WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato X - Reencontros

    Compartilhe
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 13/7/2017, 10:30

    Sorrindo enquanto cuidava de Francesco, Pietra viu a besta subir na cama sentando-se bem no meio desta apreciando o simples fato de estar cheia e feliz, afinal havia pego seu velho amigo de surpresa e ganhado frutas o suficiente para satisfaze-la, embora isso não a impedisse de ainda atacar o carrinho de comida.

    Feliz por ver Francesco mais controlado, Pietra deixou que este a guiasse até a cama, mas ao ver que o homem mostrava a língua para a besta a italiana riu beijando-o na testa com carinho.

    – É bom mesmo não testarmos a paciência de Lucinde, se bem que Gabriel vai deixa-la muito feliz com a resposta para seu impasse.

    Aceitando o convite de Francesco com um aceno positivo Pietra riu diante da ideia de Alfonsus dormir todos os dias com sua mecha nas mãos, era algo carinhoso e ao mesmo tempo apaixonante.

    “Será que nunca vou parar de me surpreender com esses pequenos gestos? Por favor que isso nunca perca o encanto aos meus olhos!”

    – Comecei recentemente a usar meu cabelo de forma mais curta, ajuda na convivência dos mais jovens, então quero juntar as duas coisas, o presente de Alfie e quem sabe um corte de cabelo. Você consegue Cesco?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 13/7/2017, 11:21

    -Se eu a conheço o suficiente, espero que ela esteja agora a atirar o Gabriel para cima e em poucos instantes entrará correndo pelo quarto... Fazendo um verdadeiro estardalhaço!

    Comentava o homem de uma maneira bastante suave e despreocupada. Assim, ele pegava as duas mãos de Pietra e depositava em cada uma delas um breve e carinhoso beijo, para finalmente caminhar na direção da cadeira giratória posta atrás da bancada, pegando-a com as mãos e já se direcionando até o banheiro. Empurrando a porta que já estava entre aberta com um dos pés.

    -Vamos então preparar esse presente à Alfonsus e cortar teu cabelo! Devo admitir, estou ansioso! Sempre lembrei de ti com essas longas madeixas castanhas, será uma maravilhosa surpresa!

    Assim, o homem posicionava a cadeira em frente a um dos espelhos e pegava os cabelos da italiana com enorme carinho e cuidado, como se esses fossem verdadeiros tesouros. Tomando a liberdade de aproveitar o toque dos mesmos.

    -Curioso, eles estão bem mais vívidos do que o esperado! Fico a me questionar, será que você conseguirá parar de me surpreender?

    Brincava o homem enquanto dava inicio ao processo de fazer uma pequena trança na parte de trás dos cabelos da italiana. Para depois de alguns instantes, finalizar a ação. E buscar um pequeno estojo ligeiramente antigo e já com claros sinais de bastante uso, abrindo-o sobre a pia e revelando as ferramentas necessárias para realizar o corte.

    -Algo curto e moderno certo?

    Dizia Francesco já removendo a trança especial e separando-a junto ao estojo. Nesse momento, a porta do quarto era aberta e um furação francês adentrava o mesmo, os italianos claramente não conseguiam ver, mas ouviam os barulhos animados e a respiração ofegante protagonizados por Lucinde.

    -Ei! Nossa, não tem ninguém! Cadê? Ah sim!

    A porta do banheiro era então aberta e por ela adentrava a animadíssima loira, com a face suavemente avermelhada por ter certamente utilizado o próprio vitae para correr até o quarto de Francesco.

    -PIETRA! Você não vai acreditar! Ai, claro que vai, foi você que... ELE ACEITOU! Eu vou ter um filho ruivinho!

    Ela soltava um grito animado e arrancava risos de Francesco. Ela então corria para abraçar a italiana.

    -Que alegria!

    Imagens referenciais:
    Banheiro:
    Roupas de Lucinde:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 13/7/2017, 12:44

    Rindo diante da brincadeira de Francesco, Pietra concordou com este imaginando a cena ali descrita, afinal Lucinde era tão expansiva quanto Eva quando estava feliz, pelo menos era assim que Pietra a via.

    – Gabriel fará tão bem a ela, tenho certeza que vai. E sim a cena que você descreveu é a cara da Luh.

    Comentava Pietra de forma marota, seguindo Francesco a cainita se sentou na cadeira observando com interesse o trabalho do homem, sorrindo diante do elogio deste a seus cabelos a italiana tirou o celular do bolso revelando o tipo de corte que Enzo havia feito no dia do jantar.

    – Eu gosto deles, mas tenho o mal habito de não cuidar direito deles. Eu os cortava quando estava em Madrid, voltei a deixa-los naturais quando cheguei em Berlim, era mais agradável assim.

    Respondia a italiana enquanto Francesco trançava cuidadosamente uma das mechas para corta-la e a separava com carinho.

