WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato XX - As Rosas de Pietra

    Compartilhe
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 8/11/2017, 17:18

    As palavras de Lorenz acompanhadas das manchas em sua face me deixavam imensamente feliz, eu amava meus filhos com toda a força que meu coração pudesse ter, eram meus herdeiros, meus filhos e amores.

    Trabalhar ao lado de Lorenz e Lotte, ensina-los e moldar o mármore transcorria com naturalidade e calma, ali o tempo se fazia mágico para ambos, ele transcorria de maneira lenta mas continua, marcando com profundidade nossa primeira aula, a primeira de muitas acompanhadas de amor e carinho.

    " Senti falta do mármore, mas agora sei que posso retomar a ele quando quiser. Ainda mais quando meus filhos me acompanham.

    O som do violoncelo me fez suspirar, as lembranças da Toscana de um tempo em que não havia nada além do simples ato de criar, a pequena por sua vez sorria feliz ao apontar para a origem do som, sorrindo eu me apoiava no mármore.

    A imagem de Alfonsus lecionando suas duas rosas e acompanhado de minha amada musa era um encanto, assim como as palavras de Lorenz.

    - Não subestime seu coração meu querido, ele sempre nos surpreende.

    Batendo minhas mãos para tirar o excesso de pó eu escutava a pequena sugestão de Lotte com um sorriso no rosto, a ideia era magnifica, ainda mais porque a forma em que estávamos vestidos o animaria muito.

    - Acho que precisamos mesmo fazê-la caso contrário essa noite não seria perfeita! Mas temos que tomar cuidado com os instrumentos e vocês tem que chama-lo de pai!

    Eu comentava ao pular no mesmo lugar e soltar meus cabelos apenas para deixá-los soltos.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 9/11/2017, 01:14

    Thesa ouvia o plano de vocês e se colocava de pé para logo fazer uma sugestão:

    -Se passarmos por dentro da casa será fácil deles nos notarem, melhor descer pela escadaria da sacada e contornar para termos acesso pela varanda do piso superior.

    Enquanto Thesa falava e se aproximava, Lotte corria para abraçar Lorenz e apertar-lhe as bochechas, fazendo o rapaz fazer uma breve careta.

    -Perfeito! Nossa mal posso esperar, você vai chamar ele de pai também né irmãozinho?

    Renz segurava a irma com firmeza e partia para morder os dois lados da face da mesma, ali a moça de cabelos negros soltava o famoso e adorável barulho pelos lábios e ele enfim comentava:

    -Certo, não há porque não o fazer não é mesmo? Vamos lá!

    O rapaz então segurava a mão de Lotte e estendia a outra na sua direção, em um convite formal, enquanto isso Thesa se dava ao breve trabalho de juntar porções de pó que estavam no chão em pequenas flanelas e distribuir uma para cada, mas ficando com duas, afinal Lorenz não teria mãos disponíveis.

    -Vamos correr até lá!?

    Convidava seu filho com um tom bem alegre na voz. A pequena prontamente se levanta e saia correndo na frente, dando saltinhos e fazendo pequenos gritinhos animados.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 9/11/2017, 09:00

    Ver a clara participação de Thesa e as brincadeiras entre Lorenz e Lotte me fez rir feliz, era um riso leve e puro, meus filhos se amavam e respeitavam um ao outro, e claro o pequeno barulho magnifico de Lotte.

    A cena entre meus filhos arrancavam suspiros de meu coração, ainda mais quando Lorenz me estendia a mão em um convite para correr, tomando a mão de Lorenz para sorrir com carinho.

    – Sim, mas temos que fazer silencio, a pequena vai nos entregar se não formos rápidos!

    Respondia ao ver o tamanho da animação de minha pequena, ela já não se cabia em si de tanta felicidade e vontade de aprontar, gesticulando eu pedia silencio a pequena para só então puxar Lorenz e Lotte pelas mãos e começar a correr, soltando as mangas de meu vestido no processo.

    “Será uma surpresa e tanto para meus dois amores! Deus quero tanto apertar Fiore e Nora!”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 9/11/2017, 15:35

    Local: Berlim, Köpenick Castle.
    Data: 07 de junho de 1996: As Novas Rosas do Jardim.

