WoD by Night

Narrativa de Vampiro a Máscara: 20 anos


    Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Compartilhe
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 29/3/2017, 21:28


    Poggiluglio:
    visão aerea da propriedade:
    Sala de Icaro:
    Local: San Gimignano, Località Poggiluglio, n 8.
    Data: 15 de Abril de 2016: Início da Narrativa

    O som altíssimo e estridente de um poderoso trovão rompia as trevas em alto mar, abrindo os céus e anunciando uma tempestade voraz. Seus olhos conseguiam ver a face assustada de Nerea, chorando em total agonia ao se agarrar desesperada a Fredo. Seu irmão mais velho segurava a amada com todas as forças e rezava aos céus. A tempestade então engolia completamente a embarcação, gritos de desespero se misturavam as chibatadas que os trovões faziam contra a superfície caótica e turbulenta daquelas águas negras cruéis. O barco fazia movimentos inseguros, mal executados e incoerentes em direção a uma enorme onda, uma verdadeira muralha de água que tocava as mais altas nuvens e ousava desafiar os próprios trovões.

    E ali, o barco era devorado. A face de Nerea desaparecia em meio aos escombros de madeira e ferro da embarcação e o corpo de Fredo era arremessado para longe como se o mesmo, em uníssono com os fragmentos...

    Seus olhos então se abriam, era na realidade apenas mais um despertar para uma nova noite na segurança de seu próprio refúgio. E talvez a solidão do mesmo estivesse a deixar marcas profundas na sua mente, pois pesadelos como esse não eram constantes, não depois de já tantos anos que haviam se passado. O maior de todos os sarcasmos foi notar que o barulho estridente que havia despertado em seu inconsciente a impressão de um trovão, era na realidade o interfone do seu refúgio. Alguém estava desejando falar contigo e pedia a sua autorização, portanto, bastou a você levantar de seu quarto e cruzar o pequenino corredor para ter acesso a sala onde havia o interfone e a tela moderna e tecnológica onde a imagem captada pelas câmeras de segurança, revelariam a face daquele que entrava em contato contigo.

    Na realidade, em seu íntimo. Você sentia até um alívio por ter tudo sido apenas um sonho, um péssimo sonho é claro, mas apenas um sonho. Pois os relatos originais sobre o acidente eram ainda mais cruéis e bem menos fantásticos ou grandiosos. E a segurança que tomava conta do seus sentidos, que reconheciam agora que você estava em terra firme, dentro de seu refúgio e seu espaço sagrado e totalmente seguro. Dentro das terras da sua família e a caminhar até o seu interfone, passando pela sua sala, para enfim ativar a tela e ver quem estava ali agora.

    A figura do jovem Mariano então se apresentava. O mesmo olhava para a câmera e fazia uma breve revência, apresentando-se a mesma na esperança que você estivesse realmente a olhá-lo.

    -Boa noite, saudações meu querido Primo. Venho a ti, trazer uma pequena situação que está a nosso alcance e talvez possa ser iluminada pelos teus conhecimentos. Podemos conversar?

    Mariano, prole de Arturo. O irmão mais velho de seu Senhor, não era realmente o vosso primo, todavia, se consideradas as linhagens cainitas da família, era de fato essa a melhor e mais adequada nomeclatura para ser utilizada.
    Mariano:


    Última edição por Danto em 25/7/2017, 22:06, editado 1 vez(es)
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 29/3/2017, 22:17

    O peso das ondas parecia se abater sobre Icaro, a face de Nerea e Fredo marcavam a mente do cainita, faces que nunca mais seriam vistas ou amadas, o trovão marcou o despedaçar do barco diante da gigantesca coluna de água, marcou o grito abafado de Icaro.

    Assustado o cainita se sentou na cama, arfava com dificuldades o som do sonho parecia te-lo perseguido fazendo com que o rapaz demorasse para perceber o que estava acontecendo.

    “ Foi um sonho... Um maldito sonho. Eles estão mortos, nada pode mudar isso.”