    “É estranho saber que eles estão mais vivos, até a onde vai as modificações causadas pela iluminação? Lameth deve estar se divertindo com essas descobertas.”

    O som da invasão do quarto fez Pietra rir, a besta corria para acompanhar a figura de Lucinde que adentrava como um furacão o banheiro, ainda rindo Pietra a tomou nos braços fazendo um leve giro com está.

    – E que menino lindo que tu tens hein Luh! Estás tão linda com esse sorriso mia amada! ]
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 13/7/2017, 20:51

    -Obrigada! Estou tão empolgada Pita!

    Francesco observava com atenção as imagens que haviam sido tiradas por Enzo na noite do Grande Baile das Rosas, todavia, diante do enorme estardalhaço provocado por Lucinde, o mesmo se distraia por alguns instantes para comentar:

    -Senhorita Moineau! Não vê que estar a interromper algo importante? Estou prestes a cortar os cabelos dessa dama!

    Lucinde que estava fortemente abraçada a Pietra, lançava um olhar de censura para o italiano, encarando-o por não mais do que dois segundos e colocando-se a rir da situação.

    -Tá bem! Está bem! Seu chato!

    Saindo do abraço da italiana, a loira andava até Francesco. Cruzando os braços e fazendo uma careta manhosa, ela resmungava em seu idioma nativo:

    -Cesco, porque você é tão cruel? Eu estou feliz, porque vocês nunca podem ficar felizes por mim? É muito injusto!

    Sendo claramente incapaz de manter a pose mais séria, o gentil vassalo depositava a tesoura sobre a pia para abraçar carinhosamente a francesa.

    -Querida, perdoe-me estava apenas a brincar contigo. Sabes que encho-me de felicidade em saber que Gabriel será teu primeiro filho. Será magnífico! E espero poder ajudá-la com tudo que puder!

    A manhosa Ventrue se aninhava nos braços de Francesco, para então comentar baixinho.

    -Posso assistir?

    Francesco respondia:

    -Claro querida! Claro!

    Beijando a testa da mulher, afim de terminar o abraço, o italiano enfim dava inicio a ação de cotar os cabelos de Pietra, só depois é claro de ajeitá-la apropriadamente na cadeira. Lucinde então aproveitava-se para encostar-se junto a pia, inclusive, sentando-se sobre a mesma.

    -Pita, estava pensando em requisitar uma permissão de compra de domínios a Nina, o que achas?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 13/7/2017, 21:24

    Diante da bagunça de Lucinde, Pietra ria feliz com a amiga, afinal está havia seguido o conselho e havia escolhido um rapaz encantador para ser seu filho, rindo com a pequena briga de Francesco Pietra se sentou na cadeira ainda sorrindo feliz.

    – Ele é tão lindo Luh, você fez uma ótima escolha!

    Comentava a italiana em francês, controlando-se para não rir diante da manha de Lucinde a Francesco, Pietra sentia a felicidade por Lucinde estar pronta para abraçar, a companhia de Gabriel faria bem a Justicar que aos poucos conquistava um lugar especial no coração da italiana.

    “Igual a Bela quando quer ser manhosa e pedir por atenção. Essas duas, vai ser difícil separar elas.”

    – Cuide bem da nossa Luh, Cesco. Ela vai ser minha modelo quando a missão de Alfonsus terminar, nós dois faremos muitas telas e esculturas usando esses belhos olhos da Luh como inspiração!

    Incentivava Pietra ao abraço dos dois, deixando que Francesco arrumasse seu cabelo para o corte a italiana teve que se segurar para não estragar o trabalho deste ao comemorar a noticia sobre os pensamentos de ter um domínio em Berlim.

    – Eu amei a ideia Luh, tenho certeza de que ela irá permitir e posso pedir a Lorenz que te indique algum lugar, ele tem bons amigos nesse meio.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 14/7/2017, 10:53

    Havia agora na face de Francesco um delicado sorriso alegre na face, afinal, as palavras de Pietra implicavam que ambos iriam esculpir juntos e isso o deixava profundamente alegre! Mas, dedicando-se a ação de cortar os cabelos da italiana, o homem continha-se para manter o foco e a perfeição que fora usada anteriormente por Enzo.

    -Perfeito! Então quando a missão estiver próxima do fim, ligarei para Lorenz e irei requisitar pelo auxílio do mesmo, estou pensando em um apartamento de dois andares em alguma cobertura na parte ocidental da cidade. Ou ainda melhor, algo mais próximo da nova residência de vocês! Veremos!

    Francesco então fazia um questionamento importante:

    -Lucinde, perdoe-me pela ausência de educação e a ousadia de questioná-la sobre algo tão fora de minha alçada, mas, és a única prole do lendário Severus, o primeiro Justicar Ventrue. A arconte escarlate e a mais eficiente Justicar dês de Michaelis! Tua dignitas é enorme, talvez até grande demais para permanecer invisível não achas? Pretendes ocupar algum cargo em Berlim?!

