WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato XX - Sombra e Luz

    Compartilhe
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 31/3/2018, 14:45

    A risada de Alfonsus se estendia para Lucita de maneira suave, algo que me fazia rir baixinho e feliz, afinal era claro que eu estava observando a face mais convidativa da forte mulher de quem sempre havia escutado.

    “Ela me lembra muito Melisande, realmente não adoraria vê-la furiosa!”

    Ouvindo as palavras de Lucita enquanto eu brincava com a palma da mão mordida de Alfie, era com carinho que um sorriso se formava em meus lábios, conhecia bem Maria para saber que ela também gostaria de se aproximar de sua irmã mais velha, afinal elas tinham o sangue de Monçada em suas veias.

    A curiosidade de Lucita me fez concordar com a mesma, respirando profundamente eu deixava Alfie aconselhar a bela espanhola, afinal era um bom conselho para reatar o relacionamento das duas irmãs, algo que faria bem a todos em volta.

    – Eu teria gostado de lhe surpreender, mas é seu por direito então não vejo mal em lhe revelar. Eu recebi três doses do vitae de Monçada, com a condição de entregar uma a Maria e outra a você, elas estavam guardadas em uma bela Bíblia, imagino que Monçada ficaria feliz se a Bíblia também chegasse a suas mãos, és a filha mais velha dele então é sua por direito.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 31/3/2018, 23:41

    Alfonsus estava provavelmente tão confortável quanto você estava nesse momento, com um sorriso simpático o gigante permanecia em silêncio momentaneamente, afinal o assunto era direcionado exclusivamente para uma parte na conversa que ele não possuía conhecimentos claros, mas nem por isso ele deixava de se mostrar empaticamente presente no ambiente.

    -Você recebeu?

    Indagava Lucita com um tom surpreso, os olhos dela cresciam nesse momento e ela se colocava de pé para andar na sua direção. Não era nada agressivo, pois se assim fosse, o próprio homem ao seu lado teria feito algo. Você no entanto via nas expressões dela uma espécie de ansiedade enorme.

    -Digo. Isso faz então você oficialmente a terceira escolhida de Ambrosio... Bem, eu não consigo chamá-lo de Pai e sinto por isso, houve um tempo em que ele me almejou como sua esposa e nós nunca nos acertamos, afinal, eu nunca tive interesses amorosos em homens e isso na idade medieval era um pouco inaceitável. Enfim! Sinceramente Pietra, estou surpresa! Não só pelo vitae que ele confiou a ti, mas especialmente a bíblia. Pois... Foi o primeiro escrito que ele recebeu do Senhor dele ao ser abraçado e assim sendo, foi o meu, como foi o de Maria. Provavelmente, foi a forma que ele encontrou de lhe reconhecer como filha.

    Respondia Lucita que sorria ao final da própria fala, para então abrir um braços, claramente convidando-a.

    -Podemos assim então, nos conhecermos, irmã? Me conte mais sobre seu pai e a relação de vocês!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 1/4/2018, 00:28

    O conforto de Alfie era bem recebido por meu corpo, afinal meu melhor indicativo sobre a personalidade de Lucita era o atencioso gigante ao qual eu me apoiava sem medo, a surpresa inicial de espanhola me deixava intrigada, seus movimentos de se aproximar porem não traziam uma força, mas surpresa e ansiedade.

    A surpresa dava lugar a uma resposta que eu não poderia esperar, ali de pé e braços abertos estava a primeira prole de Monçada, uma irmã mais velha que até então me era desconhecida, mas que se abria para nos aproximarmos.

    “Meu eterno professor e pai. Obrigada!”

    Levantando-me era com força que eu abraçava o corpo de Lucita, já não havia motivos para ter medo ou receio, mas ainda assim precisávamos nos conhecer.

    – Eu não sabia o verdadeiro significado minha irmã, ele não me fez o favor de me contar em sua última visita. Depois do conclave em Berlim onde Gustav caiu, eu recebi a visita de seu espirito, foi por seus conselhos que lidei com a figura de Althea e a insurgência que ela tentava fazer na Espada. Anos mais tarde na mesma noite em que me tornei Prisci ele me visitou por uma última vez. Foi quando recebi a bíblia e o conteúdo que ela protegia. Fico feliz em saber que sou sua irmã, sempre considerei Maria como uma e ela sempre me puxou as orelhas como.

    Sorrindo era com carinho que tomava as mãos de Lucita para beija-las, ainda de pé era em seus olhos que me focava.

