WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Compartilhe
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 8/5/2017, 14:19

    Meus olhos acompanhavam a movimentação da mulher e eu a via entrar no quarto e ir direto sentar na beira da cama. O ar a sua volta e sua expressão estavam indicando que a conversa começaria a entrar em um assunto delicado, mais intimido, e aquilo me deixava um pouco animada e tensa, ao mesmo tempo, pois era em uma situação dessas que eu não poderia errar, se eu realmente quisesse ganhar a confiança e saber mais sobre ela. A passos rápidos, me dirigia até a entrada do quarto para fechar a porta e depois ir até a cama, sentando ao lado de Leona, para ouvir atentamente o que ela tinha a dizer.

    – Eu sei do sofrimento de nosso pai, Leona, aos poucos eu fui descobrindo isso e não se preocupe, pois eu o respeito, respeito sua dor e sua luta e é por isso que, assim como você, um dos meus maiores desejos é poder ajudá-lo.

    No meio da fala, eu me aproximava ainda mais de minha irmã, levando minha mão direita a tocar delicadamente em suas mãos e a mantendo o contato direto com os olhos dela, tentando transmitir todo meu sentimento de consolo naquele gesto.

    – Mas você não presica se martirizar dessa forma… Soyer ama vocês duas e eu acredito que nos três, juntas, poderemos ajuda-lo. Amanha será um grande dia e preciso da tua força, minha irmã.

    Minha mão, agora, segurava a dela com a mesma firmeza que ela havia tido anteriormente e naquele momento eu colocava externava todo meu sentimento para tentar confortar e ter a confiança daquela mulher.

    “Amanhã sera um grande dia. Finalmente irei conhecer os filhos e a sogra de Bash. Se tudo ocorrer bem, poderei descobrir como eles se tornaram a sua grande fonte de dor e ver se poderei reparar isso. Mas eu não posso fazer isso sozinha, preciso da força dela para me ajudar.”
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 9/5/2017, 20:36

    -Você é uma flor inocente e bela Valentina, não perca isso nunca e assim eu posso realmente acreditar que podemos tirar Soyer desse infinito sofrimento...

    Com a mão oposta, ela tocava gentilmente a sua, apertando-a de maneira breve e indicando que se levantaria, a sua irmã mais velha se colocava de pé instantes depois e ajeitava a roupa. Olhando em volta e abrindo um pequenino sorriso nos lábios.

    -Fique a vontade por agora Valentina, descanse de sua viagem. Sinta-se em casa e durma bem, amanhã temos um evento para ir e será necessário estar em perfeito estado para conhecer a família dos tempos de mortal de nosso Pai. Tá bem? Até logo!

    Comentava a mulher, já prontamente disposta a se retirar e deixar com que você descansasse pelo resto da noite.
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 11/5/2017, 02:13

    “É incrível como essa mulher consegue me fascinar e me fazer desejar saber mais e mais sobre ela, afinal, ela é filha de Bash, provavelmente muito mais filha do que os biológicos que carregam uma reputação bem adversa ao que condiz com o pai deles. Mas, vamos dar uma chance, afinal, eu aprendi desde pequena que um livro não se deve julgar pela capa, apenas espero que esse livro não me machuque ou machuque ainda mais a meu querido senhor.”

    Meu corpo reagia ao toque de Leona retribuindo com um breve abraço carinhoso, passando meus braços por cima de seus ombros novamente, e a soltando para então me levantar junto da mesma.

    – Fico extremamente feliz com a hospitalidade e os elogios. Apenas direi boa noite para os dois que ficaram lá em baixo e logo irei me deitar para aproveitar ao máximo e descansar bastante para a festa de amanha, afinal, será um dia muito importante. Boa noite e até amanha irmã!

    Eu a acompanhava até o corredor e desejava uma boa noite com um sorriso no rosto. Assim que me despedisse de Leona, me dirigiria até o salão onde Sebastian e Elisa haviam ficado para os ver mais uma vez antes de dormir.

    “Acredito que Bash ficará feliz em saber que tudo se resolveu muito bem, mas isso será assunto para uma outra hora. Agora a única coisa que eu desejo mais que dar um beijo na bochecha dele e um abraço em Elisa é o aconchego de minha nova cama e ter uma boa noite de sono para estar revigorada para meu primeiro baile na toscana. Estou curiosa e excitada para a noite de amanha!”

    Eu me movia a passos largos, porém delicados, como se estivesse bailando em vez de caminhar, assim como nos filmes infantis de princesas, afinal, o sentimento de alegria me transbordava e eu precisava extravasar de alguma forma.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 11/5/2017, 20:48


    Local: San Gimignano,Borgo Montauto.
    Data: 16 de Abril de 2016: Domínio de Soyer.

