WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 12/4/2018, 17:25

    Imagens de Apoio:
    GPS:
    Hotel Gran Duca Residence:
    Entrada do Hotel:
    Margem Oposta:
    ]
    Local: Piazza Giuseppe Micheli, 57123 Livorno.
    Data: 18 de Abril de 2016: O Começo das Tradições.

    A porta do quarto enfim se abria e ali dentro se revelava um quarto tão similar ao seu e a ao de Joseph que por alguns instantes, você chegava a se perguntar se não havia adentrado o mesmo quarto outra vez. Mas as notórias diferenças estavam nas figuras ali presentes, afinal, sobre uma das camas estava a pequena Aurora que terminava uma ligação com um sorriso positivo na face e se aproximando dela, estava Cat que prontamente sentava-se na beirada da cama de Aurora para perguntar:

    -Então, como será?

    A resposta era quase que automática:

    -Ele está pronto para nos receber!

    Joseph então questionava:

    -E onde será isso?

    Aurora, ou simplesmente Rory, fazia um sinal pedindo para que o rapaz aguardasse para escrever algo no celular dela. O som de notificação do celular dele se fazia presente e o rapaz buscava o próprio aparelho no bolso, fazendo um sinal positivo para a experiente vassala.

    -Bom, o endereço é esse! Temos quarenta minutos para chegarmos lá, não será necessário uma formalidade extrema, fui informada que o Senhor Valletta não é um grande tradicionalista, mas que ele aprecia a boa educação. Então queridos, vamos nos arrumar rapidinho e partir?

    Questionava Aurora, que já recebia um sinal positivo de Cat. A prole de Lorena saltava da cama e ia rapidamente no encontro da própria bolsa, para começar a separar as roupas que iria usar nessa reunião.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 13/4/2018, 12:15

    Vendo que os quartos eram praticamente idênticos em sua decoração solto um leve sorriso imaginando essa padronização em todos e o fato de entrar em um quarto diferente e nem mesmo notar.

    Fico dentro do quarto em pé próximo a parede para prestar atenção a interação deles, as vezes só observar tais interações e ver como eles estavam a se entender melhor me agrada profundamente, ainda mais quando Joseph toma a responsabilidade de ver o endereço aquilo me fazia abrir ainda mais o sorriso. Coloco meus braços para trás e falo de forma calma para Rory.

    - Já estou pronta! Não vejo necessidade em me trocar.

    Olho de forma carismática para Cat a vendo dar aquele pulinho da cama para imediatamente buscar uma roupa para aquela situação. Viro meu rosto para Joseph certo tédio em minha expressão esperando algum tipo de opinião dele.

    - Ei Jô! Preciso trocar de roupas não né? Tó toda menininha nesse vestido aqui e tá tão confortável. Valletta pode não ser tradicional e esperar que eu vá com roupas casuais me apresentar, mas, dessa vez realmente quero ir assim.


    " Algo me diz que ainda hoje também irei encontrar com Mauricio...não que eu seja uma falsa em querer me mostrar algo que não sou, é só que eu tó muito masculina gente! Fora que também ele pode ter pedido que eu amenizasse as formalidades, mas não sei quem vai estar com ele. Então melhor estar assim, é chique e ao mesmo tempo casual...eu acho...gente sou péssima com roupas!"
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 16/4/2018, 10:39

    -Já volto!

    Afirmava Caterina assim que pegava o par de roupas que ela iria usar para a reunião dessa noite, adiantando-se de maneira bem ágil para o banheiro do quarto afim de trocar-se o mais rápido possível. Rory então concordava com a sua fala e sorria ao se levantar e também dizer:

    -Também estou prontinha, é só uma questão então de aguardar mesmo a Cat!

    Joseph assim que solicitado por ti, virava a face na sua direção e olhava-a de cima a baixo, deixando um sorriso divertido surgir quando você dizia estar "toda menininha".

    -É verdade! Você tá bem mocinha assim Gab!

