WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Compartilhe
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 21/11/2017, 17:23

    O tempo havia me ensinado a sentir as ações da pequena, por isso seu mordiscar na grande maçã era sentido por meus lábios, assim como o doce da fruta isso me fazia sorrir com carinho enquanto o vitae era dado a Francesco. A falta de movimentos me preocupou, aquele não podia ser um bom sinal, ainda mais porque se algo ocorresse ao meu amado Cesco eu simplesmente não teria condições de me encontrar com Melinda.

    - Cesco?!

    Eu o chamava ao me debruçar sobre seu corpo e ir verificar seus batimentos, o susto do abraço me fez dar um leve grito surpreso, as presas não saiam pelo simples fato de ser Francesco a me abraçar.

    - Seu bobo!

    Eu exclamava ao beijar de leve os lábios do charmoso homem, suas risadas apenas deixavam a pequena irritada, afinal sua maçã poderia ter corrido perigo de não ser devorada por ela.

    Em resposta ao descontentamento de minha pequena eu dava leves tapas sobre os ombros do homem, mas não havia como recusar seus beijos ou deixar de sorrir para ele.

    "Sua boba, você deveria me proteger e não a maçã!"

    Rindo eu das mal criações de minha pequena eu me sentava na cama, beijando de leve o ombro de Francesco e sorrindo.

    - Não faça mais isso, fiquei com medo de algo lhe aconteceria. Eu choraria semanas se isso fosse real Cesco.

    Eu comentava de leve enquanto a pequena ainda se mostrava irritada, mas aos poucos a doçura da fruta vencia a irritação sendo outra vez mordiscada.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 21/11/2017, 21:23

    Francesco não conseguia segurar os risos diante dos tapas recebidos. O homem se sentava na cama e olhava na direção da sua pequena, esta retornava para perto da cama com passos tímidos e mostrava a língua na direção do homem, para então voltar a comer a maçã. Cesco virava a face para olhar novamente você assim que a sua última fala era dita, o mesmo deixava um suspirar apaixonado escapar e prontamente tomava suas mãos com carinho, beijando cada uma delas e em seguida colocando-as sobre o próprio peito, na altura do coração que batia firme ali.

    -Desculpe-me querida, mas apenas sinta essas batidas... São todas por ti Pietra, nada irá acontecer comigo, não há razões para choro apenas sorrisos. Não concordas?

    O experiente homem puxava outra vez suas mãos até os lábios, beijando-as uma ultima vez e abrindo os braços para convidá-la para um abraço. A pequena agora estava bem mais calma e até soltava um gemido manhoso, aprovando as ações de Cesco após o pequeno susto que ele havia dado em vocês duas.

    -Já disse o quanto a amo hoje?! Acho que não né, então me permita lhe mostrar um pouquinho desse amor que sempre sentirei por ti...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 21/11/2017, 21:57

    As risadas de Cesco me faziam sorrir, era bom ver como ele havia reencontrado seu humor, mesmo que tivesse sido eu a vitima de sua brincadeira, era a pequena que demonstrava mais descontento, isso é claro até a maçã reocupar sua prioridade.

    O olhar apaixonado de Cesco arrancou um suspiro de meus lábios, o toque de suas mãos e o bater de seu peito eram declarações, as mais belas que eu podia ouvir e sentir.

    “Esses olhos, eles sabem mesmo como me conquistar.

    Beijando os lábios de Cesco eu sorria mesmo que contrariada, não havia como me manter brava com ele, não quando havia tanto carinho entre nós.

    – Concordo sim meu querido, mas ainda assim senti medo, como eu viveria sem você meu amor?

    O convite para o abraço foi recebido com carinho, ali eu o apertava sem medo ouvindo suas palavras eu suspirava, a pequena já fazia sua manha tendo perdoado completamente Cesco.

    – Sempre vou querer ouvir isso de você meu Cesco, sempre.

    Respirando o perfume da pele de Francesco eu sorria relaxando completamente, era simplesmente adorável poder sentir e ouvir o coração dele bater, mesmo assim eu tinha deveres a cumprir e eles exigiam tempo.