    Quarto:

    O final de noite não poderia ter sido mais perfeito, pois lá no térreo você encontrou Soyer e sua outra irmã Élisa, uma breve conversa foi feita e seu querido Senhor prontamente subiu contigo até seu quarto. Lá ele a ajudou a fazer os últimos ajustes, tirando as roupas das malas e guardando-as nos armários, tudo para que você pudesse se sentir em casa. E o grand finale foi quando você finalmente se deitou na cama, ali seu amado Bash a cobriu e beijou sua testa, desejando-a "Boa noite".

    Seus olhos então se fechavam para aproveitar um lindo sonho, nesse as memórias da sua adolescência regressavam como o mais belo dos filmes antigos, até o ar de uma projeção de película havia. Lá estava você e a sua querida amiga, Mirian, e lá estavam vocês duas a dançar e pular por aquele festival... Assim então o sonho terminava e seus olhos se abriam para o começo de mais uma noite.

    Finalmente você acordava em sua terra natal, a Toscana. Era diferente, acordar ali te fazia profundamente bem! Logo que você se sentava na cama, seus olhos encontravam um bilhete deixado por Soyer para ti:
    Bilhete:
    "Tina, boa noite!
    Espero que tenhas dormido bem, venho lembra-la através desse bilhete que amanhã iremos a um festival de primavera, uma festa do vinho na propriedade de Loretta. Tome seu tempo nesse começo de noite para se embelezar e quanto estiveres pronta, venha ao meu quarto. Estarei a tua espera...

    Seu Bash.
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 11/5/2017, 23:01

    [OFF: Teste de Raciocínio + Empatia = 6d10]
    avatar
    Dados

    Mensagens : 188
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Dados em 11/5/2017, 23:01

    O membro 'Lugo' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 10, 3, 4, 6, 1, 9
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 12/5/2017, 18:07

    Aquela noite tinha sido muito produtiva e crucial para o meu futuro nesta família e, por conta dos meus resultados, meu corpo estava leve, transbordando de felicidade e, ao mesmo tempo, cansado ao extremo, mas, ainda assim, eu queria falar uma última vez com meu senhor e minha irmã, que haviam ficado no andar inferior da casa. Lá eu desejava uma boa noite aos dois, mas, era surpreendida por meu senhor, que me acompanhava de volta até meu quarto para me ajudar a desfazer minhas pesadas malas. Meu corpo estava exausto, ainda mais por conta de minha falta de condicionamento físico, e meus olhos custavam a ficar abertos mas a companhia de meu senhor me faziam ficar acordada e junto dele nos arrumávamos tudo que precisava para finalizar a noite recebendo um beijo de boa noite na testa.

    Naquele momento eu me sentia uma criança novamente, recebendo os mimos de meu pai que me colocava na cama e, como um, ele fazia a mágica nostálgica de levar o sono mais perfeito para as filhas. Aquele beijo poderia não significar muito para ele, ou para qualquer pessoa que estivesse vendo de fora, mas, para mim, era muito importante e de maneira alguma eu poderia estar mais feliz, pois, como havia falado a Leona a pouco, eu tinha perdido totalmente o contato com minha família original e sentia muita falta desse tipo de coisa. Como se já não bastasse tudo o que havia acontecido naquela noite, meus sonhos eram, também, muito nostálgicos, me trazendo de volta a minha querida amiga Mirian e toda sua juventude libertadora que ela possuía. Aquele sonho era, definitivamente, o melhor sonho que tive em anos e meu espírito era reabastecido pelos sentimentos que ele trazia e que se completavam com os da noite anterior.

    Assim que meus olhos se abriam eu permanecia deitada por mais algum tempo. Olhando para os lados e observando o quarto mais uma vez para confirmar que tudo que ocorreu na noite passada tivesse realmente ocorrido e que não fosse parte de um sonho. Confirmando que tudo aquilo foi real, minha face se preenchia novamente com um belo sorriso e eu forçava meus pulmões a respirar profundamente antes de me levantar da cama para ficar presa em meus pensamentos.

    “Ah mas que belo sono eu tive hoje. Já fazia algum tempo que não te via minha querida Mirian e fico imaginando como devas estar hoje e, principalmente, se ainda está viva. Ahh como são boas as lembranças que tenho de nós duas…”

    Meus pensamentos eram rapidamente cortados assim que meus olhos batiam no bilhete em cima do criado-mudo e eu não pensava duas vezes para abri-lo e ver o que havia escrito nele.

