WoD by Night


Narrativas De World of Darkness Estruturadas Nas Versões de 20 Anos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ato XXIV - Recomeçar

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 14:25


Imagens Referenciais:
 
Local: Praga, Hotel Quatro Estações.
Data: 30 de setembro, 2005.

Muito havia se passado, não faltavam histórias e lindas memórias. Seus filhos já crescidos seguiam seus próprios caminhos, cada um em sua própria seita, mas sempre juntos como verdadeiros irmãos. Luana mantinha viagens para se encontrar com Valentina, para visitar a terra natal ou se apresentar em Festins de Espadas ao redor da Europa. Cada um dos seus queridos passou por pequeninas mudanças, como por exemplo, Rebeka assumindo o posto de Bispo que outrora fora teu!

Seus serviços junto da Espada eram marcados por temporadas de viagens e reuniões, mas essas longas noites de serviço sempre terminavam em um confortável período de recesso. Porém, o começo do ano de 2000 foi marcado pela difícil despedida de Wilhelm, que enfim adormeceu e deixou para trás um nervoso Friderich e uma pressionada Katarina. Esse período certamente foi o mais complicado, porém, o sono do irmão mais velho não durou mais do que cinco anos e isso foi um enorme alívio.

Alfonsus mantinha viagens durante todo o mês de Setembro, indo a Toscana para visitar Loretta e reaver propriedades e aliados em Florença. Eva por outro lado não saia do teu lado, fazendo todas as viagens contigo e tornando-se aos poucos a sua templária. Maria retornou para Madrid, assumindo o posto de Arcebispo da cidade e o bando de Cassandra, Yalin e Lotte alcançava um papel fundamental na Espada local.

Você havia combinado previamente de se encontrar com Alfonsus em Praga no final de setembro, para juntos fazerem a viagem de retorno a Berlim. Nesta você ainda teve de se reunir com o Bispo local para acertar as últimas ações para o festim de nomeação do novo arcebispo para dezembro, foi durante essa reunião que a mensagem da chegada do Gigante era enviada, o mesmo estava a espera de vocês no hotel. Assim, você e Evangeline terminavam sem pressa as necessidades e formalidades e enfim chegavam ao hotel quatro estações onde estavam hospedadas já a uma semana e meia! Passando pela recepção e elevador, para finalmente adentrar o quarto que era a morada temporária de vocês duas na cidade.

Sala do Hotel:
 

A música era logo a primeira mudança do ambiente, ecoando pelas caixas embutidas no teto. Era uma música mais contagiante e emociante, exatamente como o gigante se apresentava. Evangeline claramente adorava a melodia e beijava seus lábios com brevidade para entrar dançando pelo apartamento enquanto jogava a bolsa sobre o sofá e atirava os sapatos para os lados!

-Primeira noite de férias! Enfim! Finalmente!

Dizia Evangeline que dançava junto do ritmo da música em uma felicidade empolgante. A sua pequena saia a farejar, ela queria encontrar Alfonsus! E ria ao encontrá-lo na mesa de jantar, correndo para pular em seu colo.

Alfie estava sentado na mesa, com alguns papeis organizados a sua frente, partições de sua nova composição. Porém, uma carta com o selo da corte da Paris se apresentava sobre as partituras. O homem segurava a sua pequena e sorria ao beijar a face dela e lhe entregar uma pequena vasilha de salada de frutas, claramente preparada por ele mesmo. A besta gemia feliz, saltando do colo do gigante para ir comer enquanto assistia a dança de Evangeline. Os olhos do homem então buscavam por ti e ele fazia um suave sinal, chamando-a para perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 15:02

O tempo em meu jardim ganhava um significado próprio e único, os anos que se passavam nutriam mais e mais nossas raízes, sendo possível ver as primeiras floradas crescerem sem medo ou impedimentos, eram nossas raízes unidas que criavam laços fortes e amorosos.

Os caminhos escolhidos por meus filhos eram cuidadosamente observados, mas não influenciados embora conselhos sempre fossem dados, as pequenas viagens de Luana eram incentivadas enquanto o crescimento do mais novo bando de Berlim se tornava claro, mudanças que marcavam a passagem do tempo com delicadeza. Talvez a maior tempestade que havíamos enfrentado fosse o sono de Willhelm, haviam sido anos tensos para Katarina e Friedrich, mas o curto sono logo se acabou e a presença de Will normalizou os ânimos de seus irmãos.

Meus compromissos com a Espada eram delicadamente marcados pela presença constante de minha musa e sua companhia, algo que alegrava meu coração e a pequena, já que as viagens se tornavam mais alegres com nossa musa ao lado, setembro estava quase se encerrando marcando meu retorno para casa e Praga se mostrava mais bela do que eu poderia imaginar, enquanto os últimos detalhes de meus serviços eram acertados a mensagem de Alfonsus por fim chegava. Voltaríamos juntos para nossa casa em Berlim, onde nosso Lorde estava a nos esperar ansioso.

O retorno suave ao nosso quarto de hotel era marcado pela presença da música forte e viva, a pequena farejava Alfonsus sentido seus sinais o que fazia meu coração palpitar de saudades e alegria, o beijo de Eva e sua energia contagiante me faziam bater breve palmas.

“Férias devidamente merecidas. Mal posso esperar para voltar e abraçar a todos!”