    Concordava o rapaz que fazia um sinal de positivo com a mão direita e em seguida finalizava a fala:

    -Não se preocupe, acho que realmente não será problema nenhum ir com essa sua roupa de agora Gab. O que você acha Rory?

    A experiente vassala de Marie concordava com um sinal positivo de cabeça e buscava o celular para comentar enquanto digitava algo:

    -Concordo! Você tá bem Gabrielle! Não se preocupe!

    Poucos instantes se passavam após essa breve conversa e do banheiro, saia a jovem prole de Lorena com um sorriso simpático na face.

    -Pronto! Vamos?!

    Roupas de Cat:
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 16/4/2018, 12:21

    Aceno com a cabeça positivamente para Cat enquanto ela ia rapidamente para o banheiro se trocar, assim também como pisco para Rory sobre a mesma disser que também já estava pronta. Me volto agora pra Jô serrando os olhos sobre o sorriso do mesmo e fazendo uma cara divertidamente seria e falando da mesma forma.

    - Vou levar isso como um elogio...

    Faço um sinal negativo com as mãos quando o mesmo colocava Rory na discussão fechando os olhos e depois soltando a respiração quando a mesma se pronunciava, realmente não me importava com roupas e como me apresentar para os grandes, mas aquela mulher tinha muito mais experiencia ali que eu e isso me causava certa vergonha.

    Sorrio para ela de forma tímida e fico a olhar ela digitar novamente em seu celular, ficando um pouco mais seria naquele momento, algo realmente bem rápido.

    " Ela realmente me parece estar cuidando das coisas e informando a Mary ou até mesmo Lore sobre as coisas que estão acontecendo aqui. Realmente ela é simpática e neutra em tudo que faz, ainda sim, não gosto muito da ideia de estar sempre sendo vigiada ou até mesmo ter essa sensação. Bom...não devo me focar nisso!"

    Notando a porta do banheiro se abrir abro um sorriso ao ver Cat sair tão bem arrumada e parecer muito mais experiente com aquela roupa. A olho de cima a baixo abrindo ainda mais o sorriso e fazendo um sinal de Ok com a mão para então falar de forma mais descontraída.

    - Minha nossa. Você tá linda, não é Jô? Vou onde a Senhorita quiser.

    Termino minha frase rindo de forma divertida estendendo meu braço para que pudêssemos prosseguir.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 18/4/2018, 11:58


    Fondazione Teatro Goldoni:
    Local: Via Enrico Mayer, 57, 57125 Livorno.
    Data: 18 de Abril de 2016: A Recepção.

    O restante o diálogo entre vocês foi bem breve, na realidade, não durou sequer um minuto completo afinal, vocês tinham um horário agora a ser cumprido e um local a visitar. Assim sendo, em poucos instantes todos já estavam novamente dentro do carro e quem dirigia agora era a própria Aurora. A experiente vassala de Marie os conduzia então até as mediações de um teatro cuja faxada estava em processo de restauração.

    A grande realidade é que seus olhos viam uma cidade habituada com paisagens simples, com pouco luxo e muitas fontes de trabalho. Livorno não tinha o grande charme das grandes metrópoles ou grandes cidades históricas, era claramente marcada pelo trabalho e pela força monetária que vinha do mar. Assim sendo, era possível ver muitos prédios bem antigos, alguns até com traços de abandono, mas nenhum deles de fato em desuso completo, era como se o passado fosse importante demais para ser esquecido.

    O veículo de vocês estacionava e sem mais delongas vocês quatro saíam do mesmo, para se encaminharem na direção da entrada do teatro. Ali, havia apenas um homem com uma roupa de maître. O mesmo prontamente os saudava e questionava de forma educada:

    -Boa noite. Se não for pedir por muito, qual é o nome da líder da comitiva de vocês? Vejo o brasão, mas preciso da certificação do nome para permitir a entrada de todos.