    – O Monçada que lhe criou não era o mesmo homem que conheci e foi meu querido professor, o que eu conheci já havia aprendido com seus erros e tentava sana-los. Ele lhe pediu perdão mia amata irmã, mas cabe a você decidir isso, apenas estou realizando seus últimos desejos.

    Respirando profundamente era com um sorriso simples que minhas mãos passavam pelos cabelos negros de Lucita ao responde-la.

    – Ele me foi um pai atencioso, gostava de me ensinar e eu de aprender com ele. Me estendeu a mão quando eu já não tinha esperanças, deixou que Eva e eu pudéssemos nos reconstruir e por isso sempre serei grata a ele. Eu o amava e o respeitava.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 1/4/2018, 10:47

    O forte abraço que ocorria entre vocês terminava de maneira breve, mas nem por isso trazia poucos significados, afinal era o começo de uma relação que por muitos anos permaneceu em uma confusa perspectiva de ausência e distância. Mas ali, na sua frente e alguns centímetros menor do que você, a linda mulher de cabelos negros e cacheados sorria ao ouvir as suas palavras e receber seus pequenos carinhos, para responder-lhe:

    -A verdade irmã, é que ouvir essas suas palavras me faz muito bem. Passei muitos anos de minha não-vida a viver com a sombra amarga do ódio dentro de mim, algo que me fez cometer erros dos quais eu sinceramente me arrependo. No entanto, em meu último encontro com Ambrosio, pude ver um homem completamente diferente, eu vi esse homem que você descreve com tanto amor e respeito.

    Tomando as suas duas mãos, Lucita as segurava com ternura. O toque gélido dela era presente e ela até se surpreendia com o teu calor, provocando um breve sorriso nela, para então os olhos dela procurarem pelos seus e ela assim dizer:

    -Ele tem o meu perdão. Deveria ter dito isto a ele enquanto ele ainda vivia, infelizmente ele nunca foi o Pai que eu tanto precisei e nós construímos uma relação pouquíssimo saudável, no entanto, não quero prosseguir neste caminho e seu testemunho me faz realmente perdoá-lo. Espero que ele possa me ouvir desse outro mundo em que ele agora habita para sempre...

    Aumentando o sorriso, ela apontava para que Alfonsus desse espaço para vocês duas no sofá junto dele. O homem logo cedia ao chegar mais a esquerda, Lucita então sentava na ponta e deixava o meio para que você se acomodasse e terminava a fala dela:

    -Chego até a me sentir orgulhosa, em saber que foi Ambrosio que lhe deu um lar quando necessário foi, eu consigo ver a importância que ele tem para a Espada e isso é verdadeiramente grandioso. No fim, ele realmente se transformou em um grande Pai... Agora deixe-me abrir mais a conversa! Tens algo que queria me perguntar ou questionar? Porque eu tenho uma curiosidade sobre toda essa sua vida, você é radiante Pietra!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 1/4/2018, 18:38

    Mesmo que pequeno aquele singelo abraço era um marco em minha vida, eu dormiria sabendo que havia cumprido a promessa feita a meu querido e eterno Cardeal, assim como conquistado uma irmã mais velha que pessoalmente nunca imaginei encontrar.

    – Fico feliz em ouvir isso mia amata fratella, mas acima de tudo essas palavras são verdades, nossos erros são pontes para novos aprendizados. Ambrósio aprendeu com os dele, está na hora de fazeres o mesmo mia amata.

    O toque gélido de Lucita não em afastava, mas o meu mais quente e ameno a surpreendia, algo que me fazia sorrir enquanto nos sentávamos ao lado de Alfonsus, sorrindo com leveza eu escutava suas palavras.

    “Ele foi o pai de muitos, porque não pode ser o pai dela. Ah Ambrósio, como deixas saudades. Seria tão bom ver vocês dois bem agora.”

    Puxando Lucita para um abraço apertado era com um sorriso carinhoso em meu rosto que a respondia, para logo depois beijar-lhe as faces e voltar a abraça-la.

    – Ele foi um bom homem enquanto viveu, transmitiu isso a todos em volta, sei que ele esta feliz com suas palavras. Bem quanto a isso, eu sigo o mesmo caminho de Maria, ela foi minha tutora em Madrid, de nós duas apenas Eva passou pelos ritos de passagem, Edgard foi seu tutor depois deles, e hoje ele é mais um irmão que me orgulho de ter ao lado. Quero saber sobre seu coração mia amata, ele se encontra bem hoje?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 1/4/2018, 21:25

    -Até onde eu pude ouvir, os velhos hábitos sumiram não é mesmo Lucita?