Vendo a pequena correr para a mesa eu sorria ao ver ali a imagem de Alfonsus, já a mimar a pequena que se deliciava com a salada de frutas sem medo de ser contida, o chamado de meu gigante me fez concordar com brevidade, retirando os sapatos e o casaco eu andava calma até meu amado.

– É bom revê-lo meu amor.

Beijando com suavidade seus lábios eu o abraçava por seu pescoço e permanecia ali a observar a dança de Eva.

– Fez boa viagem?

A carta com selo de Paris me deixava curiosa, mas simples prever que Alfonsus tocaria no assunto no momento certo.

Roupas Pietra:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 15:20

Eva notava a aproximação da sua pequena e contente, começava a dançar para que ela pudesse bater palmas enquanto mastigavam grandes porções daquela salada deliciosa de frutas que havia sido preparada pelo gigante. Enquanto isso você se aproximava do homem para ver que o paleto do mesmo já estava dobrado sobre uma das cadeiras da mesa. Ele olhava para ti e sorria, retribuindo brevemente o beijo enquanto levava as mãos na sua cintura, convidando-a a sentar-se sobre o colo dele.

-A ida à Toscana foi bem tranquila, ao contrário da reunião mais tensa e difícil em Milão, a transição para o principado Ventrue complicou-se um pouco, mas não deve postergar. Especialmente com os esforços de Olympia que permaneceu lá.

Comentava Aflie que se permitia cheirar o perfume de seus cabelos, algo que ele sempre fazia quando vocês se reencontravam após alguns dias de distância, o amor do gigante por eles nunca havia diminuído, pelo contrário.

-E a sua estadia em Praga querida, sei que está é a última noite. Mas como foi a reunião com os bispos locais?

Evangeline dizia enquanto ainda brincava com a pequena, que agora deixava as frutas de lado para dançar junto de sua amada musa.

-Acho que o maior desafio foi convencer o bispo Yakavich de que uma poça de sangue para os jovens se banhar não era lá a melhor das ideias para o festim sabe!

E de fato, o tradicionalista bispo Tzimisce tinha um péssimo senso de moda ou bom gosto e parecia perdido no tempo. Ao contrário do Bispo Nosferatu que as ajudou muito durante todo o tempo em que vocês permaneceram atuando em prol do festim.

Imagens Adicionais:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 15:39

O carinho de Alfonsus me fez sorrir, sentando-me em seu colo meus olhos apreciavam o pequeno ato de cheirar o perfume de meus cabelos, com carinho eu tomava uma de suas mãos para coloca-la entre meus cachos e sorrir de leve.

“Senti sua falta meu gigante, falta de suas mãos e carinhos.”

Ouvindo as palavras de Alfonsus eu me ajeitava em seu colo, entrelaçando seus braços em uma abraço calmo e confortável, a pequena se animava com a atenção de Eva e sua dança.

– Fico fele niz que as coisas tenham dado certo, e sim mais feliz ainda por finalmente termos terminado a organização do próximo festim.

Suspirando ao ouvir novamente sobre a tão estimada poça eu ria de leve ao esfregar meus olhos e comentar.

– Por sorte conseguimos convencer o Bispo Yakavich de que uma banheira de pedra seria o mais adequado e respeitoso com suas tradições, ele lutou veemente contra a banheira de cobre, mas pareceu gostar da de barro.

A dança entre a pequena e Eva foi o incentivo de que eu precisava para respirar profundamente e cansada, os pormenores haviam se demorado demais mas finalmente estavam acertados.

– Tivemos certa sorte de termos mentes mais abertas ao nosso lado, mas alguns costumes devem ser respeitados em prol do contentamento de todos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 15:50

Alfonsus exibia um sorriso mais aberto quando você guiava uma das mãos dele para seus cabelos, prontamente os dedos fortes do homem começavam a brincar entre seus cachos, fazendo pequenas espirais e os acariciando com movimentos suaves e cheios de ternura. O mesmo permitia-se rir quando a dificuldade era mencionada, já a pequena fazia questão de parar de dançar para exibir uma enorme língua e fazer careta quando ouvia o nome do bispo Tzi. Ela então retornava para a sala de frutas, sentando-se sobre as costas do sofá.

-Coitadas, vocês devem estar exaustas de ter de lidar com essas pequenas tempestade de egos não é mesmo?!

Dizia o gigante que olhava para a sua ação de esfregar os olhos, o mesmo se aproximava para lhe roubar mais um beijo e em seguida beijar as suas mãos que estava ali próximas da sua face. Enquanto isso, Eva removia o delicado casaco azul que usava e caminhava até vocês, colocando a peça de roupa sobre a de Alfonsus, a loira tomava a face do gigante para lhe beijar com paixão, um beijo mais longo que fazia a sua pequena suspirar e terminava com a loira explicando:

-Eu tive sorte de Pietra ser a responsável, porque se dependesse de mim eu teria atirado o bispo pela janela umas dez vezes, no mínimo! Sujeitinho chato viu! Mas como estão as coisas Alfie, entrou em contato com nosso Lorde? E que carta é essa eim?!

Ela apontava para a carta sobre a mesa e Alfie pedia calma para a loira apenas com um olhar mais pacifico e paciente.