    O homem sorria de maneira educada e olhava na sua direção, afinal, era você a carregar o brasão da família de grande poder e influência. Cat fazia um sinal positivo, como se compreendesse o que ele dizia e respondia:

    -Boa noite, sou Caterina D'aquila. Prole de Lorena Pontarelli e herdeira de Marie de Medici, é uma honra poder comparecer a esta reunião, esta jovem ao meu lado é a responsável pela nossa comitiva...

    Assim a atenção de todos naturalmente era direcionada a você.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 18/4/2018, 13:47

    As sigo até o carro sem delongas, não havia muito tempo para conversas e isso não me parecia algo necessário no momento, todos pareciam seguros do que iriam fazer e não havia nada para se questionar.

    Fico a observar o caminho que fazíamos dentro do carro, aquela arquitetura se demonstrava de um povo trabalhador e forte, pessoas simples que haviam conquistado seus méritos devido aos esforços braçais. Não via sua paisagem como algo desagradável, era simples e humildemente bela por aquele motivo.

    Olho para a grande faixada do teatro em restauração e respiro de maneira lenta e calma, caminho até a entrada para sorrir e acenar com a cabeça para o representante que ali nós esperava ou simplesmente se assegurasse de que ninguém sem o devido convite adentrasse. Mesmo ele me olhando e retribuindo toda sua saudação aguardo pacientemente Cat tomar a palavra, abro um leve sorriso no momento que ela se apresenta por completo tomando as rédeas da situação.

    " Veja só, realmente essa é a mulher que esperava ver aqui...não espera...QUÊ!?"


    Volto meu olhar para Cat com um sorriso um pouco neutro, realmente pensava que ela assumiria a situação, porém, sem me deixar levar pelo nervosismo volto minha atenção para o homem lhe saudando novamente para então falar de forma calma.

    - Boa noite querido, sou Gabriele Pugliese, prole e aprendiz de Sua Senhoria Heidi Adam Ismar, atualmente estou como presentante da ilustre família Medici, e com grande honra que me apresento a você e posteriormente a Sua Excelência Taziano Valletta, obrigado por nós receber.


    Talvez minha estadia fosse pouca ali, mas ainda sim, solto minha respiração relaxando um pouco e me aproximo um pouco mais para perto do homem, colocando minha aberta ao lado de minha boca falo de maneira baixa para depois abrir um longo sorriso.

    - Pode me fazer um favorzinho? Olha na frente da corte pode usar a etiqueta que achar melhor, mas aqui entre nós, quando estivermos só a gente pode me chamar apenas de Gab! Prefiro a naturalidade.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 23/4/2018, 14:47

    O valete posto em frente a entrada do teatro ouvia as suas palavras e prontamente sorria diante das mesmas, para logo concordar com o seu pedido e afirmar:

    -Certo Gab, obrigado pela educação e simplicidade. Sejam muito bem vindo, permitam-me abrir a porta para que vocês possam adentrar o local! A reunião será nas próprias cadeiras do teatro!

    Afirmava o homem que logo se movimentava, sem nenhuma pressa é claro, até a porta para abrir a mesma e assim permitir que vocês quatro adentrassem o teatro da cidade de Livorno.

    Interior do Teatro:
    Entrada:
    Palco:

    As luzes do local estavam ligadas, a cortina vermelha se apresentava a frente do palco e um homem sentado na primeira fileira a ler um jornal se levantava, dobrando o seu objeto de leitura o mesmo ajustava o terno que vestia para virar-se e olhar na direção de vocês.

    -Boa noite! Sou Taziano Valletta e é uma honra receber a vocês em meus domínios, por favor, entrem fiquem a vontade. Sentem-se se assim desejarem ou não!

    Dizia o homem com um sorriso simpático na face, ele então passava uma mão pelos cabelos que eram bem penteados para trás e dava um passo a frente.

    -Como isto não é uma reunião de corte, gostaria que vocês me chamassem apenas pelo meu nome ou por "você". Tudo bem?

    Questionava o homem, naturalmente olhando na sua direção por ser a portadora do brasão.