    Segurando com firmeza as mãos de seus filhos, você se posicionava no meio dos dois e assim enfim a brincadeira começava, era simplesmente maravilhoso poder correr por cima da grama verde em meio aquela noite quente de Berlim, afinal, ali era de fato a sua casa e as pessoas que seguravam suas mãos eram seus queridos filhos, as primeiras rosas a nascerem em teu jardim. Os risos entre vocês eram simplesmente naturais e contagiantes, a cena se amplificava em uma onda potente de alegria com a presença da besta que inquieta corria para todas as direções, saltando em pequenos rodopios e fazendo pausas para rugir para simplesmente anunciar que estava ali. Thesa os seguia de bem perto, até Lorenz esticar a mão e puxar a jovem para também correr ao lado de vocês. Um momento mágico que aquecia os corações de todos e parecia infinito, a imagem da face felizes de seus filhos se solidificava em sua memória como uma das forças mais potentes que já havia sentido.

    Enfim a correria alcançava as escadas de acesso a varanda do terceiro andar, subindo por elas, atravessando uma pequena sacada que pertencia ao quarto de Luana, Thesa fazia uma pequena pausa para distribuir os pequeninos sacos improvisados de flanelas laranjas, a besta então se prontificava a ir na frente. Levando o indicador na frente dos lábios, ela pedia silêncio e começava uma caminhada na pontinha dos pés.

    Assim que vocês alcançavam o ambiente, era possível ver a figura de Alfonsus de costas para o acesso por onde vocês entravam. As duas filhas dele estavam agora concentradas em um pequeno ensaio com os enormes instrumentos, já Evangeline estava literalmente cochilando na namoradeira. Ali no ambiente haviam cinco poltronas e duas namoradeiras, além de uma confortável tapeçaria que permitia as moças ficarem descalças sem se preocuparem com o frio que poderia vir do assoalho. A besta então indicava a contagem regressiva com os dedos da mão esquerda para correr no 3 e atirar o pó contra as costas de Alfonsus, fazendo o homem virar confuso e olhar a cena que ocorreria ali.

    Npcs em cena:
    Alfonsus:

    Roupas:
    Evangeline:

    Roupas:
    Fiore:

    Roupas:
    Nora:

    Roupas:
    Objetos:
    Poltronas:
    Namoradeira:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 9/11/2017, 16:15

    Correr no meio de meus filhos fazia com que todo meu corpo estremecesse cada músculo, o cheiro da grama invadia meus pulmões com força tornando-se um perfume de alegria, alegria essa que a pequena extravasava sem nenhum medo de chamar atenção, coisa que ela adorava por sinal.

    A felicidade se tornou completa quando Lorenz ofereceu a mão a Theresa, ali meu coração soube que um dia ela seria nossa neta, um dia minha amada Thesa se tornaria filha de Lorenz, uma rosa tão branca quanto o pai, rindo eu lutei contra as lagrimas, afinal ainda tínhamos um objetivo.

    “Se isso for verdade meu coração irá explodir de tanta felicidade!”

    Já subindo as escadas nos preparávamos, diminuindo o barulho a corrida se dava com o máximo silencio possível, um pedido feito pela própria pequena que encabeçava o caminho usado. A cena que se seguia era simplesmente linda e sempre estaria marcada em minha memória, afinal a cara de surpresa de Alfonsus era a mais bela de todas.

    Vendo meu gigante coberto de poeira eu me esforçava para não rir, tentando parecer o mais inocente possível eu sorria ao comentar enquanto brincava com a flanela em minhas mãos.

    – Ah Alfie! Você está aqui? Eu nem percebi onde estava jogando o pó do mármore!

    Olhando para meus filhos eu os encorajava a continuar com a brincadeira, ainda sorrindo eu me virava para Eva apenas para mandar um beijo suave.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 9/11/2017, 18:51

    -PAI!

    Gritava Lotte que literalmente arremessava o pequeno saquinho de pano contra o tórax de Alfonsus. O mesmo já estava com as costas totalmente sujas quando recebia o ataque de Lotte, já Lorenz simplesmente não conseguia arremessar a dele, o rapaz só se via obrigado a rir e dizer:

    -Surpresa Pai!