-Eu falei ontem com Fredy, ele me afirmou e garantiu de que tudo esta muito bem. Disse que esta contando os dias para nosso retorno e enquanto isso, está estudando com Fiore o italiano tradicional da Toscana, para matar a saudade. Ele é um fofo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 16:03

As mãos fortes e grandes de Alfonsus ganhavam o aspecto mais carinhoso e suave ao brincar em meus cabelos, sorrindo satisfeita com isso eu não escondia o quanto amava aqueles carinhos, a risada de meu gigante me animava um pouco, era realidade que aquela batalha de egos havia se arrastado por tempo demais, mas finalmente estava terminada e isso era o que importava.

– Sorte nossa Eva não estar responsável, teria sido muito mais problemático se ela o tivesse atirado pela janela. Mas as caretas da pequena ajudaram a diminuir a tensão.

Comentava ao ver a pequena mostrar a língua para o nome pronunciado para então voltar a suas frutas, o beijo entre Alfie e Eva me fez suspirar, ambas sentíamos falta de nosso gigante, e por sorte ele era grande o suficiente para desfrutarmos juntas, já as palavras de Alfie sobre Berlim me fizeram sorrir com carinho, logo estaríamos em casa e saudades daria lugar a alegria.

– Ele é um romântico incorrigível, assim como você é claro. Mal posso esperar para voltar a nossa cama e ficar ali deitada com todos. Eu realmente preciso disso!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 16:15

Evangeline apoiava as mãos nos ombros de Alfonsus e ria baixinho da situação, concordando contigo:

-Verdade, as caras daquela fofinha ali me ajudaram a não perder a pose e partir ca cabeça de vento daquele homem!

A fala de Alfie sobre o que Fredy estava fazendo, causava um suspirar tanto em Eva, quanto na pequena. Era muito nítido como ambas sentiam falta do romantismo clássico de Fredy. Eva então olhava na sua direção como se tivesse tido uma ideia e comentava animadíssima:

-Nossa, eu também! Ontem mesmo eu sonhei que estava deitada sobre vocês três sabe, bem Cleópatra!

A besta ria da fala de Evangeline e farejava algo no ar, virando a cabeça na direção do quarto e curiosamente indo lá ver. Alfonsus olhava na direção da pequena e então, buscava olhar nos seus olhos.

-Posso prover uma solução temporária para esse desejo que vocês duas tem... Acho que todos precisamos relaxar um pouco antes de retomar assuntos mais sérios.

Ele agora olhava para a carta, ainda selada que trazia o brasão da corte de Paris.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 16:29

O apoiar de Eva sobre os ombros de Alfie me fez sorrir, suas palavras porem traziam um riso aos meus lábios, havia sido difícil em alguns momentos não rir da pequena e continuar séria durante as reuniões, mas era nítido que ela havia ajudado a sua maneira.

“Eu podia ter estragado tudo se tivesse rido na cara dele. Sorte que consegui me controlar!”

O suspiro de minha musa e pequena foi acompanhado por um beijo suave nos lábios de Eva, a falta de Fredy era clara em nossos corações, mas logo seria sanada, porem as palavras de Eva sobre seu sonho me faziam rir.

– Eu sei que você vai conseguir realizar isso Ettie, é só pedir com carinho ao nosso Lorde.

Acompanhando os movimentos curiosos da pequena e as palavras de Alfie junto de seu olhar para a carta com o selo, eu o beijava com carinho e um certo tom de paixão, as politicagens poderiam esperar que nossos corações voltassem a se reencontrar, era o mínimo depois daqueles dias intermináveis que giravam em torno de tradições antigas demais.

– Sim precisamos relaxar primeiro. Voce também deve estar cansado da viagem e um pouco de descanso não nos faria mal.

Comentava ao morder de leve o nariz de Alfonsus e sorrir de maneira marota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 16:39

Evangeline não disfarçava a empolgação em ter tido a sua aprovação para realizar aquele sonho, da mesma forma que adorava ouvir "Ettie" ser pronunciado, esse suave e doce apelido sempre fazia a musa lembrar-se de Yer e naturalmente um maravilhoso sorriso era expressado. Em seguida, o beijo mais amoroso e longo era compartilhado com o gigante e o mesmo ria após ter o nariz mordido.

-Você tem razão, afinal estamos de férias e precisamos começar a relaxar não é mesmo?!

Ele sorria o se levantar da cadeira, mantendo os braços firmes em volta do teu corpo e a tirando do chão sem problema ou desafio algum, você ficava ali nos braços do seu gigante e ele a beijava outra vez. Eva dava então um tapa forte na nádega direita de Alfonsus, para apertá-la em seguida e dizer:

-Eu senti falta disso!

O gigante não conseguia disfarçar os risos e uma expressão um pouco envergonhada, mas que na realidade adorava sentir aquele toque mais firme de Eva. Assim o deslocamento se iniciava para ser interrompido pela pequena, que regressava do quarto rindo bem feliz, com o uma ramo de hortênsias azuis em mãos. A pequena então fazia um sinal para Alfie abaixar você e começava a decorar os seus cachos, para enfim rir animadíssima e unir-se a você outra vez.