    Questionava Alfonsus com um tom de voz divertido e brincalhão, o homem parecia saber de algo relacionado a sua questão que fazia com que a expressão da sua irmã mais velha mudar drasticamente. Envergonhada ela respirava fundo e escondia parcialmente a face em seu ombro para protestar baixo:

    -Precisa dar com a língua nos dentes assim Masdela?

    O uso do nome do meio de Alfonsus era proposital para irritá-lo, o gigante de fato não gostava desse nome por o mesmo ser associado a sua figura de mais violência do passado que nunca mais voltaria. Porém, aqui ele não caia na provocação e ria um pouco.

    -Não precisa ser tímida com sua própria irmã!

    Lucita concordava e movia os lábios em pequenos xingamentos para Alfonsus, todos eles eram recebidos com sorrisos e por fim, ela olhava na sua direção e comentava, ainda um pouco envergonhada com o tópico:

    -Veja bem, passaram-se séculos dês do meu abraço. Não quero que você pense que eu tenha sido ingrata ou feito de protesto a figura de Ambrosio, não foi nada disso, foram processos naturais. Quando viva eu tinha asco da ideia de me deitar com um homem, mas isso foi mudando gradativamente sabe? Até meu coração encontrar sim uma pessoa para cuidar dele com carinho. Posso convidá-lo se quiser conhecê-lo, mas teríamos que fazer esse encontro fora do castelo, afinal, ele é um dos Lasombra mais tradicionais da Camarilla.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 1/4/2018, 22:01

    A pequena provocação de Alfie era respondida por Lucita em meio a uma pequena onda de vergonha, abraçando-a eu ria de leve para lhe beijar a testa com carinho e comentar.

    – Não seja tímida, eu tenho uma companheira e dois companheiros, ainda não sei como isso deu tão certo, mas eu os amo imensamente.

    Virando-me para o Gigante eu dava um leve tapa em seu joelho, um velho costume que sempre tivera ao proteger Soyer das pequenas implicâncias do meu gigante.

    Tomando uma das mãos de Lucita eu sorria diante de sua resposta, saber que ela estava bem e seu coração havia encontrado alguém me deixava feliz, surpresa por saber que ele era um filho de netuno que pertencia a Torre.

    – Porque não, o resto de meu jardim chegara em breve, quero apresenta-la aos meus filhos, amores e amigos. Se arranjarmos um tempo marcamos um pequeno encontro. O que me dizes?


    Perguntava a para Lucita, mas logo voltar meus olhos para Alfonsus esperando sua reação.

    “Um Lasombra tradicionalista, esses dois devem estar felizes pela paz entre a Espada e a Torre.”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 2/4/2018, 11:26

    -Tudo isso?

    Perguntava Lucita surpresa com a sua revelação. Em seguida, o tapa desferido fazia com que Alfonsus tentasse recuar e evitar sem sucesso aquela pequena censura, o gigante ria um pouco enquanto Lucita olhava na direção dele e fazia uma pequena careta de reprovação.

    -Seria muito importante pra mim, conhecer o núcleo que a circunda. Afinal, se o último desejo de Ambrosio foi reconhecê-la como filha, é com prazer que posso reconhecê-la como minha irmã caçula não é mesmo?

    Alfonsus completava de maneira divertida:

    -E quem diria, querida, no fim terminamos como família então? E sempre dizemos que nosso futuro seria marcado por trevas, sangue, ódio ou amor. As menores probabilidades se mostraram verdadeiras então!

    Lucita olhava na direção de Alfonsus e concordava com o gigante. Para respondê-lo:

    -Você se lembra disso? Achamos que seria a nossa última noite nessa terra... Fico feliz de não ter sido, afinal, eu nunca teria conhecido minhas irmãs e você jamais teria a sorte de ter o amor de uma delas!

    Alfie sorria e concordava com um sinal positivo de cabeça.

    -É uma felicidade impossível de ser medida querida!

    Lucita saia dos seus braços para ir de maneira bem amigável até Alfonsus para beijar a testa do gigante, ali você via a natureza da relação dos dois, ela se comportava como uma figura maternal para o homem! E em seguida, ela se virava para olhar na sua direção e perguntava:

    -E vem cá Pita! Como funciona toda essa sua vida?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 2/4/2018, 12:17

    A surpresa de Lucita diante do tamanho do jardim me fazia rir, é claro que a reação de Alfonsus apenas aumentava o riso, era divertido ver o gigante se encolher daquela maneira dramática, já que meu tapa não era nada mesmo que eu quisesse que o fosse.