    – Eu adoraria permanecer a noite toda aqui, mas não posso. Melinda está para chegar e eu não posso descumprir minha palavra com a Regente, não quando ela pediu por uma reunião.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 22/11/2017, 13:48

    Francesco a abraçava com afeto, ternura e apreço. Sem se preocupar com a duração do abraço, ele se concentrava em uma única manifestação sentimental: o amor que tinha por ti. Assim, ainda dentro do abraço ele respondia com leveza:

    -As razões biológicas do meu despertar podem até serem associadas ao teu vitae, mas eu sei, sempre soube, que a verdadeira razão para que meus olhos se abram a tantos séculos é o meu amor por ti querida. Não se preocupe, você não precisará saber sobre algo que nunca irá ocorrer.

    Era possível agora ouvir o suspirar da sua pequena, ela admirava vocês dois naquele lindo abraço até ponto de esquecer a maça por breves instantes.

    -Compreendo. Então iremos receber a regente da Espada, devemos então ajeitar muitas coisas e o mais rápido possível, o único desafio é: Soltá-la dos meus braços.

    Cesco brincava em lhe apertar unicamente para fazer a pequena protestar novamente com um gemido, em seguida ela apontava pro próprio pulso, como se tivesse um relógio ali. E em seguida apontava para a barriga. O italiano ria e comentava:

    -Bem, devemos então nos preparar. Mas não se preocupe, teremos tempo suficiente para passar noites assim! Mas por hora, acredito que eu e sua pequena precisamos nos alimentar. Em seguida irei preparar uma das salas de estar do segundo andar para reunião, ou seria melhor a sala de música?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 22/11/2017, 14:37

    O abraço de Cesco me fazia sorrir com carinho, ali de olhos fechados eu sorria sem medo e com amor, a ternura que compartilhávamos era único e suave, um amor tão antigo quanto nós mesmos.

    As palavras de Francesco finalmente acalmava meu coração, o medo que por alguns instantes o tocara agora desaparecia por completo me fazendo suspirar da mesma forma que a pequena que se esquecia da maçã por alguns instantes.

    “Você não entendia não é Elonzo, não conseguiu entender como ele quebrou o laço, sinto que você não pudesse ver meu querido, que não pudesse entender.”

    Beijando de leve o queixo de Cesco eu concordava com suas palavras, era difícil soltar-me dos braços do homem tão charmoso, afinal ele era uma de minhas paixões.

    –É um desafio e tanto não é mesmo?!

    O aperto que retirava o ar de meus pulmões me fazia rir, com carinho eu beijava os lábios de Cesco apenas para observar a suplica de minha pequena e sua fome, rindo disso eu concordava com ela, afinal Cesco amaria leva-la para se alimentar, algo que ela tinha a mais pura pressa.

    – Ela ama música, seria um excelente lugar a recebermos na sala de música meu querido. Veja se temos um violão com cordas fortes, com um pouco de sorte a vemos tocar. Vá comer meu querido, e leve a pequena antes que ela nos devore, Fredy já está ligando para alguns convidados, Alfie apressando Eva e eu tenho que ir meus filhos. Assim ninguém fica sobrecarregado.

    Eu comentava ao beijar a testa de Francesco com carinho só para aperta-lo novamente antes de me soltar de seu abraço quente.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 22/11/2017, 20:48

    O homem concordava positivamente com a cabeça para então retribuir com bastante carinho o beijo, suspirando logo em seguida e mantendo-a durante toda sua fala nos braços dele, soltando você apenas quando você terminava de falar e iniciava a ação de sair do contato direto.

    -Irei me certificar de que a pequena coma o suficiente e...

    A besta soltava um gritinho animado e simplesmente se atirava sobre a cama, voando até se chocar contra o corpo de Cesco, abraçando-lhe com força e gritando empolgada. O homem então, ria bastante e falava com dificuldades:

    -E irei me certificar de que todos, todos os demais vassalos ajudem na arrumação da, na arrumação da sala de música! Ah sim, querida, vá de encontro a Luana! E leve os biscoitos que estão sobre a cômoda por favor? São para Sir Lancelot.

    A besta apontava para a cômoda que ficava próxima a cama, ali havia um frasco de vidro grande com vários biscoitinhos em formatos fofos e charmosos de frutas.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 22/11/2017, 22:27

    Sentindo a leve relutância em me soltar eu sorria para Francesco, eram esses pequenos gestos que me faziam adora-lo mais e mais a cada noite, gestos que nossas almas entendiam e respondiam com carinho e bem querer.

    As palavras interrompidas pela mais pura alegria de minha pequena me faziam rir, ela amava quando Cesco a alimentava, afinal podia pedir o que bem desejasse sem ter medo de que eu a impedisse de comer demais, algo que sempre fazia quando e não estava por perto.