Quarto:
 

Logo em seguida vocês três chegavam ao quarto, a decoração linda agora era acompanhada por uma cama forrada por hortênsias azuis, pétalas das flores também enfeitavam o chão do quarto. A cortina lateral estava fechada, enquanto a frontal permanecia aberta e dava a oportunidade de uma vista maravilhosa do rio que cruzava a cidade e as luzes da mesma. Eva iniciava uma suave ação de desfilar pelo quarto enquanto removia as roupas, já Alfie a deitava cuidadosamente sobre a cama e beijava seus lábios para comentar:

-Seus cabelos ficaram ainda mais lindos com esses tons azulados, eu podeira fazer um quadro, agora mesmo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 17:05

Em Eva era possível ver a empolgação de seu pequeno capricho e o sorriso carinhoso pela lembrança de Yer, era um misto de sentimentos que a deixavam mais bela aos meus olhos, já a ação de Alfonsus de se levantar comigo em seus braços me fez rir feliz, ainda mais quando a mão de Eva ganhava sua nadega e suas faces se envergonhavam.

“Ele não mudou nada, sempre tão tímido!”

Ouvindo as palavras de Alfie eu concordava ao morder novamente seu nariz de forma carinhosa.

- Sim férias! E eu quero muito matar essa saudade!

A caminhada até o quarto era interrompida pela pequena, o ramo de hortênsias em sua mão me fez sorrir com carinho, sendo abaixada para que ela pudesse enfeitar meus cabelos eu a recebia sem preocupação em meu corpo, apenas para beijar Alfie e comentar.

– Acho que algum gigante andou muito ocupado não?

A visão do quarto me fez suspirar com carinho, realmente Alfonsus andará ocupado apenas para nos agradar, sendo deitada e beijada minhas mãos puxavam a face de Alfie apenas para beija-lo novamente e diante de suas palavras comentar.

– Acho que temos tempo para um quadro depois.

Tomando uma de suas mãos eu as guiava para o limite de meu casaco esperando que o convite fosse aceito, mas não sem beijar-lhe os lábios e revelar por alguns instante minhas presas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 17:21

-Nossa Alfie, adorei a decoração querido!

Dizia Eva que ainda removia as roupas e caminhava sem muita pressa pelo quarto, a mesma parava para observar vocês dois ali sobre a cama. Alfie demonstrava nos lábios um sorriso constante e respondia com uma voz empolgada:

-Eu cheguei mais cedo e não as encontrei, por isso resolvi prepara algo especial. Uma ocupação a qual eu me dediquei com bastante carinho, apenas para poder ver esses sorrisos...

As ações então se seguiam, a sua fala após o beijo faziam Alfonsus suspirar apaixonado, assim como o beijo que se seguia, afinal por alguns instantes a língua do homem tocava brevemente em suas presas e você sentia o corpo dele reagir positivamente aos estímulos. As mãos largas dele não tardavam em remover o seu casaco, removendo-o sem dificuldades.

Evangeline agora estava apenas com um lindo conjunto de roupas intimas, a loira se aproximava da cama, posicionando-se por trás de Alfonsus para soltar seu cinto e em seguida tirar sua camisa, para revelar aquela poderosa musculatura que ele possuía.

-Nosso apolo...

Dizia Evangeline com uma voz sensual que parecia fazer o corpo de Alfonus inteiro reverberar em uma sintonia mais intima, as presas do homem saltavam sem que ele pudesse controlar porém ao invés de atacar o homem, Eva vinha na sua direção, mordiscando seu lábio inferior e então começando a remover as suas camisas com cuidado.

Ali ocorria uma lenta e maravilhosa ação em que seus dois amores removiam as suas roupas enquanto trocam beijos entre si, era uma sensação nova de estar entregue as mãos deles que não paravam de lhe explorar e tirar gradativamente as roupas até que só restasse as peças mais intimas. Eva então murmurava em seu ouvido:

-Mon amour... vamos cuidar do nosso gigante, ele está bem sensível! Se atacarmos juntas ele vai ceder!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 17:52

Os elogios de Eva e as palavras de Alfie davam inicio ao nosso descanso, era com suspiro aliviante que eu sentia o casaco ser retirado pelas poderosas e carinhosas mãos de Alfonsus, o beijo suave ganhava sua pequena força me deixando feliz, isso é claro até a vinda de Eva, ali não havia como negar o desejo que se apossava de meu corpo, não diante das presas de Alfonsus.

“Meus amores, como eu me sinto em casa em seus braços!”

Ronronando de leve ao ser cuidado pelas mãos e beijos de ambos minhas mãos e lábios se dividiam em seus corpos, os músculos tensos e definidos de Alfonsus contrastavam com a pele macia e sedosa de Eva, o sussurrar de minha musa me fez rir mordendo de leve sua orelha eu concordava com a mesma, apenas para me ajoelhar na cama e ali empurrar Alfonsus sobre o colchão.

- Sabe Ettie, nosso Apolo foi um menino muito lindo em nos preparar essa surpresa. Não foi?

Dando espaço para que Eva se aproximasse eu beijava seus ombros apenas para esfregar minhas presas ali, minhas mãos é claro arranham de leve a pele de Alfonsus procurando se aproximar com suavidade de seu ventre, apenas para por cima do tecido apertar de leve seu membro.

– O que você acha que nosso gigante merece Bela?

Eu perguntava com o maior sorriso que possuía apenas para deixar minhas presas a mostra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 18:13

A mordida na orelha de Eva fazia a loira se arrepiar e sorrir em meio a uma expressão marota. Assim, a loira admirava com empolgação a sua decisão de empurrar Alfonsus contra a cama, ali o homem caia como se não tivesse nenhuma força no corpo. As pétalas azuis se espalhavam e algumas até recaiam sobre o tronco do mesmo, mas a grande maioria delas ia para o chão.