    Levantando-se com dificuldades Icaro buscou uma camisa mais sociável do que o simples pijama que usava, apoiando-se na parede para dar seus primeiros passos o cainita andou até a sala de seu refúgio. A segurança do mesmo aliviou a tensão do sonho, já havia algum tempo que isso não acontecia a Icaro, mas em todas as vezes parecia apenas reviver a dor do cainita.

    Surpreso ao ver a figura de Mariano, Icaro levou algum tempo para apertar o botão do interfone, vendo a reverencia e a forma como seu primo postiço falava, apesar da distância tal denominação era a melhor para a figura do outro cainita, coisa que Icaro havia se acostumado sem muitos problemas ou adaptações.

    - Boa noite Mariano, por favor entre. Não seria adequado deixa-lo esperando.

    Apertando no botão para abrir a porte de seu refúgio, Icaro começou a se mover em direção da porta para receber seu parente.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 31/3/2017, 22:17

    Os sons metálicos e de engrenagens se faziam presentes, eles vinham da porta que lacrava seu refúgio e que te oferecia total segurança a qualquer hora do dia. Era uma porta de aço maciço e a simples de ideia de imaginar alguém quebrando-a era surreal. Assim, o jovem Mariano adentrava o seu refúgio, batendo os sapatos e ajeitando o terno, demonstrando bastante respeito.

    Ele trazia consigo uma pasta embaixo do braço esquerdo e caminhava até a sua frente, estendendo-lhe a mão direita em uma saudação amigável e dentro da etiqueta que regia as interações sociais entre vocês.

    -Boa noite. Obrigado por me receber e perdoe-me pela indelicadeza de perturbar vosso descanso e trabalho, mas venho aqui com uma preocupação. Por favor, leia esses documentos.

    Ele lhe estendia a pasta de cor escura, similar a do próprio terno. Dentro dela havia um pequeno maço de folhas grampeadas. Pareciam uma espécie de log de transações monetárias virtuais.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 31/3/2017, 22:37

    Inteligencia + Computador + Finanças = 7d10 +1FV


    Última edição por Jess em 31/3/2017, 22:39, editado 1 vez(es)
    avatar
    Dados

    Mensagens : 201
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Dados em 31/3/2017, 22:37

    O membro 'Jess' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    'D10' : 7, 1, 3, 1, 9, 4, 4
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 31/3/2017, 23:14

    Parado diante da porta de seu refúgio, ouvindo o som metálico que o selava do mundo exterior, Icaro permanecia de semblante calmo. Com um pouco de paciência o cainita usou a mão para pentear o minimamente possível seus cabelos, receber um parente desleixadamente não era aceitável aos olhos de Icaro.

    O cumprimento educado de Mariano foi recebido com um sorriso de Icaro, respondendo o aperto de mão de seu primo o cainita ouviu suas palavras com atenção, recebendo a pasta que lhe fora estendida.

    - Por favor sem formalidades entre nós. Aprecio imensamente seu respeito, mas somos primos e não vejo motivos para não sermos amigos.

    Fazendo um sinal para guiar Mariano, Icaro se encaminhou para os sofás sentando-se para só então abrir a pasta.

    “ Espero ser de utilidade. ”

    Os olhos azulados de Icaro leram com atenção o maço de folhas, seu cenho fechou-se enquanto informações eram extraídas do documento.

    “ Quem fez isso é bom, muito bom. Um iniciante deixaria mais rastros.”

    Coçando a nuca Icaro olhou na direção de Mariano, um suspiro preso saiu do cainita enquanto este apertava um pouco seu joelho esquerdo.

    - Me diga se alguém mais viu isso? Posso tentar conseguir mais algumas informações, mas a grosso modo o que foi mexido foi para uma conta em Roma. Com um pouco de tempo posso conseguir o I.P das transações e talvez mais informações.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 3/4/2017, 18:48

    Mariano parecia relaxa quando você o pedia para não manter as formalidades, deixando um suspiro aliviado lhe escapar pelas narinas. O jovem se aproximava e puxava uma das cadeiras da bancada para sentar-se, para enfim cruzar os braços e responder.