    – Obrigada meu querido, lembre-se de manter uma cesta de frutas por perto, conhecemos bem essa pequena. E Melinda vai adorar brincar com ela, ainda mais se tiver uma bela maçã em mãos.

    Eu comentava ao ouvir Francesco lutar para falar comigo, os pequenos gritos alegres da pequena eram uma novidade e tanto para uma criaturinha que se comunicava principalmente por gemidos e rugidos ferozes.

    “Ela está tão contente assim? Melinda e um banquete ao lado de Cesco, é eu também ficaria feliz.”

    – Confio em você Cesco, até mais tarde meu querido.

    Respondia ao pegar o pote de biscoitos conforme indicado, era hora de ver minha tulipa dourada e seu cavaleiro de patinhas brilhantes.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 23/11/2017, 14:40

    Imagens Referencias:
    Quarto de Luana:
    Residência de Sir Lancelot:

    Um breve até logo era trocado com Francesco, você seguia posteriormente então pelos corredores e salas do grande castelo com o frasco de biscoitos nas mãos, já conseguindo sentir a alegria de sua pequena que parecia farejar pelos perfumes de Cesco enquanto o homem banhava-se.

    Logo após subir a escada de volta para o primeiro andar, você dava inicio ao despertar de seus filhos e queridos aprendizes, começando é claro pela tulipa dourada que certamente já deveria estar a acordar.

    Abrindo a porta do quarto da mesma, seus olhos logo notavam a casa de Sir Lancelot posta junto dos pés da cama de Luana, o dócil e ativo animal saia rápido da casinha dele abanando o rabo. O cachorro já não era mais um filhote, havia atingido uma idade adulta e um porte maior, mas a raça não chegava a ser considerada grande, o que era de fato um alívio para Enzo que vivia a resmungar durante os primeiros messes por sofrer com o mastigar de seus sapatos.

    Um latido alegre seguido de uma corrida em torno de você que terminava com o mesmo sentado a sua frente, com a boca aberta e a língua exposta. Era assim que o animal a saudava, ele latia uma segunda vez, agora propositalmente chamando por sua mãe, a tulipa que já estava se espreguiçando na cama.

    -Que foi pequeno, esqueci de lhe deixar algo para comer foi? Não fique barvo com sua mãezinha cabeça de vento!

    A jovem esfregava os olhos e sentava na cama, notando a sua presença ela batia uma palma alegre, que era seguida pela corrida do animal em torno de você mais uma vez.

    -Mammie!! Oi!! Abraço?

    Ela sorria e abria os braços esperando por ti.

    Roupas de Luana:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 23/11/2017, 15:11

    A breve despedida de Cesco se fez com um acenar, afinal a pequena ainda o abraçava feliz por ir comer, assim eu estava livre para andar com calma, o caminho me levava de volta para o andar dos quartos, afinal minha tulipa já estava para despertar.

    O cheiro do perfume de Cesco adentrava em minha mente, era possível sentir a alegria que ela sentia ao ver o banho de seu amado amigo e amante, isso me fez rir com carinho e com o pote de biscoitos na mão eu adentrava no quarto de minha tulipa.

    O breve latido de Sir Lancelot me alegrou, o cão havia deixado de ser um filhote, demonstrando toda sua personalidade alegre e ativa ao lado de sua dona, a pequena corrida a minha volta era uma boa surpresa.

    “Esperto e educado, como um perfeito cavaleiro.”

    Ouvindo o segundo latido eu ria diante do despertar suave de Luana, suas palavras porem me faziam abrir o pote de biscoitos e jogar um para Sir Lancelot, ouvindo o chamado de abraço eu não resistia, não a minha tulipa dourada carinhosa.

    – Boa noite kleine, eu vim trazer alguns biscoitos para nosso queridinho aqui.

    Respondia ao andar até a cama e abraçar minha tulipa com carinho e força.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 23/11/2017, 21:51

    Sir Lancelot saltava para pegar o biscoito ainda no ar. Uma abocanhada ágil e firme que não devorava de imediato o petisco, mas sim o puxava para o chão, onde o mesmo se abaixava para roer e aproveitar o máximo possível daquele saboroso biscoito canino.

    -Mammie ainda bem que você trouxe os biscoitinhos porque eu esqueci de novo de encher a vasilha dele antes de ir dormir!