-Ele foi sim Pita, um menino muito lindo e dedicado...

As presas de Alfonsus se faziam tão presentes quanto o próprio membro dele, que já se encontrava ereto quando a sua mão buscava por ele, ainda que escondido pelos tecidos, o tato ali era sempre rígido e excitante. Os olhos do homem pareciam perdidos sem saber exatamente em qual de vocês focar e ao mesmo tempo, estavam admirados pela beleza de vocês duas. A mão esquerda de Eva arranhava o tronco o homem enquanto ela soltava um som bem baixinho ao sentir as suas presas.

-Acho que o nosso gigante merece um tratamento especial, ele parece muito tenso.

Evangeline então tomava a iniciativa de engatinhar pela cama e literalmente, sentar-se sobre a face de Alfonsus. Ela ria enquanto apoiava as mãos no peito do gigante e comentava com um tom divertido de voz:

-Nosso gigante está bem tenso Pita, precisamos ajudá-lo!

Era possível ouvir o homem murmurar algumas palavras, mas todas eram simplesmente impossíveis de serem compreendidas por causa da ação de sua musa que abafava o som com o próprio corpo. A lindíssima loira então movia a mão junto das duas, apertando e esfregando o membro dele, mas convidando você a ajudá-la a abrir a calça e a explorar o gigante de vocês. Porém, algo dentro de ti parecia ainda mais feliz, a sua pequena estava vibrando de emoção e alegria, como se houvesse entendido os murmúrios de Alfonsus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 18:30

As pétalas que pareciam dançar sobre Alfonsus me faziam suspirar, nosso gigante estava perdido nós duas havíamos o derrubado sem esforço nenhum, o sorriso maroto de Eva apenas aumentava o meu, e suas palavras eram as mais belas é claro.

- Seria maldade nossa não cuidar de um menino tão dedicado e fofo não é Eva?

Rindo ao ver Eva avançar e mergulhar a cabeça de Alfie em suas pernas, beijando-a com carinho eu concordava com suas palavras ao arranhar o peito e barriga de Alfonsus.

– Muito tenso, precisamos mesmo cuidar dele!

O toque pulsante do membro de Alfonsus me fez suspirar animada, a pequena entendia as palavras abafadas de nosso gigante e se animava mais ainda, algo que me deixava curiosa, mas havia o dever de cuidar de Alfonsus antes, afinal ele merecia uma recompensa pela surpresa.

Com a ajuda de Eva, libertávamos o poderoso membro de Alfonsus, minhas mãos porem se saciavam quando sua calça era retirada por completa, ali eu mordia suas pernas devagar enquanto brincava com de leve com suas bolas, dando espaço para que Eva pudesse brincar também..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 19:14

Era possível escutar Alfonsus tentar falar algo outra vez, mas Eva soltava o próprio peso contra a face do gigante enquanto você mordia as pernas do mesmo e sentia em suas mãos o toque quente das intimidades do gigante, Eva acabava por soltar um gemido bem alto. A loira tremia por inteiro e esta reação você conhecia muito bem, ela havia sido mordida!

-Ai Alfie! Seu abusado!

Dizia a loira que não escondia o sorriso animado na face e logo esticava a mão esquerda para começar a esfregar e acariciar o membro avantajado e ereto do gigante, ela ainda se inclinava para dar um suave beijo no topo para em seguida beijar os seus lábios de maneira apaixonada e falar em seu ouvido em seguida.

-Vamos compartilhar ele enquanto nos beijamos!

Ágil como só ela conseguia ser nessas cenas, Eva deitava-se sobre o corpo de Alfonsus e a convidava para colocar o membro dele entre suas faces e começar uma brincadeira realmente divertida e excitante! Porém a sua besta parecia ficar mais agitada e conduzia os seus olhos para a porta que se abria.

Era como se o mundo parasse, o tempo "congelado" permitia que seus olhos vissem a entrada de Friderich trazendo um enorme buque de rosas nos braços. Ele movimentava os lábios para dizer:

-Surpreee....

Eva começava a rir e escondia a face simulando vergonha, caindo para o lado e dando liberdade para Alfonsus finalmente falar:

-Deus vocês me pagam! Estava tentando falar para vocês esperarem para que nós pudessem surpreender o Fredy!

O Lorde ficava tão vermelho quanto as rosas que segurava, o homem olhava para a cena e comentava:

-Bem, você conseguiu alcançar seu objetivo Alfie eu nunca esperava encontrar vocês tão rapidamente assim!

Imagens adicionais:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 19:48

Os murmúrios de Alfonsus tentavam se fazer entendidos novamente, porem não havia como e Eva fazia questão de não deixar, enquanto isso minha boca trabalhava nas poderosas pernas e coxas de Alfonsus, eu amava cada pequena contração de seus músculos e aquilo era um convite a continuar, porem o estremecer de Eva me fez rir, assim como suas palavras.

“Ele está provocando! Ele sabe muito bem disso!”

Recebendo o beijo dos lábios de Eva eu sorria diante da proposta, afinal seria divertido ver a reação de nosso gigante caído diante dessa brincadeira, impulsionada por minha musa meus lábios se dividiam entre os lábios de Eva e o poderoso membro de Alfie, porem a insistência da pequena em olhar para a porta me fez levantar um pouco a cabeça, o suficiente pata ver Friedrich adentrar o quarto com o buque de rosas.