    -Primo, quem teve acesso a essas informações foi um dos vassalos da Família, o Ugo. Ele é um dos mais novos e por sorte eu sou o responsável temporário a alimentá-lo, foi por fidelidade ao laço que ele veio até mim com essas informações. Eu prontamente o fiz esquecer disso tudo... Mas enfim, ninguém mais viu isso... Bom, acredito que você possa sim ficar com esses documentos o tempo que for necessário. Mas temos que apresentar isso ao Patriarca preferencialmente já resolvido ou com uma boa sugestão de como proceder...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 4/4/2017, 00:06

    Ainda com os olhos presos no documento, Icaro não deixou de notar que Mariano relaxava sem a necessidade de ser formal, mesmo assim a situação pedia total atenção de Icaro para que algo fosse feito em resposta.

    Ouvindo as palavras de Mariano, o cainita passou a mão pelo rosto pensando em quais seriam seus primeiros passos.

    - Acredito que você fez o mais correto primo, quem fez isso conhece bem a família então seria impossível para que a culpa recaia sobre Ugo. Não acho que consigo reverter o que está feito, precisaríamos da autorização do dono da conta em Roma. Porem se isso foi feito daqui de dentro, eu posso rastrear a máquina e através disso e talvez até das câmeras de segurança tentar descobrir quem foi.

    Folheando as páginas do documento Icaro suspirou pesadamente, aquilo de certa forma era culpa sua, mas imaginar que alguém dentro da família poderia fazer isso era simplesmente inconcebível.

    “ Porque? Porque eu nunca imaginei que isso poderia acontecer? Eu poderia ter criado meios de defesa. ”

    Fazendo um gesto para que Mariano o seguisse, Icaro o guiou até seu escritório, de lá suas palavras poderiam se transformar em ações.

    - Por favor fique a vontade, caso tenha alguma ideia estou aberto a sugestões. Nessas horas uma visão de fora ajuda.

    Começando seu trabalho Icaro se concentrou em rastrear cada IP envolvido na transação feita, depois desta listagem o cainita começaria a separar os IPs vindos dos membros da família e até mesmo vassalos.

    “ Talvez eu não possa desfazer o que está feito, mas posso deixar um presente de grego.”

    Deixando um pequeno programa de alerta caso qualquer movimento fosse executado dentro da conta da família.

    Off: 1 Teste de Inteligencia + Computador = 7d10
    2 Teste de Inteligencia + Computador = 7d10
    3 Teste de Inteligencia + Computador = 7d10
    avatar
    Dados

    Mensagens : 201
    Data de inscrição : 03/05/2016

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Dados em 4/4/2017, 00:06

    O membro 'Jess' realizou a seguinte ação: Rolagem de Dados


    #1 'D10' : 1, 2, 6, 9, 8, 2, 10

    --------------------------------

    #2 'D10' : 9, 3, 7, 7, 4, 4, 4

    --------------------------------

    #3 'D10' : 6, 3, 1, 4, 6, 4, 8
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 5/4/2017, 21:50

    O resultado da sua primeira busca, em torno dos Ip's foi executada com agilidade e uma boa precisão, assim como a segunda que iria separar os Ip's para criar uma espécie de grupo de possíveis suspeitos.

    A lista na realidade se mostrava assustadoramente pequena, havia a figura de Mariano, algo completamente esperada e a de Ugo. Assim também como havia o último e preocupante nome: Tiburzio, o mais antigo e famoso vassalo do Patriarca da sua família. O mesmo havia realizado operações nas contas e possuía inclusive contas situadas em Roma.

    Logo em seguida, você se esforçava para criar um mecanismo de segurança e monitoramento. Isso levou alguns minutos e Mariano tomava a liberdade de sentar no sofá de sua sala. Enquanto você terminava a última tarefa, seu vassalo adentrava o seu refúgio. Afinal, ele não precisa de autorizações por ser considerado "o zelador de seu domínio" pelos olhos do Patriarca e da família inteira.

    Maffeo adentrava o local trazendo consigo uma pequena sacola de compras e usando um sobretudo fechado de cor azul escura. Notando imediatamente a presença de Mariano e logo identificando que você já havia removido a necessidade das tradições, ele comentava.

