança mimada e insuportável!

    Revelava Alfonsus, Eva beijava suavemente o corpo do gigante para afirmar:

    -É falta de sexo que faz isso sabia?! Enfim, continuem! Eu quero saber tudo! Sua vez Alfie, como foi o teu começo? Como um guerreiro virou um Toreador?

    -Bem, como deve ser bastante óbvio. Não fui abraçado em minha juventude, a verdade é que tive uma família. Meu filho mais velho chamava-se Alessio, o do meio Celio e a mais nova Paola... Minha esposa, Rosetta... Enfim, eu servia junta à casa de Anjou. Sem saber é claro que a casa era de forte influência de cainitas, foi durante um baile que eu encontrei Elonzo pela primeira vez. Ele era um jovem de destaque na região da Toscana e vinha começando a encontrar seu próprio espaço e renome no clã, conquistando alguns inimigos no processo. Assim, eu inicialmente fui seu vassalo por poucos anos. De fato eu não era um artista, tornei-me um!

    Fazendo uma breve pausa, para que vocês pudessem entender claramente a primeira parte, o homem voltava a falar. Sem demonstrar nenhuma grande tristeza ou incomodo com as memórias:

    -Minha primeira memória como cainita, além da fome é claro. Foi a imagem da face de Elonzo, assustado sem saber se havia de fato feito da forma correta! Nessa época ele era ambicioso, desejava dominar Florença para si e eu o admirava por isso. Aos poucos ele se tornou um tutor e admirador do talento que nascia em mim, meu corpo me ajudou a superar as dificuldades motoras iniciais, nos protegeu de vários inimigos e acima de tudo, era tratado como algo divino por Elonzo. Ele sequer tinha coragem de me tocar, como se eu fosse algum tipo de encarnação de Apolo, como ele costumava afirmar...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 5/7/2017, 21:37

    Rindo com o comentário de sua amada, Pietra a beijou na face exposta para logo depois morder bem de leve e carinhosamente.

    - Eu sempre fui apaixonada pela chuva, o fascínio apenas fez essa paixão se transformar em amor incondicional. Sempre fui mais criativa em dias chuvosos.

    Olhando o largo sorriso de seu gigante a cainita não escondeu o suspiro apaixonado que lhe escapava dos lábios, ouvindo as palavras cuidadosas deste a italiana usou o ombro de Eva como apoio para encarar seu amado gigante.

    “ Será que Elonzo nutria algo a mais por Alfie? Se sim posso imaginar que tenha sido esse o motivo para o começo de nosso desentendimento, mesmo assim não seria o suficiente para fazer o que ele fez.”

    Um riso escapou de Pietra diante das palavras de Eva, se até a Musa tempestuosa imaginava aquilo, talvez houvesse um fundo de verdade naquela estranha hipótese.

    Ouvindo atentamente a história de Alfonsus, a italiana sorriu com carinho ao passar a mão pelos cabelos do homem, não que Pietra não conhecesse a história de seu irmão de abraço, mas ali nomes eram dados a figuras de um passado pouco falado, isso fez o coração da italiana amar mais ainda a proteção e o carinho que aquele magnifico homem lhe dava.

    - Não posso dizer que não tentei ama-lo Alfie, infelizmente nunca tive a resposta que me incentivasse meu coração a continuar, talvez agora eu saiba o motivo, mas mesmo assim, não sinto mais do que pena dele.

    Comentava a italiana em um tom baixo, fechando os olhos para afastar qualquer pensamento ruim de seu senhor, Pietra balançou a cabeça apertando o abraço ao corpo de Alfonsus e Eva.

    - Sua vez Bela, conte-nos tudo e não esconda nada!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 5/7/2017, 22:37

    Os dedos de Alfonsus agora fazendo uma pequena brincadeira pelas costas de Pietra, desenhando ali pequenos círculos perfeitos que se encontravam como elos de uma corrente infinita. E assim a resposta dele vinha:

    -Não se preocupe com o fato de nunca tê-lo amado, não há culpa alguma nisso. Não é possível amar quem só é capaz de amar a si mesmo, o básico é saber ceder e ele nunca o soube fazer...

