WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 25/7/2017, 22:31


    Propriedade da Família Ulfilia:
    visão aérea da propriedade:
    Refúgio de Valentina:
    Sala de Estar:
    Estátua:
    Local: San Gimignano, Località Poggiluglio, n 8.
    Data: 15 de Abril de 2016: Final da Noite.

    Com a mala finalmente pronta e as despedidas prontamente feitas com Maffeo e os outros dois jovens que seguiam a trabalhar arduamente, Ícaro pode enfim colocar-se em movimento durante o final de noite pela basta propriedade de sua família. Sentindo o vento morno que trazia consigo o perfume rupestre típico da região, para chegar depois de alguns minutos até a entrada do bunker que servia de refúgio para Valentina, mas que outrora, havia pertencido a Senhora dela.

    A porta era atendida pela própria jovem que sorria ao ver Ícaro e o convidava de maneira efusiva:

    -Você realmente veio! Venha cá e entre logo nerd!

    Dizia a jovem, aproximando-se para beijar a face de Ícaro e o conduzir pela mão livre até o interior daquela charmosa sala de estar. Voltando para fechar a porta e prontamente trancá-la, enquanto a jovem realizava a breve movimentação, Ícaro tinha a oportunidade de ver o quão maior era o refúgio de Valentina e entender o quão mais bem favorecidos poderiam ser os antigos. Após a sala parecia haver um corredor com um pequeno hall que levaria ao andar superior e lá certamente haveriam os quartos e banheiros que aquela pequena "mansão" subterrânea poderia possuir. Outro elemento interessante era a estátua, claramente uma obra de arte de enorme valor assinada pelas iniciativas "P.R.R." e com a dedicatória "À Minha Grande e Eterna Amiga".

    -Bem, temos ainda algo em torno de duas horas para o final da noite, quer revisar o caminho que faremos? Já entrei em contato com um antigo amigo da cidade e é oficial, estamos indo à visita. Ele acabou de ter uma prole, logo, casou perfeitamente!

    Comentava a jovem levando o italiano até os sofás e sentando-se ali sobre as próprias pernas e exibindo um largo sorriso na face.

    Valentina:

    Roupas:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 26/7/2017, 21:46

    Andando em direção do refúgio de sua prima, Icaro parou por alguns instantes para sentir a brisa quente, o cheiro único e inigualável dos campos, o perfume que o acompanhava desde que o cainita podia lembrar, isso trouxe um sorriso suave aos lábios do italiano que recomeçou a andar.

    “ É melhor isso dar certo, porque vamos nos arriscar. Se isso não der certo, só vai nos colocar na mira dos mais velhos, é bom que de certo!”

    Pensava o cainita durante o caminho, por fim diante do refúgio de Valentina, Icaro não demorou a tocar a campainha, os olhos de Icaro e seus lábios sorriram ao ver que era sua prima que o atendia, rindo das palavras desta o rapaz deixou-se ser guiado.

    Olhando a sua volta Icaro soltou um breve assovio, o bunker que havia servido como refúgio de Olympia era muito maior do que o próprio Icaro possuía, a pequena mansão subterrânea chamou a atenção do jovem, mas o item mais chamativo ali era a estua, aproximando-se dessa o italiano observou a dedicatória e a obra em si.

    “Sorte minha não estar na geração que vai dormir na caixa de sapatos. Esse lugar é enorme, nem consigo imaginar como é o bunker do patriarca!”

    Seguindo Valentina até os sofás, Icaro deixou sua mala de roupas e a mochila com seu notebook do lado do sofá para se sentar, ouvindo as palavras de sua Prima o cainita concordou com um breve aceno.

    – Sim seria bom repassarmos o que faremos para que não haja desencontros. Agora com a visita oficial e a prole recém feita de seu amigo, é importante que não cometamos erros. Não seria justo deixar seu conhecido em maus lençóis. Não é mesmo?