    – Será um prazer incrível lhe apresentar a todos, afinal eles são importantes e lhe receberão de braços abertos mia sorella.

    As palavras de Alfie que eram acompanhadas pelos gestos carinhosos de Lucita me faziam suspirar, afinal meu querido Gigante tinha o carinho da mais bela espanhola que eu já havia conhecido, um carinho forjado no campo de batalha para ambos.

    “Eles lutaram juntos, curioso como o destino nos entrelaçou assim!”

    Levantando-me para tomar a mão de Lucita eu ria ao comentar de maneira suave.

    – Eu estaria mentindo ao dizer que sei tudo, sempre acabo descobrindo uma coisinha nova! Minha pele é mais quente, respiro sem me esforçar, meus cabelos voltaram a crescer e eu posso até comer uns pedacinhos de fruta sem ter que colocar pra fora.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 2/4/2018, 20:24

    -Que fascinante isso querida! Especialmente sobre o cabelo e a digestão parcial, seria maravilhoso sentir meus cabelos crescerem como antes faziam. Sempre foi tão difícil mantê-los curtos! Tanto que, desisti! Certo que foi a pedidos de um certo alguém...

    Comentava Lucita com um tom um pouco envergonhado, tocando nos próprios cabelos. No entanto, Alfonsus prontamente implicava com a mulher, ao soltar um som de "own" e dizer em seguida:

    -Existem também outros detalhes maravilhosos que acompanharam essa vida que cresce a cada noite dentro de ti, né amor?!

    Agora era a vez de Lucita de dar um tapa em Alfonsus, acertando-lhe o ombro e causando algumas risadas que eram seguidas de uma tentativa falha de encolhimento feita por ele. A cena no entanto era interrompida, ou parcialmente interrompida com a entrada inesperada de Melisande!

    -Ah então foi para cá que você veio querida! Estava preocupada por não lhe encontrar em canto algum!

    Dizia a prole de Melinda, com um sorriso na face. Lucita olhava para ela e fazia um sinal para que ela também fizesse parte da conversa:

    -Não lhe avisei, sinto muito por isso. Mas eu estava curiosíssima para conhecer a ultima filha de Monçada e veja só, ela é fantástica!
    Roupas De melisande:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 2/4/2018, 20:58

    Sorrindo diante das palavras de Lucita sobre o cabelo, eu a beijava na testa feliz pela pequena indicação que havia sido um pedido de seu escolhido, um pequeno detalhe que provava a importância dele em sua vida.

    – Existe uma pequena briga por meus cabelos, Alfie os ama cacheado e longos, Eva adora quando eles está liso e Friedrich o adora curto. Mas sinceramente eu aprendi a cuidar dele a pouco tempo.

    Rindo diante das palavras de Alfie e do tapa que Lucita lhe dava, não havia como esconder a felicidade de compartilhar, ainda mais quando sabíamos que não havia mais dores nos separando.

    “Ele não parou de provocar! É tão bom ver esse carinho.”

    A chegada de Melisande me fez sorrir feliz, correndo para puxa-la para a conversa eu comentava de maneira animada.

    – Venha mia sorella, estamos nos divertindo um pouco. Me diga recebeste o pequeno aviso?

    Meus olhos se voltavam para Alfosnsus sorrindo, afinal minha felicidade deveria sempre ser compartilhada com o mesmo.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 3/4/2018, 00:02

    -Ah! Então é isso que justifica toda a obsessão em impedir minhas tentativas de cortar os meus cachos! E todo o drama quando a missão envolvia moças de cabelos castanhos! Alfonsus seu abestalhado!

    Comentava Lucita, trazendo a tona um assunto que fazia Alfonsus finalmente ficar desconcertado. O homem sequer conseguia revidar e envergonhado, desviava os olhos desesperadamente tentando encontrar alguma saída. E por sorte, a chegada de Melisande ocorria e ele afirmava numa tentativa falha de fugir da própria vergonha:

    -Melisande, minha cara! Como está a sua mãe nesse final de noite? Espero que as coisas entre ela e a pequena rosa de Troia tenham se resolvido bem!

    A experiente e sagaz rosa negra abria um sorriso para Alfonsus e se aproximava de vocês, olhando a disposição dos três no sofá e dizendo com um tom malicioso:

    -Minha mãe vai bem sim e eu recebi o recado, obrigado queridos. Mas olha só, não vou deixar você escapar não viu Alfonsus, o que foi que aconteceu que o deixou tão sem jeito assim?