    Eva por outro lado, não disfarçava os olhos curiosos e fascinados pelas conexões que haviam entre o passado dos italianos que compartilhavam ali a cama com ela. Alegremente a se ajustar naquele abraço ela começava:

    -Bem eu não sou nativa de Paris, isso é o óbvio certo? Sou de uma pequena vila próxima aos alpes, Les Avenières... Minha família não tinha absolutamente nada, assim meu pai conseguiu casar minha irmã mais velha com um mercador dos arredores de Paris. Ainda consigo lembrar o quão fantástico foi chegar a Paris e roubar as framboesas fresquinhas na feira!

    Ela ria ao se lembrar de uma lembrança tão pura que jamais havia sido sequer mencionada. Ela então prosseguia depois de esticar uma mão na direção de Pietra e tocar em seus cabelos, pela expressão dela não seria uma memória alegre:

    -Bem, meus pais acabaram por falecer por doenças. Restou então minha irmã mais velha, casada com um sujeito feio de dar dó! Meu irmão gêmeo e nossa dois anos irmã mais nova... Meu irmão acabou por assumir as responsabilidades de meu pai junto à feira. Aliás, Bernard é filho da minha irmã mais nova! Nossa eu amei vê-lo nascer! De qualquer forma, eu conheci a Madame Bellegarde em um bordel... Eu dançava em troca de moedas, mas me recusava a vender meu corpo. Ela achou a atitude louvável, creio eu e me achou uma dançarina competente! Minha primeira memória como cainita é a da face de Juliette Bellegarde, minha Senhora... Ela olhou no fundo dos meus olhos e me puxou pelos cabelos, arrastando-me pelo chão e me obrigando a dançar por horas afinco. Eu estava faminta, mas sentir fome era uma rotina, portanto consegui conquistar meu primeiro cálice de sangue... Mas não houve uma só noite em minha vida como cainita em Paris que eu possa afirmar: Nossa, eu sinto falta disso! A verdade é que meu coração arde de ódio pela figura possessiva e violenta de Juliette! Ela surtava quando eu a desobedecia, foram várias surras brutais! Aquela vaca!

    Fazendo uma pausa e olhando diretamente para Alfie, ela então afirmou:

    -Mas uma italiana adentrou o cabaret! Acreditas Alfie? Uma linda e polida Toreador! Eu a amei imediatamente e a quis tirar dali, mas eu só sabia compartilhar o que eu recebia: agressividade. E assim eu me tornei sua rival! Onde ela ia, lá eu estava para torcer o nariz ou apontar falhas! Perdi a conta de quantas mentiras eu inventei na esperança de atrair a atenção dela! Bem, consegui então não me arrependo de nada! Minha senhora então tentou se impor contra mim, me obrigando a nunca mais ver Pietra! Que absurdo! Nesse dia eu perdi o controle e degolei os vassalos dela, espalhei as tripas delas pelas ruas e talvez tenha exagerado em afirmar que o demônio falava em meus ouvidos aos mortais assustados que corriam de mim!

    Alfonsus abria um divertido sorriso na face e brincava para amenizar a situação:

    -Talvez tenha exagerado? Nossa, as Filhas já não tinha uma boa fama nos primórdios e você ainda me apronta isso na francesa?!

    Evangeline ria:

    -Eu quase gozei de alegria ao ver a face da vaca, abismada com o monstro que eu era! Só fiz isso para punir aquela maluca e no fim, acabei sendo presa por ordens do Elonzo. E todo o drama começou! E eu ainda sonho em um dia retornar à Paris para conquistar o que é meu por direito!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Jess em 5/7/2017, 23:21

    O carinho em suas costas, vindo diretamente da mão delicada e calosa de Alfonsus, arrancou um ronronar longo de Pietra, a italiana simplesmente adorava aquele toque e até sua besta não o escondia o quanto amava aquilo.