    “Bem, vejamos… *pausa para ler* … Esta letra é definitivamente de Bash, mas, parece que ha algo de diferente, ele não costume me chamar de Tina. Bem, acredito que ele não queira ficar esperando por muito tempo, então serei rápida e irei a seu encontro, mas, estou curiosa por qual motivo ele queria falar comigo, talvez… sobre seus filhos… bem, como Leona falou ontem, irei finalmente conhecê-los e Bash deva querer falar sobre isso comigo, antes de nos apresentar.”

    Guardava o bilhete dentro da gaveta e começava a me preparar para a noite que estaria por vir. Tirava todas as roupas de meu corpo e adentrava no banheiro do meu quarto, ligando o chuveiro e começando a me banhar e me limpar. A sensação da água batendo no meu rosto era sempre revigorante e finalizava o trabalho de me acordar de uma vez por todas. Logo após o banho, a primeira coisa que fazia era arrumar meu cabelo, escovando-o e fazendo o necessário para ficar liso do jeito que eu queria e passar minha maquiagem e terminar de arrumar os outros detalhes para ficar perfeita para a festa. Assim que terminava esta parte, saia do banheiro para, então, me colocar a frente do guarda-roupa e começar a batalha para escolher meu vestido. Tirava alguns e me olhava na frente do espelho, mas logo os devolvia e ficava a pensar na ocasião e assim, meus olhos bateram em um dos meus vestidos preferidos. Eu o vestia e colocava um par de sapatos que combinavam perfeitamente com a roupa. Ficava mais alguns poucos minutos arrumando os detalhes finais, escolhendo uma bela pulseira e um perfume que havia trazido da frança, para então sair de meu quarto e me dirigir diretamente ao do meu senhor, aquele que possuía sua marca gravada na maçaneta, batendo na porta e esperando pela sua aprovação para entrar no aposento.
    Roupas:

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 14/5/2017, 20:17

    Quarto de Sebastian Soyer:

    Sebastian autorizava a sua entrada com um pequeno barulho emitido do interior do quarto, em inglês ele dizia "Entre".

    Adentrando o quarto de Sebastian, seus olhos imediatamente encontrava um belíssimo interior. A decoração impecável e profundamente pessoal de seu Senhor a surpreendia positivamente. E sentado no sofá, terminando de secar os próprios cabelos, estava seu Senhor, vestido ainda com um roupão, o homem parecia ter acabado de sair do banho. Com calma ele usava uma das mãos para enxugar os cabelos, enquanto a outra estava a segurar o celular, ele lia algo ali com um sorriso suave na face.

    Sebastian finalmente olhava na sua direção e se levantava rapidamente, soltando o celular no sofá e jogando a toalha no ombro. Andando na sua direção ele esticava as mãos.

    -Você está radiante querida Nina! Maravilhosamente bela! Deixe-me ver esse vestido, venha cá!

    Roupão:
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 15/5/2017, 12:12

    Ao abrir a porta, meus olhos erma surpreendidos pelo quarto de meu senhor. A beleza do aposento era estonteante e a minha primeira reação foi ficar boquiaberta, com o espetáculo que era aquele local, e caminhar lentamente para frente e fechar a porta atrás de mim. Eu observava cada local do quarto e depois olhava para meu senhor ainda com a expressão de surpresa no rosto, enquanto me aproximava dele esticando meus braços para segurar suas mãos, assim como ele fazia.

    “Acho que esse é o mínimo que alguém como Bash merece receber. Mas, Uau! Nem parece que esse quarto faz parte desta casa.”

    – Obrigada, Bash, apesar de que eu acho que fui superada pelo seu quarto, haha.

    Fazia uma pequena piada, para demonstrar o bom humor que estava, e, em seguida, eu soltava minha mão esquerda e continuava segurando a direita dele, levantando-a sob minha cabeça, para dar uma volta em torno de mim mesma e, assim, dando a oportunidade para que Soyer pudesse ver como estava o meu vestido. Assim que tivesse feito, colocava uma de minhas mãos na cintura e mantinha um sorriso animador no rosto para, então, o responder devidamente.

    – Fico feliz que tenha gostado. Para esta festa tive que pegar um de meus melhores vestidos, afinal quero causar uma boa primeira impressão.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 15/5/2017, 18:55

    Sebastian adorava ajudá-la naquele pequeno rodopio, soltando até umas breves risadas em ver o quão naturalmente você iniciava e terminava o movimento breve que fazia na frente do mesmo.

    Assim, com uma enorme calma e um profundo bom humor, seu Senhor apontava o sofá, convidando-a para sentar-se enquanto já falava a caminho do mesmo.

    -Você é obviamente muito mais linda que esse quarto querida, são apenas móveis você por outro lado é uma joia viva!

    Sentando-se com cuidados e delicadeza, o homem seguia falando.