    Taziano Valletta:

    Roupas:
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 23/4/2018, 19:20

    Abro ainda mais meu sorriso ao ver como o mesmo se portava e agora falava, realmente aquilo me fazia relaxar e me sentir muito mais confortável em toda aquela situação. Espero pacientemente o Valete abrir a porta para assim adentrar ao local.

    Adentrando no mesmo fico realmente maravilhada com a grandiosidade do teatro, caminho olhando para todos os lados observando seu interior, realmente uma estrutura muito bonita para se ter um espetaculoso teatro ou recital. Chegando a frente vejo Taziano se apresentar e me inclino sutilmente lhe cumprimentando formalmente.

    Dou um passo a frente apontando para uma das cadeiras ao lado do homem informando que iria me sentar sim, com calma falo de maneira natural.

    - Boa noite Vossa Excelência Taziano Valletta, sou Gabriele Pugliese, prole e aprendiz de Sua Senhoria Heidi Adam Ismar, atualmente estou como presentante da ilustre família Medici, está ao meu lado direito é a Senhorita Caterina D'aquila. Prole de Lorena Pontarelli e herdeira de Marie de Medici, ao lado dela está a Valete de Vossa Eminencia Maria, Senhorita Aurora e ao meu lado esquerdo está meu filho e Vassalo Joseph Valentin Fritz. Obrigada por nós receber e é uma honra conhece-ló.


    Para por um breve momento aguardando em ver se mais alguém queria falar algo ou se até mesmo Taziano iria disser alguma coisa a mais, fico em pé nesse breve momento.

    " Será que é falta de educação apresentar a todos assim? Ou será que cada um deveria se apresentar diante dele...nunca me apresentei em grupo assim e ainda mais sendo a representante e carregando comigo um peso tal grande como representante de uma família tão importante"


    Aponto a mesma cadeira que ele estava sentado de forma sutil para então depois me sentar em seguida, abro um leve sorriso revirando um pouco os olhos e falando de maneira um pouco mais descontraída e naturalmente como eu era.

    - Essa apresentação toda era necessário Taziano! Me sentiria mal em saber que não fui educada com sua pessoa! A proposito, já que não estamos em uma reunião de corte pode me chamar de Gab.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 25/4/2018, 17:29

    Cada pessoa que era apresentada por sua fala, fazia uma curta menção na direção do ancião Brujah que estava de pé a poucos metros de distância de vocês. Calmamente o homem observava as reações, assim como ouvia a sua apresentação e sorria diante da sua fala final, concordando positivamente com um sinal afirmativo de cabeça.

    -Tudo bem senhorita, entendo perfeitamente e agradeço pelas formalidades. Mas então, Gab...

    Ele fazia uma pausa notória na fala, claramente indicando que não seria mais necessário falar de maneira formal, o homem então indicava as cadeiras esperando que todos começassem a sentar, para que assim ele também pudesse fazer e assim que todos se sentavam, ele dizia:

    -Eu fui informado brevemente sobre a situação em que a cidade de san gimignano se encontra... Uma lástima, mas ainda não sei totalmente sobre a situação e o que exatamente você e a sua comitiva pretendem aqui em Livorno. Digo, estamos bem longe e isolados de todo o turbilhão... Em que poderei eu realmente ajudá-los?

    Questionava o homem com um tom de voz curioso, mas em momento algum, ele demonstrava agressividade ou qualquer tipo de ação negativa para com você ou os demais presentes. O tom era tão tranquilo que Aurora chegava a sorrir levemente na direção do homem, deixando claro que não haviam razões para preocupações no momento.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 25/4/2018, 19:03

    Vendo que todos já haviam prontamente dado suas reverencias ao representante da cidade e que já estavam se acomodando, me sento confortavelmente cruzando as pernas deixando meu pé no ar assim o balançando de forma calma.