    -Boa Noite Icaro, saudações Mariano. Perdoe-me pelo atraso e não estar aqui para recepcioná-los, existe algo que possa ser feito para auxiliá-los?
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 6/4/2017, 12:37

    Quando os primeiros passos haviam terminado Icaro trincou os dentes de forma descontente, a lista trazia apenas três nomes e dois deles o cainita já esperava encontrar, foi o terceiro nome que o preocupa.

    “ Tiburzio... Será?! Mas ele está a tanto tempo conosco, o Patriarca tem ele em grande conta, algo está errado. Tem um cainita por traz disso. “

    Começando a preparar as defesas Icaro balançou a cabeça afastando os pensamentos de sua mente, precisava de concentração caso quisesse ao menos que seu trabalho trouxe-se algum resultado.

    A entrada de Maffeo fez com que Icaro suspirasse, dividir as tarefas adiantaria em muito, já que qualquer minuto seria precioso para encontrar o culpado do que estava acontecendo. Mandando imprimir a lista com os três IPs, se virou para Maffeo para saudá-lo adequadamente.

    - Boa noite Maffeo, sabes que não me importo com seus possíveis atraso. Eles acontecem e você tem uma vida fora daqui.

    Levantando-se para estender a pequena lista para o mesmo, Icaro coçou a nuca preocupado.

    - Preciso que procure pelas imagens de segurança desses três IPs, de prioridade para dois dias atrás até hoje, preciso ver ambos os turnos. Se puder encontrar qualquer interação de Tiburzio com membros da família nas últimas semanas eu também agradeceria em muito. Temos um problema bem grande aqui e todo cuidado é necessário.

    Dando um pequeno tapinha no ombro de seu vassalo e amigo, Icaro voltou a se sentar, cruzando as mãos sobre o rosto o cainita permaneceu assim por alguns instantes antes de se voltar para seu primo.

    - Seu nome e o de Ugo aparecem na lista, eu já esperava por isso. As imagens seriam apenas para confirmar sua inocência a de Ugo. O que me preocupa é que Tiburzio também aparece, não sei o que pensar sobre isso, mas acho que ele não faria isso sem alguém maior.
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 7/4/2017, 15:33

    A atenção de Mariano se aguçava quando você mencionava o nome de Tiburzio para seu vassalo e amigo, cruzando os braços o seu primo assumia uma fisionomia reflexiva. Maffeo prontamente concordava em realizar as tarefas pedidas, contornando a bancada para deixar a sacola de compras sobre a pia e já pegando um notebook que ele sempre mantinha a carregar na bancada central do seu refúgio que separava a cozinha da sala, começando a trabalhar com dedicação. Mariano então respondia.

    -Olha, o velho Tiburzio foi vassalo de Magno... ele é bastante antigo... poderoso o suficiente para não ser influenciado por nenhum jovem. Primo, o problema esta crescendo exponencialmente e eu não sei exatamente como proceder... Talvez devêssemos entrar em contato com Valentina, ela foi designada a digitalizar todos os registros arcaicos da família. Se Tiburzio for um suspeito, encontraremos nesses registros algo...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 7/4/2017, 20:51

    Sentado em sua cadeira, Icaro esperou pacientemente pela reação de seu primo, era claro que Mariano tirava suas próprias deduções e foi com alivio que Icaro escutou que ambos concordavam que haviam alguém por trás de Tiburzio.

    - É exatamente a idade dele que me preocupa, isso significa que tem alguém velho o suficiente para ter forças para dobra-lo. Isso automaticamente nos descarta como suspeitos, já que somos jovens e não possuímos tamanha força.

    Deixando que suas costas afundassem na cadeira que sentava Icaro ponderava sobre a questão de colocar Valentina a par dos acontecimentos, o problema apenas aparentava aumentar de tamanho e talvez a ajuda da prima de ambos tivesse bons frutos.

    “ Mariano não pensaria nela atoa. Sei que ele tem bom coração, e com um pouco de sorte podemos cruzar as informações que temos. “

    Concordando com um aceno positivo Icaro suspirou fundo ao responder seu primo.

    - Talvez ela tenha algo que não temos, por favor chame-a até aqui, podemos acessar as informações daqui e não levantar suspeitas de que tem algo errado. Enquanto isso eu posso me arrumar para ao menos estar apresentável.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 10/4/2017, 20:47

    Mariano fazia um sorriso nervoso na face e fazia um comentário carregado de sarcasmo.

    -E pela primeira vez eu vejo algo realmente bom em ser só um neófito!

    Sorrindo de maneira nervosa ele se colocava de pé,tirando o celular do bolso e fazendo um sinal com o indicador para você, pedindo um momento e caminhando para um pouco mais distante. Para poder realizar uma conversa breve no telefone. Nesse meio tempo, seu vassalo diz:

    -Icaro! Veja isso!

    Chamando-o para ver a tela do notebook dele, o seu grande amigo te mostrava uma gravação feita na exata data de quando as movimentações foram feitas, no mesmo exato horário. 13 de Abril de 2016. O relógio digital da câmera batia exatamente as 21:45. E a imagem de Tiburzio adentrava o escritório central da casa grande da família. Sentando-se em frente ao computador o homem gordo e com a pele pálida por causa da idade começava a mexer nas transações, saindo do computador exatamente as 21:47. Seu vassalo pausava a imagem e apontava para os olhos de Tiburzio, claramente tomados por uma forte apatia e opacos, uma característica típica de alguém alvo de dominação.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 10/4/2017, 23:28

    Os olhos de Icaro se abaixaram diante das palavras de seu primo, não era hora de descobrir as desilusões de Mariano, o próprio Icaro sentia na pele o como era complexo e difícil ser um jovem diante de membros tão mais velhos e poderosos.

    “ O tempo não diminui essa distância, apenas ressalta isso... Concentre-se Icaro, tens um trabalho a fazer.”

    Levantando-se quando foi chamado por Maffeo, o cainita assistiu em silencio o vídeo mostrado, engolindo em seco o que via Icaro fechou os olhos por alguns instantes. Batendo de leve no ombro de Maffeo para parabeniza-lo o cainita buscou pela figura de Mariano antes de comentar com seu vassalo.

    - Não corte as imagens, preciso que você salve uma cópia em um lugar seguro. Depois quero que você procure pelas movimentações de Tiburcio dentro e fora da casa, até a onde nossas câmeras permitem, me faça uma lista de quais cainitas ele encontrou nos três dias antes dessas imagens até hoje. Me desculpe Maffeo, sei que estou pedindo muito de ti, mas temos coisas demais em jogo agora.

    Esperando pela resposta de seu amigo, Icaro sorriu de forma suave, preocupado com a ligação de Mariano o cainita buscou o primo para saber do resultado da mesma, só então se retiraria para se arrumar mais adequadamente.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 14/4/2017, 12:05

    Seu amigo e vassalo então respondia de maneira bem simples e direta, deixando claro que ele estava calmo e confortável coma situação:

    -Não há razões para pedir desculpas Icaro, fique tranquilo enquanto a isso. Algo muito estranho ocorreu e eu estou a lhe ajudar, que mal há?! Mas eu estou vendo aqui algumas coisas e pensando, poderíamos usar mais algumas mãos, não acha? Cleo e Eliseo poderiam ser mãos hábeis a acelerar a conquista de resultados.

    Enquanto ele falava, Mariano terminava a ligação que parecia ter ocorrido bem tranquilamente. O seu primo então se virava para voltar até mais próximo de vocês, sentando-se onde estava anteriormente e comentando.

    -Ela está a caminho, não deve demorar mais do que dois minutos para chegar. Afinal ela também mora aqui, no antigo espaço que outrora fora da Senhroa dela...

    Comentava Mariano, ajeitando-se na cadeira e pensando em algo, como se mencionar a Senhora de Valentina tivesse despertado alguma linha de raciocínio dentro da mente do rapaz.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 15/4/2017, 00:39

    A resposta de Maffeo fez com que Icaro sorrisse de maneira discreta e educada, as vezes o cainita temia por exigir demais de seu amigo, a vassalagem do mesmo não era um motivo para destrata-lo, ainda mais quando a amizade de Maffeo era antiga e já havia dado monstras de sua lealdade.

    - Você tem razão, chame os dois e peça para que sejam discretos, daqui podemos distribuir as tarefas e ver o que ganhamos.

    Apoiando de leve a mão no ombro de Maffeo, Icaro viu que seu primo terminava a ligação, ouvindo as palavras do mesmo sobre Valentina, a menção sobre a senhora da prima de ambos fez com que Icaro estreitasse os olhos, a mudança de postura de Mariano indicava que algo semelhante se passava pela mente do mesmo.

    “ Olympia... Será? Mesmo que ela não esteja aqui, não podemos descartar que alguém de dentro tenha feito isso. Mas Olympia não pode ser deixada de lado.”

    Evitando de falar para não interromper os pensamentos de Mariano, Icaro rumou para seu quarto, trocaria de roupa antes que Valentina chegasse.

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 16/4/2017, 17:06

    Seu amigo de longa data era o que agora faria alguma ligações, por educação, ele se ausentava da sala quase que ao mesmo tempo em que você também tomava o caminho em direção a seu quarto para trocar-se. Pouquíssimos instantes após a sua troca de roupas, o som do interfone se fazia presente, era de se esperar que Valentina não demorasse a chegar, afinal ela morava literalmente na mesma propriedade que vocês e a ela restava atravessar os jardin e chegar até o seu refúgio.

    -Boa noite Icaro, posso?!

    Essa era a resposta de Valentina quando você atendia o interfone, olhando diretamente para a câmera enquanto tirava as luvas vermelhas das mãos. Na sala agora estava apenas a figura de Mariano, que já se colocava de pé para receber Valentina. A jovem então adentrava o seu refúgio assim que a permissão era dada. Olhando cuidadosamente para os arredores.

    -Boa noite Mariano e novamente, boa noite Icaro. Pelo visto temos um grande problema, já que Mariano sequer ousou explicar-me o assunto via telefone, afirmando que o escândalo jamais poderia vazar ou sair de controle... O que eu posso fazer por vocês meninos?!

    Ao contrário de Mariano que havia esperado por tua autorização para remover as formalidades, a jovem Valentina já adentrava sem maiores preocupações com isso, ela não soava debochada ou ofensiva, mas também não se armava dentro da etiqueta para se direcionar à vocês como ditavam as regras, ou seja, ela parecia a vontade já de imediato. E a mesma já tirava o sobretudo vermelho, revelando um vestido que chegava até o começo dos joelhos, virando-se para pendurar o sobretudo enquanto aguardava a resposta.
    Valentina:

    Roupas de Valentina:
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 16/4/2017, 20:32

    Enquanto Maffeo se retirava para fazer as ligações, Icaro não perdeu tempo em voltar a seu quarto e se trocar, vestindo-se com a maior rapidez que possuía o cainita escolheu algo casual o suficiente para se manter confortável, mas social o suficiente para se apresentar sem problemas aos mais velhos da família.

    Modelo de roupa:

    Quando o interfone tocou Icaro acabava de retornar à sala, atendendo a entrada de Valentina o cainita a saudou com educação.

    - Boa noite Valentina, por favor fique à vontade.

    Respondia Icaro pelo interfone, andando para recebe-la o rapaz apenas concordou com a cabeça enquanto fazia a questão de pegar o sobretudo de Valentina para pendurar no local adequado.

    - Mariano fez certo, ao que parece alguém dominou Tiburzio, ele movimentou grandes somas de dinheiro da conta do Patriarca para alguma conta em Roma. Mariano e eu agora estamos tentando descobrir que fez isso, mas acreditamos que sua ajuda seja essencial para chegarmos a essa resposta.

    Notando a forma direta com que Valentina se referia ao assunto, Icaro sorriu de leve, o sorriso mais educado do que qualquer outra coisa também servia para esconder sua preocupação, o caso era delicado e qualquer informação poderia ser de grande utilidade.

    “ Espero que Valentina tenha algo para nos ajudar. Sinceramente quero acreditar que não seja ninguém de dentro, mas não posso descartar essa possibilidade. Se a culpada for Olympia, tenho medo do que virá pela frente. “

    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 18/4/2017, 11:48

    -Roma?!

    Dizia Valentina que olhava para você em primeiro lugar e logo em seguida direcionava os olhos para Mariano. A jovem então caminhou sem muita pressa até um dos bancos que ficavam próximos ao balcão, sentando-se em um e cruzando as pernas.

    -Exatamente, bem como o simples fato de dominar Tiburzio implica que apenas um dos antigos da família poderia ter tamanho poder, isso automáticamente nos excluí. Além disso você esteve trabalhando com o mesmo durante as digitalizações dos arquivos seculares da família nesses últimos dias, notou algo de estranho?

    Perguntava Mariano, que olhava atentamente para a jovem. Ela então retribuia o olhar e responde.

    -Nada em específico, Tiburzio tem o comportamento muito similar ao de um ancião, é frio e de poucas palavras. Mas eu imagino que vocês estejam suspeitando de Olympia, quem não?! Mas eu digo que é óbvio de mais e essa mulher é esperta em demasia para deixar pistas.

    Mariano olha para você e em seguida retona a atenção à figura de Valentina. Que parecia um pouco incomodada com o nome da própria Senhora.

    -Certo, com quem Tiburzio se encontrou? Digo, nos intervalos ou quando era convocado. Com quem ele se encontrava, a quem ele respondia?!

    Valentina olha diretamente para você, respondendo de maneira quase que imediata.

    -Lisandro Ulfila...
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 18/4/2017, 15:14

    Voltando a se sentar em seu computador Icaro se apoiou no braço de sua cadeira ouvindo as palavras de Valentina e Mariano, a breve conversa acabou por deixar Icaro tenso, ouvir o nome de seu próprio senhor naquela situação não era nada agradável.

    “ Lisandro! Isso é ruim, muito ruim! Será que ele está implicado nisso?”

    Encarando Valentina e Mariano, o cainita suspirou alto ao responder de forma direta a ambos.

    - Não podemos descartar a possibilidade de ser alguém de dentro da família. Isso também se aplica ao caso de Olympia, me perdoe por isso Valentina. Se meu senhor está nisso temos que descobrir, minha lealdade é com os Ufilia isso não vai mudar.

    Passando a mão pelo cabelo Icaro se virou para a tela do computar enquanto arrumava seus pensamentos.

    - Agora temos o nome de um cainita para forcarmos, vou pedir pelas imagens de Lisandro nos últimos dias, posso tentar entrar nos e-mails particulares e até mesmo celular. Algum de vocês tem alguém que possamos deixar perto de Tiburzio sem levantar suspeitas?
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 19/4/2017, 22:10

    Ouvindo o nome de Lisandro, Mariano demonstrava um enorme incomodo e cruzava os braços, sem saber exatamente como reagir. De certa forma ela olhava então para você quando a sua voz se fazia presente no local e sorrindo discretamente e aliviado pela sua intervenção.

    -Não há porque se desculpar Ícaro, eu sei que você não fala nada disso por mal. É um dos poucos homens que restou dentro dessa família, os outros se transformaram em cainitas e cainitas não sabem muito bem traçar linhas...

    Havia ali naquela fala algo a mais, ela olhava diretamente para você e nem sequer se preocupava com as reações negativas de Mariano. Esse por sua vez comentava:

    -Tenho alguns vassalos para essa função, não será um problema. Mas acredito que o monitoramento tecnológico seja a nossa melhor opção.

    Valentina então se coloca de pé e caminha um pouco na sua direção, passando por ti e parando ao seu lado. Virando-se para então responder:

    -Concordo com Mariano.

    Ali, discretamente colocava as mãos para trás segurando a bolsa, segurando a bolsa e abrindo a mesma, deixando bem claro que havia um papel rosa bem fino para que você pegasse, era na realidade um lenço bem bonito e delicado com alguma mensagem escrita.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 20/4/2017, 00:28

    Icaro compartilhava do incomodo de Mariano, ouvir o nome de seu senhor naquela situação era algo bem desagradável, ainda mais quando a segurança da família estava abalada.