    -Bom, vejo que minha tática funcionou e você foi a primeira a vir até mim. Como eu queria, olhe bem tenho um assunto delicado a tratar contigo. É sobre a minha família biológica, Alonso e Aloísio são meus filhos. Não consigo entender exatamente as razões, mas parece existir uma maldição terrível que corrói a família Giovanni e meus filhos, inevitavelmente carregam esse nome com eles... Meu maior sonho era tê-lo transformados em minhas primeiras proles, todavia isso me foi negado quando ainda era jovem e eu entendo meu Senhor por essa censura, apesar de nunca concordar. Enfim... deixe-me chegar no ponto...

    Fazendo uma pequena pausa, Sebastian parecia ter uma enorme dificuldade de tratar aquele assunto.

    -A verdade é que meus filhos não são homens saudáveis, acredito que doença que os atingiu quando eles eram vivos não foi totalmente curada e essa ecoou por suas personalidades. Eu sinceramente deteste assumir isso, mas eu imploro que tome muita cautela com eles. Eles são antigos, costumas usar de força para terem o que querem e que Deus interceda, pois se eles encostarem em um fio do seu cabelo...

    Sebastian fechava os pulsos e os olhos, retraindo a musculatura de uma maneira que você nunca tinha visto antes. Era de fato um assunto doloroso, mas ali você via a figura de um pai que moveria montanhas para proteger a filha querida.
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 17/5/2017, 15:07

    Eu apreciava cada segundo daquele breve momento que trazia a tona o sentimento mais puro de felicidade do meu senhor. No meio do giro eu abria meus olhos afiados e conseguia ver a expressão alegre se formando em seu rosto e aquilo me deixava em êxtase.

    “Como é bom te ver sorrir, Bash.”

    Assim como seu sorriso, o elogio que recebia abria um sorriso encabulado em meu rosto e me deixava um pouco sem jeito para responder da maneira certo e então já nos dirigíamos até o sofá que havia em frente a cama dele. Sentava sem encostar minhas costas no repouso, mantinha minhas costas eretas, cruzando a perna direita sobre a esquerda e colocando minhas mãos, uma em cima da outra, sobre meu joelho direito, e, assim, o ouvia falar.

    As primeiras palavras de Soyer confirmavam a minha preocupação de me apressar para encontrá-lo e me dava um certo alívio ao saber que não havia me adiantado de mais e que poderia estar incomodando-o. A conversa continuava e eu prestava atenção com cautela no que ele havia a dizer e pouco a pouco eu começava a reparar na mudança de comportamento de Sebastian. Minha expressão também ia mudando lentamente a cada palavra que era dita e quando ele fazia aquela pausa, eu percebia a dificuldade que era para ele entrar nesse assunto. Eu sabia que aquele assunto podia trazer muito sofrimento para ele, mas eu não conseguia pará-lo e, quando ele terminava de falar, se tornava nítida a mácula deixada pelos seus dois filhos biológicos.

    Estava desesperada vendo como ele se retraia e tensionava os músculos e, de certa forma, aquilo me deixava com medo, não em relação ao que ele podia fazer mas sobre o sofrimento que ele passava naquele momento. Eu descruzava as pernas e me inclinava para sua direção, ficando um pouco mais perto dele, e minha mão rapidamente saia do local onde estava e ia até as mãos dele. Eu o tocava com delicadeza e, olhando diretamente nos olhos dele, eu falava tentando acalmá-lo.

    – Bash, se acalme, por favor. Eu entendo a sua preocupação e agradeço, mas não eles não irão fazer algo comigo. Vamos dar uma chance a eles, eu não acho que irão me fazer algum mal e, além do mais, estou tendo um bom pressentimento sobre essa festa…
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 17/5/2017, 21:47

    O teu toque na gelada mão de Soyer atraiu a atenção do mesmo para você, os olhos tristes não combinavam com o alegre sorriso. Mas mesmo assim ele prontamente a beijava na altura da bochecha esquerda, de maneira profundamente carinhosa e amorosa. Para posteriormente, abraçá-la com enorme cuidado.

    -Obrigado querida, um dia quem sabe você irá compreender a real importância que tens em minha vida... Mas por hora...

    Ele se soltava do abraço e com uma leveza impar, colocava-se de pé e alegremente andava pelo interior do belíssimo quarto.