    Lucinde observava com atenção a figura de Francesco. Removendo toda a postura eufórica de uma linda loira a celebrar algo importante, para uma expressão muito mais tradicional e exatamente igual a qual Pietra havia visto durante o conclave de noites atrás. Saindo do contato com a parede que usava de apoio, Lucinde parecia uma gigante Ventrue! Eram como se habitassem duas criaturas distintas dentro daquele pequeno corpo.

    -Francesco. A única ousadia que cometestes querido, é utilizar-se de tamanhas formalidade para direcionar a questão à mim, entendas meu caríssimo. Considero-lhe um verdadeiro amigo, és mais digno do que a grande maioria dos cainitas que já tive o desprazer de conhecer. Entendo o uso de suas palavras e elas me fazem admirá-lo ainda mais, todavia, ficaria imensamente alegre em vê-lo a vontade de falar acerca de minhas dignitas.

    Ela se pronunciava enquanto andava na direção dos italiano, colocando uma mão no ombro de Pietra e outra buscando pelas costas de Francesco. Era realmente a primeira vez que a face Ventrue de Lucinde era exposta à Pietra e a presença desta rivalizava com a Wilhelm!

    -Perdoe-me querida...

    Lucinde interrompia a fala de Francesco apenas com um olhar direto.

    -Não. Francesco, solte a tesoura e olhe para mim.

    A voz imperativa da francesa atravessava o banheiro com força, ela não precisava de nada além de uma imposição mais forte para comandar. Não havia nenhuma disciplina ali, mas até Pietra sentiu uma leve vontade de obedecê-la! Virando-se então para olhar diretamente Lucinde, Francesco permanecia em silêncio.

    -Nós iremos passar, pela primeira vez em muitos anos, um longo período de distância. Quero que saiba e nunca se esqueça, eu o amo profundamente meu querido. Não há necessidade de desculpar-se, tão pouco de formalidades, não enquanto estivermos em nosso ambiente familiar e seguro. Pietra é a amada de nosso Alfonsus e minha amiga, por tanto...

    Mudando outra vez drasticamente de postura, entregando-se a face mais divertida e informal, a francesa segurava a face de Francesco, ficando na ponta dos pés e beijando os lábios do homem de maneira breve e carinhosa.

    -Deixa de bobeira!

    Francesco ficava inteiramente avermelhado com a situação e concordava positivamente.

    -Certo, certo... você é uma moça complexa, cruzes! Tá bem, mas cadê minha resposta?

    Lucinde ria baixinho da reação do italiano e enfim, respondia enquanto retornava ao local de origem.

    -Será minha residência de férias. Estou a serviço por muito, muito tempo. A torre pode sobreviver sem mim, preciso cuidar de mim, do meu filho e quero poder simplesmente ter noites gostosas, tranquilas e divertidas!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 14/7/2017, 16:22

    Sorrindo satisfeita diante de Francesco e sua felicidade de trabalhar juntos, Pietra se mantinha calma e parada afim que o grande amigo pudesse trabalhar em paz. Mesmo assim a cainita não pode deixar de se surpreender ao sentir a verdadeira presença de Lucinde.

    A força que a pequena francesa implicava sem ao menos nescessitar do uso de disciplinas, obedecendo os instintos básicos de olhar para Lucinde, Pietra viu a pequena conversa entre a francesa e seu vassalo com curiosidade.

    “Sim aí está o motivo que me fez demorar a reconhece-la no taxi, Lucinde por si só é uma gigante em vários sentidos, mas ela se esconde assim como Narses. Deve ser mais fácil ter contato com outros fazendo-o, seria uma existência solitária.”

    Rindo diante do beijo de Lucinde nos lábios de Francesco, Pietra se levantou para abraçar a pequena francesa que voltava a esconder a enorme força que tinha.

    – Então eu espero que suas férias sejam bem longas, e que Berlim possa lhe render bons momentos mia amata. Porque eu sei que irei me esforçar para fazer que isso aconteça, e sei que Eva vai amar ter sua adorada irmã francesa do lado em seus mirabolantes planos.

    Beijando a testa de Lucinde com carinho Pietra a apertou em seus braços para dar uma leve mordida no nariz desta recuando o rosto logo depois afim de escapar de qualquer represália.

    “ Francesco perguntou usando as nuancias da situação de Lucinde, ele não quis descartar a amizade apenas o buscou fazer da maneira mais educada. Não esperaria menos dele, mas nossa pequena Patricia não deve ter percebido isso.”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 14/7/2017, 17:34

    A reação de Lucinde diante das ações de Pietra eram divertidas, afinal, a francesa mostrava a língua para a italiana depois de ameaçar morde-la. Rindo baixinho em seguida ela cruzava os braços e caminhava novamente até a pia, agora, sentando-se sobre a mesma.