    Ela então indicava que você deveria sentar no colo de Alfie, porque ela também queria ficar perto e do jeito que ela era, ela sentaria sobre o homem sem nenhum problema. Uma indicação que parecia despertar o senso de proteção de uma pequenina criatura, que começava a correr para lhe encontrar!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 3/4/2018, 00:16

    As palavras de Lucita me faziam rir, ainda mais quando o grande homem parecia tão desconfortável com a pequena cilada que a filha de netuno havia armado sem esforço nenhum.

    Claramente desconfortável Alfonsus tentava mudar de assunto, algo que Melisande não deixava, já que ver um homem daquele tamanho desmontado era uma diversão, uma que eu entendia bem.

    “Ele provocou as duas, agora precisa ser protegido. Que lindinho! ”

    Voltando meus olhos para minha irmã eu concordava feliz com sua pequena indicação de onde sentar, ainda mais por conhece-la e saber de suas capacidades pouco ortodoxas, correndo para me sentar no colo de meu Gigante, eu fazia questão de morder seu nariz e responder as duas mulheres.

    – Estamos discutindo sobre o maior tesouro deste gigante aqui, meus cachos!

    Voltando meus olhos para a porta eu sorria, afinal eu sentia a pequena se remoer da onde estava, algo que ela sempre fazia quando seu imenso e adorado gigante estava em perigo.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 3/4/2018, 10:20

    A mordida dada no nariz de Alfie fazia com que o homem chegasse em uma coloração ainda mais avermelhada por toda face. E como um reflexo defensivo, o gigante a puxava com as mãos, apertando-a em um abraço mais firme. Algo que arrancava algumas risadinhas de Lucita e fazia Melisande manter o sorriso maroto na face.

    -Então quer dizer que Alfonsus não consegue resistir a longos cabelos castanhos cacheados? Interessante...

    Comentava Lucita.

    -Imagina como seria se todas nós tingíssemos os cabelos? O que você acha Alfonsus?!

    Indicava maliciosamente Melisande.

    -Sempre imaginei meu cabelo mais claro, isso é verdade!

    Comentava Lucita em um tom divertido de voz. Alfie estava tão envergonhado com a situação que acabava rindo um pouco, mas buscava refúgio em você, ao esconder a face nos seus cachos. No entanto, ele não estaria totalmente abandonado, pois pela porta de entrada do Hall de Ouro, a pequena entrava correndo e com as presas a mostra! Melisande, sabiamente mudava a expressão e dizia:

    -Tadinho do Alfonsus, Lucita!

    A pequena então corria na direção de Lucita, a experiente Lasombra parecia surpresa com a cena e olhava na sua direção, para ser surpreendida por uma ação de bote! A pequena pulava sobre ela e começava a tentar mordê-la, algo que Lucita tentava impedir enquanto ria muito! E inevitavelmente, todos começavam a rir.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 3/4/2018, 11:04

    Incapaz de conter o riso diante do avermelhar incrível de Alfie, era ainda rindo que eu olhava para minhas duas irmãs que se aproveitavam da fraqueza do Gigante. Melisande claramente instigava Lucita que caia na brincadeira sem medo.

    – Hei! Só uma de nós pode ter cabelos castanhos! Eva vai ficar com ciúmes e vocês duas ainda não viram ela com ciúmes.

    Comentava ao me encostar mais ainda em Alfonsus para que ele pudesse se esconder da forma que queria, em meu intimo eu sentia a aproximação da pequena a passos mais do que largos, algo que me fazia sorrir feliz, afinal eu sabia o que aconteceria.

    “Acho que incentivei dois monstrinhos! Tadinho do Alfie!”

    A simples entrada de minha pequena era o suficiente para surpreender Lucita, porém a mudança de atitudes de Melisande me fez rir, já que a pequena rapidamente atava a filha de netuno com as presas a mostra querendo defender seu gigante.

    Rindo da cena que ocorria, eu beijava os lábios de Alfie antes de correr e ir morder Melisande, afinal ela também havia provocado e não escaparia de minhas mordidas!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 3/4/2018, 14:52

    As risadas preenchiam o hall dourado, afinal, a sua pequena havia chegado sem nenhuma piedade para punir aquelas que estavam a colocar o gigante dela em perigo! Uma cena extremamente engraçada que era acompanhada da sua ação de morder Melisande, a experiente rosa negra caia em risadas bem divertidas.

