WoD by Night


Narrativas De World of Darkness Estruturadas Nas Versões de 20 Anos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ato XXII - A Nomeação, Parte II

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 15:56

Imagens Referenciais:
 

Local: Berlim, Köpenick Castle.
Data: 01 de novembro de 1998: Últimos Preparativos.

Todos já haviam despertado e não era necessário muito esforço para que fosse possível ouvir a grande movimentação que ocorria pelo castelo, os preparativos estavam próximos do fim e era agora a sua hora de se preparar. Regressando ao quarto após a conversa com seu irmão, ali você encontrava uma cena divertida e bagunçada, roupas de Evangeline atiradas sobre a enorme cama, alguns sapatos derrubados e portas abertas, rastros de pó de maquiagem pela penteadeira e enfim um bilhete escrito pro Alfie: "Chamei reforços, Eva estará pronta em trinta minutos!".

O silêncio do quarto contrastava com o ambiente externo dos corredores do castelo, afinal, seu jardim inteiro estava a se preparar e os minutos estavam próximos do fim. Todavia, você sabia que teria tempo suficiente para um banho tranquilo e sem interrupções, algo raro e que lhe dava espaço para refletir sobre o teor da reunião que lhe fora adiantado por Edgard.

No entanto, enquanto a sua mente vagava por dentro dos pensamentos e reflexões sobre o passado, passado este que sempre fora distante de status e política, mesmo quando Elonzo fazia seus longos e enfadonhos discursos de "Porque o mundo precisa de nós no poder e não deles". Você era surpreendia por um raio dourado de luz adentrando o banheiro sem permissão, teus olhos prontamente encontravam aquela figura para serem encantados pelo que vinham. Uma cena rara, quiçá impossível de ser imaginada! Ali, de pé e totalmente feliz, a pequena e linda francesa que atendia pelo nome de Lucinde adentrava seu banheiro e exibia um lindo vestido longo, a mesma rodopiava duas vezes apenas para deixar claro aquela impactante novidade.

-Oi! Tudo bem? Vim o mais rápido que consegui! O que achou querida?! Exagerei? Sabe, não estou aqui por formalidades de seitas e políticas mas queria estar a altura de ser apresentada como sua musa! Consegui lhe agradar?

Questionava a jovial anciã do clã dos Patrícios, que sorria alegremente na sua direção aguardando a sua resposta.

Vestido da Musa:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 16:21

O castelo estava vivo, não havia melhor definição para isso, afinal todos se moviam com rapidez e urgência, algo que meus pés também faziam enquanto eu rumava para meu quarto, entrar ali e encontrar um quase campo de guerra me fez rir. Os inúmeros vestidos jogados e sapatos desarrumados eram uma marca registrada de minha adorava musa, mas o pequeno bilhete de Alfonsus dava um ar cômico a toda aquela bagunça.

“Pela bagunça parece que o quarto foi invadido por um vendaval! Lorenz vai enlouquecer quando ver isso.

Andando com calma entre os inúmeros vestidos espalhados eu me dirigia até meu closet, ali fazia questão de escolher o vestido para a ocasião, assim como sapatilhas confortáveis e leves, rumando então para o banheiro eu não me demorava para entrar no banho.

“Tenho o tempo exato para me arrumar, não posso me dar ao luxo de chegar atrasada ou fazer com que Melinda espere demais.”

Envolta na agua quente meus pensamentos transitavam entre a recente conversa com meu irmão e para o passado quando ainda sobre a tutela de Elonzo eu rejeitava completamente a ideia de me ter um papel politico, coisas que o curioso destino quiserá provar o contrário.

Terminando de cuidar de meus cabelos eu ouvia a porta abrir, e ali para a minha mais pura surpresa se apresentava uma Lucinde totalmente diferente do que eu já virá. O vestido longo e todos os cuidados de uma princesa haviam sido tomados, suas palavras porem me tiraram do encanto que ali se formava.

Levantando-me para pegar o roupão e vesti-lo eu corria para abraçar Lucinde e girar-lhe duas vezes.

– Você está linda! Agora você não me escapa mocinha, quero fazer milhares de telas com você usando vestido!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 17:25

O sorriso na face de Lucinde era incontestável, estes evoluíam para risos divertidos e altos quando a jovial francesa de cabelos dourados era levantada pelos seus braços. E assim que os dois giros eram dados, ela ainda no seus braços, segurava sua face para beijar-lhe as duas bochechas com carinho e só depois descer.

-Milhares?! Ai Pita eu não sei, eu fico com vergonha de ficar assim por muito tempo sabe, acho que exagerei com os tecidos das pernas, tinha que ser mais fechado, mais formal. Não é?

Perguntava a sua musa, com um tom de voz inseguro e ao mesmo tempo, carente. Aliás, a postura inteira dela indicava que ela estava ainda com um problema de confiança por não estar com seus típicos ternos e roupas fechadas e por isso mesmo ela deveria ter vindo diretamente até você!

-Eu não quero causar uma reação ruim ou de desaprovação da Melinda. Já ouvi tanto, mas tanto sobre ela! Especialmente de seu próprio irmão, Villon... Aliás, obrigada por me convidar!

Dizia Lucinde, usando o idioma natal dela para que a pronunciar do nome do eterno príncipe de Paris fosse pronunciado com a precisão que ele tanto adorava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 17:38

O riso de Lucinde e seus beijos me fizeram rir, segurando suas mãos eu a ouvia com carinho, era claro que minha adorada e pequena musa não gostava de vestidos e a falta de confiança começava a ataca-la.

- Ouça bem minha querida, não lhe foçarei a posar de vestido por muito tempo, pequena seções regadas a bons risos, hum o que me diz? E acima de tudo você está linda e perfeita!

Eu perguntava ao coloca-la sentada sobre a pia só para beijar-lhe as faces com carinho, indo pegar uma toalha eu começava a enxugar meus cabelos, a última coisa que eu desejava era molhar o vestido de Lucinde.

“Ela não me escapa, não depois de meus olhos verem tamanha beleza!”

Concordando com os comentários de Lucinde eu me aproximava apenas para apertar seu nariz com delicadeza.