    -Irmã... é um termo inesperado e gostoso de se ouvir. Sinto que a cada instante eu fico mais a vontade com Evangeline, é de fato, como se nós duas fôssemos irmãs. Severus teria abraçado ela sem pestanejar! Tenho certeza disso! Ela tem o que meu Senhor sempre venerou: Determinação.

    Enquanto ela falava, Francesco gentilmente guiava Pietra novamente para a cadeira afim de finalizar o corte. Lucinde então ficava finalmente em silêncio, apenas observando a delicada e precisa ação do vassalo com os cabelos de Pietra.

    -Pronto!

    Afirmava Francesco, em seguida Lucinde saia de cima da pia e convidava os italianos.

    -Queridos, eu liberei Gabriel de seus serviços por hoje. Afinal, ele será meu filho em breve, por tanto, precisarei de ajuda para escolher algo nessa minha despedida de Berlim. Vocês me ajudam? Eu queria ir embora deixando uma boa memória para vocês e sinto que... Não tive muita chance de, sabe, conviver.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 14/7/2017, 18:02

    Beijando novamente a testa de Lucinde, Pietra deixou-se guiar por Francesco até a cadeira para terminar o corte, sorrindo feliz com isso a italiana respirou profundamente ao ser cuidado por este, as palavras de Lucinde porem fizeram o coração da italiana ficar exultante.

    – Tenha certeza de que Eva já a considera como uma irmã, ela a respeita e tem medo na medida certa, além do mais vocês duas já andaram aprontando juntas e Bela não é do tipo que divide seus planos com aqueles que ela não gosta.

    Comentava a cainita com um sorriso simples mas carinhoso nos lábios, seus olhos castanhos procuraram os olhos azulados de Lucinde demonstrando claramente que aquele não era um elogio e sim uma verdade ali compartilhada.

    “Severus a teria abraçado! Eva ficaria exultante com isso. Ela não tem confiança em sua própria força, no dia que conquistar isso será um motivo a mais para teme-la. Eva será uma excelente Templária, ela tem o que precisa para isso, ela ainda está crescendo e será maravilhoso ve-la mais confiante de si mesma.”

    No fim do corte, Pietra não conseguiu esconder a felicidade ao balançar a cabeça deixando seus cabelos se assentarem de forma natural, ouvindo o pedido de Lucinde a cainita andou até está tomando-as pelas mãos ao responde-la.

    – Seu pedido é uma ordem mia amata! Escolheremos juntas a melhor roupa para sua despedida, mas lembre-se bem isso é um até logo! Quando voltares irei escravizar você e Eva em minhas telas! Ai de você se não aparecer mochinha!

    Comentava a italiana em um brincadeira que deixava claro que não havia mais como fugir daquele compromisso.

    – Tenho ideias lindas de telas e preciso desses olhos mia musa!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 14/7/2017, 19:19

    Lucinde chegou a abrir levemente os lábios para responder a fala de Pietra, mas ouvir "mia musa" parecia pegá-la de surpresa! Instintivamente as mãos dela tomavam as da italiana com firmeza, o corpo dela ficava levemente fora de equilíbrio e a face inteira parecia desmoronar! Os lábios trêmulos e os lindos olhos azuis bem abertos, sendo suavemente tingidos pelo rubro do vitae da linda mulher. Uma respiração ofegante feita pela boca tentava manter um choro emocionado, assim ela balanceava.

    -Eu sou sua musa...

    Imediatamente, a loira se atirava contra o corpo de Pietra. Subindo no mesmo para trançar as pernas pela cintura da italiana e segurar a face dessa com as mãos, para ali enche-la de beijos e carinhos.

    -Eu sou sua musa, sua! Ouviu Cesco? Sou a musa da Pita! Você ouviu! Vem cá bobo!

    Ela esticava uma mão, convidando Francesco para o abraço. O homem sorridente atendia ao pedido e se aproximava para abraçar as duas moças, ficando de frente para Pietra e deixando a pequena e emocionada francesa no meio.

    -Estou tão feliz! Acho que vou desmaiar!

    Francesco ria e comentava:

    -Claro que não vai, mas eu posso imaginar como deve ser ouvir dos lábios da maior escultura de Florença que és a nova musa dela, sua emoção é totalmente válida minha cara.

    Lucinde ria adorando as palavras de Francesco e apertava com mais intensidade ainda o corpo de Pietra, deixando claro que teria que não queria terminar nunca aquele abraço.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 14/7/2017, 19:59

    A reação de Lucinde surpreendeu Pietra, a cainita não conteve o riso feliz ao ser abraçada e beijada pela francesa daquela forma, até mesmo a besta que estava comportada se apoiou em Francesco rindo da cena.