    Eva se levantava em um pulo só, ágil e acrobático que a deixava de pé ao lado do sofá. A mulher de cabelos dourados olhava na sua direção e sorria, relaxando a postura, para em sequência deleitar-se em uma gargalhada maravilhosa em ver a expressão de total espanto e surpresa de Alfonsus.

    -Deus! O cabelo do pai está totalmente branco olha isso Fiore!

    Comentava Nora que parava de tocar o instrumento e chamava a atenção da irmã, a mulher que carregava o nome Giovanni então parava de ensaiar e cobria a boca com as mãos, rindo baixinho para dizer:

    -Coitado!

    Apesar de todas as lindas reações, Alfonsus não parecia simplesmente ser capaz de reagir. Os olhos dele tremiam diante da sua imagem, era como se o mundo inteiro tivesse simplesmente sido petrificado aos olhos do gigante. Uma única lágrima de sangue escorria por seu olho esquerdo e o mesmo era dragado por um fascínio profundamente poderoso, perdendo o equilíbrio o forte homem era segurado pelas mãos de Evangeline que logo fazia um sinal chamando as filhas dele para ajudá-la a evitar que o homem simplesmente tombasse para trás! Assim, as três o conduziam até a namoradeira onde Eva estava deitada anteriormente, sentado ali, Alfonsus se perdia dentro da imagem da cena que ali ocorria, feliz como nunca, o homem se entregava sem nenhuma vergonha ou resistência ao amor que sentia transcorrer ali.

    -Pita... Eva... Meus filhos...

    Dizia o homem que naturalmente era amparado por todos, até a sua besta vinha gentilmente ajoelhar-se no chão e colocar a face sobre um dos joelhos do homem. Na esperança de ajudá-lo a retornar.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 9/11/2017, 20:56

    A tentativa de segurar o riso morreu completamente quando Lotte jogava por ultimo sua sacola de pó acertando o peito de Alfie, ali eu ria feliz e sem medo de ser repreendida, o pulo de gato de Eva apenas fez minha risada aumentar, minha musa havia entendido a brincadeira com rapidez.

    As reações de Nora e Fiore coroavam a cena junto com o claro e arrebatador fascínio que acometia Alfonsus, a lagrima escarlate marcou meu coração que se compadecia do Gigante claramente caído.

    “Ele fica tão lindo com esse sorriso!”

    Ajudando Eva a suportar o peso de Alfonsus eu sorria quando todos nossos filhos se mobilizavam para apoia-lo, dali apenas Eva, Lotte e eu possuíamos força para aguentar o grande corpo de Alfie, mesmo assim o carinho daquele ato se tornava belo.

    – Acho que que vamos escapar dos puxões de orelhas, não é Bella?!

    Eu perguntava ao ouvir as palavras de Alfie, sentando-me no chão e ao lado de minha pequena, eu abraçava a outra perna do Gigante apoiando meu queixo em seu joelho, e o apertando com carinho.

    – Espero não ter atrapalhado muito a aula de vocês meninas, mas a ideia era tão boa!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 10/11/2017, 15:54

    -Mon amour, nosso gigante sequer consegue pensar direito agora, imagina se irá puxar nossas orelhas!

    Comentava Eva com um simpático sorriso na face, a loira sentava-se ao lado do homem na namoradeira e tomava para si uma das mãos do mesmo. A pequena logo notava a sua aproximação e esticava a mão na direção das duas costas, apenas para deixar claro que tudo estava bem e sob controle. Já os mais jovens circundavam a cena, as filhas do gigante estava na parte de trás da namoradeira, fazendo pequenos carinhos nos longos cabelos do homem enquanto Lotte sentava-se no último lugar vago do pequeno sofá, enfim Lorenz comentava:

    -Acho que pegamos um pouquinho pesado né mãe? Nunca tinha visto o Pai assim!

    Fiore comentava sorridente, fazendo pequenos redemoinhos nos cabelos de Alfonsus:

    -É bem raro sim, mas o Pai tem descoberto esse lado mais sensível aos poucos, Loretta haviam explicado bastante sobre o passado dele e como ele enfrentou uma forte temporada cinza, acredito que nesse novo contexto ele esteja sendo capaz de enfim, realizar vários sonhos. E sinceramente, isso me deixa bem feliz!