    O cão terminava de comer e vinha suavemente até a beirada da cama, passando o fucinho pela sua perna e balançando o rabo em uma expressão manhosa que claramente pedia por mais biscoitos.

    -Viu mammie? Ele não é um cavaleiro? Aprendeu a não latir para pedir comida! E você tá super alegre hoje, aconteceu algo especial? Vamos celebrar alguma coisa?! Tenho que estar prontinha que horas?!

    Dizia a sua animadíssima Tulipa que não suspeitava do que exatamente estava ocorrendo mas que conseguia ler, como sempre fazia, a suas expressões mais discretas.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 23/11/2017, 23:41

    A clara destreza e rapidez de Sir Lancelot me fazia sorrir, passando pelo cão eu balançava de leve suas orelhas mais longas e sedosas, antes de ir para a cama, era um carinho suave, mas alegre no cão educado.

    – Agradeça a Cesco depois, ele me pediu para trazer os biscoitinhos.

    Beijando o alto da cabeça de Luana eu sorria ao observar Sir Lancelot roer o biscoito, quando o quitute por fim terminava ele corria até a beirada da cama, seu toque gelado e macio em minha perna em um claro pedido de mais, me faziam rir com carinho.

    As palavras de Luana eram as mais verdadeiras, era certo que Lancelot havia roído alguns sapatos alheios, mas apenas em seus primeiros dias e quando ainda era um filhote, algo que o tempo ensinou ao pequeno e é claro o adestrador que havia feito um ótimo trabalho.

    – Ele com toda a certeza é o cavaleiro mais fofo que eu já vi, e educado é claro!

    Eu respondia ao tirar alguns biscoistos do pote e entregar ao pequeno cão com carinho, Luana continuava a me ler como um livro aberto, o que me fazia rir comigo mesma.

    “É um dom raro o que ela tem, mas ela o usa muito bem.”


    – Receberemos uma visita muito importante kleine, minha rainha pediu uma reunião comigo, por isso preciso que você fique muito lindinha e leve nosso cavaleiro para encontrar nossa rainha na sala de música. Mas primeiro tens que fazer esse rapazinho comer direito. Tudo bem minha kleine?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 24/11/2017, 23:11

    O alegre cão não deixava um único biscoito cair no chão! Animadíssimo e batendo o rabo de maneira frenética, Sir Lancelot não mais roía os pequenos agradados oferecidos por ti, mas sim o abocanhava e os comia o mais rápido possível para ganhar o máximo possível. Luana ria alegre ao observar o pequenino cavaleiro a se alimentar, mas logo virava a face na sua direção e concordava positivamente com dois balançares de acordo com a cabeça.

    -Prometo que nosso cavaleiro irá ser um verdadeiro lorde diante de sua Rainha! E não se preocupe, afinal, eu nasci linda né Mammie?!

    Dizia a jovem que exibia um sorriso que mostrava praticamente todos os dentes. Sir Lancelot então sentava-se e ficava a pacientemente esperar por mais biscoitos, admirando-a com uma expressão dengosa.

    -Acho que ele quer mais mammie! Quer que eu fique alimentando-o enquanto você termina de avisar seus outros filhos? Ou prefere que eu faça alguma coisa para adiantar? Digo, além de ficar perfeita é claro! Mal posso esperar para conhecer essa grande mulher! Espero que ela goste de mim!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 24/11/2017, 23:38

    As ações bem pensadas do pequeno cão me faziam sorrir, Sir Lancelot devorava os biscoitos com agilidade, não mais roendo já que os receberia sem nenhum problema e em grande quantidade.

    – Sei que ele vai ser um lordezinho, ele é tão educado e fofinho. E você minha kleine é sim muito linda

    Eu comentava ao apertar de leve as bochechas de Luana e beija-la no nariz apenas para rir de minha ação.

    “Ela está tão bem e feliz que quase brilha, um brilho que irá crescer, tenho certeza disso.”

    Não resistindo aos olhos dengosos e pedintes de Sir Lancelot, eu lançava mais alguns biscoitos para o pequeno cão, as palavras de Luana me faziam concordar com um breve menear de minha face, mesmo que as tarefas estivessem divididas toda a ajuda seria bem vinda.

    – Alimente bem esse pequeno primeiro, depois se quiser ajudar suas irmãs a se aprontarem eu ficaria agradecida, no mais apenas fique linda e seja você mesma, ela a amará da mesma forma que eu a amo minha querida.