    -Quase consegui escapar!

    Falava Melisande que tentava não levar muitas mordidas por punição pelo comportamento apresentado.

    -Vocês são maravilhas na minha vida sabiam??!

    Comentava Alfonsus que ria bastante diante de toda a situação.

    -Ai! Que criaturinha mais arisca! Não esperava por isso, esse é mais um dos processos que o caminho que nossa irmã lhe ensinou trouxe?

    Pergunta Lucita que conseguia enfim escapar das mordidas, mas a pequena agora, sentada no colo dela estava bem atenta para qualquer possível tentativa de implicar com Alfie.

    -Eu disse que haviam outros detalhes não foi? Pode tratar de se acostumar bem rápido Lucita, ter Pietra por perto significa ter uma constante mudança positiva em sua vida.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 3/4/2018, 20:18

    As risadas ali compartilhadas me enchiam de alegria, afinal eu havia esperado um encontro mais distante do que estava tendo, e é claro estava amando morder Melisande, por cuidado eu mastigava suas mais, apenas para lhe aplicar uma unica mordida em sua face direita.

    - Quase mia anata, quase.

    Levantando-me para voltar até o colo de Alfie, eu ria feliz diante de suas palavras, ainda mais quando a pequena ainda com as presas cruzava os braços atenta a Lucita.

    "Você está vendo meu eterno Cardeal? O riso dela."

    Beijando os lábios de Alfie ao ouvir seu elogio, era com calma que eu respondia a pergunta de mia sorella.

    - De certa forma sim, por ter alcançado um alto grau de instrução no caminho da iluminação ela passou a me acompanhar, mas ao que parece esse tipo de acontecimento é reservado as rosas. Não saberia fizer se outros clãs também compartilham disso.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 4/4/2018, 13:22

    O breve beijo carinhoso era retribuído por Alfonsus, essa curta ação fazia os ânimos da pequena enfim começarem a se acalmarem, assim ela se sentava sobre o braço do sofá para observar a conversa que se seguia.

    -Sim, tens razão irmã. Apesar de haverem elementos dentro dos caminhos que são similares e que estes podem até serem seguidos por outros clãs, apenas as rosas conseguem realmente alcançar conexões tão grandes. Na verdade, o que você conseguiu irmã, com essa pequena aqui, é um grande acontecimento inclusive para nós!

    Afirmava Melisande com um sorriso gentil na face.

    -Quando trilhei esse caminho, tive acesso a minha besta. Mas nunca de forma alguma foi algo tão poderoso ou similar a como a de Pietra se manifesta...

    Lucita ouvia as falas com atenção e esticava uma mão para fazer um suave carinho na face da sua pequena que agora recolhia as presas e ronronava ao aceitar aquele mimo.

    -Interessantíssimo. Nunca pensei que um dia fosse testemunhar algo assim... Mas bem...

    Lucita se levantava em um movimento calmo, para assim se espreguiçar e sorrir para finalmente olhar mais uma vez para vocês.

    -Irei por hora me recolher, foi um enorme prazer! Na próxima noite teremos mais a conversar, mas por hora, saiba que eu estou muito feliz em poder finalmente formar um senitmento sobre ti querida irmã.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 4/4/2018, 15:37

    O beijo suave acalmava pôr fim a pequena que sossegava indo se sentar no braço do sofá, o breve carinho de Lucita a fazia ronronar me deixando feliz, assim como as palavras de minha querida Melisande.

    Prestando a atenção nas palavras de minha irmã e meu amado eu sorria feliz ao abra-lo e delicadamente responde-los.

    – Eu sempre serei grata por essa pequena, ainda não consigo compreender perfeitamente o quão diferente ela é, talvez seja influência de quem me ajudou a desperta-la, mas o certo é que ela nos faz bem e sempre tem uma surpresa nova escondida nas mangas.

    Como para concordar com minhas palavras a pequena mostrava a língua em minha direção para logo depois esconde-la com as mãos com a maior inocência possível, rindo disso eu cruzava os braços apenas erguendo uma das sobrancelhas em um claro aviso para que ela se comportasse.

    “Até onde vai a benção de Lameth? Será que um dia vou poder reencontrar esse meu pai?”

    Levantando-me para abraçar Lucita, era com carinho que a beijava nas faces para comentar de maneira calma e suave.