    – Sua bobinha, é claro que você é minha musa! Com esses olhos magníficos como não seria?

    Perguntava Pietra ao corresponder a cada carinho vindo de Lucinde, dando uma pequena volta com está no colo a italiana sorria feliz quando Francesco a elogiou para vir se juntar ao abraço, a besta pulou nas costas do homem enterrando seu rosto no pescoço deste com carinho.

    “Nunca a vi tão feliz assim! Será lindo tentar capturar toda essa essência nas telas e esculturas, ainda mais quando ela posar com Eva ou uma das meninas. Quero que ela se sinta única durante todo o processo.”

    Beijando a testa de Lucinde com carinho Pietra segurou o corpo da francesa como seguraria uma criança, com seus olhos está pediu que Francesco as guiasse até o quarto de Lucinde, era claro que a italiana a carregaria sem problemas nenhum naquele abraço carinhoso.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 15/7/2017, 12:44

    Quarto de Lucinde:

    A loira não conseguia dizer mais nenhuma única palavra, essa apenas firmava o abraço em torno do corpo de Pietra e aproveitava o carinho recebido. Francesco observava as duas por mais alguns instantes e gentilmente concordava com o sinal indicado pela italiana para guiar o caminho.

    A movimentação terminava após a saída do elevador no sexto andar. Para enfim os três adentrarem o quarto de Lucinde, que estava perfeitamente arrumado. As malas abertas sobre a cama e ainda incompletas, além dos livros sobre os travesseiros da cama.

    -Você é a melhor coisa que aconteceu na minha vida em anos!

    Murmurava Lucinde junto ao ouvido de Pietra enquanto Francesco voltava para fechar a porta.

    -Suas malas ainda não estão prontas?! Francamente...

    Comentava o homem em um tom descontraído. Lucinde protestava:

    -Quando Gabriel entrou eu tava arrumando né! Quando notei onde estava, já tava abraçando a Pita!

    Suavemente a pequena mulher indicava que iria descer do colo, mas que iria precisar de ajuda da italiana para que isso fosse possível.

    -Quero uma roupa moderninha! Me ajudem, sou péssima nisso!

    Francesco comentava aproximando-se das malas e olhando-as.

    -Você quer ficar confortável ou quer algo lindo?

    Lucinde respondia:

    -Confortável e fofo.

    objetos em cena:
    Malas:
    1ª:
    2ª:
    Livros:
    1ª:
    "O Prostrado Olhar" por Sebastian Soyer.
    2ª:
    Diário de Lucinde
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 15/7/2017, 14:27

    Caminhando sem pressa enquanto Francesco a guiava, Pietra sorria com carinho ao carregar Lucinde em seus braços, o aperto suave daquele abraço e o significado deste a deixavam feliz.

    “Assim ela parece uma menina, mas eu sei bem que tipo de gigante se esconde por baixo dessa loira.

    As palavras sussurradas por Lucinde fizeram apenas que Pietra a apertasse com mais carinho e força em seu abraço, beijando-a na face com delicadeza a italiana sussurrou em seu frances uma resposta curta mas verdadeira.

    – Voce é a melhor coisa que aconteceu na vida de Alfie! Obrigada por cuidar dele mia amata.

    Soltando Lucinde em cima da cama quando está pediu, Pietra riu baixo diante da implicância de Francesco com a francesa.

    – Fofo e moderno, uma escolha interessante!

    Andando até a mala ainda por fazer a italiana sorriu ao começar a escolher a roupa de Lucinde, seus olhos recaíram sobre o livro que Soyer havia escrito e com um sorriso suave e carinhoso.

    “Será que ele me presenteia com os livros dele?”

    Perguntava-se Pietra antes de apresentar as dois modelos que havia preparado para Lucinde.

    – Espero que algum deles te agrade, porque você ficaria linda nos dois mia musa.

    Sugestões:
    1º Modelo:

    2º Modelo:
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 15/7/2017, 15:41

    Francesco prontamente se dispunha à auxiliar Pietra na escolha das roupas, todavia, quando os dois conjuntos eram apresentados, o italiano colocava-se prontamente a organizar as malas e retirar as últimas roupas dos armários. O interessante era notar a constante presença de roupas mais masculinas e raríssimas saias ou vestidos.

    Lucinde sorria ao ver as roupas escolhidas e prontamente colocava-se de pé, pegando o casaco azul do segundo modelo e passando a mão cuidadosamente por ele. Assim, sem pensar duas vezes ela tirava o pijama, abaixando primeiro o pequeno short e depois a camisa, ficando apenas com a pesa intima inferior. Não havia vergonha nenhuma na ação dela, tão pouco malícias ou segundas intenções, até a reação de Francesco era de extrema naturalidade.

    -Adorei esse casaco! Vou usar! Obrigada Pita! Cesco, não esqueça das joias querido!