    Concordando com as palavras de Alfonsus, Pietra deitou sua cabeça no peito do homem aproveitando que era a vez de Eva contar sobre sua história, procurando por uma mecha dos cabelos dourados de sua amada, a italiana começou a brincar com esta de forma suave como se fosse a ponta de um pincel a brincar pelas costas de sua amada.

    “ Como ela deve ter sido tão linda inocente! Uma pena que ela perdeu essa inocência de forma tão cruel.”

    Apertando sua musa a italiana a beijou nos cabelos com carinho e suavidade, ali em meio ao abraço entre os três cainitas e amantes Pietra sentia-se feliz, seu coração ainda clamava por Friedich mas ele sabia bem que aquela cena não seria a última, muito menos os segredos e histórias que ali compartilhavam.

    “ Humm isso explica aquela insistência toda em reclamar das minhas pinturas. Mal sabia ela que eu fazia de tudo para agrada-la!”

    - Ah Bela! Um dia toda Paris irá te aclamar, como a mais bela Sereia! Então você vai poder esfregar isso na cara daquela mulher sem coração. Mas até lá, serás a sereia mais bela do nosso jardim.

    Comentava a italiana enterrando o rosto nos cabelos dourados e amados da francesa, mordiscando de leve a nuca desta Pietra a beijou com carinho e amor.

    - Espero que ela tenha pesadelos com o que você fez! Se eu tivesse um pouco mais de estomago teria feito o mesmo em seu lugar.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Danto em 6/7/2017, 09:44

    Evangeline sorria diante à menção de Pietra sobre ser a Sereia do Jardim que as duas recentemente haviam de fato expandido, para em seguia afundar a face contra o peito de Alfonsus e soltar um lindo gemido abafado devido as caricias recebidas.

    -Mon amour! Não se preocupe, só irei a Paris se algum grande imprevisto ocorrer. Até lá você será obrigada a me aturar por todas as noites! Horrível o teu destino não?!

    Comentava a loira que levava uma mão na direção do corpo de Pietra, depositando-a na altura de sua cintura, para convidá-la à um beijo breve e amoroso enquanto subia parcialmente uma perna pelo corpo de Alfonsus.

    -Tenho que discordar de você Eva, não acredito que tenha sido eu a nascer para ser o par da Pita, bastar olhar para vocês duas!

    Eva não segurava uma breve risada após a frase de Alfonsus e brincando dizia:

    -Alfie, se a sua mão esta nas minhas costas e a outra nos cabelos de Pita. O que é isso que está a cutucar minha coxa?!

    Uma risada nervosa saia dos lábios do gigante que mergulhava em vergonha para comentar com uma voz fraca e desafinada:

    -Juro inocência! Não são coisas que podem ser simplesmente controladas!

    A francesa caia na risada junto do italiano para enfim dar inicio a outro assunto:

    -Tá bem, tá bem! É que não dá pra passar despercebido sabe? Enfim, vamos mudar de assunto! Vocês dois são bastante experientes, anciões e essas coisas todas! Me digam, se pudessem de fato mudar algo no passado cainita de vocês. O que seria? Teriam uma prole? Escolheriam outra cidade para morar? Teriam seduzido outra pessoa?! Essa eu começo, depois vai a Pita e termina contigo Alfie!

    Ela então se ajeitava, subindo mais a perna afim de esfregá-la sobre a intimidade do gigante enquanto falava:

    -Eu teria mudado apenas uma coisinha. Ao invés de vir a Berlim como fizemos, teria ido às Américas! Sempre que ouvia falar delas meu coração vibrava de emoção e ansiedade, imaginem! Um lindo festival em uma praia do Caribe? Acordar em uma noite quente e não usar nadinha! Poder usar aquelas saias coloridas e rodadas! Ter noites quentes sob a luz do luar em uma linda praia deserta!

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato IX - Até Logo, parte II

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 25/9/2018, 02:58