    -Você também conhecerá a mais linda de todas as mulheres. Desculpe, a tua beleza é fantástica minha amada, mas a de minha sogra é incomparável. Afinal foi dela que nasceu o meu amor e nada além do perfeito poderia ter produzido algo tão majestoso quanto meu amor foi. Curioso eu não me recordo de um festival nas propriedades dela, precisamos levar algo único! Ah sim, o nome dela é Loretta. Evite o Giovanni por favor, chame-a de Loretta. Não há formalidades entre família! Diga-me, tens um vaso extra que possa presentear nossa querida anfitriã?
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 20/5/2017, 01:23

    Meu coração doía ao ver aquele sorriso completamente incompatível com os seus olhos, que demonstravam uma profunda dor, mas eu evitava mostrar que também estava abalada e exibia uma expressão de empatia com a situação dele para, assim, receber seu beijo e o abraço que eu retribuía passando meus braços por baixo do dele, agarrando firme em suas costas, e repousando minha cabeça em seu peito.

    “Meu Bash… Eu farei de tudo possível para te ajudar e, assim, poderemos ser uma família completa e feliz!”

    Assim que o abraço terminava e Sebastian se levantava, eu voltava a minha posição original, com as pernas cruzadas e com a mão sobre o joelho, para ouvir o que ele tinha a dizer. As suas palavras me surpreendiam, pois, fazia muito tempo que não o ouvir falar tão bem, dessa forma, a muito tempo, mas, ao ouvir o seu pedido eu balançava a cabeça negativamente.

    – Me desculpe, Bash, eu até poderia ter produzido um se tivesse algum tempo a mais para o fazer, mas sabes que eu prefiro presentear alguém que já conheça, pois assim posso colocar todos os meus sentimentos por aquela pessoa e fazer algo realmente especial, e imagino que sua sogra mereça algo muito especial, não concorda?

    Falava com calma e olhando-o diretamente nos olhos fazendo um sorriso ansioso no final, pois, após ouvir tão bem sobre aquela mulher, eu realmente gostaria de conhece-la e, quem sabe, fazer algo bem diferente para ela.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 20/5/2017, 15:19

    -Justo. Eu estou empolgado, me desculpe por colocá-la nessa situação querida. Não se preocupe, apenas siga meus conselhos e tudo entre você e a minha sogra ficará perfeitamente bem!

    Sebastian então colocava as mãos na cintura, assumindo uma postura contemplativa. E posteriormente ele corria até o celular que estava no criado mudo, escrevendo uma veloz mensagem. Enquanto escrevia o mesmo falava.

    -Querida, eu já lhe contei sobre meu irmão mais velho? Acredito que ele virá para cá nas próximas noites e seria encantador ver a reação dele ao vê-la!

    Jogando o celular na cama, Sebastian começava a demonstrar uma contagiante empolgação e alegria.

    -Agora, eu irei me trocar. Já tenho tudo em minha mente! Vai ser perfeito! Quer me esperar aqui Nina ou tens coisas a fazer? Eu adoraria a sua ajuda para escolher um perfume!
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 21/5/2017, 02:49

    Era interessante como meu senhor era uma montanha-russa incrível de emoções e assim que ouvi o pedido de desculpas dele, eu apenas balançei a cabeça negativamente, com um sorriso bobo no rosto.

    – Não há do que se desculpar, Bash. Prometo que darei o meu melhor para fazer uma peça de arte ao nível que sua sogra merece.

    Assim que o respondia, via sua movimentação acelerada até o celular e ficava me perguntando qual o motivo de toda a comoção, com o que ele havia ido fazer com o aparelho, mas, minha dúvida era rapidamente sanada após ele jogar seu celular na cama e me contar. De modo algum pude deixar de me surpreender com a notícia, para, depois de alguns segundos de surpresa, o responder.

    “Ora, ora… Que surpresa agradável, então também conhecerei o irmão do Bash, o famoso Masdela que sumiu desde que vovô caiu em seu sono. Incrível. Estou cada vez mais gostando da toscana… Bem, mas falando de celular e mensagens, acho que vou aproveitar para falar com Vincent. Eu o devia ter respondido ontem, mas acabou que a noite foi longa e cheia grandes emoções.”

    – Algumas vezes, mas falou pouco sobre ele, na verdade, eu achei que ele estivesse sumido e, assim como você, estou ansiosa para conhecê-lo.

    Fazia uma pausa para me levantar do sofá que estava sentada.

    – Adoraria escolher um perfume com você, Bash, mas vamos fazer assim, irei te dar seu tempo para se trocar e ligarei para Vincent e conversarei com ele sobre nos dois, afinal eu deveria ter feito ontem, mas não demorarei e assim que acabar eu volto para te ajudar, certo?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 23/5/2017, 01:58

    -Claro querida! Não irei me demorar viu!

    Assim ele dava a permissão para que você saísse do quarto para usar o telefone. Do lado de fora você já com o celular na mão recebia inicialmente uma mensagem vinda de Elisa, sua irmão enviava uma rápida mensagem enquanto você ouvia o barulho de um carro saindo da propriedade.