    Nora completava:

    -Pena que não tenhamos uma câmera por perto, né?!

    Eva ria da situação e dava um beijo suave na face de Alfonsus. O homem começava a regressar do fascínio e os olhos do homem buscavam imediatamente por ti, como se a sua presença fosse literalmente a razão que o trazia de volta.

    -Espero não ter causado... Digo, acho que estou bem... Que ideia foi essa Pita? você está tão... É como se nenhuma única noite tivesse se passado des da primeira vez que a vi esculpir em Florença... Mas dessa vez, minha família...

    Lotte se inclinava para beijar o outro lado da face de Alfonsus e dizer:

    -Tá tudo bem Pai! Agente te ama viu, tome seu tempo!

    Ali era possível ver outra lágrima escorrer dos olhos do gigante que suspirava em meio a tanta alegria e amor que recebia das rosas do mais belo dos jardins.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 10/11/2017, 19:07

    As palavras de Eva me faziam rir, era bem verdade que Alfie não estava em condições de puxar nossas orelhas, mas aquele era um pequeno trauma que sempre tive, afinal sempre fora Alfie que puxará minhas orelhas no passado.

    - Não custa perguntar, a mão dele é grande não sabe dosar bem a força.

    Comentava enquanto ainda o posicionavamos na namoradeira, ali em meio aos meus filhos e amores tínhamos uma conversa suave e amorosa.

    - Alfie passou muito tempo como cinza, um mal que pode se abater sobre qualquer rosa. Sei que agora ele irá crescer novamente e isso é maravilhoso.

    O lá carinhos de Fioere e Nora nos cabelos de Alfonsus era uma cena linda, coroada pelas palavras de meu gigante que aos poucos retornava a si.

    “ Terei o prazer de realizar cada pequeno sonho seu Alfie, sempre!

    Sorrindo diante da lágrima que escorria dos olhos de meu gigante, eu tomava a mão dele apenas para morde-la com delicadeza.

    - Muitas noites se passaram meu amor, mas elas foram precisas, já que durante esse tempo construimos essa família. Além do mais não consegui resistir a essa ideia, não quando você sabe que amo música.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 12/11/2017, 13:06

    -Você tem razão, a mão dele é bem grande de fato! Mas eu aprendi a gostar dessa força toda sabe?!

    Comentava Evangeline com um tom de voz mais malicioso e um sorriso maroto na face, todavia, a reação espontânea de Nora roubava a cena, afinal a moça fazia uma expressão de nojo e comentava de imediato:

    -Ai que nojo Eva! Por favor não precisamos saber de nada dessas coisas, especialmente sobre meu Pai!

    A loira não conseguia deixar de rir da resposta de Nora, assim como Lotte e Fiore também faziam. Nora emburrava-se e esticava a mão na direção de Lorenz, chamando-o para perto e abraçando o rapaz pela lateral esquerda do mesmo, ela suavemente resmungava algumas coisas com ele enquanto era consolada. Fiore se aproveitava para furtar o saco de pó de mármore que Lorenz não havia usado, apenas para espalhar um pouco sobre os cabelos de Alfonsus e rir baixinho enquanto o fazia.

    -Nossa, ele vai demorar séculos pra ficar limpo de novo!

    Comentava Thesa que observava a cena com um olhar profundamente feliz, Lotte concordava com a jovem:

    -Vai sim e a graça é essa!

    Enfim a sua mordida na mão de Alfonsus parecia trazê-lo de volta, o homem piscava os olhos por alguns instantes e olhava ao arredor em seguida, para exibir um largo sorriso na face e liberar uma voz mais consistente e firme:

    -Onde já se viu tamanho disparate senhorita Rafaldini? Interrompendo o aprendizado dessas lindas rosas de maneira tão displicente! Você não escapara da punição devida!