    Respondia Icaro ao esticar a perna esquerda para relaxar no sofá em que estava sentado.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 28/7/2017, 19:26

    Sentada ao lado de Ícaro, a jovem puxava uma das grandes almofadas do sofá para abraça-la enquanto ouvia as palavras do "primo". Concordando com um movimento positivo de cabeça, enquanto o mesmo ainda falava, a jovem então afirmava logo em seguida:

    -Você trouxe seu computador? Podemos checar o caminho pela internet e bem, não deve ser uma viagem muito longa então eu estava pensando em dirigir, se não for um problema é claro! Ou podemos até compartilhar para não ficar puxado para ninguém!

    Distraindo-se por uma breve fração de segundos, Valentina sorria sozinha! Ela havia se lembrando de algo importante e prontamente retomava a fala:

    -Marco Dinatalle, um ventrue local é o nome do meu aliado. Eu ainda não conheço a prole do mesmo e ele nem chega a ter de fato uma dignitas grande o suficiente para atrair atenções. Mas como lhe disse, ficaremos na mansão de Olympia! Quero aproveitar para... Bem, tirar umas dúvidas pessoas sabe?!
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 28/7/2017, 21:04

    A simples presença de Valentina sentada ao meu lado no mesmo sofá é o suficiente para que meus músculos tencionem, não consigo evitar de observa-la e muito menos de sorrir ao vê-la abraçar a grande almofada. As palavras dela sobre dividir a direção me deixam satisfeito, seria feio de minha parte deixa-la dirigir a viagem toda.

    Movo com cuidado minha perna esquerda para pegar meu Notebook na mochila, abrindo o aparelho para estender na direção de Valentina, tentando respirar eu relaxo o suficiente para responde-la sem problemas.

    – Seria bom dividirmos a direção, assim nenhum dos dois se cansa, afinal é o carona que controla a playlist de músicas, e eu tenho certeza de que você vai tirar sarro da minha.

    Respondo ao cometer a ousadia de passar de leve minha mão sobre os cabelos de Valentina, era o mesmo tipo de carinho feito em Cleo, algo gentil, mas com o simples intuito de bagunçar o cabelo desta.

    Ouvindo as palavras de Valentina, simplesmente fecho os olhos ponderando sobre a questão, era algo aparentemente simples, mas naquela situação estranha nada era realmente simples.

    “Ela quer respostas sobre a própria senhora, não a culpo, na situação dela agiria da mesma forma.”

    – Acho que é melhor que seu amigo não seja tão influente dentro do clã, isso nos dá brechas para agir sem coloca-lo em risco. Agora quanto as respostas...

    Tomo um pouco de coragem para colocar minha mão em cima da de Valentina, é em seus olhos que eu me foco, não nos lábios que parecem me atrair quando estou distraído.

    – Precisamos nos focar no que vamos fazer, mas isso não nos impede de procurar o que você quer, só não é o foco principal. Entende?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 2/8/2017, 15:19

    Valentina apoiava a almofada agora sobre as pernas, sorrindo na sua direção enquanto pegava o notebook com as duas mãos e começava a usar o mesmo.

    -Tirar sarro? Eu?! Jamais Ícaro, porque eu iria tirar sarro do meu nerd que boia? Nunquinha!

    Respondia a jovem com um lindo sorriso brincalhão na face, olhando brevemente na sua direção em seguida ela se atentava a tela, usando o navegador para determinar a rota que vocês fariam com o carro.

    -Não é ninguém de grande destaque, fique tranquilo. Na realidade, nem sequer vamos realmente nos encontrar com ele, usei uma boa moeda com e ele e ficará tudo bem.

    Em seguida, ela parava de mexer no teclado do notebook, olhando diretamente para a sua mão enquanto você a lembrava da importância do foco da missão, ela concordava positivamente e olhava no fundo dos seus olhos.

