WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Ato VII - Narrativa de Kiril: Liberdade sobre as águas

    Compartilhe
    avatar
    King Jogador

    Mensagens : 433
    Data de inscrição : 07/12/2015

    Re: Ato VII - Narrativa de Kiril: Liberdade sobre as águas

    Mensagem por King Jogador em 11/4/2016, 23:51

    Certo, essa é mais difícil. Bem mais difícil. Esse guardião se mostra possuir mais habilidades acadêmicas que apenas de potência de ocultismo. É uma obra prima da evolução necromântica de proteção de território. Algo único que sempre fui alertado para me afastar. Nunca serei capaz de escapar deste teste sem entrar com a cabeça dentro do mesmo. Afinal não possuo alternativas.

    Serafim, essa frase vem da profecia bíblica. Nunca tive tempo para ler sobre as tradições humanas, mas alguns pontos sempre me chamaram alguma atenção. Afinal se misturam com as lendas dos cainitas. Algo que até ontem nunca me preocupei tanto em pensar a respeito. Todavia minha memória agora corre os textos de Pedro profetizando sobra a luz e a escuridão. Houve um anjo que desafiou seu senhor fazendo a rebelião. A Estrela da Manhã. Cai perfeitamente na descrição do Serafim da Manhã. O objetivo dele não era perverso, apenas rebelde, mas a história é contada pelos vencedores, afinal Lúcifer perdeu na rebelião.

    - Σατανάς. O Arcanjo ao qual o nome não podia ser pronunciado. Aquele que foi contra as ordens do Senhor da Criação. A Estrela da Amanhã, O Serafim de Seis Asas que iniciou a rebelião celeste. Heylel, ou na tradução mais recente e popular, Lúcifer.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2635
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Ato VII - Narrativa de Kiril: Liberdade sobre as águas

    Mensagem por Danto em 12/4/2016, 18:34

    A criança novamente rodopiou, mas dessa vez seu movimento foi bem menos alegre ou feliz. Ela já não parecia estar entretida com a brincadeira e cruzando os braços após o breve rodopio, ela resmunga da maneira ríspida.

    -Não deveria ser assim! Você deveria errar pelo menos uma vez! Odeio gente esperta, falsos sábios donos da razão! Estrangeiro inoportuno, mal educado, feio e rude! Odeio todos vocês!

    Ele então bate forte o pé no chão, causando uma enorme rachadura na superfície do lago congelado. As essências das almas dos mortos que fluíam pela água começavam a se aglomerar pelas rachaduras da grossa camada de gelo e você conseguia ver que não demoraria muito para que as placas quebradas de gelo fossem movidas. Ele então remove o pano que cobria a face, revelando uma face que você não via a séculos...
    Não havia nenhuma lógica, aquela face jamais poderia ter continuado a existir! Não depois de tantos anos após a sua própria morte! Kahra, seu Senhor e criador. E imediatamente, com a voz do próprio Kahra, a criatura a sua frente gritou a última pergunta.

    -Uma sombra, uma imagem; Eu sou um desafio a tua Sophia! Sou o terceiro filho de Adão, a prefiguração de Cristo! Hera ou Helena? Eu ou você? Um Pneuma herdeiro de Logos! Eu sou assim como o filho de Demiurge é; Assim como o filho de Iadabaoth! Uma sombra, uma imagem; Quem eu sou?

    As palavras de Kahra soavam como trovões sendo atirados contra o chão. Cada nome pronunciado ecoavam com a força titânica dos próprios seres mitológicos. A água entrava em turbulência, as arvores nas margens se retorciam devido as rajadas brutais de vento. A fúria daquela criatura estava se manifestando diante seus olhos.
    [off: Última ação para o final do Ato]
    avatar
    King Jogador

    Mensagens : 433
    Data de inscrição : 07/12/2015

    Re: Ato VII - Narrativa de Kiril: Liberdade sobre as águas

    Mensagem por King Jogador em 15/4/2016, 19:30

    Emoção é um sentimento mais forte que o sentido. Nada naquele espectro fazia sentido para mim. Meu senhor já havia partido tinha muito tempo. Mas estamos no mundo dos mortos, logo a razão me é abandonada, apenas a emoção fica enquanto solto minhas primeiras palavras. Só logo regresso à raciocinar, afinal tinha de dar um resposta, e tinha de ser rápido.

    - Como poderia eu ser o dono da razão? Diga-me senhor? Como poderia um tolo como eu saber de alguma coisa? Trai aquele que me deu propósito para passar três séculos trancafiado. Maquinei a morte de minha senhora a qual foi a única que salvou minha amaldiçoada vida. Posso ser um estrangeiro inoportuno, rude e inconveniente, mas não me chame de sábio, meu senhor. Apenas falo a vós o fruto de meu estudo à base de sangue e muito esforço. Mas sábio? Sábio seria se eu compreende-se você, se eu compreendesse esse mundo dos mortos ao qual estou. Entretanto esta não foi sua pergunta, então permita-me respondê-la.

    Ok, vamos absorver esse enigma. Uma imagem em sombras. Um desafio ao meu conhecimento. E agora a grande pergunta, o terceiro filho de Adão. O irmão, ou meio irmão de Caim, afinal a bíblia nunca foi clara sobre a lealdade monogâmica de Adão depois do mesmo sair do paraíso. Todavia este livro de religião mundana fala sobre um terceiro filho, um simples leitor mortal não perderia muito tempo nessa passagem ou absorveria o nome, mas um cainita sim, afinal é um nome importante. Seth.

    Não é algo extremamente espantoso, afinal houve muitas teorias sobre tal fenômeno. Incluindo uma vertente do cristianismo que era os Setitas, gnósticos humanos que adoram Jesus como uma incorporação de Seth. Isso foi antes da reforma católica romana que juntou as crenças cristãs em uma só. Assim sendo, Seth pode ser visto como uma perfiguração de Cristo.

    Agora aparte complexa, Hera ou Helena? Quem ficou cúmplice de Seth no final? Nós temos uma vertente da história de Troia que sugere que Hera nunca permitiu que Helena fosse entregue para Paris, afinal se o mesmo pediu a mulher mais linda do mundo, seria a própria Hera que se apresentaria ao mesmo. Assim a mesma tomou a forma de Helena e enviou esta para um Deus egípcio enquanto a guerra ocorria na Grécia. No final do episódio Hera teve de traze-la de volta, mas qual foi o preço de Seth? Essa parte da história eu nunca soube, mas sei de seu envolvimento.

    Pneuma... Logos... Um espírito herdeiro da razão. A palavra proferida a seguir deixa tal mistério mais fácil de ser compreendido, afinal Demiurge é uma palavra citada pelo próprio Platão para definir o criador supremo. O que nos leva às lendas dos Setitas cainitas ais quais Seth é mais que um réles Anti-Diluviano, é tão poderoso quanto Caim, ou mais. É um deus, ou um filho dele, o filho do cosmo, o filho da razão eterna. Os setitas deste culto humano usavam a pronúncia derivada do Hebráico antigo que era Ialdabaoth, que muitas vezes é retratado como uma grande serpente.

    - Posso não ser o senhor da verdade, mas possuo uma resposta para seu terceiro enigma. A sombra que corre contra esta cidade, aquele que traz a escuridão para o povo de Berlim e o motivo de eu ter vindo aqui arriscar minha própria alma, Seth.

      Data/hora atual: 20/8/2017, 19:46