WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Aibellee Lenoxx - Ato II: New Territory

    Compartilhe
    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 634
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Aibellee Lenoxx - Ato II: New Territory

    Mensagem por King Narrador em 8/4/2016, 23:08


    A flecha saiu de sua mão como se a mesma tivesse brotado do nada. Era uma luz com miríades de azul claro junto de um forte dourado que brilhava da mesma. E assim a flecha atravessou o vazio que era o alto do pescoço do cavaleiro. Entretanto o mesmo reagiu ao projétil como se tivesse sido atingido. Seu corpo parecia escurecer como se as trevas do cemitério chamassem o mesmo para seu descanso final. Entretanto na sua frente não era qualquer alma. Era a grande lenda do maior fantasma do leste do Mississipi. Assim olhos vermelhos aparecerem no lugar onde seus verdadeiros olhos deveriam estar. O espírito da pantera se congelou quando essa ação foi feita, mesma que focada para ti. Só que Agué não permitia que a imagem lhe causasse reação. Sua mente estava calma quando o machado negro veio reto na sua direção. O carrasco da morte queria revidar. E as trevas apenas o acompanhavam. Sua respiração continuava e você se sentia calma e leve.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Aibellee Lenoxx - Ato II: New Territory

    Mensagem por Jess em 9/4/2016, 23:51

    Os olhos da negra viram a flecha se formar no ultimo instante em que a segurava, a madeira convertida em azul e dourado indicavam a grande calma divina, o caçador enfrentava um guerreiro a altura de suas presas.

    Diante dos olhos vermelhos do guerreiro a pantera se manteve estática, o medo que tal criatura gerava no animal não atingiu a cainita. A negra respirava fundo, equilibrando o corpo morto com o ato do caçador.

    Sentindo o toque da pelagem da pantera em suas penas Aibellee gritou, a mão que até pouco tempo segurava a corda e a flecha bateu no ombro da negra e com a batida um novo grito ecoou de sua garganta.

    Um segundo grito ecoou quando uma nova batida no ombro se fez, a voz antes cristalina da cainita agora se tornava grossa entre um rugido e uma oração, o ato clamava aos ancestrais por força, desafiava o guerreiro francês e sua lenda, demonstrava que Agué ou sua Aguenisa não recuariam diante deste. Quando o punho fechado de Aibellee bateu em seu ombro pela terceira vez a cainita deu um passo a frente, desta vez não fora um grito mas sim um rugido seco que sairá de seus labios, suas presas alvas ganhavam a boca da cainita enquanto seus olhos continuavam a brilhar em um amarelo bestial.


    avatar
    King Narrador

    Mensagens : 634
    Data de inscrição : 19/02/2016

    Re: Aibellee Lenoxx - Ato II: New Territory

    Mensagem por King Narrador em 13/4/2016, 17:29


    O cavaleiro a sua frente andava com os passos de um soldado. Os passos de um assassino. Os passos de uma lenda do terror. Manchas negras eram deixadas em suas pegadas, como se as trevas escapassem de seu corpo. A potência de sua presença era gritante, como um eco que ressoava no tecido do mundo dos mortos. Estava claro agora o porquê aquele cemitério nunca antes havia sido profanado. Não havia mortal capaz de encarar tal atrocidade e poucos poderiam ser os imortais dígnos desta tarefa.

    Cada passo do espectro parecia tremer todo o âmbiente ao seu redor. Como se o seu poder impactasse em todo o mundo distorcido e negro que o circundava. O mesmo se aproximava lentamente, como se requisesse de uma incrível força para se aproximar de você. Cada batida que você dava fazia uma brisa corre contra o cavaleira. Mas o mesmo não parecia recuar. Na segunda batida o mesmo levantou seu machado negro. Negro como as trevas no céu. A lámina do mesmo parecia ser afiada para cortar até pedra. Mas então veio a terceira batida.

    O machado voou longe. O vento agora era quente e forte. A ferragem do guerreiro fazia um som de zumbido contra a ventania que você causava. Só que o mesmo não recuou. Parou no entando. Parecia lhe observar pelos focos vermelhos que vinham do alto de seu pescoço. Como olhos que deveriam existir, mas não existiam. Assim uma voz profunda veio da boca ao qual não devia existir.

    "- Vós atraiu minha atenção. Agora sinta o que é pesadelo!"

    Quando a voz cadavérica terminou, todo o mundo ao seu redor começou a escurecer. A água começou a amenizar e parecia que estava parando de chuver. A imagem do cavaleiro parecia estar desaparecendo também. O mundo de trevas estava se tornando real ao seu redor. Apenas o eco da risada do cavaleiro podia ser ouvido enquanto o mundo desaparecia em seus olhos, ouvidos e em todos os outros sentidos.

    Ultima Ação Antes do Final do Ato
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1665
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Aibellee Lenoxx - Ato II: New Territory

    Mensagem por Jess em 14/4/2016, 22:18

    O caçador e a sacerdotisa encaravam a figura do soldado, o terror das terras americanas parecia querer enfrentar a força das antigas terras africanas, porem nenhum sinal de medo ou desistência foi esboçado por Aibellee.

    Na mente da cainita a velha lembrança de seu destino de virar Aguenisa ecoava profundamente.

    "- Agué... Porque o senhor da caça me escolheria mãe?

    - Tu carregas a delicadeza da natureza e o espirito do guerreiro... Porque não serias escolhida pelo filho das arvores e irmão dos predadores criança...
    "

    Um grito ecoou da garganta de Aibellee quando esta levantou a mão, dos lábios amaldiçoados da cainita um canto de guerra escapava, em um claro sinal de desafio. Por de trás de cada palavra uma reza era feita para que o Caçador não a abadonasse, ele sim era o guerreiro capaz de enfrentar os espíritos malignos de sua terra, tão velhos quanto o próprio tempo.

      Data/hora atual: 18/10/2017, 21:52