    -Seus olhos são lindos... E é diante deles que eu juro, não irei perder o foco da nossa missão. Farei o meu máximo, o meu melhor. Por isso, eu entendo, você ficará no comando da missão, se em algum momento eu passar do limite você tem total direito de me alertar ou me censurar, até me punir se for necessário, eu lhe dou essa autorização. Entendido?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 2/8/2017, 15:46

    Não consigo manter o olhar sério na direção de Valentina, por mais que eu tente ela parece saber como fazer minha descontração se libertar, algo que de certa forma eu sentia falta sem ao menos saber.

    “Eu não devia ter falada Nerd que boia! Ela vai me perseguir eternamente com isso!”

    Bagunço os cabelos de Valentina em resposta as palavras nadas sérias desta, recostando-me no sofá relaxo vendo-a marcar a rota que usaríamos até Roma, é interessante ver como minha prima age de certa forma me ajuda a entender seu potencial e propósito.

    – Cuidado nunca é demais, mas você fez bem. Será bom não devermos explicações a desnecessárias a ninguém em Roma.

    Sei que toquei em um assunto delicado com Valentina, mas suas palavras me aliviam e não posso esconder isso, não quando quero a confiança dela de forma limpa. Concordo com um aceno positivo só para tocar a ponta do nariz desta comentando.

    – Não serei líder nenhum, faremos isso juntos porque é o mais justo a se fazer. Tomarei cuidado para você não se desvie, apenas peço que me ajude. Não quero passar dos limites para tentar encontrar uma resposta que não exista. Entendido?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 2/8/2017, 19:55

    Valentina ouvia suas palavras e sorria discretamente diante delas, aproveitando-se para beijar o dedo que você usou para tocar o nariz dela, transformando o sorriso anterior em algo mais alegre e até suavemente provocativo.

    -Entendido Senhor!

    Ela mostrava a língua e se aproximava mais de ti, colocando uma mão no seu ombro e comentando em seguida:

    -Estava aqui pensando, somos só nos dois. Sozinhos, nesse lindo refúgio... Acho que estou ficando com sono. Porque não subimos e eu lhe mostro onde você vai dormir hoje?

    Rapidamente ela recuava, tirando a mão do seu ombro e se colocando de pé na sua frente, exibindo uma expressão mais sapeca e brincando de maneira debochada:

    Ao menos que você queria ficar no meu quarto, tem espaço sabe?!

    Após a última fala ela abria um largo sorriso e mordia o lábio inferior, para logo soltar alguns risos baixinhos e divertidos. Deixando claro que ela estava brincando, enfim ela estica as mãos, convidando-o a se levantar.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 2/8/2017, 22:00

    Não posso esconder a surpresa ao sentir o pequeno beijo em meu dedo, o sorriso dado por ela nesse instante faz minhas entranhas se revirarem, sinto minha mão apoiada no sofá apertar o tecido enquanto a tensão em meus músculos cresce, a aproximação de Valentina e o pequeno provocar dela me arrancam um suspiro.

    “Não provoque, por favor não provoque esse coração quebrado. Eu não posso faze-la feliz.”

    Posso sentir meu corpo relaxar ao ve-la de pé a minha frente, sorrindo coço minha nuca ao aceitar o convite para me levantar, por mais encantadora que Valentina fosse meu medo ainda se faz presente, o recente pesadelo agora não me parecia tão distante como era, e apesar do tempo as marcas de meu passado ainda estavam vivas o suficiente em minha memória.

    – Meninas grandinhas podem muito bem dormir sozinhas. Vamos descansar, a viagem por menor que seja será cansativa e será bom aproveitarmos o máximo o tempo que teremos. Alias a senhorita ligou para Mariano não?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 6/8/2017, 00:38

    -Eu não sou tão grande assim sabe? Mas tudo bem, tudo bem... Eu durmo sozinha! Seu bobinho, já liguei sim pro mala sem alça do Nano, ele resmungou um pouco mas entendeu.

    Valentina comentava sorridente virando-se para caminhar na direção das escadas que davam acesso ao segundo andar, mantendo-se a sua frente e andando um pouco rápido, ela subia as escadas de dois em dois degraus, em seguida ela chegava no final do breve corredor e abria a primeira porta:

    -Esse é o meu quarto!