    Respondia Luana ao colocar o pote de biscoito entre as mãos dela, com um breve e suave beijo em sua testa eu me despedia para ir acordar Yalin, a próxima a despertar.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 25/11/2017, 12:02

    Luana não tinha razão alguma para esconder a felicidade que era ouvir dos seus lábios elogios como os apresentados, ainda mais quando você ainda oferecia a ela carinhos maternos que a faziam ri baixinho e bem alegre. Já Sir Lancelot pulava para pegar os outros biscoitinhos e comemorava intensamente cada um que lhe era oferecido, até que ele enfim pulava sobre a cama para vir gentilmente lamber as suas mãos em sinal de agradecimento.

    -Certo, vou deixar ele bem gordinho! Né Lancelot?

    O cachorro olhava para Luana e latia em resposta, abandando o rabo. A jovem o puxava para abraçá-lo e apertar, para soltar o cachorro que logo corria para descer da cama.

    -Mammie! Pode deixar comigo, não vou me demorar porque é um encontro real e eu sei me portar, você me ensinou tudinho! Vou pedir para Enzo vir aqui aparar um pouquinho meus cabelos e já irei correr para adiantar Lotte que certamente vai enrolar! Aliás, Yalin esta para acordar, já que vamos receber a sua rainha, acho que um bom preparo para nossa querida princesinha pode ser fundamental! Ainda mais que ela é Sacerdote!

    Afirmava a contente tulipa dourada, que logo após a fala se inclinava para beijar a sua face com carinho e exibir um largo sorriso.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 25/11/2017, 12:47

    Todo o amor e carinho que sentíamos uma pela outra não se escondia, nao havia motivos para isso, rindo disso eu beijava a testa de minha aprendriz e filha de coração. Acariciando as costas de Sir Lancelot eu o observava com carinho, o pequeno cão havia se adaptado bem a nossa natureza cainita, isso graças a ajuda de Beka e Beth minhas irmãs e amigas.

    - Acho que ele vai adorar ficar gordinho!

    Comentava ao ver Luana abraça-lo com carinho, as palavras de minha tulipa me faziam concordar com a mesma, Yalin era a Sacerdote do novo bando, um cargo de importância e destaque na Espada, isso provavelmente a deixaria nervosa.

    "Sempre pensando nos outros, como não ama-la?"

    Levantando eu sorria ao comentar de maneira carinhosa e feliz.

    - Vou cuidar muito bem de nossa Princesa, mantenha ela por perto tulipinha, eu sei que você a acalma e ela vai precisar disso.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 26/11/2017, 18:42

    -Não muito gordinho também né Mammie! Ou ele teria que ficar rolando pelo jardim afora! Não que eu não fosse rir da situação sabe!

    Comentava a tulipa com um sorriso divertido na face, ela logo concordava positivamente com o seu pedido e pegava o pote de biscoitos para ficar de pé na cama e arremessar um para Sir Lancelot correr e pular no ar para buscar. A tulipa então batia palmas incentivando a atitude ágil de seu animal, para então falar enquanto ele comia:

    -Pode deixar mammie, vou ficar pertinho dela! Ela costuma super racionalizar as coisas mais simples, isso as vezes deixa ela nervosa, irei me dedicar para deixar ela menos tensa possível! Até loguinho!

    Luana então corria para lhe dar um beijo na face de despedida e em seguia começava a correr pelo quarto enquanto atirava biscoitos para Lancelot devorar.

    Quarto de Yalin:

    Teu caminho até o quarto de Yalin era curto, ainda com um sorriso fácil na face você conseguia sentir a sua pequena devorando panquecas com geleia de amoras e framboesas, além de sucos tropicais de frutas recém importadas. Assim, aproveitando essa boa sensação, suas mãos abriam as portas do quarto de Yalin para encontrar a jovem ali deitada, ela estava dando inicio as movimentos letárgicos do despertar, espreguiçando-se de maneira bem preguiçosa e soltando um bocejo alto.

    -Que preguiça!

    Afirmava a jovem que removia a venda que escondia os olhos dela para olhar ao redor do quarto e já encontrando-a vindo na direção dela, a mesma se sentava rapidamente na cama para exibir um largo sorriso.

    -Oi mãe! Tudo bem?

    Yalin havia se tornado sacerdotisa do novo bando local, além disso, ao lado de Luana, a jovem era sua maior aprendiz no caminho da Iluminação e sempre demonstrava, segundo Edgard, uma facilidade natural para o místico e oculto, fazendo dela uma herdeira de um vitae poderoso e com capacidades mentais em pleno desenvolvimento.