    Mensagem de Elisa:
    Querida Valentina!
    Por favor, avise nosso Pai que uma enorme urgência apareceu no principado local. É algo que nós harpias não podemos deixar de ver e compreender, assim, infelizmente nossa presença no festival não será possível. Beijos querida, aproveite pro nós sim?!

    Em seguida você tomou o seu tempo para responder a mensagem e então ligar para seu amor de verão. Todavia, a ligação não era correspondia, mesmo que você continuasse a tentar ou mandar mensagens. Era como se ele estivesse propositalmente a evitando.

    Distraída com aquela tecnologia em mãos, você sequer notava e tomava um susto quando as mãos de Sebastian cobriam seus olhos. Em um tom de brincadeira ele perguntava:

    -Consegues adivinhar quem é?

    Rindo o seu Senhor soltava a sua face e imediatamente aparecia na sua frente, com uma agilidade enorme! Ele estava radiante, feliz e confiante! Algo estava diferente nele, o terno azul encaixava maravilhosamente com o poder dos olhos azuis dele. Ali na sua frente estava talvez o mais belo de todos os homens que já existiu nessa terra! A beleza era tão grande e exuberante, que instigava dentro de ti o fascínio dos Clã das Rosas.
    Roupa de Soyer:

    [Off: Teste de Auto-controle, dificuldade 7]
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 23/5/2017, 02:12

    [Off: Teste de Auto-controle, dificuldade 7]
    avatar
    Dados

    Mensagens : 188
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Dados em 23/5/2017, 02:12

    O membro 'Lugo' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 9, 5, 9
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 23/5/2017, 14:39

    Lia a mensagem de Elisa com certa decepção delas perderem o festival, afinal, eu também queria usá-lo para aproximar-me de minhas irmãs, principalmente de Elisa que foi com quem menos conversei. A primeira coisa que fazia, após ler a mensagem, era respondê-la com rapidez, enquanto me encaminhava para a janela do corredor para ver o carro sair.

    Mensagem:
    É uma pena, minha irmã. Desejo-lhes toda energia positiva para que esta situação seja concluída da melhor forma possível e o mais rápido possível para que vocês ainda possam aproveitar do festival conosco. Beijos!

    “Bem, agora vamos cuidar dos assuntos com Vincent.”

    Logo que via o carro se distanciar da propriedade, pegava meu celular e digitava o número da prole de Guil e começava a ligação, porém, para minha surpresa, ele não me atendia. Repetia a ligação mais duas vezes e todas eram falhas.

    “Ohh… pobre Vincent. Espero não ter causado nenhum dano profundo em seu coração, mas, se você estiver me evitando é bom que seja para sempre, pois você não vai querer me ver de novo… Não vai mesmo!”

    Estava um pouco irritada por ser ignorada pelo meu ex-amante, mas ainda não tinha desistido e assim começava a digitar uma mensagem para o mesmo.

    Mensagem:
    Querido Vincent.

    Soube do que aconteceu na minha partida da França e fiquei com o coração apertado de saber que pude, de alguma forma, ter causado algum sofrimento em ti. Es uma pessoa maravilhosa e que tem minha profunda admiração, mas eu imaginava que você sabia que aquilo não teria como ser para sempre. Eu gostaria de conversar com você, em alguma hora, sobre isso, pois não quero perder a amizade que criamos durante todo esse tempo, portanto, quando estiver disposto me avise que irei te ligar. Um grande beijo!

    “Vamos ver como você se comporta…”

    Assim que terminara de digitar a mensagem e começava a fechar os aplicativos abertos, um par de mãos me dava um susto ao cobrir meus olhos, mas, assim que ouvia o som da voz de meu senhor e sua brincadeira eu apenas me virava respondendo-o.

    – Como eu pode-

    Eu não conseguia nem mesmo completar minha frase, pois, ao me virar e dar de cara com meu senhor todo arrumado, sua beleza me deixava perplexa, como se sua beleza fosse o maior soco que eu havia tomado na minha vida, apesar de que nunca tomei um soco. Ficava boquiaberta, mas ainda com uma enorme expressão de alegria, por alguns segundos e o olhava de cima a baixo, admirando o quando ele estava bonito. Por um momento eu pude sentir que quase perdia o controle ao ver meu senhor, mas, assim que terminava de analisá-lo, eu o respondia e dava um abraço carinhoso no mesmo, demonstrando o quão estava maravilhada com aquela visão.