Um gemido escapava dos meus lábios quando minha face ficava vermelha, sem pensar eu me atirava em cima dos travesseiros para cobrir a cabeça com um, as palavras de Alfie e Fredy me faziam reclamar ainda escondida.

- Isso é maldade Alfie! Voce devia ter avisado assim que entramos no quarto!

A pequena ria por dentro mas reclamava quando eu não deixava sair para se divertir, algo que ela sabia bem ser minha represália pela falta de aviso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 20:01

-Maldade é vocês duas me atacarem dessa forma, eu disse que tinha um jeito de solucionar a sua vontade de ficar com todos nós lembra?!

Retrucava Alfonsus enquanto Evangeline continuava a rir da situação, a pequena resmungava por você não deixar ela sair para apertar e morder o Lorde dela e por fim, Eva resolvia agir! Ficando de pé na cama ela corria até Friderich e com cuidado pegava o buque, para então beijar os lábios do lorde e literalmente, cair de joelhos para começar a abrir a calça do mesmo que certamente estava devorado por vergonha.

-Adorei a surpresa Fredy! Seu bobinho, agora deixa eu te ajudar a relaxar, estamos bem no comecinho, juro!

Você então sentia um tapa desferido pela mão direita de Alfonsus, em uma força bem controlada para lhe assustar mas para não causar nenhuma forma de dor ou incomodo. O tapa era bem na sua nádega esquerda e logo a mesma era apertada, o enorme gigante subia por trás de ti e começava a remover os travesseiros para encontrar a sua face e morder a sua bochecha.

-Nada de se esconder mocinha, Fredy! Se aprume, elas precisam ser punidas por esse comportamento!

Eva estava a usar os lábios para estimular Fredy nesse momento e o Lorde parecia entender bem rápido, assim ele levantava e pegava Eva nos braços para então deitar a loira do seu lado, para rapidamente também se despir e subir sobre ela. Era a vez dos meninos e isso animava muito a sua besta!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 20:21

Ainda de dentro dos travesseiros eu mostrava a língua para Alfonsus, os resmungos da pequena não adocicavam meu coração, ela havia entendido as palavras de nosso gigante e deliberadamente não avisará nada, ouvindo as palavras do gigante eu me afundava no colchão para rir um pouco.

“ Ele podia ter avisado! O quarto estava tão lindo como eu resistiria?”

As ações de Eva me faziam rir, ela estava animada e disposta a tirar toda a vergonha de Fredy, um gesto generoso já que nosso Lorde também merecia atenção, ali relaxada o tapa de Alfie me assustou, não pela força ou por ter doido, mas por simplesmente não espera-lo.

Levantando a cabeça eu sentia a mordida em minhas faces e o olhava curiosa, as palavras de Alfie faziam com que Fredy agisse e minha pequena se animava completamente, ronronando eu sentia uma certa animação nascer entre minhas pernas, afinal mesmo que eu fosse punida junto de minha amada, nossos meninos não nos machucariam.

- Punição Alfie? Não fomos tão más assim!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 20:51

Era até divertido ver como Fredy havia se transformado, antes sempre mais passivo e silencioso, o Lorde agora não tardava para juntar-se a cena e até deixava o buque de flores de lado, não totalmente é claro. Pois, mesmo trazendo Eva até a cama, ele ainda tinha duas nos lábios e gentilmente colocava uma na frente da loira e outra na sua. A musa olhava para trás em uma expressão desafiadora e provocava Fredy:

-Eu ouvi o Alfie bater na Pita, você vai ficar só...

A fala dela era interrompida quando o lorde aplicava um tapa na nádega direita da linda loira francesa que afundava a face contra o colchão e gemia abafado contra o mesmo. Alfonsus olhava então para você e mordiscava a sua orelha e com uma das mãos, arranhava suas costas para cochichar em seguida:

-Eu te amo muito Pita...

Assim, outro tapa era dado pelo gigante em ti e ele afirmava:

-Vocês duas estragaram a surpresa de Fredy e ainda abusaram de minha fraqueza, merecem punições sim!

Alfonsus então olhava na direção de Fredy e parecia passar uma ordem para o mesmo, assim o lorde saia de trás de Eva e sentava-se exatamente entre vocês duas, levando as mãos no rosto de cada uma de vocês e oferecendo um pouco de carinho, enquanto as conduzia para que seus lábios se encontrassem. Enquanto isso, Alfonsus prosseguia com a punição, aplicando agora um tapa em cada uma! Eva olhava nos seus olhos e sorria feliz, ela adora esses encontros e a situação inusitada a agradava ainda mais!


Última edição por Danto em 20/12/2017, 22:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 21:12

Receber a rosa de Fredy me fez sorrir, antes quieto o homem havia se revelado uma verdadeira potencia na cama, mais solto era possível ver Fredy não só se entregar, mas também tomar de forma carinhosa, a rosa deixava isso claro, mas o tapa em Eva era sua demonstração de força, Eva é clara amava aquilo e sua reação não o escondia.

O mordiscar em minha orelha e as palavras ali sussurradas faziam meu corpo tremer, ainda mais quando as mãos de Alfie arranhavam minhas costas, ali eu sentia o desejo crescer e fazer com que minhas pernas tremessem, o segundo tapa arrancou um gemido de meus lábios e isso me fez afundar sem forças.