    Roupas Yalin:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 26/11/2017, 20:43

    As palavras de Luana me faziam rir, seria muito engraçado vir Sir Lancelot rolar pelo jardim todo gordinho para correr, algo que nunca aconteceria, já que o animal tinha uma energia gigantesca para gastar e amava correr.

    – Seria fofinho, mas acho que ele não corre esse perigo Kleine.

    Já na porta eu sorria diante da explicação de minha filha, Yalin tinha uma mente irrequieta, uma qualidade que também era um defeito.

    – É o mal de uma mente que não se contenta com pouco minha querida, Yalin precisa apenas de um pouco de experiência, então aprenderá a controlar seus pensamentos e não sofrer por antecipação. Agora deixe-me ir, se não vou querer ficar brincando com Lancelot a noite inteira!

    Comentava ao me despedir brevemente, o caminho que me separava de Yalin era curto então não houve demoras em chegar em seu quarto, batendo com suavidade eu adentrava nos aposentos de minha Princesa.

    “Um pouco de experiência e Yalin será uma força a ser respeitada por todos. Cassandra lhe ensinará bem isso, as duas serão grandes juntas e farão de seu bando grande.”

    O despertar de Yalin era cena suave e calma, algo que sempre me fazia admira-la como uma obra de arte em construção, a retirada da venda e suas palavras direcionadas a minha pessoa me fizeram rir, segurando a barra de minha camisola eu corria para abraça-la e beija-la com todo amor e carinho que sentia.

    – Tudo sim minha querida!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 26/11/2017, 21:58

    Yalin abria os braços para lhe receber, apertando-a no abraço e propositalmente rolando algumas vezes contigo pela cama afim de se divertir naquela interação bem intima entre mãe e filha. A jovem princesa se permitia rir alegremente durante todo o processo até finalmente lhe beijar a face, demorando bastante tempo naquele beijo no topo da sua bochecha esquerda e finalmente sentando ao seu lado na cama para falar:

    -Mãe! Eu tava com muita saudades! Sei que agente mora no mesmo lugar, mas por causa do bando eu quase não tive tempo para olhar pro lado nessas ultimas semanas! Tenho estudado bastante com Cassandra e o tio Eddie, sabe, sou agora importante pros meus queridos companheiros de bando!

    Era fácil notar o orgulho na voz da jovem Ventrue que tinha peculiares comportamentos para um membro do clã dos patrícios, mas que ainda assim tinha seu porte nobre como um detalhe irrevogável.

    -Acordei ouvindo algumas risadas vindo pelo corredor, passou pelo quarto da Luana? Ela lembrou de deixar comida pro Sir Lancelot?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 26/11/2017, 22:37

    Rolando pela cama com Yalin eu ria, claramente aproveitava para morde-la com carinho só para rir mais ainda com a delicada cena, parando apenas para aperta-la em cima de meu corpo, o beijo suave e demorado me fazia suspirar com carinho.

    “ Minha adorada, você e Luana me fazem ter certeza que não é necessário o laço de sangue para sermos uma família!”

    Apertando de leve o nariz de Yalin eu escutava suas palavras com um sorriso suave no rosto, era visível o trabalho dela ao lado de Cassandra, seus estudos consumiam tempo, tempo que tínhamos sem problema nenhum.

    – Não se preocupe minha querida, seus esforços um dia serão recompensados e nós estamos aqui sim, sempre de braços abertos. E o mais importante, conquiste o respeito dos membros de seu bando, você é uma figura essencial para eles, com o tempo eles irão respeita-la, mas isso precisa ser mutuo.  

    Respondia apenas para beijar sua testa e solta-la afim de me sentar na cama, ouvindo suas palavras preocupadas com Sir Lancelot eu balançava a cabeça comentando.

    – Passei lá sim, e não Luana se esqueceu de colocar comida para ele, mas Cesco enviou um pote de biscoitos e os dois estavam se divertindo em esvazia-lo. Sabe um esforço tremendo para um cão daquele tamanho!

    Passando a mão sobre os cabelos de minha filha eu sorria com carinho.