    – Meu deus do céu, Bash. Você é a flor mais viva do meu campo. Perfeita demais para meus singelos vasos. Nunca verei outra rosa em toda a toscana com pétalas tão esplêndidas quanto as suas.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 23/5/2017, 20:47

    Um pequeno lapso temporal havia sido atravessado, porque você simplesmente não era capaz de justificar quando a mão de Sebastian haviam chegado até a sua face. Todavia lá estava ela, a suavemente tocar o lado direito da sua face, em um gentil e quente carinho. A distância entre vocês dois era mínima e o mais lindo de todos os homens apenas sorria para ti. Aproximando-se para depositar um beijo em sua testa e falar bem baixinho, apenas para os teus ouvidos.

    -Nina, minha flor de cerejeira. Tuas palavras significam o mundo para mim, não  há elogio maior do que vosso fascínio, mas não se iluda tua arte é o que me inspira, são neles que minhas raízes estão.

    Removendo a mão de sua face, Bash realizava um pequeno movimento galanteador. Colocando-se ao seu lado e tomando seu braço, para cruzar com o dele e assim convidá-la para um caminhar até a direção da saída da propriedade.

    -Vejo que nessa noite seremos apenas nós dois a comparecer ao festival, não poderia ser mais perfeito não é mesmo? No dia to teu retorno a sua terra é o mesmo dia em que eu mal consigo conter minha alegria. Será que há alguma conexão Nina? Não sei, mas saiba que estou profundamente lisonjeado por vossas palavras e admiração. Saiba que você, querida Nina, é a segunda mais bela mulher desse mundo aos meus olhos!

    Extremamente feliz, teu Senhor a conduzia pelos quando parou em frente ao enorme espelho e comentou novamente em um tom divertido.

    -Diga-me se não formamos um belíssimo casal? Nina, seremos o centro das atenções do festival e estou ansioso por isso!
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 24/5/2017, 02:13

    [Off: Teste de Percepção + Empatia. 6d10]
    avatar
    Dados

    Mensagens : 188
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Dados em 24/5/2017, 02:13

    O membro 'Lugo' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 10, 9, 4, 5, 9, 3
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 24/5/2017, 20:42

    Eu respondia o afago em meu rosto colocando minhas mãos sobre as dele e fechando meus olhos para receber o carinhoso beijo em minha testa. O toque suave em minha pele, em conjunto com as palavras carinhosamente ditas em meu ouvido, eram, possivelmente, a melhor sensação que havia sentido em toda minha vida. Aquilo me provocava um sentimento tão forte que me deixava desconcertada e faziam meus olhos arderem de emoção, quase me fazendo chorar, mas com muita luta as lágrimas eram rapidamente contidas.

    – Fico extremamente feliz em ouvir isso, Bash, suas palavras significam muito para mim!

    A menção a flor de cerejeira me tocava de uma maneira ainda mais especial depois que descobri que cada uma de suas filhas também possuíam uma flor que as identificava, mas, aquela era a primeira vez que alguém me chamava de maneira tão especial, principalmente pelo fato que foi meu próprio senhor que falou. Sem reação naquele momento, apenas me deixava levar pelos movimentos de meu senhor e agarrando em seu braço com minhas duas mãos e colocando a lateral de minha cabeça encostada no ombro do mesmo. Aquele parecia um momento mágico para mim, tão mágico que ele ficaria eternizado em minha mente e me fazia esquecer completamente de tudo que tinha feito, ou que ia fazer, antes de ter sido tomada pelo fascínio. Toda aquela cena também me fazia despertar mais uma vez minha inspiração artística e o desejo de produzir uma de minhas peças.

    “Quando chegarmos, aproveitarei a primeira oportunidade para fazer com que esse momento tão especial entre para minha galeria pessoal! Sim, sera minha próxima grande obra de arte, mas, isso será assunto para uma outra hora.”

    Ouvia as palavras de Bash sobre a ausência de suas filhas e me deixava um pouco magoada pois se tratava justamente de como Leona havia me falado na noite anterior sobre a forma como ele estava tratando-as, mas eu não queria repreendê-lo, não neste momento, então eu apenas permanecia calada, com um sorriso envergonhado no rosto, até chegarmos de frente para o espelho que havia no corredor. Ao ouvir a pergunta de meu senhor pela primeira vez eu não notava nada de diferente, até por que acabava me distraindo novamente com a belíssima imagem de meu senhor no espelho, mas depois que pensava melhor, acabara reparando que, no fundo, existia uma segunda intenção no que havia sido dito. Aquilo me pegava de surpresa e me forçava a dar um longo suspiro. Eu não sabia como reagir ao que havia acabado de ouvir. Eu simplesmente não conseguia processar aquilo da melhor maneira que podia, mas fazia de tudo para não deixar aquilo passar percebido. Não ficaria calada, apenas demonstrando o quão afetada eu estava com os elogios de meu senhor e, assim, o respondia sem jeito, mas também com um bom humor, enquanto fazia um movimento tímido para arrumar meu cabelo, passando minha mão na lateral direita de minha franja para jogá-lo por cima de meu ouvido.