    Apontando então para a porta literalmente a frente do dela, para abrir e apontar:

    -Esse é o seu quarto.

    Enfim ela fingia uma respiração e andava na sua direção, colocando as duas mãos sobre uma das suas e comentando bem calma:

    -Me desculpe se minhas brincadeiras acabam ofendendo ou lhe incomodando, só me sinto bem tranquila ao seu lado e as vezes isso pode causar esse pequenos ataques. Você se acostuma!

    Finalizava Valentina, mostrando a língua e revelando que apesar de sincera, ela ainda manteria o bom humor.

    Quartos:
    Quarto de Valentina:
    Quarto de visitas:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 6/8/2017, 12:04

    Não escondo o riso diante das palavras de Valentina, medindo a altura dela com a minha eu sorrio ao responder de forma brincalhona.

    - É você tem razão, de perto você é bem pequena até! Mas já tem tamanho para dormir sozinha. Bom, já que o Nano entendeu as coisas serão mais faceis, pedi para Maffeo mante-lo informado enquanto estivermos fora.

    andando até a escada com mala, sorrio ao ver Valentina subi-las com rapidez, com um suspiro joguei a mala para meus ombros usando o corrimão como apoio para subir as escadas.

    - Sabe que é maldade correr na frente do perneta né?! Odeio escadas, acho que essa seria a primeira coisa que eu mudaria se você o Patriarca. Enfiaria elevadores em todos os cantos!

    Eu comentava durante todo o processo chato e lento de subir as escadas, minha perna por mais que não atrapalhasse tanto dificultava a ação. Sorrio de forma educada quando Valentina apresenta seu quarto e o meu, o toque de suas mãos nas minhas me fazem observa-la com cuidado.

    "Viva e mutável como o vento, seria uma pena perder isso. Ela é o vento da mudança que esses velhos precisam e temem!"

    Em resposta a sinceridade brincalhona de Valentina uso minha mão solta para bagunçar seus cabelos e comentar.

    - Não se preocupe, eu sou meio fechado mas gosto desse tipo de coisa. Além do mais você não me parece pior do que a Cléo, ela sim é o abuso em pessoa!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 7/8/2017, 22:20

    -Eu não queria, não era isso! Não fiz de maldade, é que eu gosto de subir rapidinho as escadas porque não me dou bem com alturas sabe?!

    Comentava Valentina que sorria de um jeito divertido e até tranquilo, tentando passar uma tranquilidade para que você não se sentisse ofendido ou qualquer coisa similar. Tendo então os cabelos bagunçados e claramente gostando disso, a jovem dava um passo para trás e cruzava os braços. Exibindo um bico enorme com os lábios e batendo o pé no chão em uma expressão de birra:

    -Eu não sou baixinha! Não sou mesmo! Não é todo mundo que fica grande que nem você tá legal!

    Ela cruzava os braços e se virava ameaçando entrando no próprio quarto de maneira emburrada, claramente dando a você uma chance de fazer algo antes que ela adentrasse o próprio quarto.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 7/8/2017, 22:36

    Ver a explicação de Valentina me fez rir, é fácil conversar com ela e entender seus pontos de vista, ainda mais quando ela fazia questão de demonstrar o certo cuidado que tinha por minhas dificuldades.

    – Tudo bem, eu não a forçaria a subir devagar por causa do seu desconforto. Eu sempre pareço uma tartaruga nas escadas.

    O biquinho e a pequena demonstração de descontento apenas aumentaram meu sorriso, a vida que transbordava de Valentina parecia não ter fim, algo que me deixa feliz embora receoso.

    “Ela fica tão lindinha assim!”

    Com rapidez e cuidado, puxo Valentina para minha frente, virando-a com delicadeza eu a abraço para beijar o alto de sua cabeça.

    – Hei eu não quis ofender! Que culpa eu tenho se minha mãe colocou fermento demais quando me fez? Além do mais os melhores perfumes são pequeninos, eu sou grandão então sou vendido barato!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 8/8/2017, 00:03

    Valentina virava na sua direção, ainda com os braços cruzados e com os lábios bem fechados em um bico longo e caricato, ela não resistia e era bem rapidamente encolhida dentro dos seus braços, recebendo o beijo ela murmurava.