“Serei punida! Como isso é bom!”

Os carinhos de Fredy me atraiam sem medo, sendo guiada até os lábios de Eva eu a beijava com carinho para morder de leve seus lábios, o tapa me estremeceu ainda mais, minhas mãos se apertavam contra o colchão tentando resistir a tentação de descer ate minhas partes intimas, a animação de Eva me contagiava eu não tinha como negar eu amava ser punida daquela forma, ainda mais quando podia ser acompanhada por minha Musa.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 22:02

A expressão de Fredy diante dos seus gemidos era verdadeiramente empolgante, afinal as presas do Lorde não tardavam para se fazerem presentes e ele ia aos poucos descendo o quadril entre a sua face e a de Evangeline, para que o pênis dele ficasse bem evidente e ao alcance dos seus lábios e os de Eva também. A esperta sereia aproveitava-se para lhe beijar mais uma vez e cravar as presas em uma das coxas de Friederich enquanto levava a mão livre até as bolas do Lorde. Ali você teria a liberdade que encontrasse, além de carinhos mais gentis pelas mãos do homem que lá estava a tremer de tesão por causa das ações de Eva.

Por outro lado, a "punição" continuava sendo imposta por Alfonsus. Primeiro você ouvia um tapa estalado mais intenso desferido contra Eva que se retorcia adorando, em seguida um dos dedos do homem começava a explorar o seu corpo, por uma entrada não convencional. O dedo então entrava ali inteiro e em seguida, outro tapa era desferido, agora em ti! Para outro logo alcançar Evangeline, a movimentação do dedo então se iniciava suavemente. A cena prosseguia por mais alguns instantes, até que a voz de Alfie se fazia presente:

-As mantenha sob controle Fredy...

As mãos do Lorde então conquistava seus cabelos, era uma pegada mais firme e forte, claramente ele não iria permitir que nenhuma de vocês se levantasse. Pela sua visão periférica, era possível notar que Alfonsus ia até o criado mudo para retirar um pequeno frasco e retornar para a cama, em seguida o toque gelado de um líquido se apresentava contra a sua pele, Alfonsus estava preparando algo novo! Eva olhava por cima do ombro e arregalava os olhos, pois o que ocorria em seguida era uma penetração diferente que era auxiliada por aquela loção.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 22:19

A cena encorajava a todos, as presas de Fredy amostra me faziam tremer, mas quando seu membro se aproximava eu não podia conter a vontade de te-lo, o beijo de Eva e sua mordida na coxa de nosso Lorde era o incentivo que me faltava, sem medo eu mordiscava a coxa de Fredy para então beijar a cabeça de seu membro e descer por toda sua extensão apenas para esfregar minhas presas.

Minhas mãos arranhavam os joelhos de Fredy e o som do tapa que ecoava em Eva me fazia extremecer, já ao ser invadida pelo dedo de Alfie acabou com qualquer resistência minha, levando uma de minhas mãos as minhas intimidades eu não sentia vergonha em me tocar, o tapa até me incentivava a isso.

– Mas nós só queríamos deixar você feliz Alfie.

Murmurava por entre os dentes que ainda brincavam com o membro de Friedrich, meus dedos procuravam a mão de Alfie apenas para incentiva-lo, eu queria mais daquilo que era novo e empolgante. As palavras de meu gigante e a pegada de nosso lorde arrancavam ronronares de minha garganta, a visão que eu tinha dos movimentos de Alfie acelaravam minha respiração, minhas mãos cessavam os movimentos por completo ansiosa pelo o que aconteceria.

A ansiedade porem se revelou melhor do que eu poderia imaginar, o óleo ajudava o grandioso membro de Alfonsus entrar, isso me fez tremer por completa e gemer sem medo. Respirando profundamente eu me segurava em meu Lorde tentando me manter firme mas minha cintura se empurrava contra a de Alfie querendo apenas ser explorada por completo.

“Mais... Me da mais!”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 22:48

Fredy encontrava um verdadeiro desafio em se manter firme quando as suas presas começavam a tocar diretamente o membro dele, o mesmo já se entregava sem mais nenhuma das resistências que antes demonstrava. Era até possível ouvir um pequeno som escapar dos lábios do homem que tinha que se dedicar para manter vocês duas ali presas como Alfonsus havia pedido.

Em seguida vinha aquela nova sensação, a exploração até então ocorria apenas com os dedos ou com o uso de alguns brinquedos menores, porém, desta vez o teu corpo inteiro parecia derreter diante da pressão que ocorria ali. Tanto você quando a sua besta gemiam juntas diante de um prazer incomparável.

-Vocês conseguiram queridas e é por isso que eu também quero retribuir... Estou conseguido Pita?

Pergunta Alfonsus que agora começava a movimentar a cintura, afinal, apenas o processo de penetração já era por si só incrível e a sensação de prazer só crescia! O gigante olhava para Fredy e dizia sorrindo:

-Fredy, acho que a sua musa está a sua espera!

A fala de Alfie era muito verdadeira, afinal, Evangeline já estava a se esticar para buscar o frasco que Alfonsus havia usado. Rindo por ter sido descoberta, Eva tinha agora que lidar com Fredy que avançava contra ela em uma brincadeira divertida que terminava em uma cena similar a que acontece entre você e Alfonsus, porém, Eva ficava para o outro lado da cama! Lado a lado, Alfie e Fredy trocavam alguns beijos e por fim, Fredy por ser menor cravava as presas no braço do gigante e ficava ali a se alimentar do mesmo.