– Villon é um dos maiores reis que eu já pude conhecer, Melinda não fica atrás, mas digamos que ela consegue ser mais geniosa quando o quer. Mas tenha certeza de que eu estou muito feliz em poder apresentar minha musa a Melinda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 17:50

-Obrigada pela consideração, mas sabe, talvez alguns beijinhos e abraços também podem ampliar a duração dessas seções sabe?!

Comentava Lucinde, sentada sobre a pia enquanto movimentava as pernas que não chegavam no chão por causa da pouca altura dela. A mesma observava você se secar com um lindo e largo sorriso na face, para apenas fazer uma careta quando tinha o nariz apertado.

-Mais geniosa? Não sei se fico ansiosa ou eufórica! Mas acredito que será maravilhoso né?! E você sabe que meu coração fica bem feliz em saber e ouvir, que sou sua musa! Quem diria, quem diria! Eu, linda!

Reagia a jovem com uma alegria bem contagiante, ela então fazia, propositalmente, uma ação com as mãos que pedia por ajuda para ser retirada de cima da pia. Mas na verdade, ela se aproveitava mesmo para lhe beijar a face mais algumas vezes com ternura.

-Vai ser um prazer poder vestir um lindo vestido feito por Renz para posar para ti Pita, porque eu sei que em você eu posso confiar! Aliás, vai precisar de ajuda para se aprontar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 18:11

Ouvindo a dica de que um pouco de atenção e carinho aumentariam o tempo que Lucinde ficaria de vestido ao posar, eu simplesmente pulava no mesmo lugar em comemoração, rindo com isso eu sorria feliz, afinal havia encontrada na pequena francesa uma boa amiga.

– Considere que isso foi anotado e não será esquecido!

Comentava antes do pequeno ataque de beijinhos, ali eu não me importava em abraçar Lucinde e aperta-la com todo o carinho e força possível.

–Fique os dois, porque você é simplesmente linda Lu, só não tinha ninguém capaz de lhe dizer isso! Mas agora tem e eu faço questão de te lembrar disso sempre que possível!

Beijando a testa de Lu eu sorria ao concordar com sua pergunta.

– Vou precisar que você feche os botões do vestido e uma ajudinha com a selva que é meus cachos viria bem a calhar.

Colocando-a no chão eu sorria ao ir me vestir esperando que Lu pudesse fechar os botões em minhas costas.

“Preciso aprender a fazer essas coisas sozinha, sei que Lena adora brincar em meus cabelos, mas um pouco de independência não me faria mal.

Vestido e Sapatos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 19:48

Todas os elogios eram muito bem vindos pelos ouvidos de Lucinde, a francesa não deixava nenhum único segundo de sorrir e foi com esse mesmo sorriso lindíssimo na face que ela concordava em lhe ajudar a abotoar o vestido. E assim ocorria, ela te ajudava com o vestido e com seus lindos cachos que caiam por cima dos seus ombros. O toque final vinha no perfume que a mesma fazia questão de borrifar antes de comentar:

-Sabe, o que eu mais admiro em vocês é o fascínio. Sei que existem os riscos, vi eles bem de perto durante as missões com Alfie... Todavia, eu queria, realmente poder um dia paralisar diante dessa sua beleza Pita, apenas para que você soubesse o quanto eu a admiro. Essa noite será decisiva em sua vida e por isso direi a ti, exatamente o que meu Senhor disse para mim quando eu fui nomeada Arconte...

A figura jovial e delicada ainda estava ali, mas quem falava contigo agora era a Justicar dos Justicares, a eterna líder máxima do clã Ventrue dentro da Camarilla moderna, a temida Arauto Escarlate: Lucinde. Que do alto de seus títulos e proeminência incontestável, afirmava com convicção:

-Nunca se iluda, você não é especial. Não há escolhidos, não há branco e preto. Você não chegou aqui por nascer para este destino, tu não é e jamais será a única e insuperável figura a viver nesta terra. Entenda e lembre-se de quem você verdadeiramente é, dos seus valores e acima de tudo, não permita que tua força obscureça vossa verdade máxima. Verdade que eu vejo todas as noites em seus olhos... Este é o primeiro grande passo, continue assim e tua caminhada será eterna minha querida. É chegada a hora e você se fez pronta para esta. Por tanto, vamos?!

Lucinde por fim estendia a mão na sua direção, aguardando por suas reações. Você já a conhecia o suficiente para saber o quanto a figura do Senhor dela era um assunto delicado e de enormes mágoas, ela nunca iria esquecer o falecido nobre que a abraçou e o mencionava apenas diante das pessoas que ela realmente confiava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 20:15

Ajudada por Lucinde eu sorria ao ver a felicidade de minha pequena e ao mesmo tempo grandiosa musa, a felicidade que irradiava dela me trazia alegria e não havia motivos para esconder isso.

“Fizemos bem em chama-la, ela está linda e feliz. Ela merece toda a felicidade que puder ter.”

As palavras de Lucinde me fizeram suspirar com carinho, ali estava uma declaração pura de admiração, uma que meu coração não esqueceria, já o conselho foi escutado com atenção e obedecia, eram palavras antigas e reais que se encaixavam muito bem no que aconteceria naquela noite.

Com delicadeza eu aceitava o convite para me levantar, mas ao invez de andar eu abraçava Lucinde com força e carinho.

– Obrigada pelo conselho minha querida, me lembrarei dessas palavras, mas me prometa que quando eu as esquece-las você puxará minhas orelhas.

Minhas mãos erguiam com suavidade a face de Lucinde, para só então meus lábios beijarem com carinho os de minha musa.

– Um dia quem sabe você seja capaz de entrar em fascínio, já o vi acontecer com Fredy, irei me esforçar para que esse dia chegue, até lá irei cuidar de você e a amarei como a ama minha musa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 23:35

O abraço era muito bem recebido, a sorridente francesa cuja estatura extremamente jovial a deixava alguns centímetros sempre abaixo de ti estava preparada então para andar contigo até o andar inferior, mas era surpreendia pelo suave beijo que parecia despertar uma felicidade explosiva na mesma. Os pés dela pareciam querer voar enquanto os lábios encontravam uma real dificuldade em esconder a vontade de rir de felicidade.

-Quando este dia chegar, eu vou... Ah Pita querida, minha amada eu fico sem palavras!

Lucinde estava com as bochechas rubras naquele momento, respirando no entanto de maneira leve a mesma levava as mãos em frente do próprio corpo, para suspirar e enfim olhar nos seus olhos.