    – Também estou muito ansiosa pelo festival, na verdade, estou assim desde ontem. Mas agora, que entrarei acompanhada e de braços dados com o mais belo de todos, eu me sinto privilegiada!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2166
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Danto em 25/5/2017, 21:36

    Seu senhor olhava apenas para o seu reflexo, sem sequer desviar o olhos por um único segundo daquela imagem que ele tanto admirava. Suas palavras foram então ditas e com bestante cuidado ele tocava na sua mão que estava junto com a dele e dizia:

    -Vamos então nos adiantar querida, haverá tempo suficiente para pensar e nada melhor do que uma bela festa para tal não concordas?

    E assim, como um verdadeiro príncipe encantado das histórias mais magníficas e das mais puras fábulas, Sebastian a conduzia pelas escadarias até a saída onde um carro já estava preparado para vocês. Coube então ao casal, adentrar pela porta traseira esquerda e lá se ajeitar. Dentro do carro já em movimento teu senhor dizia:

    -Leona me mandou uma mensagem indicando que ela e a irmã deveriam seguir ao encontro do Arauto, pelo visto algo muito grave está ocorrendo e é um problema interno da corte. Ainda bem que eu não ocupo cargo algum nessa corte, pois tenho certeza que Loretta arrancar-me-ia as orelhas se eu faltasse seu primeiro festival de retorno a terra onde ela nasceu.

    Comentava seu Senhor de maneira tranquila, deixando o assunto anterior totalmente em aberto e fazendo questão de lhe deixar o mais confortável possível.

    -Ah sim, eu lhe disse que meu irmão está chegando correto? Ele irá me ajudar com um sonho antigo e isso demandará bastante de nós. Mas por hora, vamos apenas nos divertir está bem?!

    [Off: Ultima ação para o final do ato]
    avatar
    Lugo

    Mensagens : 92
    Data de inscrição : 17/10/2016
    Idade : 21
    Localização : Natal - RN

    Re: Primeiro Arco de Valentina: Ato I - Doce Novo Lar

    Mensagem por Lugo em 26/5/2017, 03:09

    Legenda:
    - Fala. (#FFCC33)
    “Pensamento.” (#66CC99)
    ~ Fala de terceiros.[/color]


    Assim como meu senhor, meus olhos estavam atraídos intensamente pela imagem refletida no espelho, mas focada especificamente no homem ao meu lado. A cada vez que eu olhava para ele, ficava mais encantada de como alguém poderia ser tão bonito e, durante um curto período, minha mente estava vazia de pensamentos, apenas admirando o que estava vendo, até ter minha atenção atraída pelas palavras do meu senhor. Seguindo-o pelo corredor, continuava agarrada ao braço de Bash enquanto falava com um sorriso que transbordava de felicidade.

    - Sim, vamos indo que já não consigo me controlar de tanta ansiedade! Mal posso esperar para conhecer as pessoas da Toscana, principalmente sua sogra que foi tão bem elogiada. Além  do mais, essa a primeira vez que vou a um vinhedo e a uma festa na Toscana! Ah que emoção!

    Não caminhávamos muito para chegar ao carro e rapidamente nos acomodamos no interior do mesmo. Eu me sentava em próxima a janela, pois queria olhar as belas paisagens italianas que ficaram guardadas em minha mente durante todo o tempo que estive fora, mas não ignorava meu senhor de maneira nenhuma. Meu olhos aproveitavam a vista até Soyer retornar a falar e eu rapidamente me virava para o mesmo.

    - Verdade, nessas horas somos muito afortunados de não ter nenhuma obrigação com a corte local, mas, não vou mentir que sinto um pouco de inveja delas… Quem sabe um dia eu consiga ser alguém tão importante como elas ou como você foi, mas, este não é meu momento e, portanto, quero apenas aproveitar o momento ao seu lado e focar em minha arte.

    Falava de maneira calma e no final olhava-o nos olhos rapidamente, dando um sorriso fofo e depois virando meu rosto para frente, olhando pelo vidro da frente o caminho que estávamos tomando. Naquele momento eu estava um pouco insegura e envergonhada de falar olhando diretamente para seus olhos, como costumava fazer, por conta do que havia acontecido a pouco tempo. Enfim suas palavras novamente me chamavam a atenção retomando o assunto surpresa do seu irmão e pouco a pouco as coisas começavam a se desenrolar, assim como minha curiosidade.

    - Hmm… então estás realmente planejando alguma coisa grande não é? Bem, deixemos isso para depois mas me conte mais sobre seu irmão, quando iremos nos conhecer?

      Data/hora atual: 24/6/2017, 17:49