Juntos vocês relaxavam e se amavam como sempre faziam des da queda da última barreira, não haviam mais limites para a forma que o amor entre vocês existia e até mesmo por isso, naturalmente os casais se alternavam algumas vezes e não eram só vocês duas a experimentarem Alfonsus daquela forma pela primeira vez, para o delírio de Eva, Fredy também cedia!

A formação final do maravilhoso encontro retornava para como havia começado, porém, você agora estava totalmente entregue as ações de Alfonsus que usava da própria força física para adentrar outra vez por trás e dedicar-se a movimentos mais fundos e potentes, enquanto usava as mãos livres pra estimular a sua intimidade, enfim os orgasmos finais ocorriam e vocês iam se aninhando na cama.

Alfonsus naturalmente ocupava o maior espaço, você era abraçada pelo braço direito dele e Fredy pelo esquerdo enquanto Eva deitava-se sobre ele de forma bem despojada e ia suavemente descendo para ficar brincando com o membro dele, usando as mãos e os lábios.

-Bem... acho que no fim tudo deu certo não é mesmo?

Questionava o esbaforido lorde que exibia um sorriso bem feliz. Já Alfonsus demonstrava um cansaço natural, porem Eva não deixava parecia interessada em deixá-lo relaxar totalmente. A própria ria e lambia Alfonsus para então comentar:

-Muito certo! Tô impressionada viu Alfie! Mas agora, enquanto eu fico aqui brincando, vocês podem ficar a vontade ai tá, vou ouvir tudo!

A loira ria e voltava a se dedicar as próprias necessidades que eram atendidas pelo membro de Alfie, já o gigante respirava fundo e começava o assunto:

-Pita, seria possível pedir para a pequena buscar a carta? Eu a recebi pelas mãos da filha mais velha de Violetta e o assunto parece importante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Jess

avatar

Mensagens : 2560
Data de inscrição : 12/01/2016
Idade : 26
Localização : Neverwere

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 23:14

As reações de meu Lorde deixavam a pequena feliz, assim como eu, mas tudo se apagava quando Alfie nos invadia por completo, suas palavras me faziam gemer enquanto concordava movendo a cabeça e murmurava sem ar:

– Sim!

Ser tomada daquela forma trazia as mais poderosas ondas de prazer, prazer que era compartilhado entre nós de forma única, e é claro de nosso Lorde com nossa Musa de forma similar, o ato de se amar e amar eram compartilhado sem medo, os corpos se ajeitavam conforme pediam e por algum motivo até mesmo o sonho de Eva se via realizado ali.

Estirada e abraçada por meus dois meninos eu sorria com a pergunta de Fredy, minhas pernas dormentes arranhavam as dele com carinho enquanto eu me sentia feliz e segura em seus braços, já Eva parecia ainda ter energias e isso era engraçado, mas complicado para o Gigante que era alvo de suas brincadeiras.

– A melhor surpresa que poderíamos ter. A não ser é claro que o Bispo Yakavich fosse delicadamente afogado em sua poça favorita.

Comentava ao sorrir para Eva que estava a brincar com Alfie, relaxando eu deixava que a pequena pudesse sair, ela por sua vez me mordia no nariz antes de atacar seu Lorde com mordidas e beijos, sabendo que eu reclamaria ela mais do que rapidamente saia correndo para pegar o que Alfie havia pedido.

– Sortuda! Bem eu nunca me encontrei pessoalmente com Alexia, ela estava dormido durante o período que estivemos em Paris, então não posso ter muitas ideias do que se trata.

Comentava com carinho ao olhar para Alfonsus e sorrir curiosa.

“Espero que Fabienne esteja bem! Não quero perder meu pequeno rouxinol.”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danto
Admin
avatar

Mensagens : 4156
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 27

MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   20/12/2017, 23:30

Eva estava com o membro de Alfonsus parcialmente inserido na boca quando você fazia a divertida piada com o Bispo, a mulher iniciava uma risada e acabava por se atrapalhar e mordiscar, causando uma expressão de dor em Alfie que se encolhia e fechava os olhos. Eva engasgava um pouco e protestava enquanto ria:

-Pita! Olha o que você me fez fazer com o nosso gigante! Tadinhoooo! Mas eu adorei essa ideia, de verdade! Desculpa Alfie, vem cá eu cuido do seu dodói!

A loira iniciava a beijar gentilmente o pênis de Alfonsus que começava a naturalmente diminuir, algo que ela não gostava de ver e logo voltava a inserir na própria boca. Alfie olhava por alguns instantes pra sua face, com uma divertida expressão que misturava prazer e um pedido de socorro!

Por outro lado, a pequena saia e se divertia brevemente em morder e beijar o Lorde que tentava retribuir mas estava tão exausto quanto você! Assim a pequena lhe mostrava a língua e corria para buscar a carta. Retornando instantes depois para entregá-la a Fredy, com medo de ser punida! Fredy gentilmente a passava à você.

Carta:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://berlimbynight.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Ato XXIV - Recomeçar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ato XXIV - Recomeçar
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» XXIV Convenção Anual GPPSD - Nov/2010 Fotos
» O Recomeço - Em Defesa do Novo Lar

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
WoD by Night :: Memórias de Berlim-
Ir para: