WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato II - Narrativa de Ulrich: Deixe queimar!

    Compartilhe
    avatar
    Miac

    Mensagens : 492
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 26

    Re: Ato II - Narrativa de Ulrich: Deixe queimar!

    Mensagem por Miac em 22/1/2016, 01:20

    Ulrich acenou com a cabeça em sinal positivo para as palavras do regente, sabia no fundo que o mesmo em si não aprovou sua escolha, sabia que havia falhado em suas palavras, e que só lhe foi permitido ir pelo simples fato de sua senhora ter conseguido aquilo nada mais, uma leve reverencia foi feita e o jovem amaldiçoado saiu da sala fechando a porta e já descendo as escadas. Seus passos eram calmos, seus olhos ficavam fixos no nada, em sua cabeça giravam as palavras que por repetidas vezes lhe foram ditas naquela noite.
    " Não reviver o passado!...Eles acham que eu irei confrontar Gustav de frente, não sei se eles me interpretaram mal ou se eu fiquei realmente louco e obcecado pelo meu ódio, por vezes me sinto como se não ouve-se escolha para isso, é como entrar no mar de ressaca, a correnteza irá te puxar para onde ela quiser"
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2940
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Ato II - Narrativa de Ulrich: Deixe queimar!

    Mensagem por Danto em 25/1/2016, 03:21

    Ao sair da sala, você repara no mesmo carniçal que havia conduzido seu caminho até a sala do regente ainda estava parado no mesmo lugar, logo no começo das escadarias tortuosas. Ele faz uma breve reverência e diz.

    -Boa noite novamente meu Senhor, devo conduzir a sua presença até o encontro da senhorita
    Cassandra Kastner como o Regente me pediu ou o Senhor tem outro destino em mente?


    O homem perguntava olhando diretamente para você, nesse instante, sua mente começa a trabalhar com intensidade. A voz dele não era estranha, era tão familiar e enigmática quanto a voz que ecoou da caveira pendurada no filtro de sonhos na sala do Regente. Aos poucos e com mais atenção, sua percepção começava a revelar aos seus olhos que o carniçal a sua frente talvez não fosse necessariamente vivo, ou sequer, um humano. Um gárgula? Um construto? O fato era, os olhos dele não brilhavam com vida, seu corpo era magro de mais apesar de não exibir nenhuma marca de osso, sua boca se movimentava de maneira estranha, letárgica e pesada.

    [Ultima ação antes do término do Ato]
    avatar
    Miac

    Mensagens : 492
    Data de inscrição : 21/11/2015
    Idade : 26

    Re: Ato II - Narrativa de Ulrich: Deixe queimar!

    Mensagem por Miac em 26/1/2016, 00:17

    Ulrick olhou para o serviçal, e seus olhos brilharam de uma forma estranha, curioso, entusiasmado e de certa forma contente por conseguir enxergar aquilo. O mesmo fez uma leve reverencia que sim com a cabeça e sorriu para o homem e se lembrou da voz da caveira que estava com o filtro dos sonhos.
    " Um gárgula poderia ter a forma de um humano, droga...por que nunca me atentei a isso nos livros, afinal, acho que Senhorita Valerius não tem um, ou me esconde, mas será que é um morto vivo ou algo do tipo, ele é como se fosse uma cria do Regente, acho que ele não seria tão receptivo, mas irei tentar!"
    O jovem Tremere já estava caminhando ao lado do rapaz quando se deu por conta, o mesmo logo pensou" Penso de mais e falo de mais!".
    - Não precisa me chamar de meu senhor, sou tão novo quanto você eu creio, não quero lhe ofender ou qualquer coisa do tipo. Mas...Sua voz é igual do se assim posso disser guardião da sala! Vocês estão interligados de alguma forma!? É fascinante...!

      Data/hora atual: 18/10/2017, 21:48