    -Bobo...

    Levantando os olhos na sua direção, ela descruzava os braços para colocar os dois nas suas costas, abraçando seu tronco e aninhando-se ali.

    -Você não é barato, não diga uma besteira dessa nerd, você é alto, engraçado e lindo. Até quando você manca fica fofinho!

    Ela sorria exibindo bastante os dentes e então afundava a face contra o seu corpo, não havia malicia nas ações dela, na realidade ela sinceramente parecia se aproveitar profundamente daquele abraço, ajustando o pequeno corpo em um pedido para que você a apertasse mais forte.

    -Tem certeza que não quer dormir comigo, juro que não estou falando nada de mal. Eu só estou... talvez, sabe, um pouquinho assustada em voltar pra casa da qual eu fugi.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 8/8/2017, 00:18

    Tento não rir diante do enorme bico que Valentina faz, infelizmente não resisto mas tento disfarçar enfiando minha cabeça de encontro ao cabelo sedoso dela, ve-la se encolher em meus braços apenas faz com que eles se apertem em volta dela com carinho.

    – Humm acho que nunca fui chamado de fofo antes. É incrivelmente bom pro meu ego, mesmo que eu não tenha um!

    Ver a vida tão expansiva de Valentina se esconder de encontro ao meu corpo me preocupa, é claro o medo desta, um medo antigo ao que parece.

    “Ela fugiu?! Talvez seja um dos motivos para que eles não confiem nela!”

    Com cuidado guio Valentina para seu quarto, beijando sua cabeça e me permitindo ao menos sentir o aroma de seu cabelo concordo com um breve aceno.

    – Me deixe tomar uma ducha quente e trocar de roupa, mas já deixo avisado que eu sou espaçoso, sabe é o mal de ser grandão
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 9/8/2017, 00:05

    O perfume de refrescante dos cabelos de Valentina eram maravilhosos, havia um suave adocicado e uma presença de alguma essência tropical, algo muito marcante mas que seus sentidos não conseguiam decifrar exatamente, todavia, era inebriante! Ela concordava com a sua fala e sorria na sua direção, dizendo antes de você sair do quarto.

    -É preciso ter um ego, quem sabe eu não te ajudo com isso depois nerd fofinho!

    Ela sorria dava um curto tchau com a mão esquerda, correndo até a cama para ajustar as cobertas e ligar o ar condicionado para circular o ar pelo quarto. Assim ela sentava na cama cruzava as pernas e os braços, aguardando as suas ações.

    Banheiro:

    Com calma você pode então adentrar o banheiro do quarto dela, para se deparar com uma decoração bem charmosa e clássica, haviam até alguns objetos que já não eram mais tão necessários para a modernidade dos banheiros mais práticos, todavia ali existia um classe especial. Assim foi possível para ti um calmo e agradável banho, sem nenhuma interrupção ou qualquer coisa similar e só quando você estava pronto e saía do quarto, era possível ver imediatamente a figura de Valentina deitada na cama, com as pernas cobertas e o tronco para fora, ainda vestida é claro mas notoriamente sem nada por baixo da camisa de pijama dessa vez. Ela puxava a coberta abrindo um espaço ao lado dela e batia ali duas vezes.

    -Vem, vem! Eu não vou morder, prometo! Posso até colocar um travesseiro entre agente, mas eu queria te abraçar. Posso?

    A fala dela até poderia ser interpretada de outra maneira, mas a face dela e o tom eram tão suaves e inocentes que teria que ser feito um esforço para entender aquele convite de um jeito malicioso, na realidade ela se mostrava bastante carente e delicada naquele instante.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 9/8/2017, 00:37

    O perfume inebriante dos cabelos de Valentina me agrada, não consigo identificar todas as frutas, mas sei que é bom e parece casar com perfeição na figura de minha prima, vê-la correr para a cama como uma menina me faz sorrir, ainda mais com suas palavras sempre brincalhonas.