    [i] – Alias, essa será uma noite de folga para vocês, Melinda a regente pediu uma reunião comigo e eu quero apresentar a todos para ela. Preciso que você fique linda e se sentir nervosismo fique perto de Luana, ela vai te ajudar. Lembre-se que Rebeka e Sebastian também virão, eles lhe apoiaram assim como irão apoiar Cassandra.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 27/11/2017, 17:10

    Yalin estava sentada sobre a cama enquanto levava as mãos aos cordões da blusa de frio que estava usando, trançando eles entre os dedos e concordando positivamente com as suas falas.

    -Sabe, as vezes eu fico um pouco confusa porque eu sei que tenho um vitae muito poderoso e sei que sou herdeira de uma linhagem especial. Por sorte não tive que conhecer o Senhor de meu Pai, mas os que conheceram me olham como um reflexo dessa herança perversa. Eu sei que sou importante, todavia, minha insegurança vem justamente em relação a todo esse peso que existe em meus ombros. Nós temos o mesmo poder de vitae, o quão surreal é isso?

    Ela então respirava fundo e deitava sobre a cama, colocando a cabeça no seu colo e se encolhendo ali por alguns instantes, até finalmente falar.

    -Eu não quero parecer fraca, quero que todos sintam orgulho de mim. Quando meu pai dormir eu quero ser capaz de defender a Espada de Berlim! E bem, obrigada mãe por sua compreensão... Será que eu vou conseguir ser aprovada pela Regente?! Ela resgatou meu Pai, eu devo fundamentalmente tudo à ela! Preciso agradecê-la!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 27/11/2017, 19:57

    Ouvindo as palavras de minha princesa eu concordava com um movimento leve de cabeça, havia um peso enorme em seus ombros, um peso que lhe perseguiria por muito tempo.

    Aceitando sua cabeça em meu colo, eu beijava sua testa com carinho, minhas mãos brincavam com os cabelos de minha princesa com suavidade.

    - A cada passo que nos afastamos de Caim nossa força decai, isso deixa muito pesado um abraço, ainda mais em patamares mais baixos como o nosso minha querida. Nossa força é sobrehumana, um perigo em potencial até que se aprenda a controlar essa força. Já não existem tantos poderes titânicos, uma sorte para todos.

    Sorrindo eu suspirava de leve, apenas para apertar o nariz de minha princesa.

    - Também senti o peso da força que herdei, é num peso que diminui com a experiência, um dia ele tomará a forma de receio sobre o abraço de um filho. Mas até lá não se preocupe, você não é Gustav e nunca será. Seja você é cresça por si mesma.

    Eu comentava com carinho, minha pequena princesa tinha uma das mais belas almas que eu conheci, uma alma que resplandecia de forma luminosa.

    "Perdemos muito com a fúria da Imperatriz, o quanto teríamos perdido se Gsutav continuasse vivo?

    - Mostre sua força a Melinda, mostre sua vontade de crescer e aprender, acima de tudo mostre a ela quem você é. Melinda é grande porque assim quis ser, ela respeita isso acima de qualquer outra coisa. Mas também mostre sua luz minha menina, ela aprenderá a ama-la assim.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 27/11/2017, 23:28

    Yalin fazia uma pequenina careta quando tinha o nariz apertado. A jovem Ventrue sabia que tinha um longo caminho a sua frente e por muitas vezes ela sentia, muito mais do que qualquer outro neófito, o quão difícil e pesada seriam suas passadas. Mas ali, no seu colo a sua filha encontrava um abrigo que a rejuvenescia.

    -A sua sabedoria e o seu carinho sempre me fazem entender melhor minhas próprias confusões mentais, obrigada mãe.

    Silenciosamente ela aproveitava seu colo por mais alguns minutos até respirar fundo e se levantar sorridente e determinada.

    -Então eu vou tomar uma ducha e me vestir! Não se preocupe comigo, estou bem e tudo ficará ainda melhor porque eu confio na minha e na sua luz!

    A jovem lhe beijava a face e saltava da cama para se espreguiçar e bater as mãos enquanto começava a se movimentar pelo quarto.

    -Ah sim, Lorenz não dormiu no próprio quarto. Ele passou a noite com Lotte estudando surrealismo para a prova que Alfie dará a eles na próxima semana!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 28/11/2017, 00:09

    Aconselhar Yalin me fazia sorrir, eu tivera muitos medos em meus primeiros anos, mas ao contrário da jovem não me faltará a companhia de membros do mesmo degrau.

    "Uma pena que ela não possa ter essas companhias, lhe faria bem e descarregados seus ombros."