    Dizia a francesa já iniciando a ação de vestir-se. Enquanto isso, Francesco abaixava-se para retirar um pequeno baú debaixo da cama e comente em meio a ação:

    -Você dará a Gabriel o anel de Severus?

    Lucinde concordava com a cabeça de maneira positiva. A linda francesa estava já com a calça jeans vestida quando caminhou até o pequeno baú, esperando que Francesco o abrisse, para remover de lá um anel. Para enfim mostrá-lo a Pietra.

    -Esse foi o anel que Severus me deu quando me abraçou, é uma tradição sabe? Nos tempos mais antigos, toda prole Ventrue herdava um tesouro. Esse anel é do Senhor de Severus. Medon..

    Anel de Severus:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 15/7/2017, 17:23

    Sentando-se na cama para ver Lucinde escolher o conjunto que mais lhe agradasse, a cainita tomou a liberdade de pegar o livro de Soyer e folheá-lo com cuidado nas mãos, sorrindo com carinho ao ver francesa escolher a roupa que mais lhe agradava.

    “Mesmo que ela não sinta frio, é bom disfarçar esse detalhe, afinal os mortais perceberiam alguém andando sem um casaco em noites frias.”

    Cuidadosamente Pietra notou que havia poucas peças que não eram calças ou roupas mais femininas, isso não pareceu surpreender a cainita em nada, ainda mais pelo belo conjunto que Lucinde havia usado para ir ao baile de Elsa. A conversa sobre joias porem chamou a atenção de Pietra.

    Diante do anel apresentado a italiana puxou delicadamente a mão de Lucinde para estuda-lo com cuidado e como um verdadeiro tesouro que era.

    – É um anel muito bonito e um tesouro inestimável. Acredito fielmente que Gabriel o guardará com cuidado, vi bem o carinho que ele tem por ti mia amata.

    Comentava a italiana enquanto fechava os dedos de Lucinde por cima do anel com delicadeza, depositando ali um beijo suave mas carinhoso.

    – Durante o abraço de Lorenz eu fiz um quadro, é meu presente para ele, infelizmente não pude fazer o mesmo com Lotte já que ela foi abraçada no poço junto de outros neófitos. Mas eu tenho um presente para ela também. Só estou esperando que eles fiquem mais fortes aos fascínios antes de presenteá-los adequadamente.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 15/7/2017, 19:18

    Lucinde sorria delicadamente com as ações carinhosas de Pietra, concordando silenciosamente ela fechava com ternura a mão que segurava o tesouro que seria entregue a Gabriel, para então dizer:

    -Seus filhos são criaturas de sorte, eles terão tanto amor em torno deles que cresceram fortes e protegidos como poucos de nós foram...

    Com calma então ela colocava-se a terminar de vestir a roupa escolhida. Enquanto isso o italiano seguia a finalização da organização da pequena bagunça que eram as malas de Lucinde, Pietra tinha o prazer de folhear pela primeira vez uma das obras finalizadas de seu irmão mais novo. O talento dele com as palavras, poemas e versos era único, todavia, era no prefácio do livro que havia um pequeno tesouro escondido que apenas a italiana e seus olhos castanhos poderiam desvendar.

    Prefácio:
    "Percebo agora que não posso esquecer vosso nome assim como não posso esquecer a comida com a qual vivo — não! antes eu poderia esquecer a comida com que vivo, que infelizmente alimenta apenas o corpo, mas não vosso nome, que nutre minha alma e meu corpo, enchendo ambos de tamanho deleite que me torno imune à tristeza e ao medo da morte, isso enquanto vossa memória dura em mim."

    Francesco prontamente notava que os olhos de Pietra estavam dedicados a uma rápida leitura e gentilmente já se aproximava da mesma para oferecer um gentil toque em seu obro.

    -Todos os livros de Sebastian são sobre ti... São nove livros um sobre cada sentimento específico.

    Lucinde também se atentava ao assunto e completava.

    -Estou pronta... E bem, Soyer é um dos mais famosos escritores da Torre, vários cainitas já foram instruídos a partir das obras dele.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 15/7/2017, 20:14

    Feliz com as palavras de Lucinde, Pietra sorriu com carinho para a francesa enquanto está voltava a se vestir, a forma natural de fazer tal tarefa fez a cainita observa-la por alguns instantes antes de se entreter com o livro de Soyer.

    “Espero que todo meu amor não os sufoque. Quero que eles cresçam e sejam fortes, porque sei que me orgulharão. ”

    Entretida com as paginas do livro, Pietra não viu Francesco terminar de arrumar as roupas de Lucinde, não viu a francesa terminar de se vestir, seus olhos castanhos mergulharam nas palavras ali escritas com saudades, nesse mergulho o tesouro inesperado do prefacio a fez suspirar.