    – Vou cobrar essas lições, pode deixar!

    Enquanto Valentina arrumava a cama ando até o banheiro, a decoração do lugar me surpreende com o requinte e beleza, com calma procuro por minha roupa de dormir antes de me concentrar o banho, massageio com cuidado meu joelho operado, o contato com a agua quente me faz relaxar, aproveito esse momento para recolocar meus pensamentos em dia.

    “Ela fugiu e agora está retornando. Entendo o medo, nenhum dos lados vai estar disposta a ajuda-la, não mesmo. Isso só tonar a coisa mais difícil!”

    Respirando profundamente encerro meu banho com calma, enxugando meu corpo e cabelo me visto sem pressa para retornar para o quarto. A visão suave e inocente de Valentina me fez sorrir. O convite feito me fez concordar com um breve aceno, eu sabia que ela manteria a palavra sobre meu espaço, mas dentro de mim nascia a preocupação de se um dia eu estaria preparado.

    – Eu aceito o travesseiro para a perna, preciso dormir com ela mais alta, se você morder eu mordo mais forte, então sim, pode me abraçar, só não pode chutar o joelho. Dói, dói muito.

    Pijama:
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 10/8/2017, 22:28

    O sorriso de Valentina era limpo e largo, os dentes apareciam de maneira bastante tímida por de trás dos lábios delicados da jovem de cabelos escuros. Ela dava mais um tapa sobre o colchão e já lhe entregando um travesseiro quando você iniciava a movimentação de deitar-se na cama.

    -Você morde mais forte?

    O sorriso sapeca dela voltava, a mesma abria bem a boca e ameaçava mordê-lo, batendo os dentes e emitindo um som tipicamente seco e agudo. Rindo ela apontava para você se deitar de lado.

    -Deita virado pra lá bobinho, deixa eu ficar nas suas costas!

    Enfim, quando você se deitava ela usava um controle para desligar as luzes e puxava a coberta para encobrir vocês dois, delicadamente e com o pequeno corpo que tinha ela se aproxima de você, encostando a mão direita no seu ombro e jogando a esquerda por cima do seu corpo, apoiando-a em seu peito. As pernas dela vinham ainda mais sutis, encaixando-se aos poucos com as suas e ali ela surrava com uma voz sedosa e já afetada pelo começo de um sono:

    -Obrigada... Assim eu fico tão... segura.

    E ali ela fazia a última ação, mordiscando a parte superior da sua clavícula bem de leve uma ação que causava um arrepio por todo seu corpo.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 10/8/2017, 23:06

    Recebendo o travesseiro de Valentina sorrio ao colocar debaixo de meu joelho esquerdo, fazendo uma careta de medo ao ve-la bater os dentes, não consigo conter o riso por muito tempo.

    – Talvez seja só uma ameaça, ou não! Quem sabe?

    Respondia de forma brincalhona a Valentina, obedecendo o pedido dela me deito puxando o travesseiro afim de ajeita-lo em baixo de minha cabeça, sentir o corpo pequeno dela suavemente se aninhar ao meu me fez suspirar, o abraço em meu peito e as pernas que se entrelaçavam as minhas.

    “Isso é real? Ou um sonho de meu coração?”

    A mordida de Valentina faz meu corpo tencionar e arrepiar, se o sono não estivesse chegando tão rápido e a posição fosse tão confortável eu a morderia, mas ali deitado apenas me limitei a sorrir e responde-la com suavidade.

    – Durma bem Tina, apenas durma.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 13/8/2017, 02:18


    Quarto de Valentina:
    Local: San Gimignano, Località Poggiluglio, n 8.
    Data: 15 de Abril de 2016: Final da Noite.