-Quem diria, estou ansiosa para um encontro do Sabá! Só você mesma pra me mudar tanto assim querida, essa noite será especial eu sei que será!

Afirmava a francesa que agora lhe estendia a mão, em um convite informal e amigável para que enfim vocês saíssem do quarto. Enquanto isso ocorria, era possível sentir a felicidade da sua pequena em correr em volta de Caroline e de sua eterna mentora nos caminhos da humanidade e prole de Monçada, Maria Sandoza.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   5/12/2017, 23:58

Pegando de surpresa Lucinde eu ria feliz, sem dúvida nenhuma a pequena francesa havia criado um lugar especial em meu coração, assim como no coração de todos que pertenciam aquela enorme família, principalmente de Evangeline.

– Quando esse dia chegar será magico! Até lá nos divertimos um pouco no caminho!

Comentava ao beijar a testa de Lucinde com carinho, olhando com rapidez para o espelho eu sorria respirando fundo enquanto ouvia as palavras de minha querida amiga.

“Estou pronta, logo os últimos convidados irão chega! Não demorará muito agora.”

A invasão de alegria da minha pequena alertava sobre a chegada de Carol e Maria, eu podia quase sentir o perfume das duas e com toda a certeza ouvir as risadas de minha mentora assim como sentir a iminente vontade de pedir uma tâmara a ela.

Voltando-me para Lucinde eu aceitava sua mão só para comentar de maneira suave, mas divertida.

– Ainda descubro como consigo fazer esses truques de mágica, ou não é divertido não saber!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   6/12/2017, 19:18

Lucinde ria da sua última fala, mas não tinha como realmente lhe oferecer alguma resposta. Assim sendo, vocês duas enfim saiam do quarto e começavam a se direcionar para a sala de estar. Já da escada era possível ver a cena da sua pequena correndo em torno de Maria, fazendo círculos completos em torno da experiente Lasombra que se divertia com aquela cena inusitada. Já Caroline estava a conversa com Friederich em um tom muito amigável e íntimo, afinal, eles sempre foram também excelentes amigos. A sua pequena parava de correr por sentir o cheiro de Lucinde e virava rápido para bater palmas, chamando a atenção de todos e apontar para a escadaria de onde vocês duas desciam lado a lado.

Era possível ver o sorriso de aprovação e orgulho de Marie, assim como a felicidade de Carol. Mas o olhar apaixonado e encantado de Fredy era especial, o homem chegava a suspirar!

-Boa noite Pietra e para ti também Lucinde. Pelo visto hoje teremos um evento deveras grandioso e a altura de nossa ilustre convidada não é mesmo?

Dizia Maria que prontamente dava alguns passos a frente para receber vocês duas, beijando as faces de Lucinde e posteriormente lhe abraçando com carinho.

-Não tem a menor graça me preparar horas e horas para vir aqui, sinceramente, é uma competição muito injusta!

Brincava Caroline que também se aproximava de vocês. Já Friderich olhava exclusivamente para ti e movia os lábios para que você pudesse lê-los: "Meu amor".

-Desculpa Caroline, mas hoje eu serei a grande musa! Entre na fila!

Retrucava Lucinde em um tom divertido que arrancava rissos de Caroline e sorrisos verdadeiros dos outros dois. A sua pequena então corria para admirar a querida francesa dela de bem pertinho.

Imagens de Apoio:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   6/12/2017, 22:03

A risada de Lucinde era compartilhada, por mais que eu tentasse entender o resultado de minhas ações, eu sabia apenas que fazia aquilo que meu coração mandava e pedia, havia sido assim durante toda a minha existência, e não seria agora que eu mudaria.

Ao lado de Lucinde eu podia ver a linda cena que se apresentava na sala de estar, a alegria de minha pequena era totalmente demonstrada nos inúmeros círculos que ela dava ao correr em volta de Maria, e as risadas de nossa mentora apenas a incentivavam. A cálida e amigável conversa entre Caroline e Fredy animavam meu coração, já que ambos sempre foram bons amigos e o laço voltava a se reforçar com o despertar de Maria.

A palma de minha pequena estrategicamente feita me fez sorrir, meus olhos se voltavam para Friedrich apenas para sorrir para meu amado Lorde elegante como sempre.

“Tudo pronto bem a tempo. Isso seria impossível sem ajuda de todos. Temos uma família unida Fredy, unida por você meu querido.”

– Boa noite Maria, teremos o melhor que o curto tempo nos proporcionar. Espero sinceramente que nossa convidada possa perdoar qualquer falha.

Comentava depois de abraçar e beijar minha amiga e mentora, ouvindo as palavras de Caroline eu sorria de leve ao abraça-la com carinho e beijar-lhe a testa.

– Estás simplesmente linda minha irmã, sei que terás olhos só para você está noite!

Os movimentos dos lábios de Fredy abriam um sorriso feliz em meus lábios, havia sido Melinda que nos apresentará na segunda chance que o destino me concederá e agora nos apresentaríamos novamente a nossa Rainha. As palavras de Lucinde me fizeram rir, minha pequena que não se aguentava em suspiros simplesmente não conseguia parar de olhar para sua amada francesa sem lhe pedir um abraço.

– Não briguem meninas, vocês sabem bem que posso fazer telas com todas vocês sem nunca me cansar!

Com delicadeza eu me aproximava de Friedrich para beijar-lhe os lábios e sussurrar de leve em seus ouvidos.

– Você está magnifico meu lorde.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   7/12/2017, 17:23

As saudações eram retribuídas por Maria que fazia questão de beijar suas duas bochechas e ainda tomava a liberdade de puxar uma das suas mãos para depositar rapidamente um anel ali dentro, fechando-a para que você não pudesse vê-lo ainda e dizia:

-Melinda é grandiosa em vários aspectos, mas jamais seria cruel a este ponto. Ela sabe o que vai receber e como será recebida, por tanto, quando ela entrar por aquela porta peço para que somente neste momento, ponha esta pequena herança.

Ainda com o toque metálico dentro de suas mãos, você pode seguir até Carol que sorria em sua baixa estatura para lhe abraçar com bastante carinho. Todavia, sua fala deixava a moça envergonhada que fingia não entender sobre o que você estava a falar:

-Obrigada irmã, ao menos tenho a certeza de que você sempre irá me notar não é mesmo?!