    “ Ah Yer! Como eu sinto sua falta meu irmão!”

    Sentindo o toque gentil de Francesco e a atenção de Lucinde, Pietra sorriu com carinho segurando o choro que ameaçava a escapar de seus olhos.

    – Ele sempre teve o coração mais belo de nós, fico feliz que ele possa ter espalhado essa beleza em seus livros, esse é o legado de mio amato bambino, um legado dos mais belos possíveis!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 15/7/2017, 20:28

    As palavras de Pietra eram ouvidas com enorme carinho por todos ali presentes, todavia, Francesco atentava-se com mais cuidados, sentando-se ao lado da italiana, o antigo amigo desta passava suavemente a mão esquerda nos curtos cabelos que ele mesmo havia cortado minutos atrás.

    -É um legado deveras maravilhoso, inspirado por ti e pelo eterno amor que ele sentiu pela esposa. Mas não se preocupe querida, estamos à falar de Sebastian e ele é um apaixonado irremediável, vocês estarão juntos em pouco tempo. Digo isso por conhecê-lo perfeitamente e saber que o amor dele por ti é único e puro.

    Lucinde completava:

    -Foram as obras dele que me fizeram resistir até hoje, acho que consigo citá-las inteiras! Não tive muitas oportunidades de conhecer Sebastian, mas o admiro profundamente.

    O som do elevador então se fazia presente e a loira cruzava os braços, esboçando um pequeno sorriso na face. Para então falar enquanto as vozes de Alfonsus e Eva ressoavam pelos corredores do sexto andar.

    -O casal chegou, é... acho que é chegada a hora dos até logo né?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 15/7/2017, 20:58

    O carinho recebidos de Francesco e Lucinde fez Pietra sorrir para ambos, balançando a cabeça para afastar qualquer lagrima a italiana fechou o livro de Sebastian dando um leve beijo na capa para só então entrega-lo a sua dona.

    " O natal não está tão longe, posso aguentar essa saudades por mais algum tempo. Sei que posso."

    Rindo diante das palavras de Francesco, Pietra concordou com um breve aceno, afinal ela conhecia bem o adorado irmão que tinha, sabia bem que na primeira oportunidade estariam abraçados chorando um no braço do outro sobre aquele reencontro à muito esperado.  

    – Tens razão Cesco, aquele ragazzo nunca parou de se apaixonar, as vezes eu tenho quase certeza de que ele ama o simples ato de viver. É um bobo apaixonado e eu o amo por isso. Tenho certeza de que isso mudará com a sua estadia em Berlim Luh, quero ter Sebastian por perto sempre que possível.

    O som do elevador e as vozes de Alfonsus e Eva eram o sinal claro que a despedida se aproximava, acenando para concordar com Lucinde, Pietra tomou uma das mãos da francesa com carinho.

    – Por pouco tempo mia amata, por pouco tempo. Então até lá se mantenha firme sim?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 15/7/2017, 22:25

    Segurando com firmeza a mão de Pietra, a pequena francesa procurava pelos olhos da italiana para afirmar com convicção:

    -Esse será meu ultimo suspiro de imponência junto à Torre de Marfim, sairei do meu posto da mesma forma que o adentrei, com honra.

    Assim, a mulher beijava a mão de Pietra instantes antes da entrada de Alfonsus e Evangeline no quarto. Eva trazia consigo as duas camisas que haviam sido usadas por ela e por Pietra como pijama no final da noite, já Alfie demonstrava uma calma reconfortante. E após uma breve troca de saudações entre todos, foi o gigante italiano que anunciou:

    -É chegada a hora. Nosso avião partirá em torno de duas horas... Por isso eu gostaria de deixar claro que eu sinceramente nunca esperei encontrar um lugar tão lindo e tão perfeito quanto essa cidade, já passei por várias! Mas é nesta que os meus amores vivem e é para cá que iremos voltar, certo Luh?

    A patrício concordava positivamente:

    -Por tanto mocinhas, cuidem-se! Nada de cometer exageros! Pita, lembre-se de olhar nos olhos dos seus filhos, não os deixem mimados demais! Um pouquinho faz bem! E Eva, minha irmã...

    Evangeline imediatamente levava as mãos na face para conter o choro que ameaçava estourar a qualquer momento, Lucinde rapidamente agia e tomava a sereia em um abraço longo e apertadíssimo. Enquanto isso ocorria, Francesco suavemente abria uma das mãos de Pietra para depositar ali a mecha trançada. E murmurar:

    -Entregue a ele Pita...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 15/7/2017, 23:10

    As palavras de Lucinde fizeram com que a italiana sorrisse diante da grandiosa Ventrue que está era, apertando de leve a mão da francesa Pietra deixou bem claro que havia entendido o recado.

    – Estarei te esperando mia amata, não se esqueça sim!