    A careta de Yalin me fez rir com carinho, havia uma beleza única em nossa relação, afinal ela era baseada em respeito e amor.

    - Não se esqueça que eu estarei aqui, sempre que precisar minha querida. Sempre!

    Vendo os movimentos de Yalin eu me arrumava na cama, sentando na beirada desta eu sorri com carinho e suavidade, suas palavras mais confiantes eram um bom sinal, mas ainda haveria Luana para ajudar caso fosse necessário.

    Mas ouvir sobre a prova de Alfie me fez rir, eu já havia passado pelas mesmas provas e sabia o quão duras elas podiam ser.

    - Perfeito, irei ver os dois então, Luana deve estar se arrumando agora, então fique a vontade para ir vê-la.

    Me despedindo com um leve beijo de Yalin eu sorria ao abraça-la com carinho.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3949
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Danto em 28/11/2017, 14:51

    -Mãe, eu jamais irei me esquecer de ti é simplesmente impossível!

    Respondia a jovem assim que você se aproximava para lhe dar um beijo de despedida, a mesma então se aproveitava para lhe apertar em um abraço bem carinhoso e forte, beijando enfim a sua face e olhando nos seus olhos com confiança e alegria, era uma forma silenciosa de dizer "até logo". E isso dava a ti a possibilidade de agora sair do quarto de Yalin com um enorme sorriso na face, afinal, sua filha estava crescendo e sua besta pelo visto estava agora aproveitando-se dos mimos de Cesco que a servia sucos doces maravilhosos!

    Quarto de Lotte:

    O caminho até o quarto de Lotte foi simples, afinal, você havia combinado com ela esse percurso justamente para ela ter acesso a uma janela lateral do castelo e entrar e sair por ela sem precisar de toda a burocracia que Freddy tanto gostava de manter durante as primeiras noites dos jovens no castelo. Abrindo então a porta do quarto de sua filha, seus olhos já eram agraciados pela pilha de livros e imagens de obras surrealistas sobre a mesa central, além da presença de duas taças de sangue que estavam pelas metades e indicavam um uso intensivo durante a noite anterior. Logo, movendo-se até o espaço após a parede central, era possível encontra a imagem de Lotte dormindo encolhida dentro dos braços do irmão, os dois estavam frente a frente e o queixo de Lorenz tocava o topo da cabeça da irmã. Uma imagem linda e inspiradora que a alegrava intensamente.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2394
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Jess em 28/11/2017, 16:12

    O abraço apertado e o beijo de Yalin em meu rosto me faziam sorrir com carinho, ainda mais quando suas palavras eram tão suaves.

    – Não custa ressaltar minha querida. Agora vá ficar deslumbrante!

    A despedida breve e suave me deixavam feliz, mas clara animação de minha pequena lá na cozinha me invadia com força, ela com toda certeza estava abusando da boa vontade de Francesco e se empanturrando, o gosto e a sensação liquida que vinha a minha boca salientavam isso.

    “Sorte nossa que não importa o quanto ela como, não engordamos mais!”

    Rindo com meus pensamentos eu andava até o quarto de Lotte adentrando ali sem receio, o quarto havia sido cuidadosamente escolhido para minha rosa, afim de proteger sua independência e liberdade, afinal a burocracia de Fredy poderia ser considerada tediosa para o espirito irrequieto de minha filha.

    “Ela nunca deu motivos para retirar essa pequena regalia, fico feliz com essa responsabilidade.”

    A visão dos livros em cima da mesa e as taças de vitae me faziam suspirar, o tempo que Alfonsus me lecionará havia sido parecido, quantas noites eu havia sofrido porque deveria estudar e não correr pelos campos sobre a luz do luar.

    Andando com calma pelo quarto, eu me direcionava para a cama, ali meu coração batia feliz ao ver o carinho entre minhas rosas, o abraço fraternal de Lorenz e Lotte os deixava mais belos do que nunca, ali um desejo enorme de criar um quadro da cena se fazia presente, algo que provavelmente eu faria se tivesse tempo para isso.

    “Não seria nada bom testar a paciência de Melinda, não mesmo.”

    Me aproximando com cuidado da cama, eu sentava do lado de Lotte apenas para observar meus filhos dormindo, minha mão acariciava com suavidade a face de Lorenz, enquanto a outra brincava com os cabelos negros de minha rosa negra.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato XXI - A Nomeação, Parte I

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 18/6/2018, 23:38