    Seus olhos se fechavam enquanto seu olfato ainda sentia o perfume doce e delicado de Valentina, o toque gelado e suave da jovem não deixava de se fazer presente e até o encosta dos joelhos dela na parte de trás da sua perna eternamente ferida era uma experiência positiva, um carinho que o ajudava a dormir. Um sonho então se apresentava para o seu corpo relaxado, você estava de pé em uma praia a ver a imagem de uma mulher a dançar com um longo vestido branco. Ela com os pés descalços brincava junto da fina camada de água que vinha do mar, fazendo vários soltos e chutando as pequenas marolas. Rindo bastante e sendo iluminada por uma forte luz de uma lanterna que estava nas suas mãos. Como uma bailarina ela se aproximava, tomando uma forma mais clara a cada instante... Era a própria Valentina que ria e dizia:

    -Ícaro, eu estarei sempre a sua espera...

    Beijando a sua face e logo girando para voltar a correr e dançar sobre a areia molhada da praia. Mas antes que você fosse capaz de reagir, seus olhos se abriam e uma boa quantidade de vento adentrava seu pulmão, preenchendo-o e despertando seu corpo. Junto desse ar vinha um perfume marcante e adocicado. Seus olhos prontamente visualizavam o interior do quarto de Valentina e era possível vê-la de costas, sentada na cama usando um roupão e passando um creme hidratante nas pernas. Assoviando baixinho uma melodia calma, ela sequer havia notado imediatamente o seu despertar, mas a sua primeira movimentação na cama a fazia perguntar sem ainda olhar na sua direção:


    -Nerd!?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 13/8/2017, 13:34

    Minha mente é a primeira a se apagar, eu sinto um sorriso se formando em meus lábios sem que eu possa lutar contra, o perfume de Valentina me invade e os leves movimentos dela a minhas costas me arrepiam ao leve toque, bem no fundo de meu ser eu sinto meu outro eu se revirar atento, é algo que não posso evitar.

    O sonho me invade, a calma que vem com ele é inspiradora e chego a sentir até mesmo meus músculos relaxarem. A linda figura rodopiante de branco me faz sorrir, um sorriso que sei estar se formando em meus lábios, curiosamente não sinto surpresa ao ver a face de Valentina, algo dentro de mim quer que isso seja realidade, algo tão esquecido que me surpreende que ainda exista.

    Foi o beijo que me despertou, abrindo os olhos levo algum tempo para entender o que realmente acontecia e dentro do meu peito sinto uma dor estranha e incomoda.

    “Foi só um sonho?”

    Ouvir Valentina falar comigo me faz virar para busca-la, observar a calma com que Valentina se cuidava me faz sorrir ainda mais quando me lembro da pequena mordida da noite passada, com rapidez passo meus braços pelo tronco de Valentina apenas para puxa-la e morder sua nuca com força o suficiente para atravessar os cabelos escuros desta, mastigando até alcançar os ombros.

    – Eu disse que mordia mais forte sua boba!
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 14/8/2017, 17:04

    Seus braços passavam pelo tronco da jovem e a mesma fazia uma pequenina força tentando resistir, algo que desaparecia em poucos segundos, afinal a sua mordia ocorria. Uma ação que a fazia tremer suavemente e se entregar a um suspirar baixinho, seguido de um abrir delicado dos lábios. A reação dela não era de susto e sim de algo muito mais forte e intenso!

    -Ai Ic... não tão forte...

    Murmurava a jovem que o pegava de surpresa com toda aquela reação inesperada, assim ela escapava dos seus braços e sentava-se na beirada da cama, virando para lhe dar um tapa no braço. Rindo enquanto ajustava o roupão, para em seguida mostrar a língua na sua direção.

    -Seu besta! Eu tava distraída! Tá essa você ganhou, mas vou me vingar viu! E minha vingança será... Inesquecível!?

    No meio da própria ameaça ela acabava por se enrolar, rindo sozinha da situação e terminando a frase de um jeito bastante improvisado. Com uma respiração ofegante e descompassada e um sorriso mais nervoso nos lábios, a confusão ainda era um ecoar da mordida que havia recebido.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 14/8/2017, 21:31

    Não consigo evitar a risada ao pegar Valentina surpresa, mas as reações dela quase me fazem travar, o suspirar e os lábios abertos de Tina não escapam aos meus olhos, por isso a solto sem nenhuma tentativa de segura-la.