    A entrada de Alfonsus e Eva, arrancou um riso suave de Pietra, ver as duas camisas de seu amado nos braços de Evangeline a fez suspirar, mas a forma que sua musa e amada reagiu as palavras de Lucinde trouxe consigo uma cena linda de irmandade e carinho entre as duas francesas.

    “Minhas duas musas loiras! Como vocês duas serão felizes a aprontar juntas, logo isso será realidade. Logo eles retornarão, seguros aos nossos braços e corações!”

    Arrancada de seus pensamentos por Francesco, Pietra recebeu a mecha cuidadosamente trançada, o pequeno presente que havia sido preparado para seu mais antigo amor, sorrindo com isso a italiana se aproximou de Alfonsus para abraça-lo com carinho.

    – É bom que você volte mesmo, tens agora um pedaço de meu coração, um pedaço que só posso ter de volta se você estiver ao meu lado.

    Tomando a mãos de Alfonsus, Pietra depositou ali a mecha de seu cabelo fechando os dedos de seu amado sobre o pequeno presente.

    – Isso é a recompensa por nos deixar roubar suas camisas, não é muito, mas é para lembra-lo de que Berlim é minha casa e que nela eu te espero Alfie.”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Danto em 16/7/2017, 12:33

    O abraço compartilhado por Pietra e Alfonsus foi breve, mas o sentimento era forte o suficiente para que a sensação fosse prorrogada por alguns instantes após o final do mesmo. Sorridente, o italiano recebia o presente de Pietra com a mão direita, fechando a mão e sentindo o tato daquela trança, o gigante fechava os olhos para deixar uma lágrima escorrer pelo canto do olho esquerdo.

    -Pietra... é muito mais mais do que eu sonhei em um dia ter. Um tesouro que carregarei junto de mim todas as noites!

    Abrindo os olhos para olhar diretamente para Pietra, o gigante esticava a mão esquerda para tocar a face de Pietra e simplesmente, perder a forças para um choro aliviado. Era fácil notar o quão alegre ele estava em poder chorar daquela forma! Aliviado por enfim ter alcançado o grande amor de sua vida e esse estar a retribuir o sentimento com a mesma intensidade!

    Com todos profundamente emocionados pelo choro de Alfonsus, um natural abraço entre os cainitas era feito. O gigante era envolvido pelas irmãs francesas e pela italiana, e ali todos tomavam seus tempos para controlar suas emoções.

    -Queridas é a hora... só tenho um último pedido. Cuidem de Freddy sim? Eu sei que ele sentiu por não estar aqui em minha despedida, por tanto, peço para que vocês o obrigue a estar presente em nosso retorno! Enfim, até logo!

    Lucinde dizia em um tom mais baixo de voz, ligeiramente choroso e em francês:

    -Eu vou deixar para vocês, o meu diário... Lá vocês vão entender melhor as coisas e bem, até loguinho tá!?

    Alfonsus finalizava:

    -Francesco irá com vocês de volta ao Malefice, já há um carro disponível para isso logo na recepção, fiquem bem! E preparem-se para nosso retorno, ele será maravilhoso!

    [Ultima ação para o final do ato]
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Jess em 16/7/2017, 13:34

    O toque de sua mecha sobre a mão de Alfonsus, fez Pietra sorrir com carinho as reações de seu amado gigante, as palavras amorosas e as lagrimas que escorriam dos olhos do homem lembravam a cainita o porquê de ama-lo.

    “ É por pouco tempo agora Rita. Logo ele estará de volta e seguro. Trará sua filha e neta e todos serão amados. Logo.”

    Abraçando Alfonsus a italiana não se importou com as lagrimas que escorriam suavemente pelo canto de seus olhos, era seu coração que chorava com a despedida mesmo que está fosse curta. Os braços de Eva e Lucinde se juntaram naquele longo abraço de despedida, arrancando um leve suspiro de Pietra.

    Ao se soltarem a cainita enxugou suas lagrimas, tomando a face de Alfonsus a italiana limpou os olhos deste para depositar um breve beijo em seus lábios.

    – Ficaremos bem mio amore. Cuide de Lucinde, porque ela vai cuidar de você. Prometo que quando retornarem Freddy estará conosco!

    Dando espaço para que Eva se despedisse de Alfonsus, Pietra abraçou com força a pequena e loira francesa.

    – Cuide dele mia musa, sei que ele cuidará de você. Nunca se esqueça que aqui em Berlim te esperam amigos, e nossos braços sempre estarão abertos para você mia amata. Lerei seu diário com carinho, obrigada por tudo Luh.

    Segurando o choro, Pietra se colocou ao lado de Francesco, o sorriso de seus lábios era carinhoso e cheio de esperanças, afinal havia um reencontro para acontecer e Pietra o esperaria com ansiedade.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato X - Reencontros

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 18/6/2018, 23:40