    – Foi bom conhece-la mia sorella, saiba que Berlim sempre terá uma casa para você e qualquer um que esteja em seu coração. É bom saber que agora somos sorellas, ele ficaria feliz por nós.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 4/4/2018, 19:22

    Ali de pé no hall dourado, você e Lucita trocavam beijos de irmandade em suas faces e compartilhavam um abraço um pouco mais duradouro. Era a forma não verbal que a Lasombra encontrava para demonstrar o quão importante era ter finalmente uma resposta para o que você significava na vida dela.

    -Obrigada por essas palavras querida. Sempre achei curioso como Berlim tornou-se o que é hoje, costumava viver em Frankfurt em meados de mil e oitocentos, sabia disso?

    Sorrindo a mesma concordava com a sua fala final sobre Monçada e com carinho segurava a sua face com as duas mãos para beijar a parte central da sua testa e então de maneira até mais maternal, começava a passar as mãos pelos seus cabelos em um carinho suave que postergava por alguns momentos. Para finalmente romper o silêncio e comentar:

    -Sinceramente, espero que ele tenha encontrado a felicidade e a paz na existência pós vida, seja ela qual for. Meu maior desejo agora é honrar o legado dele e você, minha irmã, é um desses legados. Olharei por ti, como uma irmã mais velha deve fazer.

    Enquanto a despedida de vocês ocorria, Melisande também se levantava e beijava primeiramente as faces da sua pequena, apertando-a com carinho até que ela protestasse para sair. Rindo, a rosa negra ia até Alfonsus, para abraçá-lo e dizer:

    -Irei aproveitar a deixa e também vou me recolher. Boa noite Alfonsus.

    O homem se levantava para abraçar Melisande e se despedir dela:

    -Boa noite Melisande... Nos veremos amanha minha cara.

    Ela concordava e então se aproximava de ti para lhe desejar boa noite enquanto Lucita fazia o mesmo com Alfonsus. E assim, as despedidas momentâneas ocorriam e Alfonsus logo se sentava, pois Melisande indicava:

    -Me acompanha até a saída do hall querida? É rapidinho, prometo devolver-lhe a seu amado em poucos instantes!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 4/4/2018, 22:03

    O longo abraço entre Lucita e eu me enchia de alegria, ainda mais quando meu coração por fim sanava um medo que durante muito tempo se fez presente, mas enfim, éramos irmãs e isso não mudaria.

    – Sinceramente não poderia imaginar isso mia amata. Mas saiba que minhas palavras são verdadeiras, será uma honra inestimável recebe-la em nossa casa.

    O beijo maternal em minha testa assim como os carinhos em meus cabelos arrancou um suspiro suave de meus lábios, algo que a fazia até mesmo a pequena suspirar em resposta, algo que me arrancava um sorriso suave e feliz.

    “ Não faça cara feia, ela te adora sua boba!”

    As palavras de Lucita me faziam concordar com a mesma, beijando sua testa com carinho eu a respondia certa do que falava.

    – Ele se orgulharia de nós duas mia sorrella, tenho certeza disso. Serei sua irmã mais nova e não me esquecerei disso, afinal eu tenho muitos irmãos e todos eles têm um pedaço especial em meu coração.

    O reclamar da pequena me chamava a atenção, rindo disso era com carinho que liberava Lucita para se despedir de Alfonsus, abraçando minha querida rosa negra eu sorria concordando com o pedido da mesma, afinal estava em sua casa e era essencial agrada-la.

    – Claro que sim mia amata, sabes bem que não a deixaria se retirar sem lhe acompanhar até a saída.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 5/4/2018, 13:11

    As despedidas ocorriam e assim como você havia confirmado, você acompanhava as suas duas irmãs na saída do hall de ouro. Alfonsus ficava junto da sua pequena, afinal, ela tratava de tomar conta do colo do gigante e mordiscar o queixo do mesmo. Melisande então fazia um curto sinal indicando a Lucita que ela poderia ir em frente e assim que vocês duas ficavam sozinhas, a rosa negra parava na sua frente para sorrir com uma expressão de gratidão:

    -Gostaria de lhe agradecer querida. Por tudo.

    Comentava a experiente rosa, fazendo uma suave reverência a sua frente. Para então ajustar novamente a postura e fazer uma pergunta simples:

    -Agora, sobre a pequena rosa de troia, você realmente acredita que podemos começar a dar mais liberdades para ela? Afinal, precisamos dela para os planos futuros. Eu sei que a sua presença aqui tem ajudado bastante ela, por isso, posso pedir para que a sua estadia seja um pouco maior do que o esperado querida?