    As palavras de Valentina pegaram Icaro de surpresa, havia algo claramente mal resolvido entre os dois, ou simplesmente algo de que o cainita não estava ciente.

    “ Espero que isso não interfira no que temos que fazer.”

    Concordando com a cabeça Icaro observou a movimentação de Valentina, os olhos do cianita pegaram de relance a bolsa aberta e o pequeno papel rosa, engolindo em seco Icaro se virou para Mariano comentando.

    - Mesmo assim acho adequado colocarmos alguém observando Tiburzio. Não temos câmeras em todos os lugares para capturar imagens, se dependermos apenas de meios tecnológicos podemos deixar passar alguma coisa.

    Esperando pela resposta de seu primo, Icaro tomou o cuidado de pegar o papel de Valentina sem chamar a atenção do mesmo, virando-se para o computador o cainita ainda comentou.

    - Vou estar colocando dois membros de meu rebanho para nos ajudar, isso vai agilizar o trabalho e garantir novos resultados.

    Com cuidado Icaro guardou o lenço no bolso do casaco ao retirar o celular para verificar se havia alguma mensagem, colocando de volta o celular no bolso o cainita suspirou enquanto começava a planejar como faria para entrar no e-mail particular de Lisandro.

    " Oque está acontecendo?!"
    avatar
    Danto
    Admin

    Mensagens : 2652
    Data de inscrição : 04/06/2012
    Idade : 25

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Danto em 20/4/2017, 15:08

    -Tens razão Ícaro, irei entrar em contato com meu vassalo e verificar algumas possibilidades. Acredito que existam alguns para ficarem próximos de Tirburzio, quanto mais jovem melhor... Um instante.

    O rapaz então se distanciava outra vez, indo para o corredor enquanto tirava o celular do bolso para realizar uma ligação. Era um processo natural esperado pela notável educação do mesmo. Nesse instante você verificava seu celular e via uma mensagem de Eliseo:

    sms de Eliseo:
    Boa Noite Ícaro, desculpe o atraso. Acabei de chegar no apartamento da Cleo, ela havia dito que iria me buscar mas simplesmente não apareceu, consegui convencê-la de apresar-se mas já conhecendo ela... Vamos demorar um pouco mais do que o previso. Sigo tentando apressar ela!

    Valentina se sentava em um banco o mais perto possível de ti. Aguardando pacientemente que você lesse o papel que ela havia lhe entregado, mas sem olhar diretamente para você, ela tirava o celular da bolsa e começava a verificar algumas coisas.
    avatar
    Jess

    Mensagens : 1475
    Data de inscrição : 12/01/2016
    Idade : 25
    Localização : Neverwere

    Re: Primeiro Arco de Icaro: Ato I - Honra e Tradição

    Mensagem por Jess em 20/4/2017, 22:51

    Concordando com as palavras de Mariano, Icaro observou de relance que seu primo ia para o corredor fazer a ligação, na tela de seu celular a mensagem recebida de Eliseo fez com que o cainita suspirasse profundamente, Cleo era uma excelente profissional, mas péssima com seus horários.

    Lendo com cuidado o lenço rosa de Valentina o cainita fechou o cenho, olhando para sua prima ao seu lado Icaro permaneceu calado por algum tempo, com cuidado Icaro abriu uma das gavetas de sua escrivaninha retirando um celular reserva dali, colocando-o nas mãos de Valentina o cainita sussurrou de leve para a mesma.

    - Me explique o que você sabe e porque acha isso. Esse telefone não é rastreável, me mande por texto. Quando estivermos a sós conversamos.

    Voltando para a atenção para o próprio celular Icaro respondeu a mensagem de Eliseo.

    Mensagem para Eliseo:
    Tudo bem, apenas peço que a traga. Preciso dos dois aqui e seria bom apressa-la o máximo que puder.
    Fico no aguardo.
    P S: Desculpe o incomodo.

    “Porque isso? Valentina veio com o bilhete escrito, isso significa que ela sabe de algo, também é um indicio de que Olympia tem algo a ver. Será que é apenas medo de ser confundida com sua senhora?!”


      Data/hora atual: 23/8/2017, 09:00