    A besta já saltava bem rápido para correr, enquanto segurava a coroa, escondendo-se atrás de Thesa! Mas infelizmente você não era tão ágil quanto sua pequena e as mãos fortes de Alfonsus já a puxava pelos braços, forçando-a a ficar sentada no colo do homem. O mesmo então prontamente mordia a sua face esquerda e em seguida começava a aplicar mordidas mais fortes pelo seu pescoço, ombro e finalmente seu braço direito inteiro! Eram mordidas divertidas, afinal, presas não eram usadas. E assim que ele terminava contigo, ele olhava ao redor e ameaçava:

    -Quem será a próxima?! Se vocês não correrem muito, irá sobrar para todos!

    A primeira a correr era Lotte que fazia questão de fazer uma careta para Alfie, em seguida Eva ria e também corria e enfim todas estavam tentando escapar. Alfonsus enfim olhava na sua direção e comentava sorridente:

    -Sabes que és meu eterno amor não é mesmo querida? Obrigado, sinceramente, por simplesmente me permitir vivenciar isso... Mas se a senhorita não correr eu não irei perdoá-la!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 12/11/2017, 14:41

    As palavras de Eva soltas de maneira tão natural me faziam rir, mas a reação tímida de Nora trazia um encanto maravilhoso a cena, ainda mais quando a jovem amora se escondia ao lado de Lorenz.

    – As coisas mudam um pouquinho quando ele faz isso sério.

    Comentava rindo baixinho, mordiscando as mãos de Alfie eu podia observar a beleza da cena em que estávamos, havia carinho e brincadeiras, e o pequeno gesto de Fiore de espalhar mais pó sobres os cabelos de Alfonsus revelavam o amor que a jovem tinha por seu pai.

    “Lotta deve estar orgulhosa de Fiore, ela é uma rosa linda!”

    A volta de Alfie me fez encolher, ainda mais quando ele falava em punição, tomando o exemplo da pequena eu tentava correr, porem tarde demais, rindo ao receber as mordidas não havia como esconder minha felicidade, não para Alfonsus e suas mordidas.

    – Orelhas não! Orelhas não!

    Eu gritava enquanto ainda era mordida, no fim não havia como não beijar os lábios de Alfie, isso até a pequena declaração e ameaça dele, nesse momento eu sorria só para morder o nariz de Alfonsus e sair correndo para me proteger junto de minha pequena.

    – Mas eu já fui mordida!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 4080
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 27

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Danto em 12/11/2017, 22:39

    Os sorrisos e as risadas se faziam muito presentes naquela varanda, afinal, Alfonsus se colocava de pé e com sua postura intimidadora ele olhava na direção de todos, inclusive de Thesa! A jovem que era a proteção da sua besta e inclusive a sua, disparava em uma corrida desenfreada atrás de Lorenz! A sua besta ficava confusa e começava a rir mas assim que ouvia o som da movimentação de Alfie, a mesma corria para a direção de Lotte. Afinal, você era novamente tomada pelas mãos fortes e grandes de Alfonsus, o homem a beijava e dizia em seguida:

    -Não se preocupe querida, sua punição ainda irá demorar para terminar. Mas antes disso, irei pegar algumas rosas travessas! Só tenho um breve pedido, não tire essa roupa...

    A fala final de Alfonsus carregava uma notória conotação intima, afinal, os olhos dele devoravam brevemente o seu corpo com um interesse mais sensual. Todavia, o mesmo já interrompia a própria ação com um sorriso divertido e uma corrida atrás de Lotte e das outras meninas.

    [Off: Ultima ação para o final do ato]
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2509
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Jess em 12/11/2017, 22:55

    Correndo enquanto ria eu não tinha vergonha nenhuma de me esconder atrás de Theresa, claramente eu torcia para que ela não fosse incluída na lista de ataque de Alfonsus.

    “Ele é um bobão lindo quando está brincando! Deveríamos fazer ele brincar mais vezes assim!”

    A corrida de Thesa e de minha pequena me deixavam desamparada, sendo pega pelos braços fortes de Alfonsus eu gritava em meio ao riso para protestar de leve.

    – Não vale Alfie, você correu direto na minha direção!

    Ouvindo as palavras de meu gigante eu sorria ao entrelaçar seu pescoço e beija-lo com amor.

    – Vai lá pegar nossas rosas, prometo que não tiro a roupa, pelo menos até você tirar ela!

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato XX - As Rosas de Pietra

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 25/9/2018, 02:58