    Posso ver surpresa nos olhos dela e isso me alivia, pelo menos até receber o tapa em meu braço, sem perder a oportunidade eu resmungo feliz.

    – Viu eu disse que mordo mais forte! A culpa foi sua que me provocou ontem a noite!

    Rindo com Valentina eu brinco de bagunçar de leve seus cabelos, era um toque suave que me encantava, ainda mais quando ela fazia aquela cara feliz e boba.

    – Você não pode se vingar de uma vingança mocinha! Está nas regras!

    "Nunca mais brinco de morder! Ela quase teve um infarto aqui! Ou era o que ela queria?!"
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 17/8/2017, 13:55

    -Nada de regras pra cima de mim mocinho, aqui sou eu que faço as regras!

    Responda Valentina com uma expressão bastante séria e fechada, algo que durava em torno de três segundos e se desmanchava em uma risada divertida e boba. A garota então fechava os olhos ao receber o carinho nos cabelos e logo em seguida inclinava o tronco na sua direção para falar bem mais perto de ti.

    -Não precisa ficar sem graça bobo, eu não tinha lembrado só isso. E bem, a força foi na medida certinha!

    Ela mostrava a língua e se levantava da cama com bastante energia, segurando o roupão para evitar que algo à mais pudesse ser notado pelos seus olhos e enfim, comentava de maneira diverta.

    -Você tem duas opções agora, ou vai ser arrumar bem rapidinho ou eu te ataco imediatamente! Então, qual vai ser Icaro?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1602
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Jess em 17/8/2017, 14:40

    Pelos segundos que Valentina fala séria eu a encaro seriamente, logo depois a acompanho na risada enquanto bagunço seus cabelos, perceber que ela gosta disso me deixa feliz, afinal era um carinho gentil e suave.

    – Droga, quase consegui escapar!

    Respondia de forma brincalhona, ve-la mostrando a língua me faz levantar a mão fazendo menção de que eu pegaria, mesmo que não fosse era a melhor reação que eu podia ter diante de tanta seriedade.

    “Ela me diverte sem se esforçar! Não me lembro de ter me divertido tanto assim.

    Acompanhando os movimentos de Valentina com meus olhos, finjo uma cara de assustado diante das palavras dela, movendo-me um pouco para a lateral da cama respondo tentando segurar o riso e ser sério.

    – Você me atacar só vai nos atrasar! Não que eu não goste da ideia.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2826
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 26

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato III - Os caminhos levam à...

    Mensagem por Danto em 21/8/2017, 08:46

    Valentina expressa uma face de surpresa, levando uma mão enfrente a boca aberta e abrindo muito os olhos, a sua resposta a havia pego desprevenida! Ao menos era isso que ela transparecia durante os segundos que precederam um sorriso mais malicioso na face da moça.

    -Não que você não goste da ideia é?

    Sem mais delongas, você notava ela correr na direção da cama, subindo sobre a mesma e atirando-se sobre você. As risadas divertidas da jovem preenchiam todo o ambiente e ela puxava para trás, para que seu corpo caísse sobre a cama. Subindo por cima de ti, ela começava então a morder! Eram várias mordiscadas, pelos seus braços, mãos, face e especialmente queixo. Até sua orelha era atacada e seu pescoço também, era interessante como ela conseguia simplesmente não usar as presas e morder exatamente como uma humana faria.

    -E eu estou só começando!

    Afirmava a jovem sorridente. Ela então avançava contra a sua face, parando a própria face a milímetros de distância, ameaçando roubar-lhe um beijo. Mas o sorriso malicioso era um prelúdio de um novo ataque! A mão esquerda dela tocava na sua nuca e puxava sua cabeça para trás e ela prontamente mordia seu queixo outra vez.

      Data/hora atual: 23/9/2017, 11:31