    Questionava Melisande com um tom de voz mais baixo, quase como se estivesse a sussurrar para que a conversa não pudesse ser ouvida por realmente mais ninguém.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 5/4/2018, 13:41

    Acompanhando com um suave sorriso as figuras de Melisande e Lucita, meus olhos não podiam deixar de notar minha pequena tomando conta do colo de Alfonsus e ali o mordendo, algo que me fazia rir feliz, afinal aquele era seu eterno gigante a ser protegido.

    Acenando de leve quando Melisande indicava para Lucita ir na frente, meu sorriso apenas crescia diante das palavras e ações de minha irmã, puxando-a para um abraço era com carinho que a beijava na testa para responde-la.

    – Não agradeça, estou fazendo o que é certo e justo, já fui ajudada por Melinda e agora é minha vez de faze-lo.

    Apertando de leve o nariz de Melisande, eu a soltava para ouvir seu pedido e palavras, era fácil entender o medo de minha irmã, afinal Helena era um espirito livre e poderoso para ficar longe da mínima supervisão.

    – Não é como se tivéssemos força para prende-la totalmente, isso seria bem complexo de ser feito, mas acredito que ela se sentira mais confiante nas próximas noites, Alfonsus e eu continuaremos a visita-la e lhe ensinar um pouco sobre essa nova realidade, inclusive os limites aceitáveis das disciplinas.

    Tomando as mãos de Melisande eu sorria ao aperta-las, ali eu deixava que o ar entrasse sem medo por meus pulmões.

    – Ouça bem mia amata sorrella, irei ficar o tempo que for necessário, porque sei que as portas estão abertas para meu jardim e principalmente saber que isso fará bem a todas nós.

    “A saudade vai apertar é claro, mas sempre podem ocorrer visitas, ainda mais porque Eva vai ama-las fazer.”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3854
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Danto em 5/4/2018, 21:04

    Melisande fazia uma breve careta ao ter o nariz apertado, a sempre atenta rosa negra seguia então a ouvir a suas palavras com um sorriso na face, para gentilmente aproveitar que você tomava as mãos dela para entrelaçar os dedos das mãos dela nos teus e assim se aproximar para beijar a sua bochecha esquerda.

    -Ainda assim, obrigada querida.

    Em seguida, a mesma soltava levemente as suas mãos para se espreguiçar e finalmente respirar fundo, relaxando bastante a postura.

    -Você e seu jardim são muito bem vindos aqui e continuarão sendo, isso nunca irá mudar minha cara. Mas eu entendo perfeitamente como é sentir saudades de casa, além disso, você possuí um cargo importante e mantê-la aqui para sempre seria um pouquinho suspeito não é mesmo? E bem, seria trágico se nós tivéssemos que aturar todas as Espadas do Leste Europeu fazendo piscinas de sangue não é mesmo?!

    Comentava a mesma com um sorriso debochado na face, a história dos últimos acontecimentos em Praga começavam a ecoar e a simples menção disso já trazia um tom de piada e descontração para a conversa.

    -Vamos conduzir tudo com bastante calma e carinho e tudo dará certo não é mesmo?! Agora querida, boa noite!

    Despedia-se enfim Melisande com um sorriso gentil e um abraço carinhoso de uma irmã mais velha.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 2302
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 26
    Localização : Neverwere

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Jess em 5/4/2018, 21:53

    Sorrindo diante da careta de Melisande, eu sorria ao ter minhas mãos entrelaçadas com as suas assim como ao receber seu beijo em minha face.

    “Quem diria que chegaríamos a trocar beijos. O destino quase nos pregou uma peça!”

    Vendo minha querida irmã se espreguiçando eu estivava os músculos de minhas pernas com leveza, suas palavras porem me deixavam feliz, afinal conhecia bem minha tempestade para saber que ela amaria aquele castelo e o visitaria com frequência.

    – Tenho certeza de que você e Eva vão se dar bem, ela cuidará para que a saudade fique menor mia amata, tenha certeza disso. Bem se ao menos a piscina fosse escavada no mármore eu não veria problemas!

    Rindo da pequena piada de Melisande, eu correspondia o abraço de minha irmã com carinho e ternura, para enfim lhe desejar uma boa noite de sono.

    – Durma bem mia amata, nos vemos na próxima noite. E sim teremos toda a calma do mundo para conduzir isso.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato XX - Sombra e Luz

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos similares

      -

      Data/hora atual: 23/4/2018, 06:45