Posteriormente era a vez de encontrar a doce cena da sua pequena sendo abraçada por Lucinde, a pequena se derretia inteira dentro daquele abraço e chegava a soltar um gemido idêntico ao de Lotte no meio daquele carinho especial que recebia da francesa. E por fim, você pode se colocar junto de Fredy e abaixar-se para beijar os lábios de seu Lorde. O mesmo sorria e ajeitava a gravata borboleta, para afirmar:

-Obrigado querida, escolhi vestes menos modernas e mais confortáveis para as minhas memórias, afinal, Melinda sempre me lembrará de Madrid... Mas desta vez eu não estarei sozinho!

Assim que a fala do homem era pronunciada, era possível ouvir um som animadíssimo de risadas que se seguiam por passos rápidos de uma sapatilha que só poderia estar nos pes de Luana. A jovem gritava então, para que todos ouvissem:

-Atenção! Todos em fila, vamos e sem enrolação! Todos pela escada e nada de tentar fugir pela sacada! Senhoras e Senhores, eu apresento a vocês o Jardim de Pietra Rafaldini!

A voz da jovem ecoava do andar superior, logo todos puderam voltar seus olhos para a escadaria e a euforia da sua pequena deixava bem claro quem estava descendo a frente de todos os demais convidados: Evangeline.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   7/12/2017, 17:46

Os suaves beijos de Maria eram recebidos com um sorriso alegre em meus lábios, a ação de colocar um anel em minhas mãos e suas palavras me faziam encara-la, ainda mais devido suas ultimas palavras, mesmo fazendo anos meu toque reconhecia o anel, a herança que minha irmã e Mentora doavam naquele instante.

“Monçada...”

Respirando profundamente eu segurava as lagrimas que adorariam marcar minha face, sorrindo eu abraçava Caroline só para rir de seu desentendimento proposital, ela havia entendido a pequena mensagem sobre Edgard então não havia motivos para provocar minha querida Carol.

– Sempre minha irmã, sempre e não se esqueça disso!

A cena que se passava entre Lucinde e minha pequena enchiam meu coração de carinho e orgulho, a pequena simplesmente amava a francesa, algo que eu sentia completamente a cada pequeno suspiro dela.

Ao lado de Friedrich eu sorria feliz, meu elegante Lorde estava simplesmente lindo, da mesma forma que eu o havia conhecido, concordando com suas palavras eu comentava de leve.

– Melinda é o espelho da alma de Madrid, eu vi isso na noite em que nos conhecemos.

O som de passos e a voz cristalina de Luana marcavam a entrada de meu jardim, já a clara animação da pequena se dava justamente pela tempestade e musa que seguiam a frente, Eva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   8/12/2017, 02:45


Uma luz dourada se apresentava no topo da escada, como uma estrela no mais alto céu de uma noite de verão. O ar rarefeito parecia se extinguir vagarosamente enquanto seus olhos tentavam vencer o ofuscante brilho daquela estrela radiante, cujo dourado assemelhava-se ao mais sacro de todos os ouros deste mundo. Uma dádiva entre os vivos, uma beleza única e incomparável que perpetuava-se ao teu lado, mas que agora era capaz de inspirar muitos outros, ou talvez até o mundo inteiro. Afinal, seu brilho era tão grandioso que duvidar de sua onipresença seria um verdadeiro pecado.

Os sedosos cabelos dourados, ajustados em um penteado tradicional traziam em seu topo uma lindíssima tiara de mesma cor. A pele alva e perfeita causava um pequeno incomodo por toda sua simetria humana, especialmente pelos suaves tons rosas juntos das bochechas e a respiração calma das narinas. Os lábios... Presentes da própria Afrodite para este mundo! Estava impecáveis em sua total ausência de tinturas artificiais, apenas suavemente hidratado para ressaltar as linhas naturais e esculpidas com tamanha perfeição. Sua reação estava a se questionar agora, você estava a ver uma obra de arte viva ou uma mulher ali no topo da escada?!

A poderosa estrela dourada trazia em seus braços a impotente figura masculina do próprio deus Apolo, afinal, este cuidava pessoal do grande sol que adentrava o ambiente! Usando uma roupa branca e com detalhes medievais fortíssimos que incentivava tua memória a mais longa de todas as prazerosas nostalgias, afinal, fora em uma vestimenta similar que o próprio Apolo a recebera em sua primeira noite como uma eterna rosa. Mas... Quais eram mesmo os nomes dessas maravilhas que se apresentavam no topo daquela escada? Não importava, o que realmente importava é que ambas sorriam exclusivamente para ti, pois elas eram vosso amor, vossa arte e vida!

Era Evangeline e Alfonsus que desciam lado a lado em passos suaves, sendo seguidos por todo o enorme Jardim de vocês haviam cultivado no passar desses anos, uma verdadeira família que ainda era muito maior! Mas, mesmo com as ausências, apresentava-se com uma primazia inesquecível e belíssima. Seus filhos, os filhos de sua musa, os filhos de Alfonsus, a princesa de Fredy e o príncipe de Lucinde. A tulipa vinha então em seguida, acompanhando teu irmão e todos os outros! Por uma sorte do destino, tua admiração pelas poderosas presenças era amenizada pelo toque de Maria em suas costas, dando-lhe o apoio necessário para que o equilíbrio não lhe faltasse.

A porta da sala de estar se abria, para revelar as encantadoras faces de seus amigos locais. Elizabeth, Erika e Sebastian apresentavam-se muito bem vestido e imediatamente entendiam o que estava acontecendo naquele momento magnífico, ao lado deles havia uma angelical criatura feminina de cabelos vermelhos, que imediatamente assumia a responsabilidade de assoviar uma doce melodia, para embalar o teu inevitável fascínio. Apesar de tanto detalhes, era impossível desviar a atenção do casal. Como poderia haver tamanha perfeição?

-Mon amour...

Dizia Evangeline assim que seu fascínio enfim acabava, a sua eterna musa esticava a mão livre para tocar a sua face com enorme carinho. Alfonsus então inclinava-se para beijar a sua testa e murmurar:

-Estamos todos aqui por ti querida.

Sua consciência enfim começava a se recompor a medida com que você entendia a presença de todos os convidados para o encontro com Melinda e isso significava que a poderosa Rainha estaria a chegar a qualquer momento!

Roupas de Alfie e Eva:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   8/12/2017, 10:51

A luz que singrava as escadas me atraia, assim como uma mariposa era atraída para a chama da vela, mas ali não havia dores, apenas o mais puro amor. Minha musa, a mais bela de todas e a mais pura representação de minha arte. Suspirando eu me entregava a visão sem questionar.

Contrapondo minha musa, o Apollo a guiava delicadamente, as belas roupas de Alfonsus e sua presença enchiam meu coração de amor, se um dia eu o temerá, meu coração havia se esquecido por completo, ambos Apollo e musa o preenchiam de maneira única, minhas raízes sempre tão irrequietas haviam encontrado neles um lugar para descansar.

Suspirando eu os via guiar o jardim, filhos, filhas e acolhidos de todos nós, aqueles que eram o mais puro motivo da continua melhora e crescimento, legados vivos de quem éramos, nossa herança. O som do assovio me fez rir, a pequena me alertava da chegada de mais amigos e convidados, mas meus olhos me traiam, não havia como desviar meus olhos daquela luz dourada que me inundava e dominava.

Era a voz de Eva e o toque carinhoso de Maria que me devolviam devagar a realidade, o fascínio havia sido inevitável diante de tamanha perfeição, mesmo assim eu não podia esconder a felicidade ao receber o beijo de Alfonsus, rindo eu puxava sua face para beijar seus lábios e sussurrar.

– Obrigada meus amores.

Respirando e tentava me recompor, agora que estávamos todos reunidos Melinda não tardaria a chegar, ainda assim meu corpo inteiro suspirava feliz pela maravilhosa visão.

– Obrigada a todos.

Eu sussurrava feliz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   8/12/2017, 12:44

Alfonsus tomava a liberdade de postar um pouco aquele beijo, apenas por claramente não ser capaz de resistir aos teus encantos. O homem então dava inicio ao processo de saudar a todos os convidados enquanto Evangeline tomava a suas mãos e ficava ali, diante dos seus olhos até que toda a sua consciência estivesse novamente em seu devido lugar, para simplesmente sorrir emocionada e seguir Alfonsus no saudar de todos os convidados. Enfim, depois de todos enfim saudarem-se, Francesco os conduzia até a sala de musica onde a recepção ocorreria.

Sala de Musica:
 

A principal mudança era a abertura das portas da lateral direita da sala que ampliava-se para uma sala de dança onde normalmente Evangeline, Luana e Fiore praticavam todas as noites. Porem o espaço estava agora decorado de forma com que comportasse todos os presentes sendo que a sala de música acabava por tornar-se um ambiente onde os instrumentos estavam localizados e onde você e os líderes do Jardim deveriam receber a rainha e posteriormente levá-la até os mais jovens na sala aberta ao lado.

Francesco enfim despedia-se silenciosamente para ir receber a convidada real, um breve silêncio se formava, a expectativa e ansiedade de todos se mostrava latente. Evangeline esfregava e pressionava a junta dos dedos, como sempre fazia quando estava ansiosa, já Alfonsus chegava se tudo estava em seu devido lugar através de uma análise extremamente critica e profunda do ambiente, movendo-se até o piano para ajustá-lo alguns milímetros. Friederich estava a conversar bem baixo com Eddie e Maria parecia explicar algo a Beth e Erika... Muitas outras interações ocorriam, porém, o som da porta de entrada do castelo se fazia presente e todos se paralisavam.

Por breves instantes, a magnitude da presença dela se fazia presente. Os mais jovens se surpreendiam enquanto os antigos como você se sentiam encantados e mesmerizados pelo que estava a ocorrer, por sorte, a magia de Eddie controlava aquela sensação ao ponto dela ser minimizada em uma extrema velocidade. Maria então, suavemente se aproximava para lhe indicar que seira a melhor hora de colocar o pequeno presente.

Finalmente, Francesco surgia outra vez, abrindo as portas da sala de musica e anunciado:

-Senhoras e senhores, a vocês eu apresento a ilustríssima e soberana Regente do do Sabá. Vossa Majestade, a Primordial Rosa Negra, Prole da Eterna Rainha das Soberanas Deusas e mais bela dentre todos os vivos, Helena. Saúdem, Melinda Galbraith!

As palavras de Francesco eram seguidas por uma salva solitária de palmas, feita pela própria anunciada em uma quebra proposital de protocolos! Essa simples quebra já demonstrava o teor da reunião e ao mesmo tempo elogiava o teu querido vassalo e amante, cujo sorriso contente era notório. Surgindo então ao lado dele, estava a sua eterna rainha: Melinda. Com a magnífica postura que seus olhos jamais se cansariam de admirar, a matusalém olhava primeiro para Francesco e o agradecia com um beijo suave na face e um toque no ombro, afinal, ela já sabia de seus sentimentos por ele mesmo que você não precisasse dizer absolutamente nada! Em seguida, a poderosa e onipotente Regente do Sabá se movimentava calmamente até você.

-Que belíssimo jardim cultivastes aqui querida! Todavia, devo admitir que não esperava encontrar esse maravilhoso e forte homem ao teu lado, o Apolo da Toscana... Já se fazem quantos séculos querido? E veja só, queridíssimo Friederich! O Arcebispo que todos consultam e respeitam, tens feito um magnífico papel aqui querido! E Evangeline... Está tentando me provocar um fascínio, é?! Sua sapeca! Quantas faces novas! Mas antes de me apresentarem a todos, venha cá minha princesa querida!

Melinda então a puxava para um abraço bem apertado e forte. Para então beijar a sua face e lhe permitir agora um espaço para reações. Naturalmente, depois de sua fala todos iriam também se pronunciar mas era claramente você quem ela estava tratando como a figura mais importante da reunião.

Imagens de Apoio:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   8/12/2017, 14:02

O beijo de Alfonsus me fazia rir, mas era o cuidado de Eva em me ver plenamente recuperada que me deixava feliz, minha musa havia se tornado carinhosa e gentil, mais do que era antigamente, uma mudança que se mostrou mais latente depois do amaranto de sua rival e amiga.

Suspirando eu balançava a cabeça para me recompor, Alfonsus cumprimentava os convidados recém-chegados, pequenas interações que se passavam antes de irmos para a sala de música, seria em meio aos instrumentos que receberíamos uma das maiores rosas da história, minha rainha.

Já plenamente recuperada eu sentia a ansiedade aumentar, a decoração arrumada da sala de musica e de dança logo ao lado era revista com cuidado por meus olhos, a pequena por outro lado não se cansava de percorrer as salas mais ansiosa do que nunca, chegando até a pedir maçãs a Lorenz para suportar a espera.

“ Não adianta pedir para que ela se comporte, logo ela vai estar eufórica. Eu também estou, a quem julgaria!”

O som da porta de entrada me fez prender a respiração, era impossível não faze-lo ou sorrir, seguindo a indicação de Maria eu cuidadosamente procurava pelo melhor dedo para colocar ali o anel, o reconhecimento prévio que agora se confirmava quase me fazia chorar novamente, aquela era a prova da presença de Monçada, o maior Cardeal que a Espada já teve, assim como o primeiro. A gigantesca presença de Melinda me atingiu com suavidade, eu amava aquela força que apesar de tudo era carinhosa e protetora.

[i] “A Imperatriz era poderosa, mas sua presença era fria. Melinda é quente, foi assim desde a primeira vez que a vi!”


Ao som da voz de Francesco eu erguia a cabeça, sorrindo com carinho eu ouvia a bela apresentação feita para Melinda, mas suas palmas revelavam o verdadeiro tom daquela pequena reunião, ainda mais quando está tocava de leve nos ombros de Cesco e beijava sua face.

“Estás em meio a sua família, afinal Violleta é sua sobrinha e minha mãe.”

Ouvindo as palavras de Melinda meu sorriso apenas aumentava, a pequena suspirava a cada palavra de nossa Rainha, e quando eramos chamadas ela corria para abraça-la e descaradamente morder-lhe de leve a mão. Rindo eu tomava as mãos de Melinda para beija-las e só então abraçar-lhe com força.

– Se Eva quer lhe causar fascínio não sei dizer, mas sei que não resiste a beleza dela. Seja bem-vinda minha Rainha, todos aqui estão felizes por recebe-la. Fez boa viagem?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   9/12/2017, 12:45

Os olhos acastanhados de Melinda não disfarçavam a alegre surpresa ao ver a reação de sua pequena, a besta não só mordia, como roçava os dentes pela lateral da mão esquerda da matusalém. Sorridente ela observava enfim a sua aproximação enquanto modificava o tom das expressões, a felicidade tornava-se carinho e afeto, sentimentos que eram dominantes no abraço enfim compartilhado.

-Se eu fiz uma boa viagem?! Estava preparada para passar um ano inteiro em deslocamento até me recordar de o quão velozes podem ser os aviões. Minha viagem foi tranquila querida! Especialmente porque houve um cuidado muito charmoso vindo de seu querido filho, Lorenz. Mas antes de apressar-me em conhecê-los, deixe saudar os que aqui já estão!

A Regente então beijava a suas faces e direcionava-se para Evangeline.

-O dourado é apenas para fazer jus ao tesouro que tu és em minha vida querida Melinda!

Dizia a francesa que logo recebia um abraço bem apertado e vários beijos na bochecha esquerda.

-Minha queridíssima sereia! Não sei como consegues ser tão bela, se não fostes a musa de Pietra, certamente seria a minha!

Melinda olhava na sua direção logo após a própria fala e exibia um sorriso divertido, deixando claro que era apenas uma brincadeira. Posteriormente ela ia até a figura de Friderich, ali ficava evidente como ambos tinham alturas semelhantes, por tanto o abraço era mais formoso e sutil. Nenhuma única palavra era trocada entre eles, não havia necessidade alguma, os olhares de respeito e afeto já diziam tudo por si só. E por fim, a Regente do Sabá virava-se para Alfonsus e dizia enquanto andava até o gigante:

-Vejam só! Olá querido, enfim no mesmo lado não é mesmo? Ouvi muito sobre suas ações e especialmente tua força, acreditei por muito tempo que você jamais sairia de Florença e que as notícias sobre Masdela, a lâmina de Uriel, fosse apenas uma outra criatura. Mas não se preocupe querido, não existem amarguras, os tempos passados já não significam muito neste novo mundo que forjamos para nossos herdeiros.

Alfonsus olhava para a poderosa mulher com um olhar firme, muitos anciões poderosos julgariam aquela forma de olhar como desafiadora, mas Melinda aprovava com um belo sorriso.

-Perdoe-me a indiscrição, mas da mesma forma que eu tive que construir uma imagem e um personagem, a Senhora também o fizeste. Afinal, Galbraith pouco condiz com tua verdadeira origem assim como os rumores em torno da sua figura como uma filha de Poseidon.

Melinda deixava um riso divertido lhe escapar pelos lábios e finalmente abria os braços em um convite, para ser então abraçada com força por Alfonsus e seus braços largos e firmes. Ela não escondia do quanto gostava daquele abraço, para então no final deste sorrir alegre e se direcionar novamente a você.

-Querida, vamos então as apresentações?! E sinceramente, muito obrigada por me receber com esse maravilhoso anel em seus dedos. Não haveria pessoa melhor neste mundo para carregá-lo...

Uma pequena pausa era feita na fala da própria Regente, ela então se virava e fazia um sinal em direção a porta e por ela adentrava a figura de uma mulher ruiva, trajando um curto e belo vestido púrpura. Você logo a reconhecia, mas era esta a primeira oportunidade de uma apresentação formal.

-Permita-me iniciar as apresentações, esta é Rosemarie Saavedra Ferreyra. Prole de minha filha mais velha, Melisande. Provavelmente vocês já se conhecem, todavia, é sempre importante atentar-se as formalidades entre linhagens não é mesmo querida?

Rosemarie adentrava a sala de música com um sorriso gentil na face, fazendo então uma curta e forma reverência a todos, ela havia chegado em Berlim após a queda do muro e participava de maneira tímida da Espada, isso se dava a sua recente prole que fazia parte do mesmo bando de Lotte.

A Rosa Negra de Melinda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   9/12/2017, 15:34

A surpresa da Rainha me fez rir, a pequena se aproveitava disso para morder mais uma vez em um cumprimento único mas feliz, quase pulando em volta de Melinda ela não continha o amor que sentia pela figura milenar.

Recebendo o abraço eu sorria feliz, não havia nada melhor do que reencontrar minha Rainha e recebe-la em meu próprio castelo, já que eu era sua princesa era o mínimo a ser feito.

– Fico feliz que tenhas feito boa viagem, e mais feliz ainda por saber que apreciaste os cuidados de Lorenz.

Deixando que Melinda pudesse cumprimentar os demais eu sorria ao espera-la pacientemente, seu olhar voltado para minha direção na brincadeira de roubar Eva me fez rir, mas a pequena claramente balançava a cabeça negativamente cruzando os braços e fazendo um enorme bico, afinal Eva era sua tempestade e ela a amava.

“Ela não vai rouba-la de verdade... Quer dizer, não deixaríamos!”

O abraço entre Melinda e Friedrich me fazia suspirar, não era necessárias palavras para descrever o carinho e respeito que tinham um pelo outro, isso fazia meu coração se encher de alegria e minha pequena suspirar ao se apoiar em meu ombro. Já a pequena conversa entre Alfonsus e Melinda me deixava ansiosa, ambos se conheciam antes mesmo de meu nascimento o que era um fato novo, porem o abraço e a clara demonstração de gostar deste me tirou qualquer duvidas de como seria o relacionamento de Alfonsus e minha Rainha.

Dando um passo a frente quando as palavras da Regente se dirigiam para minha pessoa, sorrindo eu tocava de leve no anel eclesiatico e suspirava ao responder.

– Ele estaria feliz por esse encontro.

Nesse instante meus olhos se dirigiam para Maria e Caroline em respeito as lembranças de nosso Cardeal e mentor, as palavras de Melinda me fizeram virar na direção de Rosemarie, atenta aos seus movimentos eu a respondia com uma leve e educada mensura, apenas para no final desta, tomar suas mãos e beija-las com carinho para abraça-la.

– Como está seu menino minha querida?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   10/12/2017, 01:10

Melinda concordava positivamente com um sinal de cabeça a sua fala sobre Monçada, o Eterno Cardeal de Madrid era um grande amigo da Regente e ela não conseguia disfarçar muito bem a falta que ela notavelmente sentia do mesmo.

-Boa noite querida Bispo! Meu pequeno herdeiro está magnífico, sabe alcançar uma rosa negra masculina a altura da herança de Melinda é complicado, fui muito exigente! Mas Herman tem me surpreendido sempre, é um poeta fantástico!

Dizia a dançarina de origem latina com um sorriso feliz nos lábios, a mesma prontamente retribuía o carinho que recebia e beijava não só a sua face como também as suas mãos e por fim, Melinda comentava enquanto puxava a sua pequena para um abraço mais apertado.

-Me perdoe em a falta de educação queridas, mas eu queria muito mesmo conhecer o jardim de Pietra! Especialmente o rapaz que atendo por Lorenz, afinal, ele foi o responsável pelo nosso contato nesse anos de distancia não é mesmo querida?

Dizia a regente com um sorriso sem jeito na face, não fazia muito bem o estilo dela pedir por coisas, logo, por ela fazer dessa forma deixava ainda mais claro como ela estava ansiosa para conhecer a sua família e jardim!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   10/12/2017, 01:28

A falta de Monçada afetava a todos, principalmente Melinda e era em seus olhos que eu podia notar isso, a pequena se colocava ao seu lado e entrelaçava seus braços com o de sua rainha.

De frente para Rosemarie eu sorria feliz, nossas proles haviam nos aproximado e ouvir sobre o crescimento de Herman era um bom sinal, afinal eles faziam parte do mesmo bando, já a pequena interrupção de Melinda me fez sorrir com carinho.

– Fico feliz que tenhas achado alguém digno deste posto minha querida. Bom já que nossa Regente está com tanta pressa eu não vejo problemas em furar a fila de apresentação.

Comentava com calma apenas para ver minha pequena rir feliz nos braços de Melinda, animada ela segurava a face de nossa Rainha para lhe mordiscar a bochecha e correr na direção de Lorenz, rindo disso eu guiava Rosemarie até Friedrich para não deixa-la sozinha.

“ Um sonho se realizando. Lorenz e Melinda se conhecendo!”

Tomando os braços de Melinda eu a guiava em direção do meu jardim, sorrindo com carinho comentava de maneira breve mas feliz.

– Lorenz cuidou de nossas correspondências e de cada peça de arte que criei nos últimos anos e lhe confesso que ele está ansioso para conhece-la, todos estão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   10/12/2017, 13:56

Rosemarie concordava com as palavras de Melinda e pacientemente as acompanhava de perto com um sorriso bem simpático na face. Já a Regente ria da mordida recebia e comentava de maneira breve enquanto era conduzida por ti até o outro cômodo onde todos os convidados estavam postos a espera das apresentações.

-Também precisaremos conversar sobre a sua pequena em breve querida...

A fala era curta, mas já lhe trazia um peso interessante para ser analisado, afinal ela poderia ter respostas muito mais sólidas do que qualquer outra pessoa já que Lameth não era simplesmente acionável e presumir que Melinda o conhecia não era nenhum absurdo, afinal, ela foi abraçada séculos antes do nome Giovanni que sucederia os Cappadocian surgir no mundo.

Assim vocês se encaminhavam até Lorenz, uma ação inesperada e observada por todos com certa curiosidade, os olhos da Regente só desviavam brevemente para encontrar a figura de Lucinde e acenar para a mesma, para posteriormente mandar um beijo na direção de Marie e romper todos os protocolos ao literalmente, correr na direção de Lorenz e o apertar com tanta força que o tirava do chão! O rapaz corava como você nunca tinha visto! Luana batia palmas alegres em sincronia com sua besta.

-Oi Renz!

Dizia Melinda enquanto o apertava com muita força, o rapaz sequer conseguia respirar! Ela então ria e o colocava no chão, para prontamente começar a ajeitar a roupa do mesmo que ainda não era capaz de verbalizar uma resposta.

-Me desculpe querido, não queria estragar esse maravilhoso terno. Só que estou a aguardar esse momento há quase cinquenta anos! A ansiedade saiu de controle quando soube que tu havia sido escolhido por minha princesa pra tornar-se um de nós, uma pena que não tenha permanecido no Sabá, mas não vou lhe puxar as orelhas, és livre e eu o respeitarei acima de tudo pois és o filho de minha querida Pietra e o responsável por me manter em contato com ela, minha gratidão a ti é infinita meu querido. E é por isso que eu trago para ti um presente!

Ela movimentava a mão esquerda com uma agilidade impressionante, seus olhos até desconfiavam que ela havia de fato saído da sala e retornado, ou simplesmente trazia algo nas mãos des do começo e só agora a revelava através de uma ofuscação surrealmente poderosa, era muito complexo tentar mesurar as forças daquela matusalém que demonstrava o começo de uma mudança chamativa, afinal, as reações dela estavam vivas e menos geladas!

-Aqui querido! Uma carta escrita por meu irmão, nomeando-o membro honorário da família real francesa, sob as graças de Violetta, tua avó! Isso faz de mim, algo como sua bisa! Não é curioso e fantástico?!

Lorenz olhava para a carta que tinha o magnífico e inconfundível brasão de Villon! Ele por fim esticava as mãos e a pegava com cuidado para olhar diretamente a Melinda e enfim responder de maneria tímida:

-Deus, eu não sei reagir a tudo isso, me desculpe Senhora...

Melinda negativava a fala de Lorenz com um balançar de cabeça, exatamente como ela havia feito contigo nas suas primeiras interações em Madrid. O mesmo ficava ainda mais vermelho e retomava a falava:

-Certo, Melinda... eu gostaria de dizer que estou realmente sem palavras! Obrigado, sinceramente, muito obrigado por lembrar-se de mim e saiba que apesar das decisões tomadas eu sempre, até que meu último suspirar seja dado, irei me recordar deste encontro e olharei para vossa figura com a máxima honraria que esta merece, minha eterna e máxima rainha!

A poderosa Regente suspirava e puxava teu filho para outro abraço, este bem longo e demorado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   10/12/2017, 14:21

De braços dados a Melinda eu a guiava até a segunda sala, suas palavras sobre minha pequena me faziam sorrir, Lameth era realmente velho e poderoso, mas havia me deixado inúmeras questões com seu pequeno presente, talvez minha Rainha pudesse sana-las, afinal ela era muito mais antiga do que a criação dos Giovannis.

– Temos muito que conversar mia Regina, muito.

A pequenas quebras de protocolos me faziam rir, mas era a corrida de Melinda que me surpreendia, nunca em minha existência a vira tão alegre e solta, o abraço apertado em Lorenz e suas ações eram algo novo, mas apenas a deixavam mais bela.

“Ela está mais viva... Até o toque... Oh! Como não pude perceber isso antes!”

Rindo comigo mesma eu me aproximava da cena que se passava, era difícil compreender o verdadeiro poder de Melinda, mas a carta dada a Lorenz tinha um significado especial e poderoso.

“Villon... Será que eu ainda o verei novamente?”

O abraço após as palavras de Lorenz me fazia suspirar com carinho, ali estava meu primeiro filho com a mulher mais poderosa que eu havia conhecido, tocando de leve nos ombros de Lotte eu indicava que era momento que esta se apresentasse, afinal a pequena já começava a olhar desconfiada para nossa rainha e queria seu Lorenz de volta, quem mais lhe daria maças sem que eu reclamasse pelo abuso?

– Já que começamos pelos mais novos, vamos continuar assim. Essa é minha rosa negra Lotte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   10/12/2017, 17:18

Todos os olhos presentes na ampla sala estavam voltados para Lorenz e Melinda, afinal, o encontro realmente superava todas as expectativas e causava até algumas faces mais emocionadas entre as rosas de Alfonsus que se comunicavam de maneira discreta entre si. O teu toque em Lotte a fez atentar-se para a situação e dar um passo a frente, preparando-se para se apresentar enquanto a sua pequena cruzava os braços em uma postura desconfiada e inclinava levemente a cabeça para a direita enquanto observava Melinda que por fim, dava mais um beijo na bochecha de Lorenz e agora desviava os olhos na direção de Lotte.

-É uma enorme honra apresentar-me diante vossa majestade, sou Lotte Bethmann Hagelstein, a rosa negra de Pietra Rafaldini e destinada a ser a maior dentre todas as rosas negras da minha geração!

Sua filha se apresentava com firmeza nas palavras e uma determinação que muitos considerariam até desaconselhável diante da grande matriarca da linhagem das rosas negras. Um breve silencioso se formava enquanto Melinda analisava a jovem de olhos negros, para enfim, desenhar um sorriso desafiador nos lábios e afirmar:

-Tenho toda a certeza desse mundo que você irá ouvir de ti e de como você se  colocou a minha frente nessa noite, vejo um enorme futuro à sua frente. A Europa presenciará suas glórias e conquistas, serás uma das faces da nova Era da Espada de Caim... Mas teu caminho não será fácil, prepare-se para ser forte e para que a força de suas mãos estejam prontas para segurar esta dolorosa e amaldiçoada lâmina. É muito bom poder conhecê-la querida!

Dizia a antiga que propositalmente jogava com as palavras que a sua memória encontrava dentro da primeira vez que vocês duas se encontraram, porém a fala original era conduzida a Monçada e envolvia Friderich, ainda chamado por Artur e você. Melinda por fim, puxava as mãos de Lotte e beijava cada uma delas, para então receber o mesmo da jovem. Sua filha então tomava a liberdade de falar novamente:

-Melinda, eu posso lhe pedir uma coisa?

Imediatamente todos olhavam para a cena, afinal isso não era muito ortodoxo e a coragem da jovem rosa negra arrancava um verdadeiro sorriso largo dos lábios de Melinda que a respondia:

-Diga e eu irei considerar querida.

A sua filha dava outro passo a frente e falava com um tom forte e de puríssima confiança:

-Eu gostaria muito, que você pudesse se apresentar hoje para todos nós.
A face de Melinda não escondia a surpresa, a mesma então olhava na sua direção como se aguardasse uma autorização para só depois desta poder oferecer uma resposta, porém era muito fácil ver que ela já estava a procura de um violão enquanto esperava por ti.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Ato XXII - A Nomeação, Parte II   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato XXII - A Nomeação, Parte II
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» VW New Beetle - O Presente Parte 3....
» Meus Kit´s - Adriano Faria / 3º parte
» Ferrari Enzo - "FIORANO"
» Vendo parte da minha coleção
» [Resultado]XXII Torneio de Fotos Cloth Myth Revolution

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
WoD by Night :: Memórias de Berlim-
Ir para: