WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Compartilhe
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1172
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Mensagem por Jess em 7/2/2016, 19:50

    Pietra sorriu satisfeita com a permissão de Artur, a toreadora faria jus à sua arte e orgulharia o Sabá com sua obra.

    Olhando para Evangeline está sorriu, eram aqueles momentos que o laço de sangue feito pelas duas compensava claramente. Havia uma eterna paixão pela música de Evangeline e a arte de Pietra.

    Vendo o gesto de Artur a toreadora aproveitou para se colocar ao lado de Evangeline dando um suave beijo na face para depois sussurrar em seus ouvido:

    - Vou precisar de inspiração Mia Bela...
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Mensagem por Danto em 8/2/2016, 18:14

    -Erik, leve o Assamita até a presença de Nikolayevna. Explique a situação e termine sua noite por lá, o amanha nos reserva o começo de uma guerra e precisaremos de você e da mão negra.

    Diz Artur direcionando sua fala primeiramente para o Lasombra careca e de aparência "neonazi", apesar do mesmo não acreditar em mais nada do que havia tatuado em seu corpo, era uma herança mortal imutável e assim ele ficaria até seu ultimo suspiro nessa terra. Erik então aproxima-se de Kiril, estendendo a mão direita ao mesmo e falando logo em seguida.

    -Vamos, temos pouco tempo para o final dessa noite e você precisa passar pro alguns ritae de passagem antes da quebra do laço.

    [off: Ultima ação antes do final do post. Jess, retornamos ao seu post solo!]
    avatar
    King Jogador

    Mensagens : 335
    Data de inscrição : 07/12/2015

    Re: Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Mensagem por King Jogador em 9/2/2016, 00:00

    Estou curioso em relação à esses rituais. Nunca soube que havia algo do tipo, vejo um futuro com muitas possibilidades e incertezas. Algo que nunca esperei em minha carreira rotineira. Mas nada disso significa que lhe abandonei minha Katherine, apenas estou mudando um pouco minhas perspectivas do mundo. Sigo então o Erik fazendo uma leve mesura de despedida aos presentes.

    - Certo caro Erick. Vamos terminar então os preparativos. Depois eu ficaria agradecido se conseguisse minhas adagas e minha mão de volta. Mas principalmente as adagas...
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2172
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Mensagem por Danto em 9/2/2016, 17:49

    -Sua mão eu não tenho certeza de onde foi parar, não posso ajudar muito com isso. Mas suas adagas estão comigo, no carro que usaremos para irmos ao nosso destino, então, se aquiete bruxo que você se reencontrara com suas queridas lâminas.

    Respondeu Erik que saia caminhando sem muita pressa do Maléfice, colocando as mãos nos bolsos e subindo as escadas. Em alguns instantes vocês dois estavam na avenida asfaltada que passava a frente do clube noturno. Um certo alivio veio junto com a brisa suave que cruzava aquela avenida, afinal, a poucos instantes atrás já não havia mais nenhuma esperança de escapar daquela situação... O Sabá era peculiar, um show de horrores malignamente orquestrado por algumas mentes realmente perversas e capazes. Você e Erik passam pelo seu carro que estava sendo vigiado por dois cainitas e dentro do carro o seu carniçal, Gunther, amarrado como um suíno para o abate, sem roupas e com várias escoriações pelo corpo. Erik continuava a caminhar até parar ao lado de uma SUV preta, ele aponta para o carro e diz.

    -Entre e vamos logo.


    [Off: ultima ação para o final do ato]
    avatar
    King Jogador

    Mensagens : 335
    Data de inscrição : 07/12/2015

    Re: Ato III - Narrativa de Kiril: A Espada de Caim

    Mensagem por King Jogador em 10/2/2016, 22:40

    Caminho me mantendo próximo de Erik. Não há minutos há se desperdiçar naquela noite. Muitas coisas ainda estavam por vir, e se fosse feitas de forma errada poderia haver consequências definitivas. Meu corpo ainda não sabia lidar com minhas ações. Uma parte dizendo que é melhor parar e a outra tentando enganar a primeira dizendo que não há alternativas. Talvez não haja mesmo, exceto é claro a alternativa da morte eterna de forma bem dolorosa. E meus instintos lutam contra essa. Ainda existe muita coisa para aprender nesse mundo antes de me dar ao luxo de encontrar a morte final. Ainda tenho que aprender à mexer na película, roubar as artes de barreiras dos feiticeiros ocidentais e muitos outros mistérios.

    Dou uma leve suspirada quando vejo o estado de Gunther. Eu havia totalmente esquecido dele, mas o sabá não. Devia ter mandado ele voltar para o refúgio, mas isso talvez também fosse perigoso. Pensando bem, não sei se depois do que eu estou fazendo agora conseguirei ter carniçais na noite seguinte. Todavia preciso de meus servos, só com eles posso fazer meus rituais em total eficiência. Junto do fato que seria bom um deles me fazer um gancho no braço esquerdo para eu guardar minhas adagas à mão, afinal não contarei mais com esta. E talvez, se tudo for de acordo com o planejado pelo Sabá, deixarei meus carniçais mais eficientes para mim e os abraçarei, afinal nunca tive permissão para tal e não vai ser agora que irei precisar. Mas isso apenas se a mãe sorte não tiver me abandonado de vez.

    - Espere um momento Erick. O homem amarrado no carro ao lado é meu assistente de ritual. Ele deve ser mantido intacto e mandado de volta para meu refúgio para empacotar minhas coisas junto do outro assistente. Afinal se os senhores realmente desejam libertar este humilde feiticeiro, precisam libertar o seu assistente, ou não me terão por completo. Afinal preciso de especialistas e todas as parafernálias dos mesmos para minhas tarefas. Assim sendo partirei contigo sem desperdiçar mais nenhum segundo precioso. As vezes as noites são curtas demais...

      Data/hora atual: 25/6/2017, 19:16