    Apoio minha mão esquerda no apoio da cadeira, ouço atentamente a fala de Taziano e faço um sinal positivo com a cabeça e uma leve careta de " justo ". Com calma tomo a palavra de forma natural como sempre falava.

    - Realmente um verdadeiro caos! Caso queira depois estar a par de toda situação pode nos questionar sobre que iremos lhe dar as informações necessárias. De antemão gostaria de informa que Sua Excelência Mauricio, prole de Sua Eminencia Marie de Medici estará chegando, e o que tudo indica será pelo porto local. Viemos primeiramente para sair de toda aquela turbulência e busca-ló também. Até o momento que ele pisar em terra peso que nós permita ficar em sua cidade.

    Para de forma a que ele entendesse a real situação e dar tempo de algum questionamento, fico um pouco mais seria e retiro minhas costas apoiadas na cadeira para ficar um pouco mais reta, viro meu olhar para o nada e os serros de forma pensativa para então votar a olhar para Taziano e falar como um pedido.

    - Taziano! Isso agora é um pedido meu, gostaria de ver e poder falar com Teresa Sforza. Sei que ela está aqui e sempre foi o local para onde ela vem quando desejar pensar ou fugir de algo...é realmente importante...ela deve estar aflita.

    " Talvez deva ser dessa forma, o principal motivo já foi lhe informado e caso tenha duvidas ira questionar! Mas o meu real motivo é esse Taziano...desejo ver Teresa a todo custo, foi por isso que dei a opção desse lugar"
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 27/4/2018, 15:31

    -Sem problemas, fiquem o tempo que for necessário.

    Respondia Taziano com um tom de voz bem tranquilo e simples, o homem parecia estar realmente a vontade na situação. Tanto que tratava de buscar o jornal que antes lia, apenas para dobrá-lo de uma maneira mais apropriada e colocá-lo na mesma cadeira que ocupava, junto do braço da poltrona. Diante da sua segunda questão, ele a olhava diretamente.

    -E com todo o respeito possível, mas porque essa jovem estaria aflita?

    Ele perguntava claramente sem compreender exatamente a situação. Mas logo fazia um sinal com a mão indicando que isso não era de fato importante.

    -De qualquer forma, não vejo problema algum em seu contato com a mesma. Posso lhe fornecer o endereço dela sem maiores problemáticas, mas antes disso... Ela é uma Sforza e eu sei qual é o posicionamento da Arauto de Florença para com as famílias. Não existe nenhuma ordem de execução contra ela né? Porque sinceramente, eu gostaria de ser alertado caso algo assim fosse ocorrer em minha querida cidade.

    Respondia o homem que claramente não sabia dos detalhes mais recentes da situação envolvendo os arredores da cidade de onde vocês vinham.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 27/4/2018, 18:56

    Agradeço com um sinal positivo com a cabeça para a primeira questão positiva sobre nossa estadia, respiro de forma aliviada e olho para Joseph claramente demonstrando em meu olhar que iria continuar em minha busca.

    Mas aguardo até o termino da fala de Taziano, se eu fosse viva no momento que é citada uma possível caçada de sangue a Tereza eu teria ficado completamente vermelha de raiva, mas apenas serro os olhos fazendo um sinal negativo com a cabeça para então falar de forma calma.

    - Não quero que pense que estou a jogar aqui e muito menos que deva ter duvidas sobre mim ou aqueles que aqui estão. Adalberto Sforza está morto, teve sua morte final em um atentado contra mim...eu mesma ceifei sua vida...

    Fecho as mãos ao mesmo tempo que faço com os olhos, me lembro da lamentável cena em questão, mas dessa vez não havia dor em meu intimo, apenas um leve desconforto por talvez algo que fosse parte dele.

    " Novamente desculpe Adalberto...é um pouco difícil de lembrar ainda, sei que mudou e estou confiando em você!"


    Abro os olhos e volto a falar da mesma forma.

    - Me recuso a falar o que fiz com ele, mas ele vive dentro de mim e deseja salvar Teresa...é complicado, mas por alguma razão após tudo que passei eu consigo conversar com minha besta e ele de forma quase que tangível para mim.

    Me levanto de maneira breve indo até Taziano para então me abaixar me ajoelhando em sua frente e lhe olhando diretamente nos olhos, não era uma coisa esperta a se fazer e muito menos sensata com um ancião, mas era o que meu coração mandava, repouso minha mão as dele de forma leve e falo com convicção.

    - Não se deve encarar os mais experientes e sábios como estou fazendo. Mas quero que veja diretamente em meus olhos Taziano, no fundo de minha alma, o olhar de alguém que não deseja mal algum para com Tereza. Quero tira-lá disso tudo e ela gostando de mim ou não, independente de suas escolhas eu irei protege-lá de todo mal que a rodeia...não sei se a chamo de filha...mas eu compartilho os sentimentos de Adalberto agora e não deixarei que nem ele ou ela se percam de novo por causa de um mal caráter que se diz patriarca.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 30/4/2018, 11:20

    Toda a sua fala em conjunto com as suas ações eram assistidas pelos ali presentes. Aurora permanecia em total silêncio, respeitando suas decisões e movimentações. No entanto, Cat se surpreendia com a revelação e falava em um tom baixo quando notava que você estava para se ajoelhar:

    -Gab não pre...

    A fala dela era interrompida por Joseph. O rapaz tocava no ombro de Cat e pedia a ela por silêncio, em seguida, eram os olhos dele que encontravam você e tentavam transmitir confiança, ali ele sinalizava positivamente com a cabeça, indicando que concordava com sua atitude.

    Por fim, Taziano que havia observado tudo com a mesma expressão simpática e calma, movia-se na cadeira parar se sentar bem na ponta desta e inclinar o corpo para frente, esticando as mãos na sua direção e segurando seus dois ombros com um toque leve.

    -Levante-se Gab. As mensagens que meus vassalos me enviaram sobre como você os tratou des que chegou na cidade já revela quem és e sinceramente, obrigado por ter livrado esse mundo de um crápula. Mas por favor, fique de pé...

    Retirando as mãos do seu ombro, o homem esperava que você se levantasse, para assim sorrir em aprovação e seguir a falar:

    -A missão que trouxe Teresa para cá era a de me destruir. Ela chegou a realizar todos os planos que Adalberto havia lhe ordenado, esse seria o único jeito de conquistar a liberdade dela. Mas no fim, ela acabou presa e assim permanece até hoje Gab. Lhe darei acesso a onde ela está contida e deixarei que você decida o destino dela, faço isso porque muito me alegra saber que mais um dos repugnantes Sforzas foi destruído.

    O homem terminava a frase e então voltava a se sentar confortavelmente na cadeira, porém, não tirava os olhos de ti, aguardando suas reações com total atenção.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 1/5/2018, 21:03

    A confiança e atuação de Joseph naquele momento me fazia ver o quanto eu havia acertado em lhe escolher para meu lado, na verdade como eu lhe tratava para que ele chegasse ali, era realmente um homem feito que já conseguia caminhar pela noite sem problemas aos meus olhos.

    Fico ali esperando a reação de Taziano e me sinto aliviada quando ouço sua fala e sua postura sobre todo o ocorrido. Falo de maneira mais calma em tom normal antes de me levantar.

    - Eles são todos seus? Longe dos holofotes eu prefiro ser naturalmente eu, nunca me achei acima de nenhum Vassalo ou humano...e na verdade não fiz nada sozinho! Tive a ajuda do lindinho do Edberto Abbiati, um amor de pessoa.


    Começo a me levantar e me sento ao lado dele agora para então lhe ouvir, cruzo as pernas e mudo minha expressão para algo pensativa, meus olhos demonstravam o descontentamento por tal missão. Havia certa pena também em saber que Teresa estava presa mas aceno com a cabeça de forma positiva demonstrando que ele não estava errado em sua ação e era até mesmo misericordioso com aquilo.

    - Você foi mais que justo em sua ação, foi benevolente. Uhm...se eu pudesse não sei o que faria se visse o Enzo Sforza na minha frente! Posso sentir como se Teresa fosse minha filha, mas o caminho que trilhou e suas ações devem ter consequências. Lhe prometo que serei a mais justa possível nessa situação, não é por considera-lá minha filha que permitirei que ela seja impune perante as nossas leis.

    Realmente estava seria naquele momento, não havia sorrisos ou até mesmo minhas expressões de alegria, aquilo era algo serio e não deveria passar despercebido. Mudo minha postura para algo mais relaxado mudando a posição das pernas cruzadas e pisco para Taziano de forma divertida e me viro para os demais tentando falar de forma mais seria e rindo no final.

    - Devo ser muito boca de sacola né? Só eu falo, vocês também devem falar...Céus, querem compartilhar alguma coisa? Vai botem pra fora! Não tó sozinha nesse barco não...odeio climas assim!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 2/5/2018, 11:48

    Taziano seguia sério e concentrado na sua fala até a última delas começar, prontamente o ancião tratava de rir encontrando uma diversão enorme em como você mudava o tom da conversa. Joseph também não conseguia esconder a vontade de rir, Aurora parecia um pouco confusa com o rumo da situação e por fim, Caterine dizia em meio a alguns sorrisos:

    -Gab, acho que realmente não tem muito o que falar sabe?!

    Taziano concordava positivamente e se esforçava para conter os risos, até que enfim, falava:

    -Vejamos... Ela não chegou a de fato atentar contra a minha vida. Por isso ela foi apenas contida e não punida, planejar e de fato tentar executar são coisas bem diferentes não concordas? Mas é de fato curioso, você é bem menor do que ela é em todos os conceitos possíveis e deve ser até mais jovem do que ela é. E ainda assim, expõe essa conduta maternal tão poderosa para com ela. O encontro entre vocês está mais do que autorizado, a quem devo passar o endereço?

    Joseph levantava a mão.

    -Para mim, por favor...

    O seu jovem amigo entregava o próprio celular a Taziano e ali o ancião escrevia algo para devolver ao rapaz e dar inicio ao final da reunião:

    -Acredito que chegamos ao fim dessa breve reunião não é mesmo? Tenham uma segura visita a jovem que procuram e uma excelente noite. Ou existe outro ponto a conversamos senhorita Gab?
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 2/5/2018, 15:20

    Acompanho a risada de Taziano de forma divertida olhando para todos, no fim pisco para Caterine fazendo um leve movimento com a mão para baixo indicando que era puramente algo divertido para mim.

    Volto a prestar atenção em Taziano concordando com sua primeira pergunta, serro meus olhos para ele franzindo minhas sobrancelhas quando o mesmo citava meu tamanho, faço uma cara incredula olhando para Joseph apontando com o indicador para ele e depois apontando o dedão para Taziano movimentando minha cabeça negativamente.

    " Ha mais isso não vai ficar assim não! Falou que a Teresa é mais encorpada que eu e ainda me chamou de pequena...ele não tem noção do perigo isso sim..."

    Vejo que Joseph assumia a situação das coisas e enquanto Taziano escrevia o endereço no aparelho para então falar com a cara meio emburrada.

    - E você não é tão fortão quanto eu imaginava tá! Todo magrinho...e nem é tão grande assim...mas é um bom líder isso eu devo admitir.

    Cruzo os braços de forma birrenta fazendo uma leve careta olhando para o nada balançando a cabeça de forma negativa. No final da fala de Taziano me levanto de maneira rápida e ainda sem olhar para o ancião falo no mesmo tom que estava agindo.

    - É nos menores frascos que estão os melhores perfumes!

    Descruzo os braços, e me viro para Taziano agindo da mesma forma de antes e lhe estendo a mão como um sinal simpático pela breve conversa e agradecimento pela recepção.

    - Creio que é só isso mesmo. Obrigada pelas informações a mais sobre os planos de Teresa! Devemos conviver com nossos erros e tentar não os repetir, gosto de proteger e ver bem aqueles que são importantes para mim. Espero que um dia possamos nos reencontrar, caso deseje ajuda em algo pode me procurar, estarei disposta a lhe auxiliar no que for.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 3953
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Danto em 10/5/2018, 14:14

    No exato momento em que a sua resposta era dada a Taziano, Aurora tentava esconder a própria face com as mãos. Enquanto Cat arregalava os olhos e escondia os lábios, segurando a vontade de rir, algo que Joseph nem sequer tentava esconder, sorridente o rapaz deixava algumas risadas escaparem. Afinal, a reação de Taziano não era diferente! Rindo da situação ele concordava positivamente com um aceno de cabeça.

    -Certo, você tem razão! Eu realmente não me encaixo nos padrões esperados, mas sinceramente esses padrões não seriam apenas pequenos mecanismos de estruturar falsas imagens de comando e controle que já não mais se aplicam o mundo moderno?

    Sorridente, o homem se colocava de pé e concordava com as suas palavras, indicando que todos também deveriam se levantar. Ele assim esperava que todos fizessem a ação para caminhar junto de vocês até a saída, demonstrando um cuidado raro para grande parte dos antigos.

    -Não há de que Gab. Você é e sempre será bem vinda em meus domínios enquanto continuar a servir a Torre, veja, não sou um homem muito complexo e aceitei esse domínio por uma questão de segurança. Hoje já não existem mais as mesmas ameaças do passado, enfim... Digo que se precisar também estarei acessível. Boa sorte com o reencontro com Teresa e lembre-se de algo importante...  Para o clã Brujah, existe mérito em todas as batalhas.

    Fazendo uma suave ação de despedida com a cabeça e o tronco, era o próprio ancião que abria a porta de saída do teatro para que vocês tomassem a nova direção para o encontro com Teresa e seu local de prisão.
    avatar
    Miac

    Mensagens : 577
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 27

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Miac em 10/5/2018, 17:17

    De forma calma e sorridente respondo a pergunta do ancião. Realmente não escondia meu riso perante a reação de Aurora e Cat.

    - No mundo mortal talvez essa imagem imposta pelo mundo a sua volta até que funcione por um tempo. Mas cá entre nós Taziano, com os cainitas não tem como fazer isso, não é porquê eu sou pequena que signifique que eu seja completamente frágil. E não é por você não ser uma maquina de músculos e agir dessa forma tão educada e simpática que não devesse ser um líder. Realmente o mundo moderno mudou e acredito que para algo melhor.

    Faço um sinal com a mão a balançando para as meninas ali presente e pisco o olho esquerdo fazendo uma leve careta para elas não se preocuparem, acompanho todo me levantando e seguindo Taziano e prestando atenção em suas palavras.

    " Compreendo...mesmo Teresa fazendo o que fez ele ainda acredita que ela esta a batalhar por algo, que no caso é sua liberdade, um homem como ele se demonstrou ser deve valorizar muito isso, mesmo sendo algo que vá diretamente contra sua vida! Realmente eu ainda preciso aprender muito e muito sobre esse mundo...imagina se nunca tivesse vindo aqui...tudo isso que eu estaria perdendo!"


    Passo pela porta e me viro de maneira rápida acenando com a mão para Taziano com um sorriso largo em meu rosto para falar da mesma forma.

    - Obrigado pelos ensinamentos e por compartilhar sua visão comigo Tazi! Vou cuidar de Teresa e espero que se revejam em breve. É uma honra seguir ao lado de grandes mentes como o Senhor!


    No final de minha fala, mudo minha expressão completamente para algo sério e respeitoso, me inclino para frente colocando a mão direita sutilmente sobre meu peito e me despeço dele ali com esse sincero ato de admiração.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Primeiro Arco de Gabrielle: Ato IV - Aguas Passadas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 